In this city-building strategy game, you control a group of exiled travelers who decide to restart their lives in a new land. They have only the clothes on their backs and a cart filled with supplies from their homeland. The townspeople of Banished are your primary resource.
Análises de utilizadores:
Recentes:
Muito positivas (248 análises) - 85% das 248 análises de utilizadores nos últimos 30 dias são positivas.
No geral:
Muito positivas (19,506 análises) - 90% das 19,506 análises de utilizadores sobre este jogo são positivas.
Data de lançamento: 18 Fev, 2014

Inicia a sessão para adicionares este artigo à tua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo.

Idioma "Português (Portugal)" não disponível
Este produto não está disponível no teu idioma local. Verifica a lista de idiomas disponíveis antes de fazeres a compra.

Comprar Banished

 

Acerca deste jogo

In this city-building strategy game, you control a group of exiled travelers who decide to restart their lives in a new land. They have only the clothes on their backs and a cart filled with supplies from their homeland.

The townspeople of Banished are your primary resource. They are born, grow older, work, have children of their own, and eventually die. Keeping them healthy, happy, and well-fed are essential to making your town grow. Building new homes is not enough—there must be enough people to move in and have families of their own.

Banished has no skill trees. Any structure can be built at any time, provided that your people have collected the resources to do so. There is no money. Instead, your hard-earned resources can be bartered away with the arrival of trade vessels. These merchants are the key to adding livestock and annual crops to the townspeople’s diet; however, their lengthy trade route comes with the risk of bringing illnesses from abroad.

There are twenty different occupations that the people in the city can perform from farming, hunting, and blacksmithing, to mining, teaching, and healing. No single strategy will succeed for every town. Some resources may be more scarce from one map to the next. The player can choose to replant forests, mine for iron, and quarry for rock, but all these choices require setting aside space into which you cannot expand.

The success or failure of a town depends on the appropriate management of risks and resources.

Requisitos do Sistema

    Mínimos:
    • Sistema Operativo: Win XP SP3 / Vista / Windows 7 / Windows 8
    • Processador: 2 GHz Intel Dual Core processor
    • Memória: 512 MB de RAM
    • Placa gráfica: 512 MB DirectX 9.0c compatible card (shader model 2)
    • DirectX: Versão 9.0c
    • Espaço no disco: Requer 250 MB de espaço livre
    • Placa de som: Any
    Recomendados:
    • Sistema Operativo: Windows 7 / Windows 8
    • Processador: Intel Core i5 processor (or greater)
    • Memória: 512 MB de RAM
    • Placa gráfica: 512 MB DirectX 10 compatible card
    • DirectX: Versão 11
    • Espaço no disco: Requer 250 MB de espaço livre
    • Placa de som: Any
Análises de clientes
Sistema de análises de utilizadores atualizado! Fica a saber mais
Recentes:
Muito positivas (248 análises)
No geral:
Muito positivas (19,506 análises)
Publicadas recentemente
cesarml
48.8 hrs
Publicada: 17 de Julho
É um bom jogo. No início é bem desafiador, mas quando voce começa alcança uma estabilidade na sua cidade, confesso que ele fica um pouco monótono.

Quem gosta de construção recomendo por ser um bom desafio
ofelia.godinho
19.3 hrs
Publicada: 26 de Junho
Its a Good and simple game. Highly recommend
Lord d'A Toca
35.5 hrs
Publicada: 31 de Janeiro
8/10
[NEG]Haiderkoff²
36.5 hrs
Publicada: 5 de Janeiro
Muito bom o jogo,intrigante e viciante.
Chimichanga
39.8 hrs
Publicada: 6 de Dezembro de 2015
Ótimo jogo
liOn
155.2 hrs
Publicada: 26 de Novembro de 2015
Great.
Parmesão
7.5 hrs
Publicada: 9 de Novembro de 2015
Em uma "partida" já cansei do joguinho. Não tem muito mais o que fazer.
Tchancho
82.7 hrs
Publicada: 3 de Novembro de 2015
Great game! Like a real world.
Melgacius
21.3 hrs
Publicada: 21 de Setembro de 2015
Banished.

Mais um jogo God Mode do grupo Sim City, mas este com algumas particularidades interessantes. Para começar é desenvolvido só por uma pessoa, o que é impressionante quando consideramos o que acontece nos outros jogos, depois é um jogo simples e difícil ao mesmo tempo. Tem uma curva de aprendizagem longa, mas aparentemente linear, o que dá algum conforto a quem joga, pois elimina alguma da aleatoriedade que parece excessiva noutros jogos do mesmo género.

Contudo este detalhe não é uma vantagem total, porque quando percebemos a mecânica do jogo a magia desaparece e tudo começa a correr sem problemas ou grandes sobressaltos, ou seja, é extremamente desafiante nas primeiras horas, tornando-se repetitivo a partir daí.

As análises online usualmente reacaem nas primeiras horas, onde os nossos erros naturais e as catástrofes podem acabar com todo o nosso esforço, mas a dada altura já fazemos conta com isso e damos folga suficiente para nos morrer uma parte da população sem que daí venha grande problema. As catástrofes parecem ser uma forma mais simplista de substituir guerras ou ataques doutras tribos. Este jogo é completamente pacífico e os únicos contactos com povo externo acontece nas trocas comerciais, onde podemos trocar produtos que temos por outros que não temos e precisamos, mas até isto se torna inútil a partir de certo ponto. Talvez muuuuito lá mais para a frente se torne importante nos recursos finitos, mas nessa altura podemos também já não precisar deles.

Logo, é extremamente difícil e recompensador sobreviver aos primeiros Invernos, às primeiras tentativas falhadas de estabilizar a população, que tende sempre a subir ou, para não introduzir grandes spoilers, tende a cair bruscamente com os nossos erros de gestão de espaço e emprego, estragando-nos toda a estratégia não sustentada.

As pessoas são todas uniformes. Todos trabalham bem, não há revolta, nem comportamentos desviantes. As mortes parecem sempre justificadas e bem explicadas. Caso não sejam educadas as crianças começam a trabalhar aos 10 anos e não temos controlo onde vão parar, pelo que até podem ficar um dos taberneiros. Pode-se dar o caso duma pessoa não instruída acabar como professor.

Variações bruscar positivas de população só com os nómadas que podemos ou não acolher. Mesmo estes não acrescentam nada em termos de personalidade, simplesmente se misturam e tornam-se indiferenciados.

E é nisto que reside o problema. Quando o jogo chega ao ponto de equilíbrio percebemos que lhe falta o sal, as missões, os objectivos, a progressão um ou outro luxo, a melhoria da qualidade de vida... estagna de forma muito rápida.

Mesmo mudando de dificuldade parece acontecer tudo da mesma forma, só mudando as condições iniciais.

Neste momento custa €18,99 aqui no Steam. Vale a pena? Por esse valor não o compraria, mas se o adquirirem a 80% de desconto nos saldos como acabei por fazer é uma experiência muito interessante.

Deixo algum gameplay: https://www.youtube.com/watch?v=AJqHcEFZR1s

Agora que carrego no "sim" a recomendar este jogo, noto que é o jogo em que mais achei esta classificação redutora.
Ridículo
54.2 hrs
Publicada: 28 de Agosto de 2015
Otimo jogo!
Análises mais úteis  No geral
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
24.1 hrs em registo
Publicada: 30 de Abril de 2014
Um bom jogo apesar de ao fim de uns dias perder o interesse porque tem pouco conteudo.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 8 pessoas (88%) acharam esta análise útil
Recomendado
9.5 hrs em registo
Publicada: 18 de Agosto de 2014
Deslumbrante e desafiante.
Graficamente muito bem conseguido, Banished não tem nada de particularmente original. Faz lembrar um Simcity na antiguidade e sem uma evolução temporal, sem toda a panóplia de novos edifícios para pesquisar e construir. Não, Banished é aparentemente bastante mais simples. Tudo está à nossa disposição desde o início. As construções, pelo menos. Aquilo que se pode ir adquirindo ao longo do tempo são novas sementes para colheitas ou novos animais para criação (vacas, galinhas e ovelhas). Parece simples. Mas não é.

Há que manter um equilíbrio precário entre o crescimento e todo um conjunto de matérias primas e construções necessárias. Há que zelar pelos habitantes da nossa pequena aldeia. Comida será o mais básico, claro. Mas roupa quente e lenha para as lareiras, no inverno, são obrigatórios. Bem como ferramentas, a fim de melhorar o seu rendimento no trabalho que esteja a levar a cabo. E há ainda materiais de construção, como troncos de madeira, pedra e ferro. Um deslize pode ser catasfrófico. A falta de ferro poderá levar à falta de ferramentas que, por sua vez, poderá afectar a produção de comida fundamental para a sobrevivência dos nossos aldeões. A falta de capacidade de aprovisionamento para alimentação também pode significar um fim prematuro para os cidadãos também. E há que salvaguardar bem cedo a construção de um hospital e de herbalistas, para evitar a propagação de doenças, bem como de poços, para facilitar o combate a eventuais incêndios que de outra forma poderiam arrasar parte da nossa aldeia.

Não sei bem até que ponto a diversidade da alimentação tem impacto na saúde dos habitantes da aldeia, mas um dos objectivos que assumi foi o de ter todas as culturas disponíveis, para campos ou pomares e também para currais. Os currais armazenam animais que depois se reproduzem (se tudo correr bem, claro). Quando atingem determinado número, alguns animais são abatidos, aproveitando-se a sua carne, mas também a sua pele, que pode ser utilizada para a confecção de vestuário. Tal como a lã que as ovelhas fornecem.

Era bom ver o jogo - ainda em desevolvimento - tirar partido dos lacticínios das vacas ou do trigo produzido para a confecção de novos alimentos. Algo que adensasse ainda mais a sua complexidade.

Um jogo estranhamente viciante e difícil de dominar à primeira. Recomendado vivamente para quem aprecia jogos do género.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 7 pessoas (86%) acharam esta análise útil
Recomendado
21.3 hrs em registo
Publicada: 21 de Setembro de 2015
Banished.

Mais um jogo God Mode do grupo Sim City, mas este com algumas particularidades interessantes. Para começar é desenvolvido só por uma pessoa, o que é impressionante quando consideramos o que acontece nos outros jogos, depois é um jogo simples e difícil ao mesmo tempo. Tem uma curva de aprendizagem longa, mas aparentemente linear, o que dá algum conforto a quem joga, pois elimina alguma da aleatoriedade que parece excessiva noutros jogos do mesmo género.

Contudo este detalhe não é uma vantagem total, porque quando percebemos a mecânica do jogo a magia desaparece e tudo começa a correr sem problemas ou grandes sobressaltos, ou seja, é extremamente desafiante nas primeiras horas, tornando-se repetitivo a partir daí.

As análises online usualmente reacaem nas primeiras horas, onde os nossos erros naturais e as catástrofes podem acabar com todo o nosso esforço, mas a dada altura já fazemos conta com isso e damos folga suficiente para nos morrer uma parte da população sem que daí venha grande problema. As catástrofes parecem ser uma forma mais simplista de substituir guerras ou ataques doutras tribos. Este jogo é completamente pacífico e os únicos contactos com povo externo acontece nas trocas comerciais, onde podemos trocar produtos que temos por outros que não temos e precisamos, mas até isto se torna inútil a partir de certo ponto. Talvez muuuuito lá mais para a frente se torne importante nos recursos finitos, mas nessa altura podemos também já não precisar deles.

Logo, é extremamente difícil e recompensador sobreviver aos primeiros Invernos, às primeiras tentativas falhadas de estabilizar a população, que tende sempre a subir ou, para não introduzir grandes spoilers, tende a cair bruscamente com os nossos erros de gestão de espaço e emprego, estragando-nos toda a estratégia não sustentada.

As pessoas são todas uniformes. Todos trabalham bem, não há revolta, nem comportamentos desviantes. As mortes parecem sempre justificadas e bem explicadas. Caso não sejam educadas as crianças começam a trabalhar aos 10 anos e não temos controlo onde vão parar, pelo que até podem ficar um dos taberneiros. Pode-se dar o caso duma pessoa não instruída acabar como professor.

Variações bruscar positivas de população só com os nómadas que podemos ou não acolher. Mesmo estes não acrescentam nada em termos de personalidade, simplesmente se misturam e tornam-se indiferenciados.

E é nisto que reside o problema. Quando o jogo chega ao ponto de equilíbrio percebemos que lhe falta o sal, as missões, os objectivos, a progressão um ou outro luxo, a melhoria da qualidade de vida... estagna de forma muito rápida.

Mesmo mudando de dificuldade parece acontecer tudo da mesma forma, só mudando as condições iniciais.

Neste momento custa €18,99 aqui no Steam. Vale a pena? Por esse valor não o compraria, mas se o adquirirem a 80% de desconto nos saldos como acabei por fazer é uma experiência muito interessante.

Deixo algum gameplay: https://www.youtube.com/watch?v=AJqHcEFZR1s

Agora que carrego no "sim" a recomendar este jogo, noto que é o jogo em que mais achei esta classificação redutora.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
26.4 hrs em registo
Publicada: 22 de Junho de 2014
Melhor jogo de simulacao e estrategia!
simples e dificil ao mesmo tempo
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
53.5 hrs em registo
Publicada: 1 de Outubro de 2014
Banished

Uma grande supressa a todos os níveis.
Um jogo cheio de detalhes mas ao mesmo tempo muito simples de se jogar com um design fantastico.
Enganem se aqueles que pensam que um jogo assim não terá desafio mas muito pelo contrário Banished e um jogo em que qualquer pequeno desequilibro pode ser o fim da Vila/Cidade.


Nota: 7.7/10
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
26.0 hrs em registo
Publicada: 23 de Março de 2014
Great game. Could be cheaper but you will enjoy it. It's a bit hard in the beggining but if you can manage your food you will succed. I recommend Banished.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
102.7 hrs em registo
Publicada: 26 de Junho de 2014
Such a nice game, you will spend some hours on it for sure.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Não recomendado
31.8 hrs em registo
Publicada: 15 de Agosto de 2014
Really Nice game, but very disbalanced!! So much starvation and cold. Tools and Cloaths gone in a blink of the eye reasonless (sometimes slowly, sometimes fast, no reason at all!). Citizen has low health even with many hospitals and medicines. Maps are so tight (you do not have a plan map do work, always tight by the montains). Citizens always take a expasionism as a priority (colect goods by the map), even when you order to do something else. If anything bad happen with your city, you will lose!!!! (no chance to repair). You try to construct a huge city, and managed it. But any dificulty happen screw all you work repairless.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 2 pessoas (50%) acharam esta análise útil
Recomendado
21.9 hrs em registo
Publicada: 28 de Outubro de 2014
um bom jogo . e curto por falta de objectivos. mas e muito divertido
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
0 de 1 pessoas (0%) acharam esta análise útil
Recomendado
155.2 hrs em registo
Publicada: 26 de Novembro de 2015
Great.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada