In this city-building strategy game, you control a group of exiled travelers who decide to restart their lives in a new land. They have only the clothes on their backs and a cart filled with supplies from their homeland. The townspeople of Banished are your primary resource.
Análises de usuários: Muito positivas (15,349 análises)
Data de lançamento: 18/fev/2014

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Banished

 

Recomendado por curadores

"A Pretty Good City Builder, its a bunch of good fun but is a little bare bones atm, however that might change in a few updates but its still really fun"

Sobre este jogo

In this city-building strategy game, you control a group of exiled travelers who decide to restart their lives in a new land. They have only the clothes on their backs and a cart filled with supplies from their homeland.

The townspeople of Banished are your primary resource. They are born, grow older, work, have children of their own, and eventually die. Keeping them healthy, happy, and well-fed are essential to making your town grow. Building new homes is not enough—there must be enough people to move in and have families of their own.

Banished has no skill trees. Any structure can be built at any time, provided that your people have collected the resources to do so. There is no money. Instead, your hard-earned resources can be bartered away with the arrival of trade vessels. These merchants are the key to adding livestock and annual crops to the townspeople’s diet; however, their lengthy trade route comes with the risk of bringing illnesses from abroad.

There are twenty different occupations that the people in the city can perform from farming, hunting, and blacksmithing, to mining, teaching, and healing. No single strategy will succeed for every town. Some resources may be more scarce from one map to the next. The player can choose to replant forests, mine for iron, and quarry for rock, but all these choices require setting aside space into which you cannot expand.

The success or failure of a town depends on the appropriate management of risks and resources.

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • OS: Win XP SP3 / Vista / Windows 7 / Windows 8
    • Processor: 2 GHz Intel Dual Core processor
    • Memory: 512 MB RAM
    • Graphics: 512 MB DirectX 9.0c compatible card (shader model 2)
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 250 MB available space
    • Sound Card: Any
    Recommended:
    • OS: Windows 7 / Windows 8
    • Processor: Intel Core i5 processor (or greater)
    • Memory: 512 MB RAM
    • Graphics: 512 MB DirectX 10 compatible card
    • DirectX: Version 11
    • Hard Drive: 250 MB available space
    • Sound Card: Any
Análises úteis de usuários
58 de 60 pessoas (97%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
10.3 hrs registradas
Publicada: 19 de março
Banished é uma opção de simulador de cidades medievais, não é tão complexo como um Sim City que depende de diversos fatores para progredir sua cidade. O sucesso aqui depende do gerenciamento dos habitantes, e como e quais recursos você precisa estocar e produzir em determinada estação do ano. Sua ambientação fica somente na Era Medieval e não vai além disso, os gráficos são bonitos e leves. Não há dinheiro/ouro, tudo depende da coleta dos recursos no mapa ou por troca de mercadorias. E após entender as funções e atingir uma estabilidade no jogo, não tem segredo. Por outro lado sua simplicidade trás algumas limitações, as construções são poucas e restritas, não há melhorias. Mesmo com a possibilidade de atribuir profissões aos habitantes, não tem uma skill trees, que agregue um desafio a mais ao jogo. Ao atingir um bom nível de estoque dos recursos não há mais o que fazer, vai parecer monótono e parado demais para muitos.
Banished é um jogo bem tranquilo, as vezes até em demasia, mas o desafio em manter sua população e fazer com que ela cresça é o seu diferencial entre os demais simuladores, principalmente por ser na Era Medieval. Recomendo somente em uma ótima promoção.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3,062 de 3,124 pessoas (98%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
18.5 hrs registradas
Publicada: 1 de março
Was doing great. The little town of Aviono, 20k food, 78 adults, around 12 children, and 15 years in. When the 16th year came around, it all went to hell. A fire started, burning one of the three storage barns stocked with food. I tried to get my little people to fight the fire with the wells nearby. They failed miserably and the other two barns caught fire, (this is about the time I realized putting all my food storages close together was a mistake). The fire started to spread to the wooden houses nearby, so I paused the game and looked up how to fight the damn fire. I figured out prioritizing the fire would help, so I did it and it did the trick. After the fire was put out, I checked out the damage. All my food gone and 5-6 houses destroyed. I knew my first priority should be to get my food back up to support my ever growing population of little people. This is where I realised I had made another mistake. Over 70% of my food was coming from potato farms, and guess what? All of my farms were right next to each other and an infestation started. Farm after farm were getting infected and loosing crops and I had no idea how to stop it. (I'm not one to go back and load and earlier save) So I paused it and looked it up, I couldn't find out how to stop it this time and I let it run it's course. Now the starvation began, and the graveyard began to fill up with little people's grave stones. It was too late to plant crops to get enough food to feed them all, so I basically gave up and watched everyone die a horrible death. I closed my eyes, mourning the loss of the little people that I had led around for so long. Then...I opened my eyes. I had three people still living! One 19 year old male and one 22 year old mother with her 6 year old male child. I had another chance to fix the broken city and save Aviono. This female was my last hope, unless I could get her with a female child, all was lost. So I set them to work tearing down the now unoccupied houses of the original Aviono, since I was almost completely out of materials. I got them to live close to eachother and waited paitently untill....success! A female child was born. Life was good again. I set my new couple to tearing down everything not needed for materials and the future growth or Aviono. In the end, I had two stone houses, one of every type of resource production buildings, a town hall, and a cemetery (to remind me of the past mistakes). I got my population back up to 16 little people, and I sat back and sighed with relief. I had saved a town.


Then I realised that the new towns folk were all inbred children from the three survivors....
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
11 de 12 pessoas (92%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
13.0 hrs registradas
Publicada: 20 de junho
Em pleno FRIO DA ♥♥♥♥♥ todos os habitantes começam a morrer , 1 por 1 , no final não sobra nenhum pra contar história , Médicos , Caçadores , Professores , todos mortos , ai você me pergunta ' Pato , eles não tinham casas ? ' sim , tinham , até eu ir lá e demolir tudo =D

|| D I C A || Baixe a tradução: Dentro do jogo no menú vá em MODS depois em WORKSHOP e digita BR e baixe pro jogo ficar em Pt-br , fica 100% melhor.

minha notinha pro game 11/10.

Agora só falta uma atualização pra liberar um Putero bem daora e colocar no centro da cidade , vai aumentar a população em 250% e terá mais trabalhadores , professores , caçadores , filhos , netos pensem nisso =)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
11.2 hrs registradas
Publicada: 1 de março
De fato, um jogo interessante, Banished é um jogo meio único, é talvez um dos poucos jogos de administração/simulação/estratégia que eu vi que o atraso na colheita, a abstinencia de uma construção ou mesmo falta de pessoas em uma função, na chegada do inverno, condena todo seu vilarejo a uma morte horrivel em decorrência da fome ou frio, o que é bem interessante.

Acho que diferente do que outros comentários dizem, não se trata de um SimCity (pra mim, o jogo Medieval Lords cumpre essa função melhor), até pq a gestão é bem diferente em um jogo do tipo, mas sim te coloca bem mais próximo de uma situação real de administração, o q pra mim é o ponto principal deste jogo até então

Quanto a pontos negativos, bom, felizmente não tem muitos, a questão é mais que você é meio limitado para as construções, depois de 1~2h em um mapa, meio que vc já vai ter construido 60%-70% de tudo, pessoalmente acho que precisava de umas muralhas, uns moinhos, uns barbaros e pá (felizmente o workshop cumkpre algumas destas funções heh). Já o outro ponto é que, tirando os primeiros 5 anos do vilarejo e as condições iniciais escolhidas, meio que a dificuldade do jogo morre ai, pode rolar umas tragédias ou outras mas vc cai em plena paz.

por fim, dou um 8/10 pra esse jogo, vale á pena comprar, principalmente em sales
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 9 pessoas (89%) acharam esta análise útil
22.1 hrs registradas
Publicada: 8 de março
It's a fun game, very enjoyable, but unfortunately gets old too fast; once you understand how to mantain the resources of your town, its just more of the same. Buy it on a sale.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada