Firefall is a Free-to-Play sci-fi MMO Shooter set in a dynamic, living, open world. Experience fast-paced shooting action with thousands of players from around the world and fight against the Chosen to reclaim Earth.
Análises de usuários: Ligeiramente positivas (6,399 análises)
Data de lançamento: 29/jul/2014

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Jogar Firefall

Gratuito para Jogar

Comprar Firefall - Racer and Rocketeer Bundle

Inclui 2 itens: Firefall - "Racer" Premium Pack, Firefall - "Rocketeer" Premium Pack

Este produto não pode ser reembolsado. Saiba mais
 

Recomendado por curadores

"If you like defiance or maybe destiney why not try this? Its not p2w but it is a grind."

Atualizações recentes Ver todos (8)

10 de fevereiro

Update 1.3: War in the Amazon is LIVE!



Accord forces have cornered the Chosen Razorwind clan deep in the Amazon rainforest. The Razorwind clan has made its last stand at an ancient battlefield from the Crystite Wars. While they have been wounded, they won't go down without a fight. The harder we hit them, the harder they will hit us, using the next evolution of their Juggernauts and Siegebreakers, now more deadly than ever.

Your mission: wipe them out. Root them out of the tunnels that riddle the area, flush them from the swamps of the Sombrio, and hunt them in the wreckage of the UAS Horizon. Complete daily missions for the Accord to gain access to the climactic battle against Razorwind's generals.

To aid you in this fight, new archetype specific battleframe cores have been made available. These special WARCOM-developed cores grant you new abilities that will make you more lethal than you have ever been.

Gear up. This will be a battle the likes of which Firefall has never seen.

Check out Update 1.3's Feature Page

Read the Update Notes here!

11 comentários Leia mais

Análises

“Hands down, Firefall is a great game that keeps delivering as you play.”
90 – Nerd Reactor

“Firefall is a game that seriously mixes the shooter and RPG genre into one game and does this extremely well.”
80 – OnRPG

“Simply put, Firefall is one of the most robust and best-playing F2P MMOs you can find.”
74 – MMORPG

New Update!



The joint efforts of the Accord and the ARES Initiative have driven the Chosen Razorwind clan to flee into the depths of the Amazon, but the war has just begun. Join us in taking the battle to the once luscious rainforest, where the Chosen will be making their final stand against humanity. Suit-up and prepare for war, pilot.

Features:

Chosen Warzone – Get ready for the first Warzone, a massive battleground where players must work together to combat the Chosen Razorwind threat and secure critical vantage points that will help the Accord win the war. This endgame zone includes brand new enemies, dynamic encounters and missions, and rewards!

Big Game Hunter – Polish your plasma canons and prepare to hunt! Big Game Hunter features stronger, mutated versions of normal creatures to challenge as well as new achievements for players brave enough to stalk these rabid beasts.

New Improvements – Update 1.3 also contains numerous additions and improvements to Firefall including new reputation system, new ranged weapon modules, and a new squad loot feature. Log in and experience it all today!

Sobre este jogo

Fundamentally built to be a completely Free-to-Play AAA MMO Shooter, Firefall delivers an engaging gameplay experience like no other. With a constantly changing world, deep narrative, endless customization, and rewarding player progression, Firefall will consistently deliver spectacular content that will please both PvE and PvP players.

Reclaim Earth

"I grow tired of watching my friends die in battle day after day. The Chosen have claimed more of us than we have of them, and the Melding consumes more of our planet by the minute. This is still our home, our planet, and we want it back. Join us and help us fight this dreaded war, because as our world falls, we rise together." - Unknown ARES Pilot on the frontlines.

Key Features


• Explore a vast, evolving open world with dynamic content that responds to player interactions.
• Discover the lore of Firefall through episodic narrative.
• Combat your enemies in a skill based shooter in either first or third person view.
• Engage dynamic Missions and Events, including epic Titan Battles.
• Upgrade your Battleframe with limitless crafting, loot, and progression.
• Outfit your character with endless customization options.

Dynamic, Living, Open World
Explore a vast open world from New Eden to Devil’s Tusk. Become an elite ARES pilot and be prepared to fight an array of creatures as well as confront the Chosen. Don a variety of Battleframes and destroy your enemies from either a first or third person viewpoint.

Heroes Will Rise
Combat the Chosen to reclaim earth and become the best ARES pilot in your class. With familiar and highly polished shooting mechanics, your skill and dedication will be rewarded. Firefall is action packed with rewarding content, including massive Titan Battles for PvE and skill-based open world PvP.

A World without Limits
Firefall is the first AAA Free-to-Play MMO Shooter. Outfitted with military-grade battleframes, players will be able to collect equipment and materials to customize and strengthen their arsenal of weapons and abilities, while experiencing Firefall’s rich lore and engaging content. With epic loot to be unearthed and rewarding level progression to be achieved, the possibilities in Firefall are limitless.

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • OS: Windows XP SP3
    • Processor: AMD Dual Core @ 2.6GHz; Intel Dual Core @ 2.2GHz
    • Memory: 4 GB RAM
    • Graphics: Nvidia 8600 or ATI 4xxx with 1GB of VRAM
    • DirectX: Version 9.0c
    • Network: Broadband Internet connection
    • Hard Drive: 20 GB available space
Análises úteis de usuários
52 de 59 pessoas (88%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
9.0 hrs registradas
Publicada: 12 de abril
Firefall é um título belíssimo visualmente e com um imenso potencial, mas perdeu seu rumo após um longo, longo período de desenvolvimento que parece não ter fim. Seu rico enredo foi largado pelo caminho e substituído pela necessidade gritante de agradar a todos ao mesmo tempo e pela monetização.

Nas primeiras quatro horas de Firefall matei aranhas, aranhas e mais aranhas. Eventualmente alienígenas armados. Mas, basicamente, aranhas.

O lore do jogo é despejado sobre minha cabeça aos borbotões, em diálogos rápidos demais. Sei apenas que estou em Copacabana, mas não tem praias por aqui, nem vendedores de Mate Leão ou as famosas pedras portuguesas. Mas existem cogumelos gigantes, um nave colossal caída no oceano e um horizonte a perder de vista, sinais de um dos mais bonitos jogos que já experimentei. Os gráficos são mesmo deslumbrantes. Pena que eu não sei direito o que estou fazendo aqui.

Na primeira hora, acontece um tipo de tutorial, onde o jogo te puxa pela mão e mostra uma penca de coisas legais de uma vez só: os jetpacks, os gliders, os tiroteios nervosos, as motocicletas futuristas de Akira. Ainda sonso com tudo aquilo, você é largado no cenário e agora é bola pra frente. As missões disponíveis a seguir envolvem matar aranhas, muitas aranhas, "aranhas" mesmo em bom Português porque estamos em Copacabana, não podemos esquecer.

Há um risco real de sua munição acabar no meio do combate, a menos que tenha um ponto de munição por perto (nem sempre tem) ou você tenha fabricado antes de sair por aí. Sua arma primária tem um tiro secundário, que é inútil. Sua arma secundária também tem dois modos de tiro, ambos inúteis. Se você precisa usar sua arma secundária, é melhor encomendar o caixão. O que é uma pena, porque eu achei a maioria das armas secundárias bem mais interessante que as primárias até agora: escopetas, metralhadoras e até lança-granadas, enquanto a primária é aquele clichê futurista de pew-pew-pew.

A ação é acelerada, similar a um FPS. Até porque é possível mudar o campo de visão para primeira pessoa. As habilidades exercem pouca influência durante a luta, então atire e esquive (ou pule) e você estará com a vitória em mãos. É um daqueles raros MMOs onde você não precisa ficar o tempo todo de olho no cooldown dos poderes. Só na munição mesmo. Em contrapartida, você sacrifica o aspecto tático dos tiroteios e não há animações sensacionais que façam você se sentir um exterminador de vilões.

Agora, com nove horas de jogatina marcadas pelo Steam, continuo com a sensação de que não sei o que estou fazendo aqui, mas o futuro é claro: o jogo será desinstalado.

Após um longo hiato, quando retorno ao título há a impressão de alguns detalhes mudaram. Há indicações melhores no mapa de para onde eu posso ir para ver um pouco de ação. Esse pouco de ação continua a mesma coisa: aranhas, mosquitos e tatuís mutantes gigantes emergem do nada em ondas e você precisa destruí-los. É o básico do básico do grinding de qualquer MMO, exceto que aqui o senso de progressão é inexistente, seja em termos de enredo, seja em termos de níveis de poder. Onde está aquela peça de equipamento que lhe confere +2% na Estatística X, que é quase nada, mas dá aquela sensação boa de ir para frente? Não há. Você acumula itens de pouco valor que servem para comprar itens de pouco efeito. Com uma fortuna em cristais em mãos, adquiri cinco granadas. Usei as cinco em um combate árduo. Tiveram literalmente pouco impacto.

A verdadeira evolução está escondida em armaduras, battleframes, que precisam ser adquiridas com dinheiro do mundo real. Ou isso ou entendi muito errado, porque outro defeito do jogo é a falta de explicação de tudo.

Uma segunda mudança que notei entre Fevereiro e ontem foram os bugs. Cliquei oito vezes na job board, o computador no universo do jogo que lista as missões disponíveis para você. Cliquei oito vezes e não aconteceu nada. Saí por aí, rumo a um ponto no mapa que indicava a presença de bandidos, desafios bem mais interessantes que a fauna local. Vários minutos depois, no meio da luta, a interface missões abriu. Cliquei para fechar. Abriu de novo. Abriu todas as oito vezes que eu havia clicado antes, com um atraso inacreditável. Enquanto isso, tomava chumbo. Não cheguei a morrer por causa do bug, mas foi desagradável.

Em uma das vezes que a interface apareceu, aceitei a primeira missão listada, sem nem ler. A descrição da missão só apareceu dois minutos depois, quando já tinha até esquecido novamente.

Percebi também a falta de variedade das missões. Em uma delas eu tinha que verificar o que aconteceu com um time de patrulheiros. Chegando no acampamento deles, fui atacado "de surpresa" por aranhas. Seguindo o rastro dos sobreviventes, encontrei um corpo. Ao investigar o corpo, fui surpreendido outra vez por aranhas. Continuando na pista, achei outro cadáver. Absolutamente nada ao redor. Ao clicar no defunto... ataque "surpresa" de aranhas. Acredite se quiser, no final da missão, achei o terceiro e último cadáver e, ao chegar perto, mais aranhas. Depois disso tudo, uma caminhada de 500 metros até o quest giver, porque no futuro ninguém usa celular.

O combate é frenético, mas repetitivo e sem variedade. A paisagem é de cair o queixo, reconheço. Tiro fotos a todo momento. Mas o verniz dura pouco. Ao explorar uma caverna, encontro uma base abandonada, destruída, com um nível que só pode ser alcançado com saltos calculadas de retrofoguetes. Chegando no nível "secreto", não há nada para enfrentar além de um par de bandidos. Nenhum prêmio. Nem mesmo um fragmento de história. Isso é Firefall tentando me dizer: "não se aprofunde, não procure por camadas".

Eu entendo o recado.

Originalmente publicado em: http://blog.retinadesgastada.com.br/2015/04/nao-jogando-firefall.html

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 7 pessoas (57%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
0.4 hrs registradas
Publicada: 12 de fevereiro
Otimo Jogo
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
686 de 819 pessoas (84%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
48.3 hrs registradas
Publicada: 19 de janeiro
I Started playing this game waaaaaay back when beta first started. So ignore low play hours on steam.

This game has gone through some rough times, and 2 major and complete overhauls since they first invited people to beta. They started pretty weak... then turned it into something amazing, but far from complete. Then a bunch of whiny babies complained about it and thus left us with another Sub par major overhaul of the core game mechanics.

This game used to be all about exploring where ever you wanted. Thumping where ever you wanted, grinding where ever you wanted. An actuall sandbox about resource collection, crafting your own gear out of what you collect and true exploration.

Now, it's just another "grind missions here, then move on to the next map, grind missions here, then move on.
They limited you sooo much from what their 2nd core systems had. Now you have to follow their paths, do what they want you to do. Not to mention you have to grind for yer gear. Stupid RNG system with Loot rolls, really original guys...

While it is a unique game, they ruined what it could have been instead of taking a risk and sticking to the amazing game systems they had.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
123 de 158 pessoas (78%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
82.7 hrs registradas
Publicada: 9 de janeiro
As many posters have illustrated before, this game has taken a turn for the worse since true release. I played back in beta where the focus was on the idea of thumping (obtaining resources) and teamplay, with open world events being common such as having areas taken over and such. There was MASSIVE potential for tech tree progression, the crafting system, and development of the storyline.

And that's where it all went wrong. Nowadays, the focus is mostly on grinding up to certain levels and then instancing to fight the same things over and over and over again. The storyline is bland and has made perhaps 5% progress since closed beta, and the balancing is horrendous. Each time they make a change to a component such as crafting, something becomes "overpowered" or easier for the community. They then proceed to nerf this, which leads to another area becoming popular. Nerfs upon nerfs upon nerfs. No real content changes, failing to understand that their new crafting is fundamentally flawed to begin with.

Combat wise they made the game too much of a mix. A focus on teamplay oriented mining, or solo adventure? How about we try to do both and fail miserably simultaneously? They are just all over the place. I could rant on and on about this game, but there is honestly just too much.

TLDR: This game had potential and now it's a grindfest. Enjoy for maybe 10 hours if you REALLY want to try a new class, or pay an insane amount of money for very little. Your choice.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
780 de 1,257 pessoas (62%) acharam esta análise útil
51 pessoas acharam esta análise engraçada
1,561.2 hrs registradas
Publicada: 21 de janeiro
I only played a little. I guess it's ok.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada