O que acontece quando a única esperança de um mundo ameaçado não está nas mãos de heróis com armaduras reluzentes, mas sim sob o controle de um bando de desajustados e criminosos? Blackguards, um novo RPG de estratégia baseado em turnos, explora exatamente esta questão.
Data de lançamento: 22 Jan 2014
Marcadores populares para este produto:
Assistir a todos os 3 trailers

Comprar Blackguards - Standard Edition

$39.99

Pacotes que incluem este jogo

Comprar The Dark Eye Universe Bundle

Inclui 4 itens: The Dark Eye: Chains of Satinav, Memoria, Blackguards, Blackguards: Untold Legends

Comprar Blackguards - Deluxe Edition

Includes Blackguards, PLUS Artbook with ~150 pages, Soundtrack, digital World Map, Developer Interview Videos and 6 Exclusive Wallpapers

Conteúdo adicional para este jogo

Atualizações recentes Ver todos (26)

Localization Update – 3 new language packages now available

25 junho 2014




Hi guys,

we’re happy that today we are finally releasing our big localization update for our Blackguards. The update contains the reworked Russian localization as well as the brand new Japanese and Korean language packages.

Have fun playing and don’t get lost in Aventuria!

PS: The patch will available in about 2 or 3 hours from now, so please don’t worry if it’s not starting immediately.

Best,
Your Daedalic-Team

30 comentários Leia mais

New localization patch upcoming, featuring 3 new language packages!

16 junho 2014

Hi guys,

there are three new loca kits upcoming for Blackguards. First there is the reworked Russian localization, and second we are proud to announce that there will be a Japanese and Korean localization, too!

The patch including the new localizations will be available by the end of June 2014.

Best,
Your Daedalic Team

51 comentários Leia mais

Análises

“Blackguards is a real gem.”
4/5 – The Guardian

“A thrilling story, mixed with a deep, tactical and engaging gameplay.”
8/10 – http://www.everyeye.it/pc/articoli/blackguards_recensione_21543

“Blackguards feels like the gift that keeps on giving. At the heart of its brilliance is an enormously engaging story.”
8.7/10 – Hooked Gamers

Blackguards Deluxe Edition Content

Sobre o jogo

O que acontece quando a única esperança de um mundo ameaçado não está nas mãos de heróis com armaduras reluzentes, mas sim sob o controle de um bando de desajustados e criminosos? Blackguards, um novo RPG de estratégia baseado em turnos, explora exatamente esta questão. Você vai descobrir mais de 180 campos de batalhas únicos baseados em grade hex dentro de uma obscura e desenvolvida história de crime, drogas e assassinatos.

Jogue como guerreiro, mago ou caçador e personalize as habilidades de seu personagem como desejar. As desafiadoras campanhas proporcionam uma história de dúvida, traição e perda. Você decide seu rumo em passos decisivos e determina o resultado final.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

  • Mais de 180 campos de batalhas únicos oferecem desafios sempre crescentes e novos.
  • Certifique-se de ter muitos lanches, já que esta obscura aventura de fantasia tem mais de 40 horas de um jogo excitante.
  • Conduza até cinco personagens em seu grupo à gloriosa vitória ou à devastadora derrota.
  • Aproveite os encantadores cenários desenhados à mão. Eles são belos até quando os membros de seu grupo são chutados para fora deles.
  • A escolha de suas magias, aptidões a habilidades determina as táticas no campo de batalha. Agressivo? Defensivo? Tático? Você decide como lidar com cada encontro desafiador!
  • Use objetos interativos em combate como colmeias de abelhas ou barris para sua vantagem, ou exploda-se ao levar uma tocha para dentro de um pântano de gás.
  • Distribua danos violentos com 40 habilidades especiais e mais de 90 magias... ou, se estiver do outro lado, seja massacrado.

Requisitos do sistema – PC

    Minimum:
    • OS: Windows XP 32 Bit
    • Processor: 2 GHz Dual Core
    • Memory: 4 GB RAM
    • Graphics: nVidia GeForce 8600 GT, ATI Radeon HD 2600 XT
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 20 GB available space
    • Sound Card: DirectX 9.0c Compatible Sound Card with Latest Drivers
    Recommended:
    • OS: Windows Vista SP2, Windows 7 SP1, Windows 8 (32/64 bits versions)
    • Processor: 2.4 GHz Quad Core CPU
    • Memory: 4 GB RAM
    • Graphics: NVIDIA GeForce GTX 275, ATI Radeon 4770 Series or higher
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 20 GB available space
    • Sound Card: DirectX 9.0c Compatible Sound Card with Latest Drivers

Requisitos do sistema – Mac

    Minimum:
    • OS: Mac OS X Version 10.7 or higher
    • Processor: MacBook, MacBook Air, MacBook Pro, Mac Mini, iMac oder Mac Pro release year 2010 or newer
    • Memory: 4 GB RAM
    • Graphics: Intel HD4000, nVidia or AMD graphic card
    • Hard Drive: 20 GB available space
Análises úteis de usuários
15 de 15 pessoas (100%) acharam esta análise útil
80 produtos na conta
1 análise
20.4 hrs registradas
Blackguards é um jogo de rpg estratégico por turnos, semelhante a Fire Emblem,Final Fantasy Tatics, Civilization, kingdom Heart (GBA), a mecanica do jogo é intuitiva porem não confunda com simples (È de longe o mais complexo que ja joguei), a ambientação é de um clima pesado e belo, a trilha sonora reforça isso (me faz lembra diablo 1).

Pontos a favor:

-História
-Legendado em portugues
-Customização do personagem
-Ambientação exelente
-Humor clássico da Daedelic

Pontos Contra:

-As decisoes são manipuladas e lineares. (Voce vê um prisioneiro em uma cela, o jogo te da 2 opcoes, Libertar, ou Ouvir o prisioneiro, mesmo se voce escolher ouvir o prisioneiro, voce terá que libertar o prisioneiro depois.)

- A inteligencia dos inimigos são um tanto quanto decepcionante, mesmo no modo Dificil, vc ve inimigos entrando em terrenos com armadilhas VISIVEIS, ou atacando o primeiro personagem que tiver pela frente mesmo com outro com a metade da vida no lado, faltou um poco de programação dos inimigos.

- Pelo campo ser hexagonal faz o personagem ir por um caminho em zigue zague que faz ser quase impossivel despistar de algum perseguidor

- Os graficos são quadrados e pouco trabalhados, para um jogo de 2014. (Obs: conheço os jogos da daedelic e possuem esses graficos cartunestos e quadrados não reclamo disso, soh da falta de cuidado no acabamento na detalhação dos serrilhados, falto um anti-alissing melhor.)

- Custo elevado, mesmo que seja um ótimo jogo com esse preço de R$ 75,00 Versão normal e R$ 110,00 Versão Deluxe é muito caro para um jogo de midia digital.



Conclusão:

A historia, o ambiente e som fazem do jogo uma otima opcao pra quem quer um suspense com rpg-tatico, fora a moral que a daedelic ja tem desenvolvendo jogos como Deponia ou Edina e harvey, pra quem é fan e quer ajudar a sua desenvolvedora vale a pena comprar, assim como pra quem quer um rpg tatico de alta qualidade também recomendo, para os entusiastas que começaram agora a jogar jogos do genero tático recomendo esperar uma promoção da Steam e adquirir por R$ 35,00, por ser um jogo dificil, que pode frustar quem nao esta habituado a jogos do gênero.
Publicada: 19 abril 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
130 produtos na conta
2 análises
26.2 hrs registradas
Antes de começar, quero destacar que isso somente representa minha visão PESSOAL, vou destacar aquilo que gostei ou não gostei no jogo, o que pode diferir radicalmente de outras opiniões.

******** AVISOS **********

* Contém *alguns* spoilers.
* Só joguei até o capítulo 3, com um "ranger".
* Antes de jogar, li exaustivamente o sistema de regras no qual o sistema é baseado, além de alguns tutoriais do jogo em si.
* A ambientação é bastante interessante.

***************************

Prós:

- O jogo não tem classes, você monta seu personagem da forma como melhor lhe aprouver.
- O mundo é meio dark, e contém algumas decisões/opções de diálogo mais maduras.
- A história difere pouco do padrão de jogos de fantasia: herói em sua armadura reluzente, reúne um grupo de também heróis para salvar o mundo do mal. Ela não é tão "preto e branca", tem algumas escalas de cinza =) E os “heróis” estão mais pra anti-heróis.

Contras:

- Não curti o sistema de regras, baseado no dark eye versão 4. Por exemplo, achei exagero 3 testes para cada uso de talento ou magia, o que faz no começo as magias falharem com alguma frequência.
- Poucas magias (24).
- A animação dos personagens é estranha: reparem como a boca dos personagens mexe quando eles falam!
- A história parece forçada em determinados pontos: personagens entram no seu grupo pela simples razão de não terem lugar melhor para ir e vão ficando como se não tivessem objetivos muito claros. Um personagem seu morre DO NADA numa determinada batalha, sendo que teoricamente seria possível salva-lo.
- Personagens não são muito carismáticos... E algumas missões parecem ser forçadas também.
- Não parece haver "ritmo" na dificuldade das batalhas, a maioria é bastante fácil, mas de vez em quando vem alguma MUITO difícil de repente, e não necessariamente é de boss.
- Achei a dublagem um pouco fraca.

Resumindo: Pareceu interessante a princípio e tem muitas ideias boas, mas a junção de um sistema de regras enfadonho com uma história e personagens que não me agradaram muito, me desestimularam de continuar jogando!
Publicada: 1 julho 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
5 de 8 pessoas (63%) acharam esta análise útil
93 produtos na conta
11 análises
28.4 hrs registradas
Faz muitos anos que não jogo um RPG tático fantático como esse !
Expecional !
Publicada: 26 janeiro 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
237 de 329 pessoas (72%) acharam esta análise útil
44 produtos na conta
1 análise
29.3 hrs registradas
I was intrigued when I saw the game. So much so that I plunked down my cash for early access. But I realized very quickly that youre basically expected to run the game once completely blindfolded before you will ever know how to build the party or what theyre capable of. Mistakes will dog your every step during your first run. Its very tedious and frustrating. But the killer for me, the straw that breaks the camels back, is the ridiculous spike in difficulty from one fight to another. It would be one thing if there was some sort of difficulty precursor before a fight. But there isnt . You step from one fairly mild fight to, suddenly, be faced with a large force led by a high level mage and youre expected to kill everything on the map. IN SEVEN TURNS. Did I mention all the mobs have healing potions? And the leader is on the other side of the hex map? And there are spike traps and tripwires everywhere. So you need to kill 6 mobs, in 7 turns, while they use heal pots, while missing on roughly 30-40% of your attacks. This game is dead to me. I would say it isnt worth the 22 bucks i plunked down for early access. Its a ridiculous waste of cash at the durrent $35 price tag.
Publicada: 25 janeiro 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
83 de 106 pessoas (78%) acharam esta análise útil
1,605 produtos na conta
35 análises
16.3 hrs registradas
I reserve words for certain games. Words which define the game itself and help encapsulate what I'm trying to get across. This game merits one such word, and that word is :

"Chewy"

Here's the deal. Blackguards is a strategy game which has been dipped, liberally, in the world of The Dark Eye, think Dungeons and Dragons germanic cousin and you'll be in the right area. It's got a wonderful, thick, rich backstory, with a lot of history, gods, cults, personalities, politics and intrigue. This is a world that over the course of several games (Check out Drakensang when you get the chance if you find yourself a fan of Blackguards, it's worth the time invested) has become every bit as nuanced and subtle as the more accessible DnD counterpart. The operative word though is accessible.

The Dark Eye is to Pen and Paper roleplay what Dark Souls is to videogames. A stern, rock faced, cold hearted, unyielding dominatrix who seems impenetrable and who demands your complete and total servitude, and at the slightest folly will beat you bloody and raw and tell you to start over again. You will, multiple times, due to a flaw in your build that down the line results in your character ending up stunted and a fight proving a little beyond your reach or poor choices when you level your character.

But each time, you will learn, through the beatings and the whippings, much like Dark Souls, you will learn, and you will improve. Eventually once you get past the gatekeeper and once you've survived the rite of passage that is the near vertical learning curve of the games mechanics, you'll find a world that richly rewards, and deserves every minute you spend within it.

The graphics finally have shaken off a lot of the shoddiness and rough edges that have pervaded a lot of the TDE games, Blackguards is slick, smooth, and carries a glossy sheen with it, it's not QUITE melt your eyes gorgeous, but it's certainly pleasing to look at, and the spell effects certainly carry with them a definite sense of satisfaction as they connect and fly about the battlefield. So too has the voice acting and musical score improved, as presentation goes, Blackguards has matured TDE into a strong, and at last truly sellable product.

But it's not for novices. Noooooooo sir. This is not a new player friendly game. So far to date no actual "Roleplaying game" set in the TDE universe has managed to be even -remotely- new player friendly, this is not about to buck that trend, not when your character sheet runs to five seperate tabbed pages with more numbers to make sense of than the US Federal Budget. Not when the wheel that surrounds your character can offer dozens of possible options as to what action you might wish to take during a turn. Not when a conversation option can turn a story down a route that results in a fight you may not have been prepared for. This game does not go lenient on people who are not careful, not methodical, or not thoughtful.

The main story arc I'm going to leave spoiler free and focus on the mechanical side, the game follows a two-beat system, the world map, being a parchment map overworld that you zip around and visit static settlements to partake in various pleasantly rendered towns and villages, which offer side quests, conversation dialogs, healing and merchants. Then there's the meat of the game, a mix of single encounter and multi-encounter dungeons.

These take place on hex based maps which are closer to things like Kings Bounty : The Legend, however in this case, we're dealing with -single units-, and in this case the strategic rendering is done with TDE levels of detail. Characters are solid, so you can't shoot or cast spells through them, ditto for static objects and moveable objects. This means positioning becomes a factor, you can't just layer your melee in front of your casters, you need to play smart and ensure people are in the right place. Equipment too has significant impacts overall on the fight, with bows having minimum and maximum ranges before major penalties are applied. Spells have granular levels of "to hit" based on the casters skill... you get the idea. We're talking pen and paper levels of detail, rendered lovingly in the game.

Once you set up hotbars for your most frequently used abilities, fights run pretty smooth and fast, and the strategy element is as the word I used to begin with implies - "Chewy" - you'll be constantly thinking and rethinking your moves, and the AI puts up a respectable fight even at default difficulty. Environmental hazards too present a real and significant problem, and throw in an extra layer, thankfully there's no time constraint, so feel free to get a coffee as you ponder each move.

Do I recommend it? Yes. With the caveat. This is not a game that will appeal to everyone. It's a niche game. I celebrate it's existence. It's a strategy game for strategy gamers. If hexes, math, and stats excite you, get stuck in.
Publicada: 6 fevereiro 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
15 de 15 pessoas (100%) acharam esta análise útil
80 produtos na conta
1 análise
20.4 hrs registradas
Blackguards é um jogo de rpg estratégico por turnos, semelhante a Fire Emblem,Final Fantasy Tatics, Civilization, kingdom Heart (GBA), a mecanica do jogo é intuitiva porem não confunda com simples (È de longe o mais complexo que ja joguei), a ambientação é de um clima pesado e belo, a trilha sonora reforça isso (me faz lembra diablo 1).

Pontos a favor:

-História
-Legendado em portugues
-Customização do personagem
-Ambientação exelente
-Humor clássico da Daedelic

Pontos Contra:

-As decisoes são manipuladas e lineares. (Voce vê um prisioneiro em uma cela, o jogo te da 2 opcoes, Libertar, ou Ouvir o prisioneiro, mesmo se voce escolher ouvir o prisioneiro, voce terá que libertar o prisioneiro depois.)

- A inteligencia dos inimigos são um tanto quanto decepcionante, mesmo no modo Dificil, vc ve inimigos entrando em terrenos com armadilhas VISIVEIS, ou atacando o primeiro personagem que tiver pela frente mesmo com outro com a metade da vida no lado, faltou um poco de programação dos inimigos.

- Pelo campo ser hexagonal faz o personagem ir por um caminho em zigue zague que faz ser quase impossivel despistar de algum perseguidor

- Os graficos são quadrados e pouco trabalhados, para um jogo de 2014. (Obs: conheço os jogos da daedelic e possuem esses graficos cartunestos e quadrados não reclamo disso, soh da falta de cuidado no acabamento na detalhação dos serrilhados, falto um anti-alissing melhor.)

- Custo elevado, mesmo que seja um ótimo jogo com esse preço de R$ 75,00 Versão normal e R$ 110,00 Versão Deluxe é muito caro para um jogo de midia digital.



Conclusão:

A historia, o ambiente e som fazem do jogo uma otima opcao pra quem quer um suspense com rpg-tatico, fora a moral que a daedelic ja tem desenvolvendo jogos como Deponia ou Edina e harvey, pra quem é fan e quer ajudar a sua desenvolvedora vale a pena comprar, assim como pra quem quer um rpg tatico de alta qualidade também recomendo, para os entusiastas que começaram agora a jogar jogos do genero tático recomendo esperar uma promoção da Steam e adquirir por R$ 35,00, por ser um jogo dificil, que pode frustar quem nao esta habituado a jogos do gênero.
Publicada: 19 abril 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não

Prêmios