* OBS. ESTE JOGO EXIGE UM CONTROLE PARA SER JOGADO * Guia dois irmãos numa viagem épica ao estilo de conto de fadas, da autoria do visionário realizador sueco, Josef Fares, e do famoso estúdio de desenvolvimento, Starbreeze Studios. Controla os dois irmãos em simultâneo, ao experimentares o inédito jogo cooperativo no modo individual.
Data de lançamento: 3 Set 2013
Marcadores populares para este produto:
Assistir ao vídeo em HD
Observação: Brothers - A Tale of Two Sons requires a controller to play

Comprar Brothers - A Tale of Two Sons

$14.99

Atualizações recentes Ver todos (2)

This weekend only - 60% off the multi-award-winning game of 2013

30 maio 2014

Winner of dozens of awards in 2013 including the DICE Award for Best Downloadable Game and BAFTA Award for Innovation, Brothers: A Tale of Two Sons is a must for any discerning gamer.

23 comentários Leia mais

14 Avatars and 9 screenshots added

13 março 2014

Hello!

We just added 14 Avatars and 9 screenshot to the group. Hopefully you can find your favorite character among the avatars!

The link is here: http://steamcommunity.com/games/225080

Enjoy!

Almir
Starbreeze Studios

3 comentários Leia mais

Análises

“"Brothers: A Tale of Two Sons is an exquisitely told story set in a world overflowing with personality. It’s an immersive, emotional gem that’s not to be missed."”
4.5/5 – Adventure Gamers

Steam Big Picture

Sobre o jogo

* OBS. ESTE JOGO EXIGE UM CONTROLE PARA SER JOGADO *

Guia dois irmãos numa viagem épica ao estilo de conto de fadas, da autoria do visionário realizador sueco, Josef Fares, e do famoso estúdio de desenvolvimento, Starbreeze Studios.

Controla os dois irmãos em simultâneo, ao experimentares o inédito jogo cooperativo no modo individual.

Resolve quebra-cabeças, explora vários locais e luta contra chefões, controlando cada irmão com um manípulo analógico.

Um homem que luta pela vida. Desesperados para curarem o seu pai doente, dois filhos só têm uma opção: têm de embarcar numa viagem para encontrar e trazer a ""Água da Vida"". Para sobreviverem, terão de confiar um no outro.
Um tem de ser forte quando o outro é fraco, corajoso quando o outro é temeroso, têm de ser… irmãos.

Esta é uma aventura que jamais irás esquecer!

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • OS: Windows XP SP3
    • Processor: 2.4 GHz Dual Core Processor
    • Memory: 2 GB RAM
    • Graphics: NVIDIA GeForce 8600 /ATI Radeon HD 2600
    • DirectX: Version 9.0
    • Hard Drive: 2 GB available space
    • Additional Notes: Initial installation requires one-time internet connection for Steam authentication; software installations required (included with the game) include Steam Client, DirectX 9, Microsoft .NET 4 Framework, Visual C++ Redistributable 2010, and AMD CPU Drivers (XP Only/AMD Only)
Análises úteis de usuários
48 de 51 pessoas (94%) acharam esta análise útil
354 produtos na conta
1 análise
4.9 hrs registradas
Um jogo que consegue te envolver emocionalmente, com um epilogo que faz você se arrepiar e se emocionar com o controle.

Brothers - A Tale of Two Sons, não é um jogo complicado com puzzles complicados, ele foi feito para contar uma história, é um game linear, uma boa dica explore tudo o que for possível, não só pelos achievements, mas sim para entender o que os produtores quiseram passar com a jogabilidade inovadora do game, sim a jogabilidade surpreende por ser um coop single player. Mas feito de forma muito inteligente, pois o irmão mais velho é controlado pelo esquerdo no qual estamos mais habituados e já temos uma excelente coordenação e o irmão mais novo, mais desengonçado é controlado pelo direcional direito, onde ainda estamos aprendendo e vamos ganhando mais coordenação conforme jogamos.

O jogo é curto pode ser facilmente finalizado e platinado em até 3 horas se você for um bom explorador. Isso deixa um vazio, pois você quer ir um pouco além, você passa por belíssimas paisagens e pode tirar screenshots maravilhosas, as cores foram muito bem pensadas além do game ter sombras muito bem projetadas de acordo com a iluminação.

A trama é simples e para alguns até clichê, você vai se sentir no cinema mudo, com gestos fortes e sons onde você facilmente identifica o que tem de ser feito, seus puzzles como dito não são complexos, pois não é isso que o jogo quer passar, mas sim o apego emocional, me emocionei jogando pois lembrei de um amigo.

A trilha sonora é um ponto muito forte do jogo eu adorei. Os gráficos não são os melhores em termos de CG, mas dentro do contexto são espetaculares, você vai se encantar a cada montanha escalada, rios, oceanos, bosques, cidades e por aí vai.

Se pintar uma promoção não percam tempo, comprem e joguem vocês vão se emocionar com esse jogo.

Como disse este foi o único game que conseguiu me emocionar com o controle, e você só vai poder entender isso jogando.

Nota Geral: 10
Jogabilidade: 10
Gráficos: 10
História: 10
Música: 10
Publicada: 27 janeiro 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
38 de 40 pessoas (95%) acharam esta análise útil
211 produtos na conta
21 análises
3.7 hrs registradas
Brothers: A Tale of Two Sons é um jogo de aventura desenvolvido pela Starbreeze Studios e publicado pela 505 Games, lançado para PC em setembro de 2013. Nessa aventura, você controlará dois irmãos em um mundo construído pelo o cineasta Josef Fares. Recebido muitíssimo bem pela crítica, Brothers: A Tale of Two Sons promete uma nova experiência e uma viagem por seu mundo inesquecível.

Desenvolvido na Unreal Engine 3, o visual e os detalhes por todo seu mundo são excelentes e por ser justamente desenvolvido neste motor gráfico, o jogo consegue ser muitíssimo leve. O visual é definitivamente um dos pontos que mais impacta e surpreende em toda a aventura.

Composta por Gustaf Grefberg - responsável também pela trilha sonora de The Darkness, Enclave etc. -, a trilha sonora é excelente, já que trabalha muitíssimo bem em conjunto com o cenário e o seu visual.

O ponto mais forte do jogo é definitivamente a sua mecânica. A mecânica do jogo exige que você controle os dois irmãos, essa exigência que requer um controle para que a mecânica possa ser bem explorada. Apesar da exigência, o jogo disponibiliza a opção de jogar com teclado - cuja mesma eu não sabia e tive que adiar a experiência até a aquisição de um controle. Essa mecânica inicialmente confunde muito e até a adaptação, requer um certo tempo – esse tempo que o jogo, infelizmente, não possui.

O jogo infelizmente é muito curto, porém possui uma ótima história. A maneira como a história é apresentada é extremamente interessante, já que não há diálogos: existe a conversa entre os personagens e os NPCs, porém não é possível compreender as falas. O que o faz entender a história é a maneira como os eventos são apresentados e como os personagens interagem durante os diálogos, com gestos e encenações. Infelizmente, os eventos que ocorrem durante a história não são bem introduzidos e isso ocorre justamente pelo o tempo de jogo, que dura entre 3h e 3h30 no máximo.

Um ponto que deixa a desejar é a facilidade dos puzzles e a repetição dos mesmos, sendo os puzzles muito fáceis e muitas vezes rápidos de serem resolvidos. Entretanto, o que definitivamente atrapalha e requer um certo domínio para resolver os puzzles é a mecânica. Esse “pesadelo” o perseguirá durante todo o jogo, até a adaptação do controle.

Brothers: A Tale of Two Sons é um excelente jogo e, apesar de ser curto, oferece uma ótima experiência ao jogador por ser um jogo extremamente inovador em suas mecânicas e em seus elementos.
Publicada: 27 junho 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
35 de 40 pessoas (88%) acharam esta análise útil
382 produtos na conta
51 análises
3.3 hrs registradas
Aqui estou eu, já, baixando a trilha sonora que acabei de comprar no Bandcamp. Então, antes de mais nada, não perca tempo lendo o review do game. Compre a trilha que é uma das coisas mais emocionantes nessa peça que acabei de jogar: http://overkillsoundtracks.bandcamp.com/album/brothers-a-tale-of-two-sons-official-soundtrack

Ok, agora que estamos ouvindo a trilha juntos (assim espero), podemos começar a conversar sobre Brothers: A tale of two sons. E como esse game foi aclamado por toda parte (inclusive um imbecil do Youtube o considerou GOTY - sem noção) é super importante a gente já ir baixando algumas expectativas sobre o game, pra todo mundo jogar com o coração aberto, sem exigências AAA, ok?

Brothers: A tale of two sons é, antes de mais nada, um game simples com classificação etária 10+, ou seja, o jogo é tão simples, tanto na jogabilidade, quanto na história, que até aquele seu sobrinho de 10 anos vai jogar e vai gostar, principalmente por que o nível de dificuldade é super baixo com uma estrutura super linear. O jogo também é curto (depois de Skyrim qualquer jogo é curto...) e vai durar aí as suas 2 horas no máximo 3 para fazer 100%.

Pronto, derrubadas todas as expectativas de exploração, centenas de horas de gameplay, skill trees, itens etc., agora podemos falar os motivos que fazem Brothers ser um ótimo game.

Alguma vez na sua vida já tocou piano - ou tentou? Eu nunca consegui fazer mais de uma coisa com as duas mãos ao mesmo tempo. Brothers vai exercitar isso no seu cérebro a ponto de dar um nó e é aí que o game apresenta uma mecânica inovadora e muito interessante: single player co-op. Ha! Isso mesmo, co-op jogado por apenas um jogador. Em Brothers você irá comandar dois personagens AO MESMO TEMPO. Para isso é obrigatório o uso de um controle, pois cada um dos sticks controla um personagem. O stick da esquerda você controla o irmão mais velho e o stick da direita você controla o irmão mais novo. Os gatilhos servem para as ações de cada um, o da esquerda e da direita controlando cada um dos personagens.

Os puzzles, que são extremamente fáceis, usam a mecânica em sua totalidade. Você terá que se acostumar em controlar ambos simultaneamente. É uma pena o game não ter desdobrado toda essa mecânica com mais complexidade, talvez adicionando itens e mais exploração. Mas como disse, o game com sua simplicidade cumpri o seu papel tranquilamente.

A arte do jogo está muito bem feita, com lindas paisagens, paleta de cores muito bem escolhida e uma das melhores iluminações que já vi num game. Visualmente muito bem ponderado em todos os sentidos.

Além disso o game possui uma simples e emocionante história. Como eu sou um dos mais novos da minha família (tenho 5 irmãos), me conectei fortemente com o conto. Adorei o fato do game não possuir nenhum "idioma", praticamente como um filme mudo, usando da narrativa de gestos e entonações para expressar os diálogos. E com isso facilmente percebe-se uma forte ligação entre os dois irmãos a cada tarefa do jogo.

E eu já falei da trilha? Ainda estou ouvindo enquanto escrevo. Belíssima! Absolutamente encaixada no universo e na história com perfeição.

Devo confessar que me segurei para não derramar uma lágrima durante o game. Super recomendado!

Screenshots tirados durante a jogatina: http://steamcommunity.com/id/salvego/screenshots/?appid=225080
Publicada: 13 janeiro 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
24 de 24 pessoas (100%) acharam esta análise útil
266 produtos na conta
2 análises
16.4 hrs registradas
Jogar Brothers - a Tale of Two Sons é como entrar em um parque de diversões sensorial em que você controla os brinquedos. Além de ter otimos gráficos e uma trilha sonora impecável , ele é um mundo incrivel - embora tenha pouca "ação" - o que te faz querer jogar até o fim é simplesmente querer saber o final da história.... A cada dialogo e ambiente novo a história vem tendo sentido e quem joga é como se estivesse lendo um livro , cada passo é uma pagina lida ! O jogo é tão incrivel que você não precisa de legendas para compreender a belissima história que o jogo possui. Os personagens falam seu próprio idioma e não possuem legendas em suas falas. Eu não sei dizer em qual momento o jogo chega ao seu ápice, talvez logo no Menu.... E isso continua até o jogo acabar. Brothers é de longe um dos melhores jogos que eu ja joguei em toda minha vida, e com certeza foi o melhor Coop local que eu ja joguei. Recomendadissimo pra quem procura um jogo fora do contexto, nada de armas, barras de vida, inventário, ou carros para assaltar !

Gráficos: 5.0 / 5.0 ................................ "A profundida do campo é uma das mais realista que eu ja vi"
História: 5.0 / 5.0 .................................. "A história concerteza é o ponto mais forte do jogo."
Som: 5.0 / 5.0 ....................................... "A trilha sonora nos envolve ainda mais à historia do jogo
Jogabilidade: 5.0 / 5.0 ........................... "Desafios bem inteligentes e um Coop impecável."

----------------------------------Nota Geral: 6.0 / 5.0 (f*ck the rules)----------------------------

Pontos Negativos:
O jogo tem fim.
Publicada: 7 julho 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
23 de 25 pessoas (92%) acharam esta análise útil
234 produtos na conta
46 análises
4.2 hrs registradas
Simplicidade, é essa a palavra que define totalmente esse jogo.

Sua história não possui nenhum mistério, na verdade é algo muito direto desde o início. Onde o objetivo central deve ser alcançado sem nenhum contra-tempo. Um ponto que pode ser positivo ou negativo dependendo do jogador.

Sua jogabilidade é o maior destaque, por ser totalmente diferente da maioria dos jogos. Você controlar dois personagens simultaneamente é algo complicado no início, mas com uma leve prática que acontece naturalmente durante o jogo, você consegue pegar toda a manha para tal.

O jogo apesar de ser muito simples, possui puzzles (seu foco) ao longo das fases que são fáceis mas alguns bem complicados de entender ou de reproduzir corretamente. O quesito jogabilidade citado acima é o fato dessa leve 'dificuldade' em alguns deles, de início.

A arte do jogo é bonita, pode não ser detalhado como um jogo de uma geração atual, mas é bonita do seu jeito. Simples e com um grande carisma dos personagens e paisagens que mesmo seguindo esse esquema de 'simplicidade', conseguem ser muito belas se olhadas com detalhe.

Sua campanha ser muito curta talvez seja o único problema, mas de qualquer forma, esse continua sendo um excelente jogo.
Publicada: 10 janeiro 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não