A dark visual mystery novel featuring transhumanism, traditional marriage, loneliness, and cosplay. Two pursuable characters. Five endings. Welcome to the future.
Análises de usuários:
Últimas:
Muito positivas (21 análises) - 90% das 21 análises de usuários dos últimos 30 dias são positivas.
Todas:
Muito positivas (1,692 análises) - 94% das 1,692 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 27/abr/2012

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar Analogue: A Hate Story

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Analogue: A Hate Story Game and Soundtrack Bundle

Inclui 2 itens: Analogue: A Hate Story, Analogue: A Hate Story Soundtrack

Comprar Hateful Days pair: Analogue and Hate Plus

Inclui 4 itens: Analogue: A Hate Story, Analogue: A Hate Story Soundtrack, Hate Plus, Hate Plus Original Soundtrack

 

Análises

“Analogue is a sit-up-and-take-notice achievement in storytelling, in interface, in research, in mechanics and in moral ambiguity.”
Alec Meer, Rock Paper Shotgun
“It was like watching a horror movie, knowing what was about to happen and curious only how awful the director’s willing to get. Love is not gratuitous but doesn’t disappoint – the fate of the Mugunghwa, and the event that precipitated it, is as valid as it is appalling.”
Matt Sakey, Tap-Repeatedly

Atualizado recentemente

Now includes the Science and Tradition DLC

Includes two new costumes for the cosplaying AI *Hyun-ae: a scientist's lab coat, and the traditional hanbok that the Pale Bride wore.

Sobre este jogo

Back in the 25th century, Earth launched a generation ship into deep space, with the goal of establishing the first interstellar colony. It dropped out of contact and disappeared, never reaching its destination. Thousands of years later, it has finally been found.

Uncover the mystery of what happened to the final generation aboard the generation ship Mugunghwa by reading through its dead crew's logs, with the help of a spunky AI sidekick! Two pursuable characters. Five endings. A dark visual novel that further extends the non-linear style of Digital: A Love Story in a mystery featuring transhumanism, traditional marriage, loneliness, and cosplay.

Welcome to the future.

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux
    • OS: Windows XP
    • Processor: 1.66 GHz
    • Memory: 1 GB
    • Hard Disk Space: 80 MB
    • Video Card: DirectX compatible card
    • DirectX®: 9.0c
    • OS: OS X version Leopard 10.5.8 or later
    • Processor: 1.66 GHz
    • Memory: 1 GB
    • Hard Disk Space: 80 MB
    • OS: Ubuntu 12.04
    • Processor: 1.66 GHz
    • Memory: 1 GB
    • Hard Disk Space: 80 MB
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Últimas:
Muito positivas (21 análises)
Todas:
Muito positivas (1,692 análises)
Últimas análises
Gomes
( 6.6 horas registradas )
Publicada: 10 de julho
Ótimo jogo
† K I W I B E R R Y †
( 9.7 horas registradas )
Publicada: 15 de junho
MELHOR JOGO.
apenas.
PFailure
( 4.9 horas registradas )
Publicada: 9 de maio
Awesome book, I mean, game. I did not expect such a deep plot, holy ♥♥♥♥. The game paid itself in fun in the first day.
xPenovx
( 0.6 horas registradas )
Publicada: 28 de julho de 2015
naum sei
inpathos
( 3.4 horas registradas )
Publicada: 14 de junho de 2015
Uma narrativa poderosa, capaz de romper com os típicos cálculos de risco/recompensa (tão presentes nos jogos, mesmos nas visual novels) para dar lugar a escolhas embaladas de sentimento e empatia, diante das quais o único caminho possível é a sinceridade absoluta — não importa quanto doa ou quanto isso vá prejudicar o "progresso" no jogo. Em outras palavras: esse é um jogo para o qual eu não consegui mentir. E não, eu repito, porque há uma recompensa videogamística para o caminho da verdade, mas porque eu me envolvi intimamente com as personagens da história, sentindo por elas o que eu sinto por amigos — ou por amores. E, tal como eu seria incapaz de mentir a um amigo, tampouco à *Hyun-ae eu poderia dizer qualquer coisa que não a verdade. Esse jogo conquista, assim, um lugar junto daqueles poucos livros, animês, filmes, álbuns e experiências que, morando no meu coração, constituem a minha memória afetiva e formam quem eu sou.
Lady_Ninja
( 6.8 horas registradas )
Publicada: 6 de abril de 2015
Analogue: a hate story é uma Visual Novel em que você é um investigador em um futuro distante que chega a uma nave de colonização espacial a deriva com o objetivo de baixar todos os logs possiveis, esperando descobrir o que aconteceu com a tripulação. Ali, você encontrará duas AIs: Hyun-Ae e Mute, cada uma com uma maneira bem diferente de enxergar o que aconteceu. No decorrer da história, você poderá se envolver com uma, ambas, ou mesmo partir sozinho depois de terminado seu serviço.

A arte do jogo é uma graça, e as músicas são bem leves com uma pegada tecnológica.

Note também que Hate é uma VN basicamente epistolar, ou seja, por mais que tenha alguma intereção com cada AI, basicamente você saberá da história através das cartas - ou melhor, logs e e-mails - dos tripulantes e das próprias AIs, então, se você é daqueles que não tem muita paciência para ler muita informação, pode ser extremamente maçante e talvez fosse melhor passar longe!

Mas se você estiver pronto para uma VN diferente, com uma história surpreendente, pode embarcar. E sugiro comprar junto Hate plus! :D
Suco de Fruta
( 7.3 horas registradas )
Publicada: 25 de fevereiro de 2015
It's basically Les Liaisons Dangereuses, but in SPACE!
Dulkan
( 6.3 horas registradas )
Publicada: 17 de fevereiro de 2015
Esse foi uma real surpresa. Tanto ao ler a sinopse como outras análises eu não esperava me emocionar tanto. Basicamente o jogo é ler os registros de uma nave para descobrir o que aconteceu. O jogador é acompanhado de duas IAs que comentam as diversas mensagens e deixam clara as suas opiniões sobre os acontecimentos, dando oportunidade de interação com as mesmas. Em si, o jogo parece ser bastante massante, mas ao final... é um misto de sentimentos. O tema é bastante pesado e é impossível não sentir tristeza em relação a muitos dos fatos. Há também uma grande alegria e satisfação dependendo do seu involvimento com as IAs e o final que obter. Difícil falar mais sem dar spoilers ou estragar a surpresa. Vale a pena para quem gosta de ler, gosta de histórias, mas não recomendo para quem gosta de jogos apenas por jogar, pois nesse não existe basicamente "jogo" nenhum.
APepper
( 7.2 horas registradas )
Publicada: 28 de novembro de 2014
Não recomendo, comprei achando que ia ser uma visual novel com uma interessante e inteligente história no espaço, porém não foi isso que tive. A historia é totalmente focada em conflitos familiares, tipo novela mesmo, não foi algo que me interessou. Joguei até o final para ver se acontecia algo mais interessante e o final so tornou as coisas piores, fazendo eu gostar menos ainda de alguns personagens. Sem falar que o formato é muito pobre até para uma visual novel, 80% da historia do jogo é transmitida pela leitura de cartas, eu não teria poblema com isso caso o conteúdo dessas cartas não fossem só mimimi familiar.
Nibelung
( 2.6 horas registradas )
Publicada: 12 de setembro de 2014
Primeiro de tudo: O jogo é puro texto. Se você não gosta de ler e desvendar entrelinhas, e sente ânsia por apertar botões pra passar todos os textos o mais rápido possível, fique longe deste jogo.

Dito isto, o enredo é muito bem feito, as duas IAs te seguram bem na base da curiosidade, e você vai conseguir terminar o jogo em umas duas ou três horas (dependendo de quantas vezes você vai morrer na parte cronometrada). A parte legal é que durante o jogo, as duas AIs te fazem algumas perguntas, e dependendo das respostas, a forma que elas te tratam muda completamente. Vale a pena jogar duas ou três vezes só pra ver os textos alternativos.

Só os achievments que são meio complicados de se conseguir sem trapacear.
Análises mais úteis  No geral
9 de 9 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
4.1 horas registradas
Publicada: 24 de junho de 2014
Primeira coisa que gostaria de apontar: A trilha sonora é maravilhosa. Como comprei o jogo e a trilha durante a Summer Sale, digo que valeu à pena, mas o preço original é um pouco salgado. Se você tiver créditos sobrando, entretanto, vale muito à pena.

Bom, sobre o jogo:

Analogue é MUITO bom. Eu normalmente tenho expectativas minúsculas sobre Visual Novels, porque elas sempre têm plotholes terríveis e/ou escrita ruim, mas Analogue não. Pra entender a história, é provável que você tenha que jogar mais de 2 vezes. Uma para cada rota (*Hyun-Ae e *Mute), e uma pra tentar conseguir todos os logs. Isso é um ponto positivo, apesar de não parecer. Se chama Replay-Value.

Por ter poucos achievements (e fáceis de conseguir, aliás), você pode sentir a vontade de jogar o jogo novamente para conseguí-los. Felizmente você pode pular qualquer diálogo que já leu, aparentemente, mesmo se você não salvou o jogo depois de algumas conversas. Os extras também são legais (concept arts, boxart, etc.)

Mas... o jogo tem um pequeno problema: MUITOS personagens irrelevantes. Não só isso, mas nomes coreanos são DIFÍCEIS de memorizar. Se o jogo não tivesse as árvores genealógicas das duas famílias num lugar bem fácil de achar, seria um problema maior, mas ainda assim é confuso.

Em geral, o jogo é ótimo e superou as minhas expectativas. Fico surpreso por um jogo tão avançado ter sido feito em RenPy. Eu daria um 8.5 pra esse jogo, se a Steam tivesse um sistema de notas. :3
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 8 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
2.6 horas registradas
Publicada: 12 de setembro de 2014
Primeiro de tudo: O jogo é puro texto. Se você não gosta de ler e desvendar entrelinhas, e sente ânsia por apertar botões pra passar todos os textos o mais rápido possível, fique longe deste jogo.

Dito isto, o enredo é muito bem feito, as duas IAs te seguram bem na base da curiosidade, e você vai conseguir terminar o jogo em umas duas ou três horas (dependendo de quantas vezes você vai morrer na parte cronometrada). A parte legal é que durante o jogo, as duas AIs te fazem algumas perguntas, e dependendo das respostas, a forma que elas te tratam muda completamente. Vale a pena jogar duas ou três vezes só pra ver os textos alternativos.

Só os achievments que são meio complicados de se conseguir sem trapacear.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
6.8 horas registradas
Publicada: 6 de abril de 2015
Analogue: a hate story é uma Visual Novel em que você é um investigador em um futuro distante que chega a uma nave de colonização espacial a deriva com o objetivo de baixar todos os logs possiveis, esperando descobrir o que aconteceu com a tripulação. Ali, você encontrará duas AIs: Hyun-Ae e Mute, cada uma com uma maneira bem diferente de enxergar o que aconteceu. No decorrer da história, você poderá se envolver com uma, ambas, ou mesmo partir sozinho depois de terminado seu serviço.

A arte do jogo é uma graça, e as músicas são bem leves com uma pegada tecnológica.

Note também que Hate é uma VN basicamente epistolar, ou seja, por mais que tenha alguma intereção com cada AI, basicamente você saberá da história através das cartas - ou melhor, logs e e-mails - dos tripulantes e das próprias AIs, então, se você é daqueles que não tem muita paciência para ler muita informação, pode ser extremamente maçante e talvez fosse melhor passar longe!

Mas se você estiver pronto para uma VN diferente, com uma história surpreendente, pode embarcar. E sugiro comprar junto Hate plus! :D
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.4 horas registradas
Publicada: 14 de junho de 2015
Uma narrativa poderosa, capaz de romper com os típicos cálculos de risco/recompensa (tão presentes nos jogos, mesmos nas visual novels) para dar lugar a escolhas embaladas de sentimento e empatia, diante das quais o único caminho possível é a sinceridade absoluta — não importa quanto doa ou quanto isso vá prejudicar o "progresso" no jogo. Em outras palavras: esse é um jogo para o qual eu não consegui mentir. E não, eu repito, porque há uma recompensa videogamística para o caminho da verdade, mas porque eu me envolvi intimamente com as personagens da história, sentindo por elas o que eu sinto por amigos — ou por amores. E, tal como eu seria incapaz de mentir a um amigo, tampouco à *Hyun-ae eu poderia dizer qualquer coisa que não a verdade. Esse jogo conquista, assim, um lugar junto daqueles poucos livros, animês, filmes, álbuns e experiências que, morando no meu coração, constituem a minha memória afetiva e formam quem eu sou.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
6.8 horas registradas
Publicada: 14 de outubro de 2013
No começo, achei que esse jogo era um tédio, mas resolvi dar outra chance a ele e não me arrependi.
Antes, joguei "Digital: A Love Story" (título da mesma criadora e com uma ideia similar, mas que diferente de Analogue, se passa em um passado onde a conexão e trocas de e-mails estavam saindo do berço) e "don't take it personally, babe, it just ain't your story" (também da mesma criadora).

A série se passa em um futuro onde viagens e colônias espaciais são uma realidade, e você (protagonista) recebeu a missão de descobrir o motivo pelo qual uma nave interestelar desapareceu, e apareceu novamente após 600 anos. Ao adentrar a nave e acessar os computadores, você conhece uma IA chamada *Hyun-ae, e através dela você vai obtendo informações sobre aquele passado de 600 anos, e da história que levou ao desaparecimento da nave e de sua tripulação. Realmente, uma história intrigante.

Avaliação:

Personagens: 9/10
Não há variedades de personagens, visto que você se encontra em uma nave que desapareceu por 600 anos, e apenas tem a IA *Hyun-ae (e mais tarde, a IA *Mute) para conversar. Entretanto, a história do passado conta com um enredo muito bem elaborado e personagens com personalidades únicas, que levaram tudo a ser como hoje se tornou.

Trilha Sonora: 9/10
Algumas músicas legais, outras gostosas de se ouvir, e outras mais tensas, cada uma dependendo da situação em que a história se passa (tanto a história da nave, quanto as crises em geral da nave e da IA no presente).

Gráficos: 10/10
Interface bem-feita, dá aquele gostinho de tecnologia que vemos em filmes (minha opinião), personagens bem desenhados.

Controles: 10/10
Basicamente você clica, clica e clica com o mouse. Em certos momentos, você tem que acessar a interface do computador central e digitar linhas de comando, mas nada que realmente necessite ser habilidoso(a).

Conquistas Steam: 8/10
Relativamente fáceis de se alcançar, mas vendo o estilo de jogo, não poderia ser muito mais difícil que isso (posto essa linha mesmo sabendo da trollagem feita em "Hate Plus" haha).

Modos de dificuldade: 7/10
Não há, e não precisa, pois é uma visual novel.

Nota final: 8.8/10


Pra quem curte visual novels, é muito interessante, e pra quem não gosta, sugiro que passe longe, pois irá ficar tremendamente entediado com o estilo de jogo "ler, ler, ler e escolher algumas opções".
Lembrando que o jogo "Digital: A Love Story" se passa no mesmo ambiente deste jogo, porém muitos séculos antes. "Digital" pode ser baixado gratuitamente no site da desenvolvedora, Christine Love. Para os interessados, segue o link: http://scoutshonour.com/digital/
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 6 pessoas (50%) acharam esta análise útil
Não recomendado
7.2 horas registradas
Publicada: 28 de novembro de 2014
Não recomendo, comprei achando que ia ser uma visual novel com uma interessante e inteligente história no espaço, porém não foi isso que tive. A historia é totalmente focada em conflitos familiares, tipo novela mesmo, não foi algo que me interessou. Joguei até o final para ver se acontecia algo mais interessante e o final so tornou as coisas piores, fazendo eu gostar menos ainda de alguns personagens. Sem falar que o formato é muito pobre até para uma visual novel, 80% da historia do jogo é transmitida pela leitura de cartas, eu não teria poblema com isso caso o conteúdo dessas cartas não fossem só mimimi familiar.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
5.1 horas registradas
Publicada: 5 de julho de 2014
O que dizer sobre esse jogo. Não, não é um jogo comum. Não é um desses jogos que se baixa o ♥♥♥♥♥♥ nos inimigos, nem um desses que se resolve quebra-cabeças. É uma ♥♥♥♥♥ dum visual novel.
É não apenas um visual novel, mas um visual novel confuso para ♥♥♥♥♥♥♥. Se você, caro leitor, não está acostumado a esse tipo de jogo, aonde a história é o jogo, não comece por Analogue. As coisas são confusas, os nomes coreanos e eu demorei até bastante para entender sobre o que caralhos estava lendo.
Mas se você consegue se lembrar o nome dos personagens chave, e se não conseguir, é só voltar nos logs ♥♥♥♥-se, a história é incrivelmente envolvente, o jogo é ótimo, recomendo a quem queira ler. (E haja leitura :V)
~Análise feita com o jogo em progresso. 38%~
JOGUEM. JUST JOGUEM. Não vai ocupar tanto tempo quanto se espera, mas é impossivel discernir em que ponto a história para de ser incompreensivel e passa a ter você como principal espectador, lá comendo pipoquinhas do seu camarote. Um misto de emoções, personagens carismáticos e muita leitura te aguardam nessa delicia de jogo!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
7.6 horas registradas
Publicada: 17 de abril de 2014
Well, I don't know exactly why, but I really liked this game. I just wanted to say it. Even if I don't know why, I just don't get tired of playing it even after getting to the end five times. One of my favorite games until now.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
6.3 horas registradas
Publicada: 17 de fevereiro de 2015
Esse foi uma real surpresa. Tanto ao ler a sinopse como outras análises eu não esperava me emocionar tanto. Basicamente o jogo é ler os registros de uma nave para descobrir o que aconteceu. O jogador é acompanhado de duas IAs que comentam as diversas mensagens e deixam clara as suas opiniões sobre os acontecimentos, dando oportunidade de interação com as mesmas. Em si, o jogo parece ser bastante massante, mas ao final... é um misto de sentimentos. O tema é bastante pesado e é impossível não sentir tristeza em relação a muitos dos fatos. Há também uma grande alegria e satisfação dependendo do seu involvimento com as IAs e o final que obter. Difícil falar mais sem dar spoilers ou estragar a surpresa. Vale a pena para quem gosta de ler, gosta de histórias, mas não recomendo para quem gosta de jogos apenas por jogar, pois nesse não existe basicamente "jogo" nenhum.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
7.3 horas registradas
Publicada: 25 de fevereiro de 2015
It's basically Les Liaisons Dangereuses, but in SPACE!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada