Uma nova raça de GUERREIRO regressa, empenhada em destruir os inimigos da LIBERDADE! O resoluto herói Marlow nunca vira as costas aos perigos nem aos problemas. Mas agora depara-se com o seu maior desafio até à data.
Data de lançamento: 20 Set 2013
Marcadores populares para este produto:
Ver vídeo HD

Comprar Marlow Briggs and the Mask of Death

$4.99

Análises

“Marlow Briggs is entertaining and wonderfully paced game.”
7/10 – GameSpot

“Marlow Briggs is nearly impossible to dislike.”
7/10 – Polygon

“GAME OF THE MONTH”
5/5 – Pixel Perfect Gaming

Acerca do Jogo

Uma nova raça de GUERREIRO regressa, empenhada em destruir os inimigos da LIBERDADE! O resoluto herói Marlow nunca vira as costas aos perigos nem aos problemas. Mas agora depara-se com o seu maior desafio até à data. Na América Central, tem de derrotar um mal industrial ao mesmo tempo que está preso a uma Máscara da Morte Maia que não teve ninguém com quem falar durante 2000 anos. Com acção sem limites e jogabilidade ao estilo cinematográfico, Marlow Briggs inspira-se no melhor dos grandes êxitos de bilheteira, heróis da banda desenhada e jogos de acção para criar um combate frenético sem tréguas, ambientes repletos de exotismo e perigos, bem como sequências de acção épicas.

Requisitos do Sistema

    Minimum:
    • OS: Win 7
    • Processor: 2ghz dual core CPU
    • Memory: 2 GB RAM
    • Graphics: AMD Radeon HD 4000 Series and up / NVIDIA GeForce 8 Series and up - excluding mobile variants
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 3 GB available space
    Recommended:
    • OS: Win 7
    • Processor: 2.5ghz quad core CPU
    • Memory: 4 GB RAM
    • Graphics: AMD Radeon HD 4850+/5750+/6750+ or NVIDIA GeForce GTS 250+/450+/650+
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 3 GB available space
Análises úteis de clientes
12 de 13 pessoas (92%) acharam esta análise útil
657 produtos na conta
19 análises
3.3 hrs em registo
Inacreditavelmente eu comprei esse jogo por volta de 2 reais no Summer 2014.

Quando digo isso é porque eu nunca tinha ouvido falar desse jogo, eu vi um amigo que comprou se não me engano o Afterlife, bom eu não lembro quem foi.

Ao ver uns videos fiquei empolgado e resolvi comprar.

A primeiro momento jogando o que mais me chamou a atenção foi a jogabilidade perfeita, já a história não me empolgou muito, notei o cenário muito bem feito, ainda assim eu não estava tão contente e começou as explosões no cenário pra cá, pra la, correria, mata-mata, e eu ainda achando um jogo mediano, e o jogo foi passando...

Abriu a primeira skill de fogo, depois arremesso de faca usando mana (não lembro a ordem hahaha)... minha nossa que diabos é isso, e o jogo foi mudando pra mim, possessão de inimigos, segunda arma, nossa que demais... terceira arma, pootz... reviravolta na história... uau !!!

Upgrades, inimigos legais, finalizações, cenários lindissimos, mana, health, exp...

Segunda skill... nossa mano, que jogo...

Trilha sonora muito legal...

Muita ação e algumas partes mais calmas...

Challenges no meio do jogo para dar exp, a pratica de combos na tela de upgrade de armas e skills da exp...

Ainda não fechei mas até onde fui o jogo está impecavel mas sem sombra de duvidas vale preço cheio.

É claro é um jogo estilo god of war, tem varias comparações, pra quem gosta desse tipo de jogo é sem duvida um prato cheio você vai adorar.

A qualidade do jogo por ser indie é impressionante.

Enquanto empresas de bunda lançam jogos cortados e cheios de DLC'S algumas empresas mantém o padrão dos jogos completos, ja faz um bom tempo que eu estou aprecisando muito mais jogos indie do que jogos de empresas grandes.

É praticamente um God of War Interracial

Recomendo.
Publicada: 9 julho 2014
Achaste esta análise útil? Sim Não
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
183 produtos na conta
8 análises
6.9 hrs em registo
Que jogo, muito bom altamente recomendado, muita ação muita pancadaria muitos combos, historia boa, personagens bons, vilão carismático, gráficos excelentes, game top, altamente divertido, na minha opinião é injusto cobra um valor tão baixo por este jogo, ele é estilo God of war, muito legal cheio das explosões.

Marlow Briggs dá de 10 a zero no kratos, ele faz o Kratos de boneca inflável.

Só outra observação, melhor jogo até agora dessa summer sale até agora.
Publicada: 28 junho 2014
Achaste esta análise útil? Sim Não
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
97 produtos na conta
3 análises
8.8 hrs em registo
Um dos jogos que mais me cativou, foi esse.

A trilha sonora é imersiva, e eu quase não acredito que é um jogo indie, de tão bom que é, com belos gráficos.
A jogabilidade é excelente, eu joguei no conjunto teclado/mouse, mas é possível só jogar no teclado, pra quem tem notebook isso é muito bom, ou num controle, pode ser o de xbox ou qualquer outro.

A história é até boa, ela não é tão imersiva como os cenários. Falando dos cenários, dava um choque ver a mudança drástica que o jogo sofria de um local pro outro, e não dava pra aproveitar muito as belas paisagens que oferecia, mas o contraste foi muito bem feito.

EU RECOMENDO FORTEMENTE ESSE JOGO, pra quem gosta do gênero Hack n' Slash, ele é muito bom. Não me arrependo em nenhum momento de ver jogado esse jogo. Não achei a história longa e nem curta, foi o tempo ideal (8h)

Não gostei que conforme tu ia evoluindo, tu não tem opção de mudar de arma. A última devia ter sido a primeira, por ser muito lenta! Houve um impacto quando estava jogando com o chicote e mudei pra 'aquilo', me deu vontade de quase parar de jogar! HAHAHA
Publicada: 25 junho 2014
Achaste esta análise útil? Sim Não
0 de 3 pessoas (0%) acharam esta análise útil
33 produtos na conta
3 análises
0.4 hrs em registo
Legal >3
Publicada: 21 Mai 2014
Achaste esta análise útil? Sim Não
237 de 254 pessoas (93%) acharam esta análise útil
854 produtos na conta
136 análises
5.9 hrs em registo
Every once and a while there comes a game so revolutionary, so full of ambition and creativity and with such flawless execution that they forever change the medium and shape it for years to come. They are the games that we remember decades after their release, and that continue to be cited as inspiration for new games long since we first revered at their brilliance. And then we have Marlow Briggs.

Marlow Briggs and the Mask of Death is not a revolutionary game; it does little if anything unique borrowing heavily from games of yore without ever outdoing them in its own right. It's not the most polish, it's production values are noticeably low, and has some truly aggravating design decisions. But none of this matters because despite being formulaic and shallow Marlow Briggs is unquestionably a blast to play. If ever there was such a thing as a B-game this is it, and what ridiculous amounts of fun it is.

As the curtain rises we find Marlow Briggs, aka "the man with large hands", arriving to visit his archaeologist girlfriend on a digsite she has been working at lately. Unfortunately, as is usually the case, the operation is in fact being run by a maniacal psychopath possessing godlike magic powers and an army of mercenaries to back him up. Marlow doesn't like this, but before he can take three step towards the door he's sent on a one way trip to Xibalba and his girlfriend kidnapped. Cue flashing lightning and a talking mask and Marlow is reborn as the sacred warrior, hero of prophecy destined to save the sacred land that has been disturbed by the militias presence.

It should be noted that all of this plays out in the span of about 60 seconds, at which point you are tossed straight into the action. This isn't a game that takes itself seriously; not remotely. The plot is absolutely absurd and the dialog cheesy beyond compare, but Marlow succeeds because it knows it's silly and revels in being as self-aware and goofy as possible as it jumps from setpiece to setpiece with little regard to exposition or the mounting continuity errors. This is a game that wants you to laugh with it not at it, with excellent (for what it is) writing and spot on delivery that made it impossible for me not to enjoy myself, grinning the whole way through.

When Marlow and the Mask aren't cracking jokes they're smashing in skulls. It's impossible to ignore so to put it bluntly: this is a God of War clone. Right down to the distinctive way you open chests- er, collect skulls, it plays identically to Sony Santa Monica's lovechild but that really isn't a bad thing. While it isn't as refined as that series, this is a comparable action game with some highly satisfying combat and impressive bossfights. It's nothing new, but it works well for the game and more than solid, with my only complaint being a large amount of overpowered enemies and occasionally getting locked into an animation.

Mixed together with the melee arena combat are a plethora of action movie moments such as shooting down helicopters with a mounted turret, and some light platforming and puzzle elements. The variety is great and helped alleviate much of the monotony that otherwise would have occurred from a strictly combat focus through the 6-7 hour campaign.

While it won't win any graphics awards, this is actually a rather decent looking title. The environments in particular have a lot of detail put into them, and when the camera pans out for a vista it's a gorgeous site. For a budget title it's pretty impressive, but what I thought was most clever was how instead of using costly animation for the cutscenes, the majority are instead done as freeze frame 3D stills that the camera then slowly sifts through, using dynamic angles and purposely placed obstructions to allow for the scene without you actually seeing them do it. It's a neat idea and I have to applaud the developers for their ingenuity, even if it's a little jarring at times.

I'm not sure how many more ways I can say it at this point; Marlow Briggs and the Mask of Death is plain uncomplicated fun. In the same way a dumb summer blockbuster is enjoyable, Marlow doesn't need to be original or perfectly polished to be entertaining. It's a nonsensical adventure that I think almost anyone could enjoy if they can give it a chance, and quite frankly is some of the most fun I've had with any video game in a long time.
Publicada: 30 janeiro 2014
Achaste esta análise útil? Sim Não

Prémios

Pixel Perfect Gaming - Game of the Month 5/5