Infiltre nas posições terroristas, adquira inteligência crítica usando qualquer meio necessário, execute com extremo dano e saia sem deixar rastros!Você é Sam Fisher, um agente altamente treinado pela secreta Third Echelon, da NSA.
Análises de usuários:
Últimas:
Muito positivas (22 análises) - 90% das 22 análises de usuários dos últimos 30 dias são positivas.
Todas:
Muito positivas (558 análises) - 86% das 558 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 18/fev/2003

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Tom Clancy's Splinter Cell®

PROMOÇÃO DE FÉRIAS! A oferta acaba em 4 de julho

-50%
$9.99
$4.99

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Tom Clancy's Splinter Cell Elite Echelon Edition

Inclui 4 itens: Tom Clancy's Splinter Cell Chaos Theory®, Tom Clancy's Splinter Cell Conviction™ Deluxe Edition, Tom Clancy's Splinter Cell Double Agent®, Tom Clancy's Splinter Cell®

PROMOÇÃO DE FÉRIAS! A oferta acaba em 4 de julho

 

Sobre este jogo

Infiltre nas posições terroristas, adquira inteligência crítica usando qualquer meio necessário, execute com extremo dano e saia sem deixar rastros!
Você é Sam Fisher, um agente altamente treinado pela secreta Third Echelon, da NSA. O equilíbrio do mundo está em suas mãos, com o terrorismo cibernético e as tensões internacionais que estão prestes a explodir em uma WWIII.
  • Vá Por Trás das Manchetes no Mundo Real da Espionagem Moderna - Entre no realístico universo de Tom Clancy. Equipe-se com armas e aparelhos secretos de última geração.
  • Uma Nova Fase de Ação Furtiva - Todas os melhores ações furtivas com os novos movimentos. Alto nível de interação com o ambiente dando ao jogador mais opções de jogo e a habilidade para planejar suas ações.
  • Ambientes Profundos. Imersão Inigualável - Impressionante ambientes impulsionados pela engine Unreal™. Luzes dinâmicas e efeitos de som que corresponde com a realidade.
  • Ação de Tirar o Fôlego numa Escala Global - Mais de 20 horas de ação furtiva. Diversos objetivos nas missões que pode ser completados por diferentes modos para jogar mais vezes.

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • Supported OS: Microsoft Windows® 2000/XP
    • Processor: Pentium® III or AMD Athlon™ 800 MHz
    • System Memory: 256 MB of RAM or above
    • Video Card: 32 MB 3D video card (64
    • Sound Card: Direct X 8.1 compliant sound card (
    • DirectX Version: DirectX® version 8.1 or higher
    • Hard Disk: 1.5 GB available hard disk space
    • Multiplayer: Broadband Internet connection
    Recommended:
    • Supported OS: Microsoft Windows® 2000/XP
    • Processor: Pentium® III or AMD Athlon™ 1.0 GHz
    • System Memory: 256 MB of RAM or above
    • Video Card: 64 MB 3D video card/
    • Sound Card: Direct X 8.1 compliant sound card with surround system
    • DirectX Version: Direct X 8.1
    • Hard Disk: 2.1 GB available hard disk space
    • Note: For an up-to-date list of supported chipsets, video cards, and operating systems, please visit the FAQ for this game at: http://support.ubi.com.
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Últimas:
Muito positivas (22 análises)
Todas:
Muito positivas (558 análises)
Últimas análises
ᏒᎾuᎶᎬ ᏦᏁᎥᎶhᏆ
( 4.7 horas registradas )
Publicada: 22 de junho
Produto recebido de graça
Best Tom Clancy ever I hope to remake this game
UndyingSurf
( 12.6 horas registradas )
Publicada: 19 de junho
Old school stealth game through and through. Think more along the lines of Thief rather than Hitman or Dishonored. It's got lovely lighting and shadow effects and the models and environments look nice considering it's age. I'm a sucker for stealth game which don't hold your hand.

I found this game overly frustrating and medicore. It's frustrating because its shadow system, which reminded me heavily of the early Thief games at first, doesn't work half the time. You think you are sitting in darkness but the bar to the bottom right thinks otherwise, and everyone nearby opens fire on you. You fire back, and then realise too late that any deaths or more than one alert fails the mission. Your handler makes damn sure you know about it too. So insta-fail missions are in there too. Considering this was Ubisoft, why am I not surprised; they still employ it today in Assassins Creed.

The game's worst sins are the terrible controls for jumping (a mixture of movement keys and left-shift) and the level design. Trying to grab onto a ledge from above is trial and error gameplay at its worst. Double jumping correctly requires you to face the higher ledge you want to reach so the guy can pull himself up onto it. I found myself quicksaving not just when I was in a tight spot surrounding patrolling guards, but everytime I needed to make a jump or grab a ledge below. Jumping from a pipe to a balcony for instance, is just as bad, if not worse. It really does feel like the game is punishing you for trying to move forwards.

Moving forwards is ALL you do in this game. I thought older games had massive levels that you could easily get lost in? Not this one. Every level is a corridor or a courtyard. No grand palaces/agency complexes with multiple covert entrances or opportunities to enter. Nope, always one, every time. And there are plenty of scripted moments too. Really, it feels far more like Call of Duty: Stealth Edition than any other stealth game I know.

The story? Bleugh. It's about as bland as they get. The Russians, the Chinese and some nuclear weapons. Nothing interesting comes out of those things unless you add James Bond. And Splinter Cell guy certainly doesn't feel like a James Bond game, especially when you mistakenly double jump to your demise in the last mission because the movement is so damn arbritary.

All in all, I'd say it's not worth playing. There are better stealth games out there than Splinter Cell, much less frustrating yet no less challenging or rewarding. Try Styx: Master of Shadows, or Dishonored on V.Hard using no powers and with the HUD off. Linearity is better suited for fast paced action gaming like shooters or puzzle-based platformers, not patient and meticulous stealth gameplay. In the Splinter Cell series alone, there are also better games - Chaos Theory I've heard is everyone's favourite entry and one of its strengths is the variety of ways in approaching missions and carrying out objectives.

5/10
L0stLP
( 15.9 horas registradas )
Publicada: 19 de junho
Decent stealth game for their first try.
Nice tools and set pieces.
Gunplay is pretty bad, especially when the game forces you into it.
A few bugs with the enemy AI sometimes.
The lack of a proper map or directional arrow makes progress a lot slower, even if the game is linear, as in you have a lot of "jammed" doors until you do x or y, where is x and y, who knows.

Chaos Theory improves in every way.
Old School Magic
( 7.1 horas registradas )
Publicada: 15 de junho
The politics are laughable, the dialogue absurd, but the gameplay is really good and that's what makes it a classic.
also: the guards hum "If I Were a Rich Man" from Fiddler on the Roof. Best reference ever.
i'm a blackstar
( 12.2 horas registradas )
Publicada: 10 de junho
+clássico
+difícil pra ♥♥♥♥♥♥♥
+sombras
-MY GOD FISHER
-eu juro que escondi o corpo wtf

história bem hollywood, gameplay legal, antes de usar a arma tem que parar uns 5 segundos pra mira acalmar e um intervalo de 3 em cada tiro pra poder acertar alguma coisa valeu hein fisher você é um veterano de guerra nAO É POSSÍVEL CRISTO

vejam no hub como rodar o jogo em 1080p
Darkshot_47 | Cosmic Titan
( 13.3 horas registradas )
Publicada: 10 de junho
Good old days...
Back when games were without DLCs & much long enough SP compaingns with good storylines. Not like today's 3 hrs of game & then only MP..
Good game, played this again after long years & couldn't feel an old game. Graphics, cutscenes & animations make slight difference now, but that's OK! It's barely noticable because game is really nice! It has good story, good & real hard worked AI, enviromnets & overall stuff. This is one of the greatest title from Stealth catagory.

*Recommended for Stealth/Assassination lovers!*
*Buy Splinter Cell Bundle/Collection on sale. It's totally worth*
BritishPolitenessPolice
( 15.9 horas registradas )
Publicada: 8 de junho
I don't care what anyone says, this was the best Splinter Cell game. Easily a 15 hour long campaign for most players, excellent voice acting, interesting story.
However, the gameplay in general could be a bit clunky at times but overall the controls were nice and solid, even though we are given one or two abilities we wouldn't use in many situations. The game can be incredibly frustrating at times, so patience is needed. There's also a glitch where the cutscene flicker like hell, but I'm sure you guys can find a fix on the internet.
Linschko
( 8.7 horas registradas )
Publicada: 5 de junho
"Iosif, do you see those 3 green dots in that dark corner"
"Must be nothing"

The stealth can get awkward when guards pretend they dont see you although you are right in front of them, the maps altough linear are somewhat hard to navigate through and the story is not believable.

Still a solid stealth game.
LAB-XXVII
( 14.5 horas registradas )
Publicada: 5 de junho
I get nervous when the bad guys start making "blood" jokes.
Koto Ruri
( 1.2 horas registradas )
Publicada: 5 de junho
harder than blacklist
Análises mais úteis  Nos últimos 30 dias
3 de 4 pessoas (75%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
29.6 horas registradas
Publicada: 4 de junho
Foi um pouco complicado jogar sem legenda, a história do jogo para mim foi o que li nos diálogos das missões.
Apesar de ser díficil e ter dado muitos Game Over's, o jogo é íncrivel demais e nem parece que é antigo (tem gráficos melhores que outros jogos mais recentes).
Recomendo muito comprar.

Nota geral : 9/10

Obs : Fica R$5,00 em promoção, mas é melhor comprar o pacote do Splinter Cell, vem todos menos o Blacklist e fica por R$17.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Análises mais úteis  No geral
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
20.4 horas registradas
Publicada: 24 de janeiro de 2014
Primeiro jogo da série Splinter Cell, recomendo fortemente para quem nunca jogou a série. Até porque os fãs da série, como eu, já jogaram esse jogo.

A mecânica stealth do jogo é boa, a inteligência artificial e nível de desafio não deixam a desejar para quem curte um desafio. Os níveis mais altos de dificuldade requerem muita paciência do jogador.

O Sam possui vários brinquedinhos eletrônicos que te ajudam a completar as missões sem chamar a atenção dos guardas - muito úteis em missões que não permitem assassinatos.

Enfim, apesar da idade, vale a pena jogar a série Splinter Cell desde o começo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
29.4 horas registradas
Publicada: 30 de novembro de 2014
Nossa não sei nem por onde começo , imersão profunda , gráficos top pra época , a parte sonora não deixa a desejar muito boa também , jogabilidade inovadora pra época vc é literalmente uma sombra se souber jogar adequadamente , Inteligência do inimigos fantásticas as vezes acontece uns bugs e talz mais nada que tire a graça do game , uma trama legal bem contada dentro do contexto em que o game pede é isso ai galera quem gosta desse genêro vale a pena jogar e ter na sua biblioteca .
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
20.2 horas registradas
Publicada: 22 de fevereiro de 2014
Splinter Cell

É o primeiro jogo da trilogia e, por isso mesmo, começa com o treino que dá a Sam Fisher o protagonismo nesta trilogia. Começa por ensinar ao jogador as mecânicas mais básicas da jogabilidade, tornando familiar certos elementos que, na realidade, nem nos dias de hoje são normalmente utilizados. Como é óbvio serão mais recompensados por "brincar às escondidas" do que ao entrar a matar, por isso é importante que certas mecânicas sejam rapidamente aprendidas.

Splinter Cell é um jogo escuro, não só o primeiro, como toda a série - e nota-se perfeitamente que essa é umas das principais bases na qual se assenta o estilo de jogo virado para a espionagem. Numa panorama ideal, o jogador passaria uma missão sem ser avistado do início ao fim, e tal só seria possível graças à escuridão. Mas é também um dos meus maiores problemas com este Splinter Cell - em parte, pelo menos.

É que, sendo pedra basilar na estrutura do jogo, os níveis tornam-se recorrentemente demasiado escuros. Mas isso não seria um problema, uma vez que Sam Fisher está equipado com um dispositivo de visão noturna - errado. Tanto neste primeiro como no segundo jogo da série, a visão noturna tem uma aplicação que, embora talvez fosse decente há uns anos atrás, ganha muito com o salto para a alta definição.

Se de uma forma arriscam-se a caminhar no escuro sem ver seja o que for, da outra arriscam-se a ficar encandeados ao fim de alguns minutos. Seja como for nenhuma das duas permite ao jogador apreciar os ambientes, que por sinal até são bastante ricos em pormenores. É realmente de salientar o cuidado e detalhe existente na recriação de cenários, com pormenores deliciosos e realmente surpreendentes tendo em conta a sua data de lançamento original.

Os ambientes acabam por ter ligação direta com a forma de atuar em cada missão. Por isso mesmo não existem dois níveis iguais e, se repetirem um mesmo nível, é bem possível que atuem de outra forma. Acaba por oferecer um conjunto de "ferramentas" decentes para a aplicação da espionagem, no entanto só Chaos Theory acabaria por se destacar nessa vertente. O caminho a seguir nem sempre é óbvio, mas é quase sempre linear. Existem informações a recolher como forma de explorar os diversos cenários, ou poderão até ter que encontrar objetos escondidos.

No fim de contas acaba por ser um bom jogo por aquilo que sempre foi e não graças à transição para alta definição. Na verdade, ganhou muito pouco de bom: certos filmes introdutórios têm má qualidade; o grafismo chega a parecer demasiado polido e o framerate, sendo inconstante, nunca chega realmente perto do desejável. Vale por aquilo que sempre foi, já que os problemas apontados também não mandam por baixo a experiência; simplesmente não a enaltecem como deveriam.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
18.2 horas registradas
Publicada: 30 de março de 2014
Após tantos anos, só fui jogar agora e vale a pena. Recomendo com certeza.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
24.0 horas registradas
Publicada: 13 de maio de 2014
O primeiro jogo da franquia. Obviamente tem gráficos bem ultrapassados, mas mesmo assim ainda é um ótimo jogo. Tem uma historia simples, porém envolvente, jogabilidade divertida e um desafio interessante para todos que gostam do gênero furtividade. Se realmente for fã da serie, DEVE jogar esse.
----------------------------------------------
The first game of the franchise. Obviously has well exceeded graphics, yet is still a great game. It has a simple but engaging story, fun gameplay and an interesting challenge for all who like the stealth genre. If you really are a fan of the series, MUST play this.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 2 pessoas (50%) acharam esta análise útil
3 de 18 pessoas (17%) acharam esta análise útil
Não recomendado
0.1 horas registradas
Publicada: 8 de fevereiro de 2014
este jogo nao pegou quando eu vo joga ele abre o menu e nao responde mais nao sei o problema alguem me ajuda
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
84 de 89 pessoas (94%) acharam esta análise útil
Recomendado
8.7 horas registradas
Publicada: 9 de janeiro de 2014
While it pales in comparison to its franchise's third entry, the original Splinter Cell is still a very entertaining experience, with an engrossing plot and oodles of gadgets to match. If you played this after playing later entries like Double Agent or Chaos Theory, or (god help you) Conviction or Blacklist, you might encounter some difficulty getting used to this game's quirks and its overall non-streamlined nature compared to later entries. Give this game a little patience, however, and it will reward you with a rich story and a satisfying stealth experience. However, if you want a more refined and near-perfect stealth experience, you might want to pass this game up in favor of Splinter Cell: Chaos Theory.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
47 de 49 pessoas (96%) acharam esta análise útil
Recomendado
12.6 horas registradas
Publicada: 1 de setembro de 2014
It's been more than a decade since the original release of Splinter Cell. Does the game still hold up as one of the pioneer hardcore stealth games to this day? ...Yes, yes it does.

You play as Sam Fisher, a Splinter Cell in the secretive OPs agency known as 3rd Echelon. You are shadow, invisible, a ghost...and an excellent infiltrator. Should you be captured, you would cease to exist to the general public. With the credo realized, you must play this game as if the light will burn you alive. You will slowly creep through various locales finding ways to circumvent guards or silently take them out. You are provided a generous amount of tools and gadgets to help you in this cause. Be it sticky cameras, wall mines, to snake cameras...you will always find a use for the tinkets possessed by Sam.

The game is pretty unforgiving in terms of stealth. There are 5 ratings of exposure to light you can be in at once and depending on your current position will determine how fast a guard realizes it is a bionic commando versus a mosquito buzzing around. There is also an invisible noise detection level which varies depending on the surface you creep upon. You can flatten yourself against a wall to be even more hidden and use distractions such as light switches to pull unexpecting guards to their sleepy fate.

One aspect that still amazes me is that you can sneak through most levels without ever touching a guard or being detected. Granted, since this game needs to have a little bit of variation from the normal stealth routine...you'll find yourself in a couple of mandatory shootouts. These occurances are few and far between and help break the typical slow creep and crawl you'll be doing through most of the game. Music and sound play a big part with music dynamically ramping up in intensity when guards are becoming alerted to your prescence to heavy rock when a battle is unavoidable. Ambience of halogen lights and crickets chirping as well as cars passing by will be your typical tune when you are a ghost.

Techincally speaking, the game looks great if you do a few simple tweaks in the game's .ini files. I personally could not see the CG cutscenes without sacrificing my graphical tweaks but just watch them on YouTube and you'll still get the full effect. A small price to pay for 1080p and anti-alising. The game runs stable at 60fps and looks fairly decent for its time. Volumetric lighting and partial physics exist here.

I can fully recommend Tom Clancy's Splinter Cell for anyone looking for an actual stealth game where slow and steady certainly and almost always wins the race.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada