Como um arrombador de cofres profissional, você é contratado por uma rica família de um recente falecido para procurar pela mansão por seu testamento. Duncan W. Adams era um ávido colecionador de cofres e, para não dizer muito, "excêntrico". Adams escondeu a escritura das suas vastas riquezas em um dos 35 cofres.
Análises de usuários: Ligeiramente positivas (239 análises)
Data de lançamento: 2/ago/2006

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Safecracker: The Ultimate Puzzle Adventure

Pacotes que incluem este jogo

Comprar The Adventure Company Hits Collection

Inclui 15 itens: 15 Days, Aura: Fate of the Ages, Black Mirror, Black Mirror II, Black Mirror III, Dark Fall 2: Lights Out, Dark Fall: The Journal, Jack Keane 2 - The Fire Within, Overclocked: A History of Violence, Safecracker: The Ultimate Puzzle Adventure, The Book of Unwritten Tales, The Book of Unwritten Tales: The Critter Chronicles, The Moment of Silence, The Mystery of the Druids, The Raven - Legacy of a Master Thief

 

Sobre este jogo

Como um arrombador de cofres profissional, você é contratado por uma rica família de um recente falecido para procurar pela mansão por seu testamento. Duncan W. Adams era um ávido colecionador de cofres e, para não dizer muito, "excêntrico". Adams escondeu a escritura das suas vastas riquezas em um dos 35 cofres. Você deve desvendar todos usando dicas espalhadas por sua extravagante mansão. As apostas são grandes. Use sua perícia, conhecimento e habilidades em resolver enigmas para receber seu pagamento!

  • Um jogo de aventura com enigmas desafiadores e 35 cofres diferentes para arrombar.
  • Muitos enigmas criativos, espertos e realmente únicos.
  • Decifre pistas inesperadas dentro de cada cofre que lhe ajudarão a abrir os próximos, levando você, no fim, ao cofre mestre.
  • Múltiplos níveis de dificuldade para desafiar todos os tipos de entusiastas em quebra-cabeças.
  • Explore uma mansão magnífica com 30 salas intrigantes, grandiosas e ricas em detalhes.

Requisitos de sistema

    Minimum: Windows® 2000/XP, 800 MHz Pentium® III or equivalent/ faster processor, 64 MB of RAM, DirectX 9.0c or higher, 64 MB DirectX® 9.0c compliant video card, DirectX® 9.0c compatible sound card, mouse, keyboard

    Recommended: Windows XP, 1 GHz Intel Pentium 4 or equivalent/faster, 128 RAM, 64 MB DirectX® 9.0c Compliant Video Card, DirectX 9.0c, 3D Compatible sound card, mouse, keyboard

Análises úteis de usuários
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
4.3 hrs registradas
Publicada: 11 de maio
Este é uma daqueles jogos que você não espera nada e acaba se surpreendendo pela alta qualidade do material apresentado. Imaginei que fossem apenas várias sequências de puzzles uma atrás do outra, mas na verdade o jogo mostra bem mais que isso, com direito até a uma narrativa, mesmo que meio rasa.

O pano de fundo diz respeito ao destino de uma herança milionária deixada por um excêntrico colecionador de cofres. Ocorre que ele deixou uma carta informando que seu testamento estaria escondido dentro de um de seus vários cofres e é aí que entra o jogador.

Contratado como um arrombador de cofres profissional, o jogo consiste em descobrir quem foi o sortudo herdeiro da fortuna e para isso deverá abrir cada um dos cofres juntando as pistas encontradas para ao final ter uma grande revelação.

Durante a jogatina, encontramos também pela casa vários registros deixados pela família que alí residia, que mostra ao jogador um pouco de como era a vida entre eles, quais suas qualidades e defeitos e quais suas relações com o falecido, ajudando o jogador a desenvolver simpatia/antipatia por alguns deles.

Os puzzles são maravilhosamente elaborados sendo que até mesmo aqueles mais fáceis de resolver, mostram uma grande engenhosidade e capricho no desenvolvimento.

A dificuldade é acentuada em algumas partes, mas nada que não seja superável, até porque, sabe-se que tudo que é necessário para se resolver determinada situação esta no seu inventário e será marcado com um "X" se corretamente usado, de forma que o jogador observador sempre tentará resolver determinada situação partindo da premissa correta.

A mansão em que se passa o jogo surpreende pela qualidade dos ambientes e quantidade de detalhes, além das texturas utilizadas serem realmente bem selecionadas dando um excelente aspecto visual ao jogo. É uma pena que não se pode movimentar livremente, mas tão somente por pontos determinados com a utilização do mouse.

Ao abrir o jogo pela primeira vez, me ocorreu um pequeno probleminha para deixá-lo em tela cheia, já que toda vez que eu assim fazia, ele fechava automaticamente. No entanto, o problema foi facilmente resolvido executando-se o jogo através do modo de compatibilidade com Windows XP.

No geral, o jogo me surpreendeu muito de uma forma positiva, entregando muito mais do que o esperado. Puzzles inteligentes e bem elaborados, belos gráficos e um final imprevisível. Este é certamente um jogo amplamente recomendável para todos que gostam do estilo. MUITO BOM (8/10).
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
64 de 89 pessoas (72%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
0.1 hrs registradas
Publicada: 20 de janeiro
CAUTION: This game does NOT run properly on many new systems!

I cant get it to run, as many others complaining about it in the discussion forums!

YOU ARE ABOUT TO PURCHASE A BROKEN GAME.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
27 de 30 pessoas (90%) acharam esta análise útil
13.1 hrs registradas
Publicada: 29 de janeiro
This is not a game for everybody, but I LOVED it. As other reviewers are saying, it won't hold your hand--the puzzles are pretty darn difficult and usually don't explain themselves. But that's the appeal for me. It's like I really get to be a detective in some movie or something, and I have nothing but my wits to go on. The downside to the difficulty is, of course, you WILL get frustrated from time to time--pretty often, in fact, so if you don't like scratching your head too much, this isn't your game. But the difficulty of the puzzles and having to figure out even what you have to do to figure them out means that you get a huge rush from solving them. Not joking, the satisfaction of solving these things is great, makes ya feel like an extra-special clever lil cupcake. Beating the game made me feel like a genius.

I do want to point out, someof the puzzles require you to give up on the room you're working through, try another route, then come back when you've gained a clue or insight from somewhere later in the game. If you have to come back to a puzzle, it doesn't mean you've failed, and you're probably doing what you're actually supposed to by saving it for later.

The problems I did have were mostly interface ones: when you do get a verbal clue from your character, it is only ever said once, and there's no way of it being logged in a Notes menu or anything, so if you go AFK for a minute at the wrong time or don't have your sound turned on, you can miss the hint completely. The hints usually aren't going to be crucial to solving a given puzzle, though. Also, I wished it was easier to move around the house; because the game is a point-and-click, you walk down hallways by clicking your mouse in the direction you want to go, and the screen changes to the part of the room you're in as you move. There is a map in your menu that gets marked off when you solve the puzzle in that room, and I wanted to be able to "fast-travel" or something similar by clicking on the room I wanted to go to, instead of having to go through the whole house one scene-frame at a time. It IS a point-and-click from the early-2000s, though, so not a lot to be expected there.

Overall, I loved the game, and when I was done, I went and bought another whole package of point-and-click puzzlers from the same company, I liked it so much!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 3 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
3.2 hrs registradas
Publicada: 15 de fevereiro
First of all - yeah, when I first started this game on my Win7 it had a twitchy picture and was virtually unplayable. My solution was to run it in windowed mode (via config file). Not a perfect way, but I've hardly seen any downsides.
Apart from that - don't get it wrong. It is a puzzle-puzzle game. It's short, it has next to nonexistent plot (which at the ending seems not only nearly nonexistent, but unnecessary as well). All in all - guys, it's not Myst, ok? It's a collection of assorted puzzles in a comfy environment. It will be a mistake to see it as anything but.
And so, the cornerstone of the game - puzzles. Puzzles are mostly really good. Some are quite inventive, some do a sort of unexpected play on widely known puzzle (like a famous pipeline puzzle with restricted movements, for instances) But, well, at the same time couple of puzzles are really dumb, while others just require decent amount of mix-and-match, which is not that fun. And of course, it can't be unmentioned - The confederate Cipher wheel WAS NOT used this way. It's a vanilla Caesar cipher in game! Come on, son! The whole point of cipher wheel is to scramble the letter statistics. Why can't you've used the proper codeword instead?! Oh, and a 6 moving pins puzzle is WAY too easy for it's own idea.
That said, other puzzles are fairly decent and inventive, though I've actually managed to solve 2 or 3 of them by semi-random clicking.
So there you have it, it's a compendium of puzzles set in a nicely drawn decor. Some are genuinely good, some are fairly stupid, some are unnecessary hard (that damn broken lock!). So pick it up on a sale cheap, go have your grey matter for a swing for an evening or two, but be cautious whether you'd manage to run it properly on a modern system.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
9.5 hrs registradas
Publicada: 31 de maio
i'm confused :)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada