Rome: Total War - Alexander é o segundo pacote de expansão oficial para Rome: Total War. Um mapa de campanha totalmente novo, que se estende da Macedônia até a Grécia e para o coração do Império Persa antigo.
Análises de usuários:
Todas:
Ligeiramente positivas (260 análises) - 74% das 260 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 26/jun/2006

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.
Observação: The Rome: Total War Alexander Expansion requires the Steam version of Rome: Total War Gold to purchase.

Comprar Rome: Total War™ - Alexander

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Rome: Total War™ Collection

Inclui 2 itens: Rome: Total War™ - Alexander, Rome: Total War™ - Collection

 

Sobre este jogo

Rome: Total War - Alexander é o segundo pacote de expansão oficial para Rome: Total War.
  • Um mapa de campanha totalmente novo, que se estende da Macedônia até a Grécia e para o coração do Império Persa antigo.
  • Uma nova campanha, que desafia os jogadores a repetir as façanhas de Alexandre, o Grande, enquanto ele avançava pela Ásia Central e dominava o Império Persa.
  • Quatro novas facções, incluindo os Macedônios, os Persas e os Indianos.
  • Mais de 25 novas unidades, incluindo as renomadas tropas históricas de Alexandre.
  • Campanha histórica de Alexandre, o Grande, com seis novas batalhas históricas desbloqueadas sequencialmente, contando a história de Alexandre e proporcionando um cenário histórico para cada uma das batalhas.
  • Filmes completamente novos para complementar a campanha de Alexandre, com uma dublagem profissional do ator Brian Blessed (Alexander, Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma)

Requisitos de sistema

    Minimum: Microsoft® Windows® 2000/XP, Pentium III 1.0GHz or Athlon 1.0GHz processor or higher, 256MB RAM , 2.9GB of uncompressed free hard disk space (plus 500MB for Windows swap file), 100% DirectX® 9.0c compatible 16-bit sound card and latest drivers, 100% Windows® 2000/XP compatible mouse, keyboard and latest drivers, DirectX® 9.0b, 64MB Hardware Accelerated video card with Shader 1 support and the latest drivers. Must be 100% DirectX® 9.0b compatible, 1024 x 768, Internet (TCP / IP) play supported; Internet play requires broadband connection and latest drivers; LAN play requires Network card.
    Important Note: Some cards may not be compatible with the 3D acceleration features utilized by Medieval II: Total War. Please refer to your hardware manufacturer for 100% DirectX® 9.0b compatibility.
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Todas:
Ligeiramente positivas (260 análises)
Últimas análises
Rocking
0.3 hrs
Publicada: 1 de julho
Como todo jogo da série Total War é um jogo incrivel, com muitas tropas e guerra freneticas e dificieis, e lutando por sua sobreviência, e dominio de todo o mapa para se tornar o melhor de tudo, e graficos variados dependendo do jogo e do ano do lançamento sempre melhorando seu modo de batalha e animações durantes as batalhas, jogo incrível.

Nota:8/10

Isso é uma análise critica feita por mim e não por um profissional, não reclame! (É MINHA OPINIÃO)
Elsavior
38.4 hrs
Publicada: 5 de abril
Adiciona mais conteúdo ao clássico Rome Total War. Necessário.

10/10
Marcelo
1.6 hrs
Publicada: 22 de dezembro de 2015
Alexandre foi um cara muito chato.
Imperador
3.0 hrs
Publicada: 16 de agosto de 2015
Excelente, tem o nível de dificuldade muito alto, por que você tem que conquistar MUITAS cidades em 100 turnos, no rome normal, são centenas de turnos.
qulavu5
4.4 hrs
Publicada: 30 de julho de 2015
Muito chato.
Uma Dadiva dos Ninjas
1.5 hrs
Publicada: 21 de dezembro de 2014
Eu inicialmente tinha altas expectativas para essa expansão,especialmente após ter adorado a outra,Barbarian Invasion.Mas quando eu joguei Alexander,eu vi todo potencial que o jogo tinha desperdiçado em um mapa com um zoom do oriente médio,sul dos balcãs,egito e norte da india,que havia a possibildiade de ter mais cidades,mais coisas novas...Infelizmente vi o contrario disto.
No jogo principal,o mapa da campanha é mais completo e tem mais cidades na area em que o Alexander se passa,do que na própia expansão.
O número de facções também é miseravel.Eles podiam explorar muito mais o potencial histórico e geografico da Cruzada de Alexandre pela conquista do mundo conhecido.Somos limitados pelo jogo de no maximo repetimos os feitos de Alexandre,ao invez de termos a oportunidade de supera-los!
As facções são bem mais limitadas e estão num número bem pequeno até.Como a Macedônia,só possuimos dois generais e dois exercitos.
Apesar disto,o jogo traz varias coisas boas a mesa.É um desafio consideravel e complicado de se resolver o que traz varias horas interessantes de gameplay.
Apesar disto,em minha opnião,o jogo falhou em explorar a figura de Alexandre e seus conteporaneos.
Horisbaldino,o Emo Cego
0.7 hrs
Publicada: 15 de dezembro de 2014
Não joguei por muito tempo mas não é ruim mas tambem não muito bom
Jefferson Medeiros
2.5 hrs
Publicada: 25 de outubro de 2014
As good as the others!
And with a unique character !

8.5/10
marcoeli
0.3 hrs
Publicada: 27 de julho de 2014
não gostei, tem tudo do rome total war na forma de jogar, mas acho que não vale o dinheiro investido...
Luukas Siqueira
0.1 hrs
Publicada: 25 de abril de 2014
Rome Total War já é realidade, apesar da natureza recente do jogo, lançado em 2004, mas rapidamente se firmando no mercado. Ele vem seguindo a linha da desenvolvedora que se especializou no desenvolvimento de jogos de estratégia da saga Total War. A The Creative Assembly vem trabalhando no modelo estratégia há muitos anos, um pouco limitada no princípio, mas como dentro de sua equipe existem pessoas de fino trato para enredos e trabalho, hoje a série é um grande sucesso do gênero. Com a chegada da Sega, que comprou a empresa em 2005 e, com a injeção de muito dinheiro japonês, as expansões Barbarian Invasion e Alexander, chegam ao mercado de forma turbinada e com recursos ilimitados para desenvolvimento de ferramentas de melhoria e tecnologia. Essa associação já vem prometendo um grande salto em Medieval Total War 2 o próximo lançamento da marca.

Alexander é a expansão derradeira de Rome que veio para ficar. O jogo foi desenvolvido na engine do update 1.6 da série Total War com todos os seus melhoramentos, correções de bugs anteriores e proporcionando a estabilidade que o jogo merecia e que diversos patches anteriores não haviam conseguido.

O jogo conta a história, a vida e as batalhas de Alexandre. O Grande, máximo conquistador que foi rei e conquistou todo o mundo conhecido em sua época. As missões são feitas em dois estilos, o primeiro você tem a oportunidade de seguir a saga de Alexandre e dominar e conquistar todas as regiões orientais, montar suas Alexandrias e tornar-se o maior gênio militar de todos os tempos. No segundo você segue o enredo, com batalhas Arcade designadas em missões dadas pela inteligência artificial do jogo. Mas o mais interessante mesmo é seguir seu próprio instinto de conquistador e seguir sua própria sorte.

A história conta que Alexandre e seu exército não podiam ser parados por ninguém, foi o líder militar mais estudado e copiado do mundo. Sua última derrota foi sofrida para si mesmo, foi derrotado por sua ambição ao contrariar a vontade de seus homens e seguidores, que lutaram ao seu lado por anos sem nunca descansarem, sempre satisfazendo a fome de posse do seu Rei. Por seu intelecto desenvolvido e voltado para a arte da guerra e estratégia, Alexandre sozinho podia virar a sorte de uma batalha mesmo lutando com milhares de homens a menos. Isso se devia a sua profunda intimidade com as técnicas de guerra muito avançadas para o seu tempo e, pela lealdade de seu exército extremamente obediente nos campos de batalha. No jogo você vai experimentar um pouco do que Alexandre fez, quando sem a possibilidade de recrutar homens devido à distância de sua terra natal, teve que recrutar mercenários entre todos povos conquistados por ele. Em Alexander você fará o mesmo, tratará de recrutar tropas mercenárias para lutar ao seu lado. Este é o grande desafio de Rome Total War Alexander.

No jogo você pode jogar a campanha de Alexandre, batalhas históricas, personalizadas, rápidas ou torneios, cada uma delas tem sua particularidade, mas como sempre em Rome Total War o grande diferencial é a campanha. A primeira facção a ser escolhida são os Macedônios. Após a morte de seu pai Felipe II, Alexandre sobe ao trono, com o objetivo de levar avante os sonhos de seu pai e conquistar o Império Persa. Você deve controlar todas as áreas do jogo para ter sucesso, ganhar supremacia militar no mar e terra, dominar toda pérsia no oriente e tornar-se o rei da Ásia.

A primeira vista, pelo tamanho do mapa, a missão parece indigesta, mas quem disse que jogar Rome Total War é fácil? ?? preciso ter cérebro e inteligência, quem gosta de jogo fácil e sem necessidade de pensamento estratégico, deve procurar algo mais simples, como Age of Empires ou Warcraft, porque esta série é para os jogadores com capacidades estratégicas e de planejamento mais apuradas. Aqui você maneja tropas no mapa de estratégia, maneja tropas nas batalhas em tempo real, coordena o trabalho de seus diplomatas, espiões, controla a ordem nas cidades, treina tropas, constrói edifícios, controla as cidades financeiramente para que gerem receita, administra a política da boa vizinhança, casa-se e casa seus herdeiros, se mantém aliado com os paises que ainda não lhe interessa entrar em guerra, veja bem, ainda... Por que o verdadeiro conquistador em Total War não deve poupar nenhuma nação para chegar ao seu objetivo final.

Gráficos e sons:

Em Rome Total War é redundância repetir que para quem entende de gráficos de jogos, essa é a melhor engine de jogos desse gênero há mais de dois anos. Desde seu lançamento, em 2004, Rome Total War arrebatou todos os prêmios técnicos da área e se tornou o terceiro jogo em matéria de qualidade gráfica já lançado desde então. Perdendo apenas para os monstruosos Doom 3 e Half Life 2 que são assuntos à parte quando se fala no assunto: gráficos de jogos. E em se tratando de jogo de estratégia, alcançar esse status é o maior prêmio que se pode ter como referência na hora da análise. Nada mais nada menos que12 câmeras movimentam o jogador pelo cenário, efeitos de zoom ainda não igualados, chegando a levar o jogador a três tipos de visão: a visão estratégica, visão Total War e a poderosa primeira pessoa, onde você consegue aproximar-se tanto da batalha que é possível ver de dentro das linhas e apreciar até os detalhes gráficos de vestimentas dos personagens, adquirindo a visão do personagem.

A música é completamente inebriante, toda orquestrada, seguindo de forma realista os temas característicos das regiões e países que você representa, fazendo com que o jogador realmente se sinta um Persa ou Macedônio.
Análises mais úteis  No geral
16 de 19 pessoas (84%) acharam esta análise útil
Recomendado
7.9 horas registradas
Publicada: 15 de março de 2014
Eu não entendo como o pessoal pode falar mal dessa expansão do Rome Total War, é sensacional.

Aqui você controla Alexandre III da Macedonia, conhecido também como "O Grande", em sua conquista do Império Persa.

É bem dificil pelo fator tempo, somente 100 turnos, e olha que ainda é um mimo, já que alexandre conquistou tudo isso em pouco tempo, com uns 30 anos. E o tempo do jogo é de 50 anos.

Recomendo bastante, não é muito "re-jogavel" pelo fato de só ter uma campanha e ninguém jogar o multiplayer, mas é uma boa expansão para o Rome Total War.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 4 pessoas (75%) acharam esta análise útil
Recomendado
0.1 horas registradas
Publicada: 25 de abril de 2014
Rome Total War já é realidade, apesar da natureza recente do jogo, lançado em 2004, mas rapidamente se firmando no mercado. Ele vem seguindo a linha da desenvolvedora que se especializou no desenvolvimento de jogos de estratégia da saga Total War. A The Creative Assembly vem trabalhando no modelo estratégia há muitos anos, um pouco limitada no princípio, mas como dentro de sua equipe existem pessoas de fino trato para enredos e trabalho, hoje a série é um grande sucesso do gênero. Com a chegada da Sega, que comprou a empresa em 2005 e, com a injeção de muito dinheiro japonês, as expansões Barbarian Invasion e Alexander, chegam ao mercado de forma turbinada e com recursos ilimitados para desenvolvimento de ferramentas de melhoria e tecnologia. Essa associação já vem prometendo um grande salto em Medieval Total War 2 o próximo lançamento da marca.

Alexander é a expansão derradeira de Rome que veio para ficar. O jogo foi desenvolvido na engine do update 1.6 da série Total War com todos os seus melhoramentos, correções de bugs anteriores e proporcionando a estabilidade que o jogo merecia e que diversos patches anteriores não haviam conseguido.

O jogo conta a história, a vida e as batalhas de Alexandre. O Grande, máximo conquistador que foi rei e conquistou todo o mundo conhecido em sua época. As missões são feitas em dois estilos, o primeiro você tem a oportunidade de seguir a saga de Alexandre e dominar e conquistar todas as regiões orientais, montar suas Alexandrias e tornar-se o maior gênio militar de todos os tempos. No segundo você segue o enredo, com batalhas Arcade designadas em missões dadas pela inteligência artificial do jogo. Mas o mais interessante mesmo é seguir seu próprio instinto de conquistador e seguir sua própria sorte.

A história conta que Alexandre e seu exército não podiam ser parados por ninguém, foi o líder militar mais estudado e copiado do mundo. Sua última derrota foi sofrida para si mesmo, foi derrotado por sua ambição ao contrariar a vontade de seus homens e seguidores, que lutaram ao seu lado por anos sem nunca descansarem, sempre satisfazendo a fome de posse do seu Rei. Por seu intelecto desenvolvido e voltado para a arte da guerra e estratégia, Alexandre sozinho podia virar a sorte de uma batalha mesmo lutando com milhares de homens a menos. Isso se devia a sua profunda intimidade com as técnicas de guerra muito avançadas para o seu tempo e, pela lealdade de seu exército extremamente obediente nos campos de batalha. No jogo você vai experimentar um pouco do que Alexandre fez, quando sem a possibilidade de recrutar homens devido à distância de sua terra natal, teve que recrutar mercenários entre todos povos conquistados por ele. Em Alexander você fará o mesmo, tratará de recrutar tropas mercenárias para lutar ao seu lado. Este é o grande desafio de Rome Total War Alexander.

No jogo você pode jogar a campanha de Alexandre, batalhas históricas, personalizadas, rápidas ou torneios, cada uma delas tem sua particularidade, mas como sempre em Rome Total War o grande diferencial é a campanha. A primeira facção a ser escolhida são os Macedônios. Após a morte de seu pai Felipe II, Alexandre sobe ao trono, com o objetivo de levar avante os sonhos de seu pai e conquistar o Império Persa. Você deve controlar todas as áreas do jogo para ter sucesso, ganhar supremacia militar no mar e terra, dominar toda pérsia no oriente e tornar-se o rei da Ásia.

A primeira vista, pelo tamanho do mapa, a missão parece indigesta, mas quem disse que jogar Rome Total War é fácil? ?? preciso ter cérebro e inteligência, quem gosta de jogo fácil e sem necessidade de pensamento estratégico, deve procurar algo mais simples, como Age of Empires ou Warcraft, porque esta série é para os jogadores com capacidades estratégicas e de planejamento mais apuradas. Aqui você maneja tropas no mapa de estratégia, maneja tropas nas batalhas em tempo real, coordena o trabalho de seus diplomatas, espiões, controla a ordem nas cidades, treina tropas, constrói edifícios, controla as cidades financeiramente para que gerem receita, administra a política da boa vizinhança, casa-se e casa seus herdeiros, se mantém aliado com os paises que ainda não lhe interessa entrar em guerra, veja bem, ainda... Por que o verdadeiro conquistador em Total War não deve poupar nenhuma nação para chegar ao seu objetivo final.

Gráficos e sons:

Em Rome Total War é redundância repetir que para quem entende de gráficos de jogos, essa é a melhor engine de jogos desse gênero há mais de dois anos. Desde seu lançamento, em 2004, Rome Total War arrebatou todos os prêmios técnicos da área e se tornou o terceiro jogo em matéria de qualidade gráfica já lançado desde então. Perdendo apenas para os monstruosos Doom 3 e Half Life 2 que são assuntos à parte quando se fala no assunto: gráficos de jogos. E em se tratando de jogo de estratégia, alcançar esse status é o maior prêmio que se pode ter como referência na hora da análise. Nada mais nada menos que12 câmeras movimentam o jogador pelo cenário, efeitos de zoom ainda não igualados, chegando a levar o jogador a três tipos de visão: a visão estratégica, visão Total War e a poderosa primeira pessoa, onde você consegue aproximar-se tanto da batalha que é possível ver de dentro das linhas e apreciar até os detalhes gráficos de vestimentas dos personagens, adquirindo a visão do personagem.

A música é completamente inebriante, toda orquestrada, seguindo de forma realista os temas característicos das regiões e países que você representa, fazendo com que o jogador realmente se sinta um Persa ou Macedônio.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Não recomendado
0.3 horas registradas
Publicada: 27 de julho de 2014
não gostei, tem tudo do rome total war na forma de jogar, mas acho que não vale o dinheiro investido...
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
0.7 horas registradas
Publicada: 15 de dezembro de 2014
Não joguei por muito tempo mas não é ruim mas tambem não muito bom
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
2.5 horas registradas
Publicada: 25 de outubro de 2014
As good as the others!
And with a unique character !

8.5/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Não recomendado
1.5 horas registradas
Publicada: 21 de dezembro de 2014
Eu inicialmente tinha altas expectativas para essa expansão,especialmente após ter adorado a outra,Barbarian Invasion.Mas quando eu joguei Alexander,eu vi todo potencial que o jogo tinha desperdiçado em um mapa com um zoom do oriente médio,sul dos balcãs,egito e norte da india,que havia a possibildiade de ter mais cidades,mais coisas novas...Infelizmente vi o contrario disto.
No jogo principal,o mapa da campanha é mais completo e tem mais cidades na area em que o Alexander se passa,do que na própia expansão.
O número de facções também é miseravel.Eles podiam explorar muito mais o potencial histórico e geografico da Cruzada de Alexandre pela conquista do mundo conhecido.Somos limitados pelo jogo de no maximo repetimos os feitos de Alexandre,ao invez de termos a oportunidade de supera-los!
As facções são bem mais limitadas e estão num número bem pequeno até.Como a Macedônia,só possuimos dois generais e dois exercitos.
Apesar disto,o jogo traz varias coisas boas a mesa.É um desafio consideravel e complicado de se resolver o que traz varias horas interessantes de gameplay.
Apesar disto,em minha opnião,o jogo falhou em explorar a figura de Alexandre e seus conteporaneos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
1.6 horas registradas
Publicada: 22 de dezembro de 2015
Alexandre foi um cara muito chato.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
3.0 horas registradas
Publicada: 16 de agosto de 2015
Excelente, tem o nível de dificuldade muito alto, por que você tem que conquistar MUITAS cidades em 100 turnos, no rome normal, são centenas de turnos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
4.4 horas registradas
Publicada: 30 de julho de 2015
Muito chato.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
65.8 horas registradas
Publicada: 23 de outubro de 2013
Adoro a versão original de Rome total war, mas com essa expanção do Alexander ficou melhor ainda!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada