Experience piloting and customizing massive armored units called Wanzers while engaging in high-intensity battles driven by a compelling story. The battle begins now!
Análises de usuários:
Últimas:
Ligeiramente negativas (11 análises) - 36% das 11 análises de usuários dos últimos 30 dias são positivas.
Todas:
Neutras (564 análises) - 62% das 564 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 28/set/2010

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar Front Mission Evolved

Idiomas disponíveis: inglês, francês, italiano, alemão, espanhol

 

Sobre este jogo

No ano 2171, o mundo é um lugar diferente. Os países se fundiram em super nações rivais chamadas E.C.U. e U.C.O. Os seres humanos começaram uma investida gigantesca no espaço ao construírem elevadores orbitais para instalar satélites de vigilância e espionar os seus adversários. Porém, a tensão aumenta quando um elevador orbital da E.C.U é destruído por forças desconhecidas. Dylan Ramsey, um jovem engenheiro, rapidamente se vê rapidamente inserido em uma roda de destruição, conspiração e alianças quebradas em uma nova guerra que se tece entre os E.C.U e a U.C.O.
  • Ação com tiro em terceira pessoa - Ação em ritmo acelerado o espera ao batalhar inimigos nos labirintos de concreto das cidades, nos terrenos congelados da Antártida e uma miríade de locais únicos.
  • Opções de personalização - Os jogadores podem criar estratégias para os seus combates ao selecionar entre dezenas de armas, anexos de ombros e peças de wanzers para construir uma máquina de guerra que se encaixa ao seu estilo de jogo.
  • Multijogador online - FME é o primeiro da sua série a contar com multijogador online com um modo baseado em equipes com partidas de mata-mata entre wanzers gigantes de até 4 contra 4.
  • Visuais Exagerados - Com vídeos de computação gráfica de tirar o fôlego feitos pela Visual Works, o estúdio de ponta cujos trabalhos anteriores incluem cenas da aclamada série FINAL FANTASY®.
  • Habilidades de batalha - Ganhe vantagem tática sobre um adversário ao equipar suas armas com uma ampla variedade de diferentes habilidades como um tiro corrosivo ou perfurador.
  • Sistema E.D.G.E. - Ative o sistema E.D.G.E. em seu wanzer para entrar em um estado de Overdrive de alto desempenho que aumenta o seu poder e desacelera os inimigos.

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • OS: Windows XP, Vista, Windows 7
    • Processor: Intel Pentium D 1.8 GHz or AMD Athlon 64 x2 1.8 GHz
    • Memory: 1GB RAM (XP), 2GB RAM (Vista/7)
    • Graphics: 512MB NVIDIA GeForce 7800 series graphics card or equivalent
    • DirectX®: 9.0c
    • Hard Drive: 11 GB Free Space
    • Sound: DirectX® 9.0c compatible sound card
    • Controller Support: Mouse, Keyboard, Xbox 360 Controller
    Recommended:
    • OS: Windows XP, Vista, Windows 7
    • Processor: Intel Core 2 Duo 2.4 GHz or AMD Athlon 64 x2 2.4 GHz
    • Memory: 2GB RAM (XP), 3GB RAM (Vista/7)
    • Graphics: 512MB NVIDIA GeForce 8800 series graphics card or better
    • DirectX®: 9.0c
    • Hard Drive: 11 GB Free Space
    • Sound: DirectX® 9.0c compatible sound card
    • Controller Support: Mouse, Keyboard, Xbox 360 Controller
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Últimas:
Ligeiramente negativas (11 análises)
Todas:
Neutras (564 análises)
Últimas análises
The Reaper
11.8 hrs
Publicada: 28 de maio
Meu jogo favorito de mech.
Ótima jogabilidade, gráficos bonitos.
Personalize seu wanzer desde pinturas á armas e membros (pernas, braços, tronco...).
Por 2005 passava na tv o desenho Heavy Gear e esse jogo me lembra muito os gears do desenho. 95% de semelhança.
Comprei esse jogo porque queria reviver o Heavy Gear e acertei, o jogo é maravilhoso!
Meu único problema é não conseguir jogar com meu joystick Saitek ST90, que comprei especialmente pro jogo. Pelo que vi nas configurações, ele é próprio para controles e não joysticks.
E.J.Spawn
27.8 hrs
Publicada: 23 de abril
Eu sou suspeito, por ser extremamente fã da série Front Mission.
Sei lá quantas centenas de horas passei jogando Front Mission 3 no PSX.

Abaixo playlist que vai ser preenchida com o meu gameplay do jogo:
https://www.youtube.com/playlist?list=PLhJUfuJrBjWNiN7x6aFkPg38lHTCRCit-
Ela estará completa dia 20/05/16.

Minha análise do jogo Front Mission Evolved:

- Nota 8/10 - pela tentativa de inovar.

Pontos fortes
- Wanzer empecáveis, modelos vistos em outros jogos foram trazidos com a mesma "temática", pesados e mais com hovers e jetpacks lentos. Dando aquela sensação de que "é possível ter robôs gigantes" que a série Front Mission sempre trouxe.
- Ambientação se passar na época do primeiro jogo é genial, existe tecnologias inovadoras nesse período? Sim, mas nem tanto. Nada de lasers o/.
- Armas, bem retratadas, backpacks e mostrando sua utilidade.
- Customização visual e de peças boas demais.
- História apesar de ser "curta" teve começo, meio e fim. Não dando muita margem pra uma continuação na mesma linha narrativa.
- Batalhas interessantes, intensas e difíceis muitas vezes fazendo você recorrer a alterar sua customização de peças e armas. Acho que ficaria triste se não tivesse acontecido isso nem uma vez durante o jogo, mas aconteceu pelo menos 5 vezes. Mesmo eu jogando no normal game, o nível de dificuldade é interessante. Faz você querer jogar mais.
- Qualidade gráfica boa pra época.

Pontos fracos
- Poucas versões "visuais" de armas e peças, todos os Zephir's tinham a mesma aparência. A mesma coisa acontecia com outros Wanzers e suas versões e em armas e suas versões.
- Battle Skills não passaram a mesma imagem de "Poder" que tinham em outras versões do jogo.
- Necessidade de ter que ficar caçando Sensores e Emblemas e completando Achievements pra conseguir ter dinheiro no jogo (pelo menos uma quantidade boa pra poder atualizar seu Wanzer com frequência).
- Sistema E.D.G.E. decepcionante, seria interessante que ele liberasse outros poderes além de atirar sem recarregar, dano e velocidade. Os inimigos usando E.D.G.E. pareciam sempre ser mais fortes do que o seu :(
- Apesar da história ser interessante, a forma que ela é retratada as vezes se tornava banal, matavam as pessoas e na fase seguinte mencionavam ela e depois "puff" nem ligavam mais.
Storm Crow
17.1 hrs
Publicada: 25 de janeiro
Vale a pena pela sensação de pilotar diretamente os wanzers, e pela customização das peças, ainda que não tão desafiante quanto nos jogos clássicos.
Os combates são bons, mas o enredo é meia-boca.
A exploração do cenário foi mal trabalhada... a única coisa a se fazer é procurar por uns itens escondidos que liberam uma conquista, mas isso não me deu motivação suficiente para achá-los.

Recomendo para quem gostava dos jogos da franquia.
watchmaker
0.4 hrs
Publicada: 24 de dezembro de 2015
A série "Front Mission" surgiu ainda na época do Super Nintendo utilizando um sistema de jogo que depois seria copiado por "Final Fantasy Tactics": a estratégia em perspectiva. O sucesso no mercado japonês foi consolidado com a presença de robôs gigantes e uma história cativante. Entretanto, tudo isso foi esquecido e deixado de lado em "Front Mission Evolved" e o jogo do estúdio Double Helix acabou se tornando um jogo de tiro em terceira pessoa genérico que poderia ser melhor explorado sob diversos aspectos.

"Evolved" preserva poucas características da série. O cenário futurista e os robôs gigantes (chamados aqui como "Wanzers") estão presentes, mas é só, nada mais foi aproveitado. O roteiro segue a fórmula de colocar uma pessoa comum, sem treinamento militar, em uma guerra de proporção mundial e transformá-lo em um herói. Dylan Ramsey, o protagonista, tem como motivação o desejo por vingança da suposta morte de seu pai. Deixando os clichês de lado, a história até consegue prender a atenção do jogador, porém a chegada abrupta do final não permite criar laços com os personagens secundários ou sequer com o protagonista. Depois de duas ou três tardes de jogatina é possível ver os créditos subindo.

A maior parte ação se passa toda no comando do Wanzer de Dylan, que é controlado como se fosse um ser humano. O direcional esquerdo controla os passos do robô e o direito a câmera. Nos gatilhos e botões de ombro ficam as armas, que podem ser desde um soco inglês ou metralhadoras e escopetas, até mesmo mísseis teleguiados e rifles de assalto. Por mais que seja familiar, o sistema de controle poderia ter um toque especial como em "Mech Warrior" ou "Virtual On", que realmente transmitem a impressão de que o jogador controla um robô gigante. Poucas são as missões que podemos ver Dylan fora da armadura, mas esses trechos são curtos e não se diferenciam da ação à bordo do Warnzer.

A cada adversário que o jogador derrota, mais dinheiro entra na conta de Dylan, parecendo que o piloto é na verdade um mercenário a serviço do governo. Com o dinheiro é possível adquirir melhores armas, peças e até mesmo fazer pinturas de guerra na máquina. No entanto, é difícil conciliar as armas que o jogador pode usar devido ao limite de peso suportado pelo robô.

No geral, a campanha é bastante linear. Não há caminhos alternativos ou maneiras diferentes de lidar com os inimigos. Os esporádicos aliados pouco ajudam e mais parecem ser alvos para distrair os adversários. Já a construção dos cenários é pouco inspirada, na maioria dos casos são apenas grandes corredores construídos por prédios. Quando há variação são praças ou outros espaços abertos que servem como arena para enfrentar os chefes. Falando neles, as batalhas contra esses adversários são demoradas e seguem o padrão de atirar e esquivar até o inimigo cair. A fórmula se repete inclusive nos inimigos finais, mostrando falta de criatividade por parte dos produtores.


Nem tudo está perdido. Os efeitos sonoros impressionam, com sons de explosão bem elaborados e pensados para serem ouvidos com um bom aparelho de home theater. As músicas, infelizmente, não tiveram o mesmo cuidado, mesmo tentando fazer uma ou outra homenagem aos "Front Mission" clássicos, geralmente não se encaixam com a situação apresentada na tela.

Nas batalhas online "Evolved" segue o arroz com feijão utilizando modos já conhecidos pelos jogadores, como o Deathmatch e Domination. Todos eles a bordo dos Wanzers, mas sem ter nenhuma modalidade realmente empolgante que possa ser lembrada ou que use a temática dos robôs gigantes. Para tentar manter o jogador ligado, foi criado um sistema de evolução de patentes, nada original ou que valha o tempo investido. No caso dos mapas dos modos multiplayer existem mais rotas e locais para serem exploradas pelos jogadores, que seriam melhor utilizados na campanha solo.
MEGAMIND
3.7 hrs
Publicada: 15 de dezembro de 2015
Eu gostei do jogo, só que ainda prefiro os antigos que eram tatics. O que tinha de legal no antigo e permaneceu nesse pelo menos foi a customização.
vermelhozero
0.4 hrs
Publicada: 29 de outubro de 2015
Exelente Jogo!
VampireHunterD
8.3 hrs
Publicada: 11 de maio de 2015
8
BlackChrome
9.4 hrs
Publicada: 9 de abril de 2014
Este é um jogo legal.

A história é bem comovente. Eu gostei. A trama da história esta ótima. Bem como os personagens e vilões do jogo.

A gameplay não é muito diferente dos outros jogos de "Mech". Se voce gosta desse estilo, vai gostar desse jogo. Voce personaliza a sua Mech antes de cada missão. Ha uma boa variedade de opções, mas tem limites. Então não da pra equipar todos os equipes roubados. Pra cada missão sera melhor determinado tipo de personalização. Possuí diversas armas e equipamentos. A campanha do jogo esta ótima. Cerca de umas 10 horas pra zerar o jogo.

As músicas combinam, mas não são memoraveis nem marcantes. Acho que se voce deixar mudo a música do jogo e colocar sua própria trilha sonora enquanto joga fica melhor.

Os cenários do jogo são ok. Bem variados. Floresta, cidade, neve, návio. Mas não muito motivador para explorar.

Os gráficos são ok. Não é algo de surpreender. Acho que poderiam ser melhores devido a época e o port do jogo, mas esta num nivel aceitavel.

É um jogo que recomendo, mas só se voce gosta do gênero. Caso contrario poupe seu dinheiro.
Andre.Hawck
8.9 hrs
Publicada: 12 de dezembro de 2013
Se voce esta procurando um jogo de robos com luta corpo a corpo, muito tiro, bons graficos e otima jogabilidade então você veio ao lugar certo, não se deixe levar pelos deslikeds la embaixo o jogo e ótimo, alem de ser um otimo game de mechs o game conta com um numero de personalizações incriveis de armas peças pinturas e muito mais.
[ΜΏÐ] ☣PATRAO☣☠☠☠
1.7 hrs
Publicada: 8 de agosto de 2013
jogo de robo muito legal... parece macross
Análises mais úteis  No geral
3 de 3 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
17.1 horas registradas
Publicada: 25 de janeiro
Vale a pena pela sensação de pilotar diretamente os wanzers, e pela customização das peças, ainda que não tão desafiante quanto nos jogos clássicos.
Os combates são bons, mas o enredo é meia-boca.
A exploração do cenário foi mal trabalhada... a única coisa a se fazer é procurar por uns itens escondidos que liberam uma conquista, mas isso não me deu motivação suficiente para achá-los.

Recomendo para quem gostava dos jogos da franquia.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
11.8 horas registradas
Publicada: 28 de maio
Meu jogo favorito de mech.
Ótima jogabilidade, gráficos bonitos.
Personalize seu wanzer desde pinturas á armas e membros (pernas, braços, tronco...).
Por 2005 passava na tv o desenho Heavy Gear e esse jogo me lembra muito os gears do desenho. 95% de semelhança.
Comprei esse jogo porque queria reviver o Heavy Gear e acertei, o jogo é maravilhoso!
Meu único problema é não conseguir jogar com meu joystick Saitek ST90, que comprei especialmente pro jogo. Pelo que vi nas configurações, ele é próprio para controles e não joysticks.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
9.4 horas registradas
Publicada: 9 de abril de 2014
Este é um jogo legal.

A história é bem comovente. Eu gostei. A trama da história esta ótima. Bem como os personagens e vilões do jogo.

A gameplay não é muito diferente dos outros jogos de "Mech". Se voce gosta desse estilo, vai gostar desse jogo. Voce personaliza a sua Mech antes de cada missão. Ha uma boa variedade de opções, mas tem limites. Então não da pra equipar todos os equipes roubados. Pra cada missão sera melhor determinado tipo de personalização. Possuí diversas armas e equipamentos. A campanha do jogo esta ótima. Cerca de umas 10 horas pra zerar o jogo.

As músicas combinam, mas não são memoraveis nem marcantes. Acho que se voce deixar mudo a música do jogo e colocar sua própria trilha sonora enquanto joga fica melhor.

Os cenários do jogo são ok. Bem variados. Floresta, cidade, neve, návio. Mas não muito motivador para explorar.

Os gráficos são ok. Não é algo de surpreender. Acho que poderiam ser melhores devido a época e o port do jogo, mas esta num nivel aceitavel.

É um jogo que recomendo, mas só se voce gosta do gênero. Caso contrario poupe seu dinheiro.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
4.1 horas registradas
Análise de pré-lançamento
Publicada: 19 de janeiro de 2011
Excelente jogo de mecha com boa história e muita personalização, multiplayer frenético!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
8.9 horas registradas
Publicada: 12 de dezembro de 2013
Se voce esta procurando um jogo de robos com luta corpo a corpo, muito tiro, bons graficos e otima jogabilidade então você veio ao lugar certo, não se deixe levar pelos deslikeds la embaixo o jogo e ótimo, alem de ser um otimo game de mechs o game conta com um numero de personalizações incriveis de armas peças pinturas e muito mais.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
1.7 horas registradas
Publicada: 8 de agosto de 2013
jogo de robo muito legal... parece macross
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Não recomendado
3.7 horas registradas
Publicada: 15 de dezembro de 2015
Eu gostei do jogo, só que ainda prefiro os antigos que eram tatics. O que tinha de legal no antigo e permaneceu nesse pelo menos foi a customização.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
0.4 horas registradas
Publicada: 24 de dezembro de 2015
A série "Front Mission" surgiu ainda na época do Super Nintendo utilizando um sistema de jogo que depois seria copiado por "Final Fantasy Tactics": a estratégia em perspectiva. O sucesso no mercado japonês foi consolidado com a presença de robôs gigantes e uma história cativante. Entretanto, tudo isso foi esquecido e deixado de lado em "Front Mission Evolved" e o jogo do estúdio Double Helix acabou se tornando um jogo de tiro em terceira pessoa genérico que poderia ser melhor explorado sob diversos aspectos.

"Evolved" preserva poucas características da série. O cenário futurista e os robôs gigantes (chamados aqui como "Wanzers") estão presentes, mas é só, nada mais foi aproveitado. O roteiro segue a fórmula de colocar uma pessoa comum, sem treinamento militar, em uma guerra de proporção mundial e transformá-lo em um herói. Dylan Ramsey, o protagonista, tem como motivação o desejo por vingança da suposta morte de seu pai. Deixando os clichês de lado, a história até consegue prender a atenção do jogador, porém a chegada abrupta do final não permite criar laços com os personagens secundários ou sequer com o protagonista. Depois de duas ou três tardes de jogatina é possível ver os créditos subindo.

A maior parte ação se passa toda no comando do Wanzer de Dylan, que é controlado como se fosse um ser humano. O direcional esquerdo controla os passos do robô e o direito a câmera. Nos gatilhos e botões de ombro ficam as armas, que podem ser desde um soco inglês ou metralhadoras e escopetas, até mesmo mísseis teleguiados e rifles de assalto. Por mais que seja familiar, o sistema de controle poderia ter um toque especial como em "Mech Warrior" ou "Virtual On", que realmente transmitem a impressão de que o jogador controla um robô gigante. Poucas são as missões que podemos ver Dylan fora da armadura, mas esses trechos são curtos e não se diferenciam da ação à bordo do Warnzer.

A cada adversário que o jogador derrota, mais dinheiro entra na conta de Dylan, parecendo que o piloto é na verdade um mercenário a serviço do governo. Com o dinheiro é possível adquirir melhores armas, peças e até mesmo fazer pinturas de guerra na máquina. No entanto, é difícil conciliar as armas que o jogador pode usar devido ao limite de peso suportado pelo robô.

No geral, a campanha é bastante linear. Não há caminhos alternativos ou maneiras diferentes de lidar com os inimigos. Os esporádicos aliados pouco ajudam e mais parecem ser alvos para distrair os adversários. Já a construção dos cenários é pouco inspirada, na maioria dos casos são apenas grandes corredores construídos por prédios. Quando há variação são praças ou outros espaços abertos que servem como arena para enfrentar os chefes. Falando neles, as batalhas contra esses adversários são demoradas e seguem o padrão de atirar e esquivar até o inimigo cair. A fórmula se repete inclusive nos inimigos finais, mostrando falta de criatividade por parte dos produtores.


Nem tudo está perdido. Os efeitos sonoros impressionam, com sons de explosão bem elaborados e pensados para serem ouvidos com um bom aparelho de home theater. As músicas, infelizmente, não tiveram o mesmo cuidado, mesmo tentando fazer uma ou outra homenagem aos "Front Mission" clássicos, geralmente não se encaixam com a situação apresentada na tela.

Nas batalhas online "Evolved" segue o arroz com feijão utilizando modos já conhecidos pelos jogadores, como o Deathmatch e Domination. Todos eles a bordo dos Wanzers, mas sem ter nenhuma modalidade realmente empolgante que possa ser lembrada ou que use a temática dos robôs gigantes. Para tentar manter o jogador ligado, foi criado um sistema de evolução de patentes, nada original ou que valha o tempo investido. No caso dos mapas dos modos multiplayer existem mais rotas e locais para serem exploradas pelos jogadores, que seriam melhor utilizados na campanha solo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
9.4 horas registradas
Análise de pré-lançamento
Publicada: 30 de março de 2011
Um jogo bom pra quem gosta de robôs e equipá-los.Pena que tem uma campanha rápida e um multiplayer abondonado.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
0.4 horas registradas
Publicada: 29 de outubro de 2015
Exelente Jogo!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada