A simple game of touch, pleasure and joy.Luxuria Superbia is a colorful, musical journey made to fill you with joy. Exciting designs explode from your touch as you glide through playful stylized flowers. It’s all about the experience and the interaction.There’s twelve flower-like tunnels and a garden with a temple.
Análises de usuários:
Todas:
Ligeiramente positivas (211 análises) - 72% das 211 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 5/nov/2013

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar Luxuria Superbia

Pacotes que incluem este jogo

Comprar The Tale of Tales Experience

Inclui 6 itens: Bientôt l'été, Fatale, Luxuria Superbia, Sunset, The Graveyard, The Path

 

Análises

“Luxuria Superbia is a bright, vibrant game that will make you smile as much as it will make you blush.”
The Verge

“It could easily have been some intellectual erotic essay, some lofty treatise on libidinous imagery. It isn't, it's fun, and challenging and kind of raunchy.”
The Guardian

“What if Georgia O’Keefe and Claude Monet had a videogame love-child?”
iHobo

Sobre este jogo

A simple game of touch, pleasure and joy.

Luxuria Superbia is a colorful, musical journey made to fill you with joy. Exciting designs explode from your touch as you glide through playful stylized flowers. It’s all about the experience and the interaction.

There’s twelve flower-like tunnels and a garden with a temple.
In the garden, you select a flower by turning the dial.
When you complete a flower the next one is unlocked.

A flower always starts out colorless.
But when you touch it, color fills the tunnel.
Stay in the glowing flower as long as possible!

Play slowly and gently to get a high score.
Just pushing through as fast as you can will result in failure.
The game wants you to take it easy and be playful.

The blush you cause to a flower imbues the garden too.
For each flower, there’s a column in the temple.
Time spent in a blooming flower makes its column grow.
The garden starts blank, just like the tunnels.
But over several journeys, it flourishes with color.

Bring color to the flowers, bring joy and beauty to the garden!

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux
    Mínimos:
    • SO: XP
    • Processador: 1 Ghz
    • Memória: 500 MB de RAM
    • Armazenamento: 250 MB de espaço disponível
    Recomendados:
    • SO: 7
    • Processador: 2 Ghz
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Geforce or Radeon
    • Armazenamento: 500 MB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: 10.6.6
    • Processador: 1 Ghz
    • Memória: 500 MB de RAM
    • Armazenamento: 250 MB de espaço disponível
    • Outras observações: If the game crashes or hangs on startup, please disable Steam Community In-Game in the game's properties.
    Recomendados:
    • SO: 10.6.8
    • Processador: 2 Ghz
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Geforce or Radeon
    • Armazenamento: 500 MB de espaço disponível
    • Outras observações: If the game crashes or hangs on startup, please disable Steam Community In-Game in the game's properties.
    Mínimos:
    • Processador: 1 Ghz
    • Memória: 500 MB de RAM
    • Armazenamento: 250 MB de espaço disponível
    Recomendados:
    • Processador: 2 Ghz
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Geforce or Radeon
    • Armazenamento: 500 MB de espaço disponível
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Todas:
Ligeiramente positivas (211 análises)
Últimas análises
Bigbee KAMIzola
( 3.7 horas registradas )
Publicada: 25 de maio de 2014
Luxuria Superbia é um ótimo exemplo de jogo que não deveria ser portado pra PC.

Não que essa versão esteja mal-feita ou algo do tipo, mas a substituição do toque pros analógicos do controle ou botões do mouse acabam matando parte da proposta que o jogo queria passar. Ao menos, foi esta a conclusão que cheguei agora que experimentei-o na versão Android.

Quem já conhece a Tale of Tales em algum grau sabe que o estúdio é conhecido por produzir títulos bem exóticos, pra dizer o mínimo. No caso de Luxuria Superbia, isso se manifesta, digamos, ao "poetizar o prazer" usando eventuais frases sensuais, flores alegóricas, cores e elementos associados a elas (como nuvens para o azul do céu) para construir toda uma visualidade pulsante à medida que você vai preenchendo as "pétalas". É mais fácil entender isso vendo gameplay mesmo, mas em suma, é uma experiência puramente sensorial que emula, de maneira leve e até eufemística, o crescimento do prazer erótico e o ♥♥♥♥♥♥o - fazendo com que a paciência de alcançá-lo seja muito importante na mecânica. Tente rushar e não sairá do lugar. Além disso, cada flor exigirá um tempo diferente para se completar: algumas são rápidas até demais pra colorir por inteiro, enquanto outras levam um ritmo bem mais vagaroso e/ou se esvaziam rápido.

É por causa de todos esse fatores que considero imprescindível jogar a versão original, pra tela de toque. Não cheguei a terminá-lo lá, mas me pareceu muito claro de que a filosofia do game design está intrisecamente ligada na necessidade de usar os dedos a ponto de, às vezes, algumas das flores exigirem uma posição específica dos mesmos para colori-las por completo. Apesar disso, há uma boa liberdade quanto à forma que você usa as duas mãos, podendo explorar gestos diferentes ou apenas o mínimo necessário.

Uma das poucas coisas que me incomodou de verdade foi a trilha. Não sei explicar muito bem o motivo, mas ela me soa bem desagradável na maior parte do tempo. Definitivamente não me ajudou na imersão, apesar de estar entrelaçada às suas ações durante o jogo.

Como conjunto da obra, acredito que vale, sim, conhecer Luxuria Superbia. Mas não recomendo o port do PC. Sério. Evite-o, se possível. Não é a mesma coisa.


(uma dica a quem for dar uma chance: preste atenção nas bordas.)
Shigutso_Linux
( 0.5 horas registradas )
Publicada: 21 de fevereiro de 2014
Um jogo aonde você faz secso virtual com flores.

10/10
O Trovador
( 6.4 horas registradas )
Publicada: 29 de janeiro de 2014
Este jogo deu um salto para um dos meus jogos favoritos assim que joguei a demonstração no site oficial da Tale of Tales, antes do lançamento oficial.

A propósito, se esse jogo tem uma falha é a necessidade de ter uma versão demo. Diferente dos muitos jogos que existem que mostram num trailer ou em um video de gameplay como é o jogo, o único jeito de entender o que de fato é Luxuria Superbia é jogando.

Um jogo esquisito, relaxante, prazeroso e meditativo. Um jogo sobre o prazer carnal de uma forma espiritual e que pode ser jogado por crianças sem problemas. Se há alguma indecência no jogo, ela fica apenas no campo da subjetividade e improvavelmente será captada por mentes castas.

Uma ótima expereriência visual e auditiva.

Como todos os jogos da Tale of Tales, Luxuria Superbia parece ser um jogo para poucos.
Análises mais úteis  No geral
5 de 5 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.7 horas registradas
Publicada: 25 de maio de 2014
Luxuria Superbia é um ótimo exemplo de jogo que não deveria ser portado pra PC.

Não que essa versão esteja mal-feita ou algo do tipo, mas a substituição do toque pros analógicos do controle ou botões do mouse acabam matando parte da proposta que o jogo queria passar. Ao menos, foi esta a conclusão que cheguei agora que experimentei-o na versão Android.

Quem já conhece a Tale of Tales em algum grau sabe que o estúdio é conhecido por produzir títulos bem exóticos, pra dizer o mínimo. No caso de Luxuria Superbia, isso se manifesta, digamos, ao "poetizar o prazer" usando eventuais frases sensuais, flores alegóricas, cores e elementos associados a elas (como nuvens para o azul do céu) para construir toda uma visualidade pulsante à medida que você vai preenchendo as "pétalas". É mais fácil entender isso vendo gameplay mesmo, mas em suma, é uma experiência puramente sensorial que emula, de maneira leve e até eufemística, o crescimento do prazer erótico e o ♥♥♥♥♥♥o - fazendo com que a paciência de alcançá-lo seja muito importante na mecânica. Tente rushar e não sairá do lugar. Além disso, cada flor exigirá um tempo diferente para se completar: algumas são rápidas até demais pra colorir por inteiro, enquanto outras levam um ritmo bem mais vagaroso e/ou se esvaziam rápido.

É por causa de todos esse fatores que considero imprescindível jogar a versão original, pra tela de toque. Não cheguei a terminá-lo lá, mas me pareceu muito claro de que a filosofia do game design está intrisecamente ligada na necessidade de usar os dedos a ponto de, às vezes, algumas das flores exigirem uma posição específica dos mesmos para colori-las por completo. Apesar disso, há uma boa liberdade quanto à forma que você usa as duas mãos, podendo explorar gestos diferentes ou apenas o mínimo necessário.

Uma das poucas coisas que me incomodou de verdade foi a trilha. Não sei explicar muito bem o motivo, mas ela me soa bem desagradável na maior parte do tempo. Definitivamente não me ajudou na imersão, apesar de estar entrelaçada às suas ações durante o jogo.

Como conjunto da obra, acredito que vale, sim, conhecer Luxuria Superbia. Mas não recomendo o port do PC. Sério. Evite-o, se possível. Não é a mesma coisa.


(uma dica a quem for dar uma chance: preste atenção nas bordas.)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 2 pessoas (50%) acharam esta análise útil
Recomendado
6.4 horas registradas
Publicada: 29 de janeiro de 2014
Este jogo deu um salto para um dos meus jogos favoritos assim que joguei a demonstração no site oficial da Tale of Tales, antes do lançamento oficial.

A propósito, se esse jogo tem uma falha é a necessidade de ter uma versão demo. Diferente dos muitos jogos que existem que mostram num trailer ou em um video de gameplay como é o jogo, o único jeito de entender o que de fato é Luxuria Superbia é jogando.

Um jogo esquisito, relaxante, prazeroso e meditativo. Um jogo sobre o prazer carnal de uma forma espiritual e que pode ser jogado por crianças sem problemas. Se há alguma indecência no jogo, ela fica apenas no campo da subjetividade e improvavelmente será captada por mentes castas.

Uma ótima expereriência visual e auditiva.

Como todos os jogos da Tale of Tales, Luxuria Superbia parece ser um jogo para poucos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 2 pessoas (50%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
0.5 horas registradas
Publicada: 21 de fevereiro de 2014
Um jogo aonde você faz secso virtual com flores.

10/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada