Enter the pages of the hand painted world of Journal. A journey through the life of a young and troubled girl as she tries to face up to the choices and responsibilities that come with childhood. An experience that questions the reliability of how we choose to remember events and explores the truths hidden within our dreams.
Análises de usuários:
Todas:
Ligeiramente positivas (301 análises) - 79% das 301 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 17/fev/2014

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar Journal

 

Sobre este jogo

Enter the pages of the hand painted world of Journal. A journey through the life of a young and troubled girl as she tries to face up to the choices and responsibilities that come with childhood. An experience that questions the reliability of how we choose to remember events and explores the truths hidden within our dreams.

Journal is a narrative driven adventure game by Richard Perrin, the creator of Kairo and the white chamber, with art and writing by Melissa Royall.

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux
    Mínimos:
    • SO: Windows XP
    • Processador: 2GHz Dual Core
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Shader Model 3.0
    • Armazenamento: 250 MB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: OSX 10.6
    • Processador: 2GHz Dual Core
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Shader Model 3.0
    • Armazenamento: 250 MB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: Ubuntu 10.10
    • Processador: 2GHz Dual Core
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: Shader Model 3.0
    • Armazenamento: 250 MB de espaço disponível
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado em setembro de 2016! Saiba mais
Todas:
Ligeiramente positivas (301 análises)
Tipo de análise


Forma de aquisição


Idioma


Exibir como:
16 análises correspondem aos filtros acima ( Positivas)
Últimas análises
Lockhart Gi
7.1 h
Publicada: 31 de janeiro
É um ótimo jogo pra quem gosta de "visual novel", no entanto essa é mais puxado pra uma versão francesa do que japonesa tradicionalmente em anime. A atmosfera do game é voltado pra problemas casuais do dia a dia, que conseguem ser bem interessantes. Esse jogo exige um entendimento de inglês razoável, já que não possui um linguajar muito complexo, principalmente por ser do cotidiano de uma pré-adolescente, colocando desta forma. As conquistas são fáceis de desbloquear, e a trilha sonora é agradável e adptada ao cenário, portanto 10/10 para o game.
Brownie
4.8 h
Publicada: 24 de janeiro
Um bom jogo, nao é jogabilidade que te faz querer terminar, e sim, o fato de querer entender o que se passa na cabeça da menina controlada. Recomendo também que saiba inglês, porque é a língua disponível e a única forma de entender o jogo que é mais sobre os textos do que sobre as ações, ele analisa o quanto a memória é subjetiva de acordo com cada pessoa e o que pode se passar na cabeça de alguém pra agir do jeito que age. Só que de um forma simples.

Faz um paralelo entre a vida da menina com pais divorciados recentemente e um circo. Recomendo pra quem gosta de visual novels ou histórias lineares com lições de moral.
mc champions
2.2 h
Publicada: 28 de novembro de 2015
Excelente jogo, a história é um tanto quanto trivial no começo, mas vai se tornando envolvente, uma pena que durou menos de duas horas, porém vale os R$ 20, que o jogo custa normalmente, gostaria de ver jogos como esse futuramente.
Palhaço Assassino
1.4 h
Publicada: 5 de novembro de 2015
Nice
Quazariun
3.2 h
Publicada: 13 de junho de 2015
Um dos indies mais bonitos que já vi, recomendo pra quem ama uma boa história, ainda mais uma baseada em fatos reais. * u*
Análises mais úteis  No geral
25 de 28 pessoas (89%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.1 horas registradas
Publicada: 26 de julho de 2014
Journal é um jogo que não agradará aos olhares de todos. Apesar de aparentar ser simples, é uma obra profunda, que requer olhos diferentes para que a experiência e o objetivo de sua narrativa sejam compreendidos. Journal é uma obra de aventura, esta conduzida por uma narrativa, sendo o cenário a representação de um diário de uma garota problemática que deverá aprender a enfrentar difíceis decisões e a lidar com possíveis consequências, apresentando eventos similares que enfrentamos em nossa realidade. Apesar de soar clichê, a narrativa realmente não é extremamente emocionante, mas é muitíssima profunda por seu detalhamento e imersão às confusões que a garota está a encontrar. O jogo permite por parte do jogador uma reflexão própria de seus atos durante a jogatina, já que é o próprio quem desenvolve os diálogos e as decisões.

A característica mais surpreendente é a arte do jogo, que é impressionante e muitíssimo bem trabalhada. A arte adiciona a história e a trilha sonora uma imersão auxiliar, já que não há exigências ou dificuldades apresentadas a jogabilidade ou aos puzzles. A história é a única ferramenta a forçar o jogador a compreender e entender a experiência, esta diferente e completamente recomendada. Journal encerra como uma excelente obra e até mesmo uma surpresa, assim como Dear Esther e o magnífico Gone Home, sendo uma excelente recomendação àqueles que estão à procura por algo diferente.

Informações adicionais:

» Clique aqui para checar a análise de Gone Home.
» Clique aqui para checar a análise de Dear Esther.
» Curadoria Gamers do Brasil.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
11 de 12 pessoas (92%) acharam esta análise útil
Recomendado
4.3 horas registradas
Publicada: 25 de dezembro de 2014
arte em forma de game, perfeição demais.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
9 de 9 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
1.9 horas registradas
Publicada: 13 de fevereiro de 2015
Em Journal, nós entramos no mundo e na mente de uma adolescente que escreve diariamente em seu diário. Um dia, ela percebe que as páginas, que antes estavam escritas, agora estavam em branco. O que aconteceu com todas as suas anotações? Inicialmente, o foco principal é o mistério das páginas que sumiram, mas não demora muito para outros problemas começarem a surgir. A heroína deve enfrentar seus próprios problemas e lidar com todos ao seu redor.

Na maior parte do jogo, eu criei um vínculo maior com os personagens secundários e me senti bastante frustrado com as ações da garota, mas tudo isso não é feito em vão. Todos esses sentimentos negativos estão aí para que possamos compreender a dificuldade de amadurecer em uma situação como a da personagem e todas essas cargas emocionais são transmitidas de uma forma brilhante. Sendo esse o caso, dificilmente alguém irá atravessar Journal sem compará-lo com sua própria vida.

No entanto, nem tudo é tão encantador. Muitas vezes os personagens irão repetir diálogos que fazem pouco sentido depois que certa tarefa foi completada. O universo criado pela Locked Door Puzzle é limitado. A tentativa de investigar para além dos limites da história revela quão compacto o jogo realmente é. Alguns jogadores não irão se encontrar tão emocionalmente instigados como eu, mas não há nada de errado com isso. No entanto, Journal é uma tentativa bem-sucedida em transformar uma história pessoal em um jogo e eu espero que mais desenvolvedores se aventurem nesse campo que ainda é tão pouco explorado.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
4.0 horas registradas
Publicada: 3 de abril de 2015
Um dos melhores jogos do tipo indie/casual, que já joguei, os gráficos e os soms são interessantes.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 5 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.0 horas registradas
Publicada: 16 de janeiro
Este jogo, apesar de curto, é incrível. Tem uma profundidade absurda, uma carga emocional muito grande. Faz a gente pensar em nossas atitudes diante de nossa família e amigos, e também faz com que a gente pense em como as outras pessoas estão lidando com a gente. Particularmente, demorei três dias para terminar, porque caía no choro o tempo todo.
Quanto à jogabilidade, ele é bem simples, direcionais e barra de espaço basicamente. Acredito que só tenha o texto todo em inglês, e precisa saber ler bem em inglês para entender tudo, mas vale a pena. Prende a atenção e é bem bonito.
Uma última coisa... eu fiquei bastante impressionada com o jogo, ele me afetou muito emocionalmente, e no final estava em prantos. Se você é sensível e não está afim de chorar com um jogo, acho que este não é pra você...
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 3 pessoas (67%) acharam esta análise útil
Recomendado
5.8 horas registradas
Publicada: 23 de junho de 2015
Apesar de muitos subestimarem essa linda obra de arte, ela é algo extremamente surpreendente e cativante. Possui uma sonoplastia muito bem feita, que combina perfeitamente com os sentimentos da protagonista e também um bom conteúdo quando se trata de história.
O jogador pode sentir muito do que aquela personagem passa e até se surpreender, pois nem você mesmo pode saber tudo sobre ela (Ela mesmo não se entende). Bom, recomendo bastante que qualquer pessoa jogue esse jogo, pois sei que ele é capaz de te proporcionar muitas reflexões sobre você mesmo e suas escolhas, que podem te tornar alguém melhor. Recomendo! ^^
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 3 pessoas (33%) acharam esta análise útil
Recomendado
20.2 horas registradas
Publicada: 13 de janeiro de 2015
Esse é um jogo essencial pra quem quer começar com Novela Gráfica, uma história muito bonita também. u .u'
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
3.8 horas registradas
Publicada: 10 de outubro de 2014
"Journal" é um jogo interessante, que começa quando a protagonista descobre que as páginas de seu diário estão todas em branco, e começa a interagir com os demais personagens.

Note que é um jogo estilo visual novel, mas seja qual forem as escolhas, o fim será sempre o mesmo fim - bem... tirando um certo final secreto relacionado a uma conquista, que não tem relação com a história -, o que pode não agradar alguns. Aqui o importante é a história, que será contada a você através dos diálogos e da narração da personagem principal.

É uma história tocante e um tanto triste, sobre a juventude da protagonista e situações pelas quais passou. É uma diversão curta, mas para quem gosta de uma boa história e do estilo de game, é altamente recomedável.

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
2.1 horas registradas
Publicada: 14 de janeiro de 2015
Bem , eu gostei muito do jogo mais como eu não sei falar inglês fluentemente ainda não deu pra entender muito
mais a paisagem do jogo ^^
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
6.3 horas registradas
Publicada: 29 de novembro de 2014
Comprei esse jogo apenas pela arte gráfica que achei interessante e o interesse de mostrá-lo para alguém de idade condizente.

A principio achei que seria um jogo para crianças, um jogo simples e besta.

Engano meu.

Journal é de fato um jogo para crianças, mas se a princípio parece que vai ser um clichê qualquer, ao passo que o jogo vai se encaminhando ele vai ficando cada vez mais profundo e mais profundo. O jogo é um grande engano na verdade, ele te engana escondendo detalhes cruciais e te fazendo acreditar que é sobre algo que de fato não é.

Parabéns Richard Perrin e Melissa Royall.

Vocês arrancaram lágrimas de meus olhos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada