Henry Stauf's mansion has been abandoned for as long as anyone dare remember. Stauf was a master toy maker, a maker of amazing puzzles and this strange house was his greatest creation. Now the mansion stands empty, rotting ever since the children started dying, ever since the six guests came.
Análises de usuários:
Todas:
Neutras (255 análises) - 65% das 255 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 28/abr/1993

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar 7th Guest

Pacotes que incluem este jogo

Comprar 7th Guest & 11th Hour Bundle

Inclui 2 itens: The 11th Hour, The 7th Guest

 

Sobre este jogo

Henry Stauf's mansion has been abandoned for as long as anyone dare remember. Stauf was a master toy maker, a maker of amazing puzzles and this strange house was his greatest creation. Now the mansion stands empty, rotting ever since the children started dying, ever since the six guests came. Now there are only the eerie lights and the terrible sing-song rhymes of the children.

And suddenly, you are in the house. You move from room to room, step-by-terrifying-step, as scenes from that night of horror come to life. Because Stauf's game isn't over. There were six guests the world knew about - and there was one other. Stauf's mad mansion lives again. And only you can end the nightmare and learn the secret of The 7th Guest.

This Award-Winning Game Features:
  • Groundbreaking use of full-motion video and dialogue recorded by live actors in a terrifyingly real virtual environment.
  • Old Man Stauf's bizarre puzzles to solve and games to play.
  • 22 Stunningly rendered, devilishly surprising, 3-D rooms await you in this fully explorable haunted mansion.
  • 2 CDs of extensive gameplay with an original musical score.

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux
    Mínimos:
    • SO: Windows XP / Vista / 7
    • Processador: 1.8 GHz Processor
    • Memória: 512 MB de RAM
    • Placa de vídeo: 3D graphics card
    • DirectX: Versão 9.0c
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
    Recomendados:
    • SO: Windows 7
    • Processador: 2 GHz Processor
    • Memória: 512 MB de RAM
    • Placa de vídeo: 3D graphics card
    • DirectX: Versão 9.0c
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: Mac OS X 10.6.8
    • Processador: 1.8 GHz Processor
    • Memória: 1 GB de RAM
    • Placa de vídeo: 1GB of RAM graphics
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
    Recomendados:
    • SO: Mac OS X 10.8
    • Processador: 2 GHz Processor
    • Memória: 1 GB de RAM
    • Placa de vídeo: 1GB of RAM graphics
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: Ubuntu 14.04 LTS
    • Processador: 1.8 GHz Processor
    • Memória: 512 MB de RAM
    • Placa de vídeo: 3D graphics card
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
    Recomendados:
    • SO: Ubuntu 14.04 LTS
    • Processador: 2 GHz Processor
    • Memória: 512 MB de RAM
    • Placa de vídeo: 3D graphics card
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Todas:
Neutras (255 análises)
Últimas análises
ohadez
27.4 hrs
Publicada: 7 de dezembro de 2015
O jogo é ótimo mas por ser muito mas muito velho mesmo vive dando problemas que levam a travamentos e até crashes quando eu utilizo meu windows 10. Uma pena, dá pra jogar mas haja paciência.
*OCB* Shu | Pexie
31.2 hrs
Publicada: 1 de novembro de 2015
Por onde começo... vejamos... Um dia de Halloween normal, estava a jogar esse jogo quando finalmente venci o último puzzle que faltava para seguir com a história e chegar até o final, completando 100% o jogo... Fiquei semanas e meses sem jogar, pensando em como resolver aquele Puzzle mais difícil de todos, claro que estou falando do próprio Puzzle do Microscópio... Depois daquela COISA, faltou apenas um puzzle que consegui vencer sem dificuldades e depois o final do jogo finalmente... Bom! Vamos ignorar meu comentário aqui e daremos continuidade à análise, ok?

(Tempo de jogo não equivale ao tempo que você poderá dar, mas sim ao meu tempo pessoal. O tempo de jogabilidade varia com menos horas [muita sorte] ou [mais horas] muita falta de sorte, depende de ti, exclusivamente....)

*História:

Não tem história e se tiver eu sabendo o que cada um falava não entendi muito bem. Por favor não me entenda mal, existem jogos em que a história não é boa e o jogo realmente não presta, mas estamos falando de uma exeção, por isso a minha análise será focada no gameplay.

*Gameplay:

Bom! O jogo primeiramente saiu em 1992, e ficou popular em 1993, já todos nós sabemos que a tecnologia não era boa, mas os criadores do jogo dizem que tratá-se de uma nova geração de "gráfico", que dará certo futuramente... Bem somos testemunhas de que a tecnologia é bem ultrapassada, mas ok foi um início pelo menos...

O que você faz no jogo? Basicamente resolve puzzles sem pista nenhuma, use seu raciocínio lógico e prove que você é melhor do que Henry Stauf. Sim! Esse é o cara que criou os puzzles na mansão e você como sendo o 7° visitante deve vencer todos os desafios.

Voltando ao assunto de gameplay... O jogo é lento, eu digo você controla pelo mouse somente tudo, mas a câmera move sozinha de acordo para onde queira ir e não é uma animação muito rápida, por isso tenha paciência para locomover-se já que estamos falando de um clássico que é conhecido até hoje pelas pessoas...

*Dificuldade?

Depende do seu ponto de vista! Existem puzzles bem difíceis como aquela COISA do MICROSCOPE, mas o restante em geral é tranquilo, PENSE UM POUCO E VOCÊ CHEGARÁ NA SOLUÇÃO FACILMENTE. Além disso recomendo estar descansado e com a cabeça limpa, pois como falei anteriormente, você tem um problema e precisa resolvê-lo...

*Gráficos:

Tirando a modelagem 3D que foi feita no jogo... Sinceramente em questão de opinião os gráficos das pessoas não são muito legais, mas dá para ver que existe uma pessoa ali então meus comentários são somente isso...

Efeitos sonoros e músicas:

Bom! As músicas estão em formato bem parecido ao que lembra MIDI e o volume das músicas está mais alto do que as vozes dos personagens e o narrador, por isso antes de jogar mesmo, recomendo abaixar a música usando o arquivo de configuração do jogo, já que o jogo em si não vem com esse acessório...

Bônus:

Como é falado ali em cima comprando 7th guest você recebe o jogo + Soundtrack + Video documentário de como foi criado o jogo (Video VHS).

Nota: 8.5/10
Linguagem: Somente em inglês

Comentários Finais: A história existe uma drama, mas é bem difícil tentar entendê-la. 7th Guest é mais focado nos Quebra-cabeças (Puzzles) do que história em si como um RPG, além de ser um clássico Point and Click, no qual vai te distrair bastante e atualmente é um pouco difícil de achar por aí vendendo.

Totalmente recomendado para Jogadores Clássicos!

OBS: Caso não consiga vencer o Microscope Puzzle, você nunca poderá ter acesso ao final do jogo, a solução dele é fácil, mas o caminho é complicado, pois dependendo do seu processador de computador a Inteligência Artificial muda para cada vez que iniciar o Puzzle, caso procure um solução verá que realmente não existe uma definitiva e as pessoas recomendam seguir com a mesma estrégia e vencer

DICA:

Minha sincera opinião eu venci num Corel 2 Duo e já foi bem complicado, mas basicamente Stauf joga na defensiva, você precisa ser agressivo em cada jogada e quase nunca defensivo, não erre nenhum movimento, pois caso contrário ele vencerá de ti, mas desafio quem está lendo meu review. Você será capaz de vencer esse Puzzle Maldito?
Diogenes
0.3 hrs
Publicada: 18 de setembro de 2015
Um clássico do FMV + Point & Click que não resistiu bem ao tempo, acredito que a 22 anos atrás a péssima história se escondia sob os gráficos. Hoje tudo é datado, inclusive essa versão na Steam roda dentro de um emulador.
redparry
17.0 hrs
Publicada: 15 de março de 2015
Jogo de puzzles crítptico e difícil de navegar
Gosto de alguns quebra-cabeças e das provocações do Stauf, mas recomendo esse jogo só se você já conhecer a série
Zaphod Beeblebrox
daltonc.lima
1.0 hrs
Publicada: 22 de dezembro de 2014
Não é um jogo ruim. O maior problema é que esse jogo foi vendido como um adventure point & click, porém, na verdade ele é um puzzle game. A maior interatividade que o jogador vai ter é com os quebra-cabeças. O gamer não irá conversar com personagens e não pegará objetos e os usará em algum lugar como nos adventures tradicionais. Esse é um simples jogo de resolução de puzzles. Agora, para mim o único defeito nesse game é a forma como foi contada a estória. Ficou tudo muito bagunçado. Fora isso, o jogo é bom.
Not a bad game. The biggest problem is this game was sold as a point & click adventure, but in fact it is a puzzle game. The interactivity the player will have is with the puzzles. The gamer will not talk to characters and will not catch objects and use them somewhere as in traditional adventures. This is a simple puzzle solving game. Now the only problem in this game is how the story was told. It was all very messy. Other than that, the game is good.
lorderangel
10.0 hrs
Publicada: 21 de julho de 2014
7th Guest foi um importante jogo lançado para o PC, na época em que o CD-ROM começava sua caminhada para se tornar padrão por vários anos. Esta versão é idêntica àquela de 1993: os gráficos estão em baixa resolução e a interface é ultrapassada - coisas elementares como regular o brilho e diminuir o volume não são possíveis, por exemplo.

A jogabilidade permanece a mesma, entretanto. O jogo se passa numa mansão mal-assombrada, onde sete pessoas foram convidadas para passar uma noite e nunca mais foram vistas. O jogador assume o papel de uma entidade que percorre a casa resolvendo os puzzles presentes em cada aposento. A medida que são solucionados, pequenos vídeos rodam mostrando a história e o que aconteceu com os convidados. Alguns dos quebra-cabeças são bem interessantes; outros, irascíveis e frustrantes. Há um livro em um dos aposentos que oferece dicas e, se consultado um certo número de vezes, oferece para resolver o problema. Mas caso isso seja feito com frequência, os vídeos da história serão omitidos, impedindo que o jogador conheça o desenrolar completo da trama. Há vinte anos, quando não havia internet, era comum ficarmos dias empacados em um deles, então a opção era bem-vinda. Hoje em qualquer lugar na Web se encontram guias para o jogo.

No geral, recomendo este jogo por pura nostalgia. Quem jogou o original no antigo PC 386 vai poder matar a saudade. Mas sem nenhuma melhoria mínima que seja, é praticamente impossível indicar 7th Guest para os gamers novatos. Neste caso, é melhor deixá-lo como parte do passado.
Egon Runner
0.4 hrs
Publicada: 19 de abril de 2014
10/10, clássico !
Análises mais úteis  No geral
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Não recomendado
17.0 horas registradas
Publicada: 15 de março de 2015
Jogo de puzzles crítptico e difícil de navegar
Gosto de alguns quebra-cabeças e das provocações do Stauf, mas recomendo esse jogo só se você já conhecer a série
Zaphod Beeblebrox
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
0 de 1 pessoas (0%) acharam esta análise útil
Recomendado
27.4 horas registradas
Publicada: 7 de dezembro de 2015
O jogo é ótimo mas por ser muito mas muito velho mesmo vive dando problemas que levam a travamentos e até crashes quando eu utilizo meu windows 10. Uma pena, dá pra jogar mas haja paciência.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
0.4 horas registradas
Publicada: 19 de abril de 2014
10/10, clássico !
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
10.0 horas registradas
Publicada: 21 de julho de 2014
7th Guest foi um importante jogo lançado para o PC, na época em que o CD-ROM começava sua caminhada para se tornar padrão por vários anos. Esta versão é idêntica àquela de 1993: os gráficos estão em baixa resolução e a interface é ultrapassada - coisas elementares como regular o brilho e diminuir o volume não são possíveis, por exemplo.

A jogabilidade permanece a mesma, entretanto. O jogo se passa numa mansão mal-assombrada, onde sete pessoas foram convidadas para passar uma noite e nunca mais foram vistas. O jogador assume o papel de uma entidade que percorre a casa resolvendo os puzzles presentes em cada aposento. A medida que são solucionados, pequenos vídeos rodam mostrando a história e o que aconteceu com os convidados. Alguns dos quebra-cabeças são bem interessantes; outros, irascíveis e frustrantes. Há um livro em um dos aposentos que oferece dicas e, se consultado um certo número de vezes, oferece para resolver o problema. Mas caso isso seja feito com frequência, os vídeos da história serão omitidos, impedindo que o jogador conheça o desenrolar completo da trama. Há vinte anos, quando não havia internet, era comum ficarmos dias empacados em um deles, então a opção era bem-vinda. Hoje em qualquer lugar na Web se encontram guias para o jogo.

No geral, recomendo este jogo por pura nostalgia. Quem jogou o original no antigo PC 386 vai poder matar a saudade. Mas sem nenhuma melhoria mínima que seja, é praticamente impossível indicar 7th Guest para os gamers novatos. Neste caso, é melhor deixá-lo como parte do passado.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
1.0 horas registradas
Publicada: 22 de dezembro de 2014
Não é um jogo ruim. O maior problema é que esse jogo foi vendido como um adventure point & click, porém, na verdade ele é um puzzle game. A maior interatividade que o jogador vai ter é com os quebra-cabeças. O gamer não irá conversar com personagens e não pegará objetos e os usará em algum lugar como nos adventures tradicionais. Esse é um simples jogo de resolução de puzzles. Agora, para mim o único defeito nesse game é a forma como foi contada a estória. Ficou tudo muito bagunçado. Fora isso, o jogo é bom.
Not a bad game. The biggest problem is this game was sold as a point & click adventure, but in fact it is a puzzle game. The interactivity the player will have is with the puzzles. The gamer will not talk to characters and will not catch objects and use them somewhere as in traditional adventures. This is a simple puzzle solving game. Now the only problem in this game is how the story was told. It was all very messy. Other than that, the game is good.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Não recomendado
0.3 horas registradas
Publicada: 18 de setembro de 2015
Um clássico do FMV + Point & Click que não resistiu bem ao tempo, acredito que a 22 anos atrás a péssima história se escondia sob os gráficos. Hoje tudo é datado, inclusive essa versão na Steam roda dentro de um emulador.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
31.2 horas registradas
Publicada: 1 de novembro de 2015
Por onde começo... vejamos... Um dia de Halloween normal, estava a jogar esse jogo quando finalmente venci o último puzzle que faltava para seguir com a história e chegar até o final, completando 100% o jogo... Fiquei semanas e meses sem jogar, pensando em como resolver aquele Puzzle mais difícil de todos, claro que estou falando do próprio Puzzle do Microscópio... Depois daquela COISA, faltou apenas um puzzle que consegui vencer sem dificuldades e depois o final do jogo finalmente... Bom! Vamos ignorar meu comentário aqui e daremos continuidade à análise, ok?

(Tempo de jogo não equivale ao tempo que você poderá dar, mas sim ao meu tempo pessoal. O tempo de jogabilidade varia com menos horas [muita sorte] ou [mais horas] muita falta de sorte, depende de ti, exclusivamente....)

*História:

Não tem história e se tiver eu sabendo o que cada um falava não entendi muito bem. Por favor não me entenda mal, existem jogos em que a história não é boa e o jogo realmente não presta, mas estamos falando de uma exeção, por isso a minha análise será focada no gameplay.

*Gameplay:

Bom! O jogo primeiramente saiu em 1992, e ficou popular em 1993, já todos nós sabemos que a tecnologia não era boa, mas os criadores do jogo dizem que tratá-se de uma nova geração de "gráfico", que dará certo futuramente... Bem somos testemunhas de que a tecnologia é bem ultrapassada, mas ok foi um início pelo menos...

O que você faz no jogo? Basicamente resolve puzzles sem pista nenhuma, use seu raciocínio lógico e prove que você é melhor do que Henry Stauf. Sim! Esse é o cara que criou os puzzles na mansão e você como sendo o 7° visitante deve vencer todos os desafios.

Voltando ao assunto de gameplay... O jogo é lento, eu digo você controla pelo mouse somente tudo, mas a câmera move sozinha de acordo para onde queira ir e não é uma animação muito rápida, por isso tenha paciência para locomover-se já que estamos falando de um clássico que é conhecido até hoje pelas pessoas...

*Dificuldade?

Depende do seu ponto de vista! Existem puzzles bem difíceis como aquela COISA do MICROSCOPE, mas o restante em geral é tranquilo, PENSE UM POUCO E VOCÊ CHEGARÁ NA SOLUÇÃO FACILMENTE. Além disso recomendo estar descansado e com a cabeça limpa, pois como falei anteriormente, você tem um problema e precisa resolvê-lo...

*Gráficos:

Tirando a modelagem 3D que foi feita no jogo... Sinceramente em questão de opinião os gráficos das pessoas não são muito legais, mas dá para ver que existe uma pessoa ali então meus comentários são somente isso...

Efeitos sonoros e músicas:

Bom! As músicas estão em formato bem parecido ao que lembra MIDI e o volume das músicas está mais alto do que as vozes dos personagens e o narrador, por isso antes de jogar mesmo, recomendo abaixar a música usando o arquivo de configuração do jogo, já que o jogo em si não vem com esse acessório...

Bônus:

Como é falado ali em cima comprando 7th guest você recebe o jogo + Soundtrack + Video documentário de como foi criado o jogo (Video VHS).

Nota: 8.5/10
Linguagem: Somente em inglês

Comentários Finais: A história existe uma drama, mas é bem difícil tentar entendê-la. 7th Guest é mais focado nos Quebra-cabeças (Puzzles) do que história em si como um RPG, além de ser um clássico Point and Click, no qual vai te distrair bastante e atualmente é um pouco difícil de achar por aí vendendo.

Totalmente recomendado para Jogadores Clássicos!

OBS: Caso não consiga vencer o Microscope Puzzle, você nunca poderá ter acesso ao final do jogo, a solução dele é fácil, mas o caminho é complicado, pois dependendo do seu processador de computador a Inteligência Artificial muda para cada vez que iniciar o Puzzle, caso procure um solução verá que realmente não existe uma definitiva e as pessoas recomendam seguir com a mesma estrégia e vencer

DICA:

Minha sincera opinião eu venci num Corel 2 Duo e já foi bem complicado, mas basicamente Stauf joga na defensiva, você precisa ser agressivo em cada jogada e quase nunca defensivo, não erre nenhum movimento, pois caso contrário ele vencerá de ti, mas desafio quem está lendo meu review. Você será capaz de vencer esse Puzzle Maldito?
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada