The new reference in RTS at its best! The Wargame series returns to duty, larger, richer and more spectacular than ever before. In Wargame Red Dragon, you are engaged in a large-scale conflict where Western forces clash against the Communist bloc.
Data de lançamento: 17 Abr 2014
Marcadores populares para este produto:
Assistir ao vídeo em HD

Comprar Wargame: Red Dragon

$39.99

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Wargame Franchise Pack

Inclui 3 itens: Wargame: European Escalation, Wargame: Airland Battle, Wargame: Red Dragon

Atualizações recentes Ver todos (25)

Patch v357: Chinese language

18 junho 2014

  • Adding Chinese language (right click on the game on your Steam library -> Properties -> Language).
  • Fixing the flares panel and flares text: they could sometimes disappear randomly.
  • Fixing additional AI desynchronisations.

20 comentários Leia mais

New version (v345)

28 maio 2014

Patchlog (v345)
  • new Audio option "Ambiance volume" that controls the "background operator voices" volume (yet to be translated).
  • minimum time for infantry units to exit a building increased from 3 to 6 seconds (this adresses the exploit known as "bunny hoping").
  • reducing the chances of critics by 50% for all ground vehicles when driving through forests
  • adding an explanation in the combat debriefing in campaign displayed when the combat ends because no units are able to shoot the enemies (tank vs helicopters for instance)
  • new icon for South Korea's KM132 to better reprensent its flamethrower role
  • increasing ERYX's minimal range. They were able to shoot on their own position and crash the game.
  • fixing A Maze in Japan map preview that was not displaying the starting zones colors

This patch is for Windows version only. The Linux patch will come soon.

16 comentários Leia mais

Sobre o jogo

The new reference in RTS at its best!

The Wargame series returns to duty, larger, richer and more spectacular than ever before. In Wargame Red Dragon, you are engaged in a large-scale conflict where Western forces clash against the Communist bloc.

1991: the two blocs confront each other in a new theater of war, Asia, joined by various other countries: Japan, China, North Korea, South Korea, Australia and New Zealand.

You command the military resources of all 17 nations involved, assembling your fighting force from a phenomenal selection of 1,450 units that have been meticulously reproduced from their source! Command tanks, planes, helicopters, new warships and amphibious units in intense battles of unequaled tactical depth. Master the relief of varied, ultra realistic battlefields, dominate the new maritime areas and rewrite history in a conflict that has been directed and designed in stunning detail by development studio Eugen Systems.

Wargame Red Dragon is thrilling in single-player mode with its new dynamic campaign system, and also offers an extensive multiplayer mode where up to 20 players can compete against each other simultaneously.

Requisitos do sistema – PC

    Minimum:
    • OS: WINDOWS XP SP3/WINDOWS VISTA SP2/WINDOWS 7/WINDOWS 8
    • Processor: AMD/INTEL DUAL-CORE 2.5 GHZ
    • Memory: 2048 MB RAM
    • Graphics: 256 MB 100% DIRECTX 9 AND SHADERS 3.0 COMPATIBLE ATI RADEON X1800 GTO/NVIDIA GEFORCE 7600 GT/INTEL HD 3000 OR HIGHER
    • Network: Broadband Internet connection
    • Hard Drive: 20 GB available space
    • Sound Card: DIRECTX 9 COMPATIBLE
    • Additional Notes: INTERNET CONNECTION REQUIRED FOR ONLINE GAMING

Requisitos do sistema – Mac

    Minimum:
    • OS: MAC OS X 10.7
    • Processor: INTEL CORE 2 DUO 2.4 GHZ
    • Memory: 2048 MB RAM
    • Graphics: 256 MB ATI RADEON HD 4670/NVIDIA GEFORCE GT120/320M OR HIGHER
    • Network: Broadband Internet connection
    • Hard Drive: 20 GB available space
    • Additional Notes: INTERNET CONNECTION REQUIRED FOR ACTIVATION AND ONLINE GAMING

Requisitos do sistema - Linux

    Minimum:
    • OS: UBUNTU 12.04 LTS 64bits/UBUNTU 12.10 64bits/SteamOS 64bits
    • Processor: AMD/INTEL DUAL-CORE 2.5 GHZ
    • Memory: 2048 MB RAM
    • Graphics: 256 MB SHADERS 3.0 COMPATIBLE. ATI RADEON X1800 GTO/NVIDIA GEFORCE 7600 GT/INTEL HD 3000 OR HIGHER
    • Network: Broadband Internet connection
    • Hard Drive: 20 GB available space
    • Additional Notes: INTERNET CONNECTION REQUIRED FOR ACTIVATION AND ONLINE GAMING
Análises úteis de usuários
46 de 46 pessoas (100%) acharam esta análise útil
39 produtos na conta
1 análise
164.8 hrs registradas
Resolvi fazer uma review do jogo (mesmo que ele ainda esteja em BETA) já que vi que não existe nenhuma boa review em português. Lembre que a versão final traz muito mais do que comentarei aqui.

Jogo Wargame desde o beta do Wargame: Airland Battle, e até o momento não posso deixar de recomendar o Red Dragon, que me parece um jogo muito superior em vários sentidos.

De maneira geral, o jogo simula um universo alternativo em que a Guerra Fria realmente explodiu e os exércitos foram ativados. São literalmente mais de 1300 unidades disponíveis pra jogar, todas baseadas em equipamentos e tropas reais. A profundidade do jogo é assustadora.

O "problema" é que o jogo não é nem um pouco fácil (especialmente no multiplayer), (2) mas sim muito estratégico, exigindo raciocínio crítico. Como não existe base building, os "reforços" (unidades compradas durante o jogo) demoram a chegar no local do combate, o que faz com que precisemos de bastante planejamento e cuidado pra não perder aquela artilharia antiaérea vital.

Além disso, não adianta comprar o melhor tanque ou o melhor avião se não houver um planejamento em como usá-lo e outras unidades para dar suporte.

Não posso comentar sobre os navios e barcos porque eles ainda não foram liberados no BETA, e essa é a parte crucial que pode deixar o jogo ainda melhor ou causar um grande problema caso não seja bem feita. Fora isso, recomendo que quem se interessar dê uma olhada no fórum do jogo (http://www.wargame-ee.com/forum/viewforum.php?f=77) e veja por si mesmo.

Recomendadíssimo.

Publicada: 24 março 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
17 de 17 pessoas (100%) acharam esta análise útil
146 produtos na conta
17 análises
170.4 hrs registradas
Depois de ter feito 2 Wargames e o RUSE, a Eugen já adquiriu muita experiência pra fazer um RTS top de linha, e o Red Dragon é o ápice da série.

Os mapas agora estão gigantescos, e o relevo se tornou algo importante, há muitas colinas e vales que afetam a linha de visão, há rios, ilhas e montanhas, dando aos mapas uma variedade muito interessante.

Como sempre há centenas de unidades, muito mais agora com adição de unidades navais e dos países novos, China, Japão, Coréias, Nova Zelândia e Austrália, então escolher as unidades pra montar os seus exércitos continua sendo um dos pontos altos do jogo, viciante demais.

O jogo mostra o seu brilho quando vc consegue reunir um bom time e adversários equilibrados, aí é quando as partidas se tornam épicas. E é aí que a gente tb chega no principal defeito do jogo, que é justamente encontrar uma boa partida. Como nos outros Wargames continua sendo essencial entrar em partidas junto com amigos que saibam jogar, e torcer para que os oponentes tb sejam players decentes, pq entrar em jogos aleatórios sozinho geralmente acaba sendo frustrante. Leve isso em consideração se for comprar, jogue sempre com amigos.
Publicada: 19 abril 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
14 de 14 pessoas (100%) acharam esta análise útil
102 produtos na conta
11 análises
25.9 hrs registradas
Wargame: Red Dragon é um RTS tático. Porque "tático"? Porque o gameplay se baseia unicamente do gerenciamento e combate de unidades. Você não coleta recursos, você não constroí. Você tem um número limitado de unidades específicas, não pode "produzir novas unidades" durante a partida.

A principal diferença desse tipo de RTS para outros RTS comuns é que a estratégia é mais parecida para o real. Que é algo que Wargame pelo menos tenta manter, afinal, o jogo possui alguns erros, mas que podem se corrigidos, porque a Eugen tem um histórico de corrigir certas coisas caso a comunidade pedir.

O background do game é relativamente simples, se passa na época da Guerra Fria, então as unidades do game são desse período (e não são poucas, são cerca de 1400 unidades!), o confronto é entre 2 blocos, Redfor (PACT e seus aliados), constítuida pela URSS, Coréia do Norte, Polônia, Tchecoslováquia, China e Alemanha Oriental contra Blufor (NATO e seus aliados) constituida pelos EUA, Reino Unido, França, Alemanha Ocidental, Canadá, Dinamarca, Noruega, Suécia, Japão, Coréia do Sul e a ANZAC (basicamente um exército composto pela Austrália e a Nova Zelândia).

Wargame: Red Dragon possui o modo campanha, skirimish e o multiplayer. O Modo Campanha se assemelha com a série Total War, você tem a parte em turnos, controlando o exército e posicionando ele em territórios, com um objetivo á cumprir, mas você só gerencia o exército, e chama novas tropas com "pontos" que recebe periodicamente. E quando tem um confronto, você tem a parte do RTS, controlando seu exército na batalha. A campanha não é nenhum primor, em alguns momentos a IA parece ter uma vantagem sobre você, algumas são desafiantes, outras são fáceis. Acho que de maneira geral, a campanha pode divertir, mas não é algo fantástico, o foco e o melhor do game ainda é o multiplayer.

Wargame: Red Dragon possui muitas unidades como dito antes, e essas unidades tem funções variadas, com seus pontos fortes e fracos, e cabe á você decidir qual usar na montagem do seu "deck". As unidades são como cartas de um baralho, que você ativa na batalha, "chamando-as". Você pode escolher o país, a especialização e até um limite de data para suas unidades (como por exemplo, apenas usar unidades feitas antes de 1985), quanto mais especificado, mais bônus você recebe, mas nada impede de você fazer um exército sem limitações.

Ambos os blocos tem estilos da gameplay diferentes, e é muito interessante analisar as unidades para ver qual se encaixa melhor, traçar estratégias e aplicá-las no campo de batalha. Infantaria, blindados, helicópteros, aviões, essas e outras unidades possuem sub-divisões e cada uma delas possui um ponto fraco, cujo outra unidade é perfeita para atacá-la. Aviões podem ser abatidos por anti-aéreos, mas as unidades AA não podem lidar com um tanque. Soldados numa cidade tem muita chance contra blindados, mas em campo aberto são massacrados, cada unidade possui sua importância e devem ser gerenciados corretamente.

A qualidade gráfica do game é boa. Não é a melhor coisa que existe, mas é totalmente aceitável, é um game de estratégia, com várias unidades combatendo ao mesmo tempo, ter gráficos absurdos num game desse, além de desnecessário, seria muito pesado. Mas Red Dragon faz um ótimo trabalho, as explosões, tiros, enfim, é impressionante, principalmente pela escala do game, centenas de unidades combatendo ao mesmo tempo.

Enfim, recomendo com todas as forças Wargame: Red Dragon, é um game que pode te prender por horas pela sua vastidão e variedade. Já é um dos meus games favoritos e mal posso esperar para ver o que ainda posso fazer nesse game. Se você ainda possui dúvidas, compre as versões anteriores, European Escalation e Airland Battle, estão MUITO baratas e podem te dar uma noção. Lembre-se que em Red Dragon, teve grandes melhorias, principalmente em questão dos mapas, que ficaram mais dinâmicos, sem "pontos de sufocamento".

Se você gosta de estratégia e busca algo novo, eu recomendo.

Publicada: 23 abril 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
9 de 9 pessoas (100%) acharam esta análise útil
39 produtos na conta
12 análises
304.6 hrs registradas
Bom, pra começar, tenho que parabenizar a Eugen Systems por esse grande jogo, o Wargame Red Dragon mantém o mesmo estilo do antecessor Airland Battle e com grandes novidades, entre elas a adição de cinco novos países(Austrália, Japão, Coréias e China) e isso quase dobrou o número de unidades em relação ao jogo anterior incluindo as unidades navais que são uma das novas e excelentes adições ao game. Com mais de 1300 unidades montar decks requer um processo seletivo muito cuidadoso, pois tendo 17 nações para escolher eles limitiram o número de slots disponíveis para cada categoria(como tanques, aviões, infantaria, etc), a não ser que você se especialize em algo, como por exemplo o deck Mecanizado que permite colocar muitos soldados de infantaria, porém perdendo alguns veículos de seções diferentes. Uma coisa boa da criação de decks é a opção de ter uma Coalizão, ou seja, você criará um deck somente com unidades dos países que fazem parte dessa coalizão, como por exemplo o Commonwealth(composto por Austrália, Canadá e Reino Unido) ou o Eastern Block(com Tchecoslováquia, Polônia e Alemanha Oriental), isso permite você fazer um misto de unidades que você sabe que combinadas podem ser mortais.

A parte naval é ótima, tendo uma boa variedade de navios para serem escolhidos, cada um com um armamento diferente que será usado em propósitos bem diferentes e também são dividos em classe como os navios de mar profundo podendo citar os grandes destroyers e os barcos fluviais que podem navegar em águas rasas. Afundar um navio grande requer bastante estratégia, já que os navios possuem sistemas de defesa anti-mísseis, ou seja, se o inimigo estiver com uma grande quantidade de navios você terá que igualar as suas forças navais em relação a ele, e ainda pode contar com a ajuda de aviões anti-navio, que se usados em quantidade podem quebrar essas defesas e acabar com a frota adversária.

Com relação ao mapas o Red Dragon possui muitos mais cenários que o Airland Battle, e eles estão maiores em comparação com seu antecessor, principalmente os mapas 4vs4, as vezes você tem que levar veículos com bastante autonomia para andar por boa parte do mapa se necessário.

Os gráficos são semelhantes ao jogo anterior, então se você roda o Airland Battle pode rodar o Red Dragon também sem problemas.

As campanhas do jogo são bem feitas(eu joguei apenas 2 delas) com cutscenes iniciais explicando os eventos que causaram o cenário de conflito que você irá enfrentar, e pelo decorrer da campanha certas figuras de pessoas lhe darão dicas e ordens de como proceder para alcançar a vitória. De começo você conta com poucos regimentos, mas conforme você ganha batalhas e avança em novos territórios recebem-se pontos que lhe permitem trazer mais grupos de batalha. Cada campanha possuí um objetivo base que é capturar ou defender certo território até uma rodada X, caso você consiga o jogo lhe dará uma 'Total Victory' mas caso apenas metade dos objetivos sejam concluídos você infelizmente falhará.

Embora o Singleplayer seja bom, o verdadeiro foco do jogo está no Multiplayer, é lá que você realmente entra na atmosfera do jogo, pois cada jogador usará táticas e unidades diferentes que podem fazer sua equipe ganhar ou perder. A interação tem que ser importante para que os movimentos sejam precisos e você consiga eliminar aquilo que o inimigo trouxe pra te derrotar, e isso geralmente não é fácil se você não tiver um amigo que fique ao seu lado te apoiando como por exemplo mandando tiros precisos de artilharia em uma unidade importante ou um usando aviões para ajudar nos seus ataques feitos no chão ou até mesmo no ar.

Se você já jogou os 2 Wargames anteriores a adaptação para o Red Dragon não será muito difícil, mas para quem é novo e só começou agora é importante ter paciência pois o jogo tem uma mecânica complexa, tendo que descobrir aos poucos como cada tipo de unidade funciona, quais suas vantagens e desvantagens, pra que tipo de unidade ela foi feita pra combater e evitar, além da formação de táticas com as mesmas e também com movimentação, reconhecimento, etc.

A comunidade do jogo é excelente, os produtores sempre estão atentos à sugestões e reclamações dos jogadores no Fórum, sempre respondendo e explicando o por que disso e daquilo.

Wargame Red Dragon é um ótimo RTS de guerra, com uma ótima temática focada nos anos finais da Guerra Fria, onde conflitos em certas partes do extremo oriente asiático estouram e você simplesmente está no comando de suas tropas em meio a essas batalhas. Você passará horas descobrindo e redescobrindo o jogo, inovando e melhorando suas habilidades e se divertindo é claro!
Publicada: 24 maio 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
28 produtos na conta
1 análise
80.6 hrs registradas
Jogo realmente, muito bom!
Publicada: 28 junho 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não
46 de 46 pessoas (100%) acharam esta análise útil
39 produtos na conta
1 análise
164.8 hrs registradas
Resolvi fazer uma review do jogo (mesmo que ele ainda esteja em BETA) já que vi que não existe nenhuma boa review em português. Lembre que a versão final traz muito mais do que comentarei aqui.

Jogo Wargame desde o beta do Wargame: Airland Battle, e até o momento não posso deixar de recomendar o Red Dragon, que me parece um jogo muito superior em vários sentidos.

De maneira geral, o jogo simula um universo alternativo em que a Guerra Fria realmente explodiu e os exércitos foram ativados. São literalmente mais de 1300 unidades disponíveis pra jogar, todas baseadas em equipamentos e tropas reais. A profundidade do jogo é assustadora.

O "problema" é que o jogo não é nem um pouco fácil (especialmente no multiplayer), (2) mas sim muito estratégico, exigindo raciocínio crítico. Como não existe base building, os "reforços" (unidades compradas durante o jogo) demoram a chegar no local do combate, o que faz com que precisemos de bastante planejamento e cuidado pra não perder aquela artilharia antiaérea vital.

Além disso, não adianta comprar o melhor tanque ou o melhor avião se não houver um planejamento em como usá-lo e outras unidades para dar suporte.

Não posso comentar sobre os navios e barcos porque eles ainda não foram liberados no BETA, e essa é a parte crucial que pode deixar o jogo ainda melhor ou causar um grande problema caso não seja bem feita. Fora isso, recomendo que quem se interessar dê uma olhada no fórum do jogo (http://www.wargame-ee.com/forum/viewforum.php?f=77) e veja por si mesmo.

Recomendadíssimo.

Publicada: 24 março 2014
Você achou esta análise útil? Sim Não