Dying Light é um jogo de ação de sobrevivência em primeira pessoa. O jogo se passa em um vasto mundo aberto e perigoso. Durante o dia, você perambula por um ambiente urbano devastado por uma misteriosa epidemia, em busca de suprimentos e criando armas para derrotar as hordas de inimigos irracionais devoradores de carne humana, gerados...
Análises de usuários: Muito positivas (10,008 análises)
Data de lançamento: 27/jan/2015

Inicie a sessão para adicionar este jogo à sua lista de desejos ou dispensá-lo

Comprar Dying Light

Comprar Dying Light 4-Pack

Includes four copies of Dying Light- Send the extra copies to your friends!

$179.99

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Dying Light Ultimate Edition

Inclui 2 itens: Dying Light, Dying Light Season Pass

Conteúdo adicional para este jogo

 

Recomendado por curadores

"I was almost ten hours into Dying Light before I got my hands on a gun. It was an assault rifle, and I had to kill a man for it. Doing so wasn't pretty."
Veja a análise completa aqui.

Atualizações recentes Ver todos (5)

14 de fevereiro

1.4.0 Patch Notes

List of fixes in version 1.4.0:

Hardware, performance & stability issues
• Resolved various stability issues
• Numerous general performance optimizations
• Significantly reduced RAM memory usage

Gameplay issues
• Added option to disable film grain video effect.
• Fixed the issue with reaching Survivor Rank 25
• Optimized video memory management to eliminate “ResizeBuffers failed 0x887a0005” error message
• Fixed extremely long load times that some users were experiencing
• Resolved issues with unlocking certain achievements
• Fixed the issue with ammo disappearing from player’s inventory when attempting shooting challenges
• Resolved issues with Personal Statistics menu
• Fixed problems with using keys assigned to gameplay features during chat
• Fixed duplicating weapons exploit

Be-the-Zombie mode
• Fixed the ‘infinite spit’ exploit in Be-the-Zombie mode
• Fixed several issues with connecting to games when playing as the zombie
• Added additional tools for tracking network issues

Game data integrity (modding)
• Games can be modded
• Modded games will not work online with original unchanged versions
• Modded games will work with other identically modded games

Graphical Bugs
• Resolved extremely low resolution textures on certain objects regardless of texture quality settings

Linux specific improvements:
• Fixed motion blur switching via main menu
• Fixed messaging when playing cross-platform session

Known issues we are still working on:
• Screen flickering when using dual-GPU setups
• Radeon support on Linux platforms

386 comentários Leia mais

3 de fevereiro

Multiplayer stability update - 1.3.0 patch notes



[Windows/Linux]

Fixed various co-op crash issues
Fixed various Be The Zombie crash issues
Hunter invasion during a GRE transmission sequence no longer possible
Fixed cut-scenes crash issue for Nvidia effects users
Minor performance tweaks for GTX970 users

KNOWN ISSUES WE ARE WORKING ON:

Performance issues of systems based on the AMD processor
Freezes when using Nvidia DoF
Unsatisfactory performance on multi-GPU systems
Limited ability to modify game files - future patch will allow modifications to game files, but will not allow users with modded game files to join/host public games (they will still be able to play with friends via invites)


[Linux]

Fixed a block with optional safe zones
Fixed a bug with spawning enemies
Fixed game process priority
Fixed mouse wheel sensitivity in map menu
Fixed too intense blur effect

KNOWN LINUX ISSUES WE ARE WORKING ON:

Game does not launch on some systems (i.e. Linux Mint)
Game does not work with Radeon cards
Some rendering/OpenGL performance issues

247 comentários Leia mais

Atualizado recentemente



Controle o Caçador Noturno e comece sua caçada por humanos sobreviventes. Como uma espécie superior de predador zumbi, você pode invadir o jogo de outros jogadores e tornar a missão de sobrevivência deles ainda mais aterrorizante. Mate suas presas e desenvolva habilidades sobre-humanas, para se tornar o pior pesadelo de Harran. Jogue no intenso e assimétrico modo multijogador como a terrível força por trás das invasões.

Sobre este jogo

Dying Light é um jogo de ação de sobrevivência em primeira pessoa. O jogo se passa em um vasto mundo aberto e perigoso. Durante o dia, você perambula por um ambiente urbano devastado por uma misteriosa epidemia, em busca de suprimentos e criando armas para derrotar as hordas de inimigos irracionais devoradores de carne humana, gerados pela praga. À noite, o caçador se torna a caça, pois a força e a agressividade dos infectados aumenta. No entanto, ainda mais letais são os predadores noturnos inumanos, que saem de suas colmeias para se alimentar. Use todas as suas habilidades e meios disponíveis, para sobreviver até o amanhecer.

Good Night. Good Luck.

  • Bem-vindo à Quarentena – Viva uma história original e intensa, em uma cidade infectada e isolada do resto do mundo. Somente os mais aptos terão alguma chance de sobrevivência.

  • Vasto mundo aberto – Em Dying Light, você avança por um extenso mundo mergulhado no caos e na destruição. Neste complexo ambiente, você luta pela sobrevivência contra vários tipos de inimigos, pois os infectados não são a única ameaça: muitas vezes, você precisará enfrentar outros humanos desesperados, para obter os preciosos suprimentos.

  • À noite, as regras mudam – Durante o dia, você explora a cidade em busca de suprimentos e armas. Quando anoitece, o mundo infectado sofre uma dramática transformação, que traz uma nova dimensão ao jogo. Você, que é o caçador de dia, se torna a caça à noite. Os infectados se tornam mais fortes, mas algo ainda mais sinistro está à espreita na escuridão, para começar sua caçada.

  • Movimentação estilo parkour – Desloque-se pela cidade com rapidez e facilidade, enquanto caça ou foge dos caçadores. Pule de um telhado ao outro, escale muros e salte das alturas para atacar seus adversários. Dying Light dá aos jogadores uma liberdade de movimentação inédita em jogos com mundos abertos.

  • Combate brutal e visceral – Lute cara a cara, com várias opções de armas: facas, bastões, machados ou ferramentas destrutivas mais incomuns. Aniquile os inimigos, corte os braços e pernas deles, para se salvar!

  • Armas de fogo – Eficientes, porém barulhentas. Use pistolas, escopetas e rifles, para ganhar vantagem sobre os inimigos, mas lembre-se de que o barulho dos tiros atrairá atenção indesejada.

  • Crie suas próprias armas – Por que usar um cutelo comum, se você pode atar um isqueiro a ele, para causar dano de fogo? Ou enrolar arame farpado em um martelo? Em Dying Light, você pode criar suas próprias armas aprimoradas e construir ferramentas de combate cada vez mais eficientes.

  • Seja o herói da Quarentena – Dying Light reúne elementos de RPG que permitem que você desenvolva seu protagonista e ajuste-o de acordo como seu estilo. É uma longa e árdua jornada para se tornar o mestre do apocalipse.

  • Escolha seu estilo de jogar – Use armas, o ambiente ao seu redor e armadilhas deixadas por outros sobreviventes. Provoque grupos de inimigos para atacarem uns aos outros. Conclua objetivos de dia ou de noite. Aproveite a escuridão, nevoeiros e tempestades, para não ser visto. Obtenha vantagem sobre o inimigo, com invenções ofensivas e defensivas. A escolha é sempre sua!

  • Horas de jogabilidade – Viva uma história eletrizante, conclua mais de cem missões secundárias e teste suas habilidades em desafios especiais.

  • Modo cooperativo para 4 jogadores – Jogue com a ajuda de outros jogadores sob as condições extremas de um apocalipse zumbi. Mostre sua individualidade e personalize seu personagem.

  • Seja o zumbi – No modo online exclusivo, você joga como um zumbi. Se você sempre sonhou em caçar outros sobreviventes, esta é sua chance. Que comece a caçada!

  • Realismo e gráficos de tirar o fôlego – Dying Light é o primeiro jogo baseado no Chrome Engine 6; a mais recente tecnologia revolucionária da Techland. Desenvolvido especialmente para consoles de última geração e gráficos DirectX 11 avançados, o jogo apresenta um novo nível de qualidade visual, efeitos especiais e elementos climáticos dinâmicos, mantendo, ao mesmo tempo, uma eficiência sem precedentes.

Requisitos de sistema

Windows
SteamOS + Linux
    MINIMUM:
    • OS: Windows® 7 64-bit / Windows® 8 64-bit / Windows® 8.1 64-bit
    • Processor: Intel® Core™ i5-2500 @3.3 GHz / AMD FX-8320 @3.5 GHz
    • Memory: 4 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 560 / AMD Radeon™ HD 6870 (1GB VRAM)
    • DirectX®: Version 11
    • Sound: DirectX® compatible
    • Additional Notes: Laptop versions of graphics cards may work but are NOT officially supported.

      Windows-compatible keyboard, mouse, optional controller (Xbox 360 Controller for Windows recommended)
    RECOMMENDED:
    • OS: Windows® 7 64-bit / Windows® 8 64-bit / Windows® 8.1 64-bit
    • Processor: Intel® Core™ i5-4670K @3.4 GHz / AMD FX-8350 @4.0 GHz
    • Memory: 8 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 780 / AMD Radeon™ R9 290 (2GB VRAM)
    • DirectX®: Version 11
    • Sound: DirectX® compatible
    • Additional Notes: Laptop versions of graphics cards may work but are NOT officially supported.

      Windows-compatible keyboard, mouse, optional controller (Xbox 360 Controller for Windows recommended)
    MINIMUM:
    • OS: Ubuntu 14.04 and newer recommended
    • Processor: Intel® Core™ i5-2500 @3.3 GHz / AMD FX-8320 @3.5 GHz
    • Memory: 4 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 560 / AMD Radeon™ HD 6870 (1GB VRAM)
    • Additional Notes: Laptop versions of graphics cards may work but are NOT officially supported.
    RECOMMENDED:
    • OS: Ubuntu 14.04 and newer recommended
    • Processor: Intel® Core™ i5-4670K @3.4 GHz / AMD FX-8350 @4.0 GHz
    • Memory: 8 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 780 / AMD Radeon™ R9 290 (2GB VRAM)
    • Additional Notes: Laptop versions of graphics cards may work but are NOT officially supported.
Análises úteis de usuários
133 de 141 pessoas (94%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
56.9 hrs registradas
Publicada: 1 de fevereiro
Sim, é verdade. O ceticismo que eu tinha com relação a este jogo vem da banalização dos jogos de sobrevivência, principalmente focados com a temática de mortos-vivos. Mais um jogo de zumbi ? Foi o que eu e muitos pensaram. O mercado está cheio deles. Desde DayZ, H1Z1, infestation survival stories e poderia continuar citando.

Entretanto, Dying light, desenvolvido pela Techland, mesmo estúdio que desenvolveu Dead Island (e por isto ainda era maior meu ceticismo) e publicado pela Warner Bros. Interactive é um título muito diferenciado e de alta qualidade. Você já perceberá isto na introdução do jogo, com o detalhamento exuberante na visão panorâmica da cidade. A trilha sonora e sons ambientes passam uma atmosfera apreensiva de imersão fantástica, deixando-nos sempre prontos para ficar cara-a-cara com zumbis.

História

Dying light se passa na cidade fictícia de Harran, na Turquia, que durante o ano de 2014 foi tomada por uma desconhecida epidemia viral, conhecida posteriormente como "Virus Harran". A cidade foi colocada em quarentena pelo governo. É neste cenário que Kyle Crane, um agente do GRE (Global Relief Effort) chega na cidade para desempenhar sua missão, que nada tem a ver com a contenção da epidemia, causada por uma variação di vírus da raiva.

A missão do protagonista é encontrar Kadir Sulaiman, o ditador sanguinário, que está com um documento confidencial do GRE. Entretanto, após a queda, você é infectado por uma mordida e salvo por um grupo de sobreviventes. A partir daí, você fica dividido entre ajudá-los, lutando por uma substância chamada "antizina", que impede a "transformação" dos infectados e sua missão original. Para complicar ainda mais, existe um grupo brutal de mercenários e bandidos que lutam para ter a hegemonia na cidade.

Gameplay

Dying light é fantástico. Ao contrário do jogo anterior, Dead Island, com um gameplay lento e desajeitado dos protagonistas, a inserção do sistema de Parkour o torna frenático, ágil e muito gostoso de jogar. Este sistema possibilita pular entre prédios, escalar sacadas, cercas e correr pela cidade sobre os telhados e prédios da cidade. Isto tudo para tentar escapar dos zumbis.

Com o desenrolar do jogo, ao destravar habilidades da árvore de evolução, você poderá usar "slide", "chute pulando", "pular por cima dos inimigos ao correr", entre inúmeras outras evoluções. O sistema de progressão é dividido em três partes: Agilidade, combate e sobrevivência. A primeira evolui executando manobras de parkour; a segunda matando inimigos e dá habilidades de combate novas e a terceira fazendo as missões da história do jogo e missões extras.

Outra grande inovação é o ciclo diurno/noturno, que coloca os Zumbis mais pacíficos e lentos durante o dia, sendo mais fácil lidar com eles. À noite, não só os zumbis se tornam mais ágeis e mortíferos, como surge um novo tipo de inimigo: Os voláteis, mais fortes e rápidos do que você mesmo. Este sistema, torna literalmente o caçador durante o dia a ser caçado durante a noite. Os voláteis além de serem violentos também chamam os inimigos ao redor. Se você os encontrar à noite, prepare-se. Será uma luta árdua. Mas, a vantagem é que você ganhará XP dobrada.

Gráficos, trilha sonora e sons ambientes

A parte gráfica de Dying light é muito linda. O nível de detalhamento das casa, ruas, telhados, becos, da água é fantástico. E o melhor ainda. Não exige computadores top end para rodar. Obviamente, placas mais antigas perderão em muito detalhes do jogo, mas deverão rodar sem problemas.

A trilha sonora, sons ambientes, dublagem dão uma imersão absurda ao jogo. São de excelente qualidade. Os gritos e ruídos dos zumbis, o barulho de garrafas quebrando e outros nos deixam sempre tensos e à noite, é um salve-se quem puder. Ainda há uma dublagem em português, de qualidade bem menor do que a americana, mas que ajuda bastante, e demonstra a preocupação da companhia com o mercado brasileiro.

Conclusão

Dying light é, sem dúvida, o melhor título de survival zumbie atualmente no mercado. A inovação fica por conta do Parkour e do ciclo dia/noite, que nos obriga a mudar completamente a estratégia. A tensão e a imersão do jogo são fantásticas. Além disto, você se perderá horas e horas fazendo "sidequests", correndo pelas ruas, escalando prédios e torres e matando zumbies. Título obrigatório para quem gosta de FPS.

Review Completa
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
74 de 78 pessoas (95%) acharam esta análise útil
88.9 hrs registradas
Publicada: 7 de fevereiro
Este game vinha trazendo grandes expectativas durante o marketing de lançamento e, todos ansiosos para colocar a mão nele e ver se era tão bom assim. De fato, um assunto já bastante explorado: um game de sobrevivência em um mundo pós-apocalíptico de infectados. Mas quem não gosta disso? O problema é que muitos títulos que tentam focar nisso não dão muito certo ou não são tão interessantes. O caso é que Dying Light soube como se aproveitar deste assunto muito bem! E este game superou todas as minhas expectativas.

Este me prendeu do início ao fim, me levando horas e horas de gameplay sem ao menos me cansar. Pelo contrário, eu não queria parar! Explorei cada canto do game em busca de suas mais de 80 missões, ou simplesmente, por pura diversão em enfrentar hordas de zumbis e as diferentes possibilidades de aniquilar com a raça deles. Fazia tempo que eu não me divertia tanto assim em um game.

Sobre o enredo, ao contrário do que muitos podem pensar, não é um “mundo” apocalíptico. É apenas uma cidade. Nela foi destacada a origem da epidemia e o governo conseguiu, à tempo, isolar a sua manifestação. O seu papel, como protagonista da história, é se infiltrar na cidade e buscar um homem chamado Kadir Suleiman, que era uma figura política contratada para manter ordem após o surto, mas ele se voltou contra o governo. Ele possui documentos confidenciais importantíssimos sobre a origem da contaminação e ameaça divulgar para o mundo todo, promovendo uma catástrofe em escalas sem precedentes. Essa é sua principal missão, mas você acaba se envolvendo em outras situações paralelamente. Há centenas de sobreviventes que dependem da ajuda do governo para sobreviver e, muitas das vezes, dependem de corajosas pessoas para realizar tarefas extremamente perigosas fora dos abrigos de segurança. E você é uma dessas pessoas. Vidas dependerão de suas ações dentro da sua cidade, bem como, o mundo lá fora, dependerá de você encontrar esses documentos.

Se a história não te interessou, Dying Light tem outras cartas na manga. Ele inovou ao inserir tantas características interessantes ao game, e não medirei palavras para fazê-lo entender do porque eu recomendaria este jogo à você:

  • Liberdade de movimentação: é absolutamente divertido aplicar manobras de agilidade ao longo de suas explorações. Seja para chegar até certo lugar ou para fugir de inimigos. E, o mais importante, muitas das vezes sua única alternativa é depender de suas habilidades de parkour, caso contrário, você morrerá. O cenário é totalmente propício para a prática de suas habilidades, até mesmo quando você está encurralado e sem saída. Escale paredes, postes, prédios, corra sob os telhados, carros, pontes, salte de lugares extremamente altos.. e procure sobreviver às quedas. Em pouco tempo de gameplay você consegue se adaptar.

  • Vasta exploração: há centenas de coisas para vasculhar e coletar: baús, armários, cavernas, lagoas, casas, o próprio terreno e até os corpos dos inimigos. Você sempre terá coisas interessantes para recolher e utilizar ao seu benefício. A cidade é enorme e você passará vários minutos percorrendo até chegar ao seu destino e, provavelmente, parando muitas vezes no meio do caminho por ter encontrado algo interessante para vasculhar ou alguma situação aleatória que pode roubar sua atenção. O game tenta trazer cenários diferenciados, missões secundárias e desafios, para não deixar sempre repetitivo, mas tem uma hora que acaba sendo. Normal como em qualquer outro game.

  • Criação de Itens: no meio de suas buscas e saques, você recolherá uma porção de itens que podem te ajudar a criar diversos apetrechos interessantes: novas armas, itens de recuperação, itens de distração e etc. Além disso, no game existem dezenas de projetos inusitados de criação de armas poderosas.

  • Combate: aqui, sim, é diversão garantida! Somada com suas habilidades de parkour, você se torna uma máquina de destruição em massa. Seu arsenal varia de armas de arremesso, armas brancas e armas de fogo, além de alguma variedade de granadas. Mas não é apenas você. O cenário é seu aliado também. Há tantas formas de matar um inimigo que você ficará admirado! Você pode chutar, socar, arremessar, derrubar, perfurar, esmagar, queimar, eletrocutar, explodi-los, afoga-los.. Quer mais? Corte-os ao meio (verticalmente e horizontalmente)! Quebre seus ossos! Quebre seus pescoços! Desmembre-os! Decapite-os! E, ora, vejam só, ainda tem as armadilhas! Você vai se divertir e muito! Vale ressaltar que, mesmo com essa grande variedade, é tudo executado de uma forma bem simples.

    Ah, e então você pensa que vai ser tudo tranquilo? Quero ver como você se sai ao anoitecer, quando os infectados estão muito mais agressivos e poderosos. Você vai fugir desesperadamente, e muito, até que se sinta realmente preparado para enfrentar a noite de igual para igual. Ou você vai preferir pular as noites ao invés de encará-las?

    Há também uma pequena variedade de inimigos, mas vou deixar para você se surpreender sozinho ao jogar.

  • Árvore de Habilidades: o game oferece um mecanismo RPG para desenvolvimento de suas habilidades. Separados em nível de Sobrevivência, Agilidade e Força. A cada nível alcançado você pode liberar, à sua escolha, novas habilidades que lhe ajudarão na sua sobrevivência. Então trate de matar muitos inimigos para ganhar força, utilizar muito bem suas habilidades acrobáticas para ganhar agilidade e complete muitas missões para ganhar pontos de sobrevivência. E, suas aventuras pela noite lhe renderão pontos de Agilidade e Força em dobro. Aproveite bem.

  • Coop: o modo cooperativo vai te render muitas risadas com seus parceiros e garantirá um ótimo fator replay ao game em si. Você pode acessar a partida de seus amigos e realizar as missões junto com ele, sem interferir na sua campanha solo. Ou seja, você pode participar de uma missão que já foi concluída ou uma que você ainda nem chegou, sem prejudicar a sua própria campanha. Bem como, você pode deixar que outros usuários entrem no seu game e lhe ofereçam apoio. Pode-se trocar itens também. No modo coop, você pode jogar com até 4 players e, se você habilitar o modo Invasão Zumbi, um quinto jogador poderá participar, controlando um super infectado. Este modo consiste de uma rápida batalha (que só é ativada durante a noite) entre os jogadores contra um super infectado.. cuja missão dos jogadores é destruir ninhos de infectados, e o do “Super Zumbi” proteger estes ninhos e aniquilar os heróis. Bem interessante.

  • Achievments: o game possui 50 conquistas, e para completar, te força a vasculhar cada canto do game e aproveitá-lo ao máximo, te oferecendo horas e horas de gameplay.

E, por último, e nem por isso menos importante, a qualidade gráfica e sonora são surpreendentes! O game oferece um cenário de texturas, cores, iluminação e detalhes de tirar o folego. O game também oferece dublagem em nosso idioma e é de excelente qualidade.

Somando tudo o que eu descrevi até o momento, garanto uma enorme imersão dentro do game.
Difícil não recomendá-lo, que tal você dar uma chance também?
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
15 de 17 pessoas (88%) acharam esta análise útil
3 pessoas acharam esta análise engraçada
71.5 hrs registradas
Publicada: 1 de fevereiro
Dying Light

Dying Light é um jogo de ação em primeira pessoa em um enorme mundo aberto. Foi produzido pela Techland e já ganhou mais de 50 prêmios. Inicialmente Dying Light era para ser uma continuação de Dead Island, mas devido a algumas inovações e funções a Techland resolveu criar o jogo separado da série. A princípio foi anunciado que Dying Light seria lançado em 2014, mas devido a possibilidade de expandir o jogo e incluir grandes inovações ao gênero de jogo de zumbi, o seu lançamento foi adiado para 27 de janeiro de 2015.

Dying Light é um next-gen de primeira qualidade, talvez o único jogo que mistura zumbis e parkour. A idéia foi simplesmente incrível, fazer parkour e matar zumbis, quem jogou a série Dead Island concerteza irá pirar ao jogar Dying Light. O mundo aberto de Dying Light é extremamente grande e diversificado, não há lugares repetitivos ou enjoativos, muitas casas também podem ser exploradas. No jogo ainda se pode criar armadilhas em carros, postes de luz ou elétricas afim de matar um maior número de infectados de uma só vez ou fugir mais rapidamente. Também é possível melhorar armas com incrementos encontrados em todo o jogo, estes incrementos aumentam os atributos de sua arma até quando for possível utilizá-la. As armas em geral possuem um certo número de reparos, quando as usamos elas vão se desgastando e quebrando, é ai que se deve repará-las utilizando algumas peças que são facilmente encontradas, mas isso só pode ser feito algumas vezes.

Um sistema de skills foi incrementado (assim como todo bom jogo de zumbis) onde a cada vez que sobe de nível, um novo ponto de atributo é ganho para ganhar novas skills. Vários tipos de itens podem e devem ser encontrados para melhorar as armas e criar novos projetos, se quiser sobreviver por mais tempo. O jogo tem um tempo médio de 1 hora em tempo real que equivale a um dia completo dentro do jogo, a iluminação é algo surpreendente, as sombras das árvores sobre o chão, cada folha é possível perceber com o decorrer do tempo que se move perfeitamente. Assim como Dead Island não se passou todo em uma ilha, Dying Light não se passa todo em uma Favela, também se passa em uma pequena cidade, nos esgotos.

Inicialmente quem comprasse o jogo na pré-venda receberia o modo Be The Zombie, mas agora este modo está disponível para todos que comprarem o jogo, a pré-venda também deu um mod especial a "Punk Queen" que é feito com um pé de cabras. Algumas Easter Eggs interessantes também estão em Dying Light, onde algumas dão itens valiosos e outras são apenas para ser engraçadas, como a de Plants VS Zombies, se quiser ver todas as Easter Eggs do jogo clique aqui.

Infelizmente o jogo se encerra muito rapidamente, com aproximadamente 5 horas qualquer um consegue finalizá-lo fazendo apenas as missões principais, mas mesmo depois de encerrá-lo ainda há muita coisa a se fazer. O modo Seja o Zumbi que não pode se passar por despercebido é onde você é o zumbi e entra no jogo de outros jogadores para tentar matá-los enquanto a meta deles é destruir ninhos de voláteis (zumbi especial), o modo é bem interessante e também possui um sistema de skills. Brevemente a Techland prometeu mais algumas DLCs para quem possuir a Season Pass de Dying Light, havendo mais missões, roupas e um novo modo de jogo.

O jogo possui poucos bugs, não há quela coisa de um personagem atravessar os outros ou suas armas passar por dentro de outras superfíceis. Muitos jogadores tiveram problemas com a performance do jogo, dando perca de FPS em alguns locais do cenário e aumento significativo em outros locais, eu não tive problemas relativo a isso já que os que enfrentavam isto eram os utilizadores dos processadores da AMD. O jogo conta com um suporte para 4K, que é uma resolução maior e pode ser jogado com mais de um monitor.

DICA: Se você está tendo problemas com quedas bruscas de FPS, mude a configuração de seu jogo, altere as Texturas para médio, já que a opção alta serve apenas para resoluções em 4K.

Imagens
Vídeos
Artes

Prós Contras
Gráficos magnificos Queda constante de FPS
Inúmeras missões Movimentação da água estranha
Estilo de jogo diferenciado Poucos bugs

É jogavel online, está totalmente em português do Brasil e possui sistema de conquistas.

4 coisas (comparado a Dead Island):

Coisa boa: Gráficos incríveis, movimentação rápida, modos de jogo online e está totalmente em português.
Coisa ruim: Queda brusca de FPS em alguns processadores, alguns poucos bugs e alto valor.
Coisa nova: Movimentos mais rápidos, gráficos de next-gen e novos tipos de infectados.
Coisa velha: Algumas armas em geral.

Metascore: --/100
Minha nota: 95/100
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
13 de 14 pessoas (93%) acharam esta análise útil
63.7 hrs registradas
Publicada: 13 de fevereiro
Dying Light é um jogo fantástico! Há muitos jogos de zumbis, porém este saiu da "mesmice". Pense em Mirror's Edge + Dead Island, o resultado é uma aventura totalmente viciante. O game é de mundo aberto em que o parkour é o ponto chave do jogo com uma história muito boa, cativante e envolvente e mais 44 missões secundárias, mas estas missões não são iguais, repetitivas e enjoativas, você curte cada missão. Além de minigames como teste de habilidade e trabalho de guarda-costas. Durante o dia os zumbis são lentos (inicialmente) e você tem certa liberdade para correr por Haram, mas à noite as coisas mudam, você se torna a caça. À noite os zumbis ficam mais agressivos e surgem os Voláteis que só aparecem a noite e são caçadores implacáveis, fugir sempre será a melhor opção (no ínicio). A customização das armas é um ponto forte já que você pode criar todo tipo de arma, lembrando um pouco a série Dead Rising. Horas e mais horas de diversão. E quem está em dúvida sobre adquirir o jogo, eu respondo: Vale cada Centavo!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
11 de 12 pessoas (92%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
47.8 hrs registradas
Publicada: 6 de fevereiro
Bom refazendo a minha análise agora que eu zerei.
Dying Light foi um dos melhores jogos de zumbis que eu ja joguei na minha vida porque ?

*Primeiro: Jogabilidade incrivel cara, o parkour desse jogo é maravilhoso, mais não chega a superar o grande Mirror Edge.

*Segundo: A história é muito boa, claro que não é um The last of us da vida, mais nada que não de para aceitar. Um pouco previsivel mais quando chega na cena emociona do mesmo jeito.

*Terceiro: graficos lindíssimos ( embora o jogo seja bem pesadinho) as favelas,são muito bem feitas posso dizer isso com certeza porque eu moro em uma kkkk as paisagens, natureza tudo muito bem feito.

*Quarto: Dificudade bem alta, com varios tipos de zumbis que proporcionam grandes desafios.Como tambem os inimigos humanos do jogo.( bem que a inteligencia artificial deles é um pouco bugada)

*Quinto: A Noite... Bom sabe quando da aquela sensação, que você estar preste a se ferrar bonito. Bom meu amigo essa é a noite de Dying Light. Os inimigos param de ser apenas zumbis e viram os Pesadelos que sinceramente eu chamo de Bixos do Inferno. Quando eles chegam é melhor você correr muito... para caramba... como se não ou vesse amanhã.

*Sexto: O coop do jogo que é muito bom, com varias maneiras de você e seus amigos dilacerar os zumbis como tambem fazer parkou pela cidade juntos. E claro quando chega a noite nada melhor que fugir que nem um louco, todo mundo gritando que nem maluko, e cantando. "Deixa a vida me levar"

Finalizando foi um dos melhores jogos com o que eu ja gastei meu dinheiro, (e olha que eu não trabalho então é feio a coisa...) Com certeza vale muito apena e se você tiver oportunidade de comprar compre porque você não vai ser arrepender.

Antes de acabar créditos a meu amigo, CheetosMan que me ajudou no jogo inteiro.Tamo junto mano =)

Obs: Se eu errei muito na caligrafia me descupe mais não manjo muito da Língua Portuguesa.(Só o do Acre...)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
11 de 13 pessoas (85%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
69.2 hrs registradas
Publicada: 2 de fevereiro
Mais um grande game da nova geração, contando com gráficos incriveis, um enredo excelente, sistema de parkour muito bem programado e sem falar da dublagem que como sempre a Warner Bros surpreende na qualidade. E Nada melhor que jogar com os amigos no coop matando hordas de zumbis e fazendo a "Hueragem" na cidade Kkkkkkk

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
9 de 10 pessoas (90%) acharam esta análise útil
42.8 hrs registradas
Publicada: 31 de janeiro
Oque dizer desse jogo, bom pra começar é muito ♥♥♥♥, uma jogabilidade que nunca vi antes, mistura 3 coisas que curto muito zumbis, parkour e um coop maroto, porque oq é mais ♥♥♥♥ que destroçar zumbis com uns amigos e o combate do jogo, particularmente curti muito, você faz picadinho dos zumbis literalmente, deixar um zumbi sem as pernas e sem os braços huehueheuehu.
A noite no jogo realmente te deixa tenso, os zumbis ficam mais fortes, alguns se transformam e aparecem zumbis especiais e tambem alguem pode invadir seu jogo(como um fodendo zumbi badass destruidor de ♥♥♥♥). A noite você prova se você é um verdadeiro runner ou apenas uma criança que dorme as 20:00, bom acho que é isso, joguinho 11/10.
GoodNight GoodLuck
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
49.4 hrs registradas
Publicada: 7 de fevereiro
Concerteza vale a pena comprar esse jogo, mas como nada é totalmente perfeito vamos aos pontos positivos e negativos.

PROS

- Varios tipos de zumbis.
- Varios tipos de armas brancas.
- Granadas toxicas, congelantes, etc
- Estrelas ninjas diferenciadas de fogo, gelo, etc
- 3 mapas de mundo aberto.
- Arvore de habilidades bem grande de sobrevivencia, agilidade e força.
- Co-op muito ♥♥♥♥ de até 4 pessoas.
- A invasão zumbi é muito ♥♥♥♥ e dá arrepios.
- Arvore de habilidades pro seu zumbi, deixando-o melhor.
- Historia envolvente.
- Loot bem bacana.
- Não tem NENHUMA micro-transação.
- Mesmo depois de zerar tem as missões secundarias que com amigos se tornam muito divertidas.
- Os melhores easter-eggs de todos!
- Não é nenhum DayZ, Infestation e nem H1Z1.

CONS

- Poucas armas de fogo (metralhadora, espingarda, pistola, etc)
- Não existe nivel de dificuldade, só o padrão que é dia facil e noite dificil.
- Depois que você zera o jogo ele se torna, de dia, muito muito facil.

RESULTADO

O jogo é extremamente viciante mas o preço não é tão acessivel no Brasil, se você tiver dinheiro sobrando compre esse jogo, vale a pena cada centavo ou espere uma promoção da steam.

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 9 pessoas (89%) acharam esta análise útil
54.7 hrs registradas
Publicada: 19 de fevereiro
Dying light é um game sensacional, na verdade ele é tudo que o Dead Island deveria ter sido, e mais um pouco. O game te transporta pra o cenário desolador e sombrio que ele tem, e desde o inicio, você percebe a tensão do game, e conforme vai passando, só piora ainda mais a mais, já a diversão aumenta a cada hora de jogo, você vai viciar, o game tem uma das missões finais mais frenéticas que eu já vi a mto tempo em um game, e o final é bem recompensador. O carisma dos personagens é mto bem trabalhada no game, ao ponto de vc passar a gostar de alguns e a odiar outros. O Crane faz o tipo do herói Bad ♥♥♥, sem cair no clichê. Você vai ter vontade de explorar cada canto do game, e quando n tiver mais nada a se fazer, vai desejar mais. O game tem alguns bugs, mas n tem mtos que te atrapalhem, os unicos bugs q atrapalharam a gameplay, aconteceu com um brother meu, que uma vez ele caiu pra debaixo do chão, e outra vez, em uma missao q um zumbi quebra uma porta, e a gente usa ela pra avançar, simplesmente respawnou uma porta no lugar bem na hora q o zumbi derrubou a outra, e n deu pra nós avançarmos na quest, eu presenciei pois estava ajudando ele no coop! Fora isso nada que qualquer outro game de mapa aberto n tenha. No mais o game vale cada centavo que você pagar nele.
https://www.youtube.com/watch?v=f-5ynqRhLkc
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
46.5 hrs registradas
Publicada: 22 de fevereiro
Dying Light é um jogo de ação e aventura em "mundo aberto"
Você é um agende de uma agencia chamada GRE, você esta atrás de um arquivo confidencial que contem pesquisas sobre a cura da doença/contaminação que esta se espalhando em Harram(uma cidade afegã ou irã sei la, algo indiano), esta pesquisa foi roubado por um bobalhão que pretende revela-la ao mundo, e isso pode causar sério problemas, por que a pesquisa ainda esta incompleta, e a tal "cura" pode virar uma arma que pode acabar com o mundo!

Bom... vamos a gameplay.
A gameplay do jogo é fantástica, o jogo envolve muito parkour e ação constante e frenética, hordas de zumbis de perseguindo enquanto você sobe, desce, pula e desliza por cima e dos prédios.
De dia os zumbis não são tão desafiadores, mas quando a noite aparece, eles ficam mais fortes, em mais números e os mutantes mais fortes saem de suas tocas para te perseguir em enormes bandos com sangue nos olhos!
Existe também uma boa variedade de zumbis que vão aparecendo conforme você avança na história principal, um mais desafiador que o outro, tem um bruto que chega a dar raiva... Muito complicado de matar ele sem armas de fogo ;-;
O jogo possui um sistema Co-op de até 4 players, que te permite fazer TUDO junto com seu amigo, todas as missões/conquistas/colecionáveis... TUDO! isso torna o jogo extremamente recomendável para se jogar com mais pessoas em conjunto.
Existem zilhões de armas com diferentes forças no jogo, só ir procurando que você encontra, alem das armas existem os modificadores e os incrementadores, que você usa nas suas armas para deixa-las mais poderosas e colocar alguns efeitos adicionais a elas, como queimar e eletrocutar.
Para quem já jogou Dead Island, vai se familiarizar com o game, até por que ele é da mesma produtora.
O jogo possui uma boa quantidade de quests, então para completar ele 100% você irá precisar de BOAS horas de gameplay.
O jogo possui 50 conquistas no total, todas são fáceis de fazer, só precisam de boas horas de gameplay, então para quem é Archievement Hunter, vai adorar o game ;)

Pontos negativos:
O jogo ainda esta meio mal otimizado, ainda mais para usuário de AMD(eu), o jogo nem chega a usar 100% da placa em certas partes, e isso torna a experiencia de gameplay mais bosta.
Mas nada que vai estragar totalmente seu game, diminua um pouco as gráficas, principalmente no alance da visão e qualidade das sombras, que o jogo já da um bom UP nos FPS :D

Conclusão Final:
O jogo é IN-CRI-VEL! fazia tempo que não me apegava a um game de tal forma, ele tem me viciado muito e vale cada centavo pago ;)
Recomendo de mais!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 10 pessoas (80%) acharam esta análise útil
36.5 hrs registradas
Publicada: 9 de fevereiro
Fazia muito tempo desde que ja peguei um jogo que me faz gastar todo meu tempo livre! Recomendo muito Dying Light para aqueles que querem uma experiência nova em um jogos pós-apocaliptico. Vale a pena explorar todos os cantos do mapa, principalmente a noite que é a hora que fica bem mais Hardcore. GOOD NIGHT GOOD LUCK =P
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
18 de 29 pessoas (62%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
53.2 hrs registradas
Publicada: 2 de fevereiro
uma palavra , 4 letras 4 numeros .um sentimento = GOTY 2015
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
11 de 16 pessoas (69%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
58.7 hrs registradas
Publicada: 3 de fevereiro
ZUMBIS, PULOS GIGANTESCOS, E UM ÓTIMO JOGOS!
EMBORA AINDA FALTE COISAS BÁSICAS COMO, JÁ QUE TEM ARMA, PORQUE NÃO UM SILENCIADOR ?!
MAS ENFIM, SÃO COISAS BÁSICAS, QUE VEZES OU OUTRA ACABA PASSANDO DESPERCEBIDO COM AS VARIAS OPÇÕES DE CRAFT DE ARMAS.
NA MINHA OPNIAO, UM ÓTIMO JOGO DE ZUMBIS!

11/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 5 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
48.8 hrs registradas
Publicada: 5 de fevereiro
O que dizer sobre esse jogo que mal joguei e já considero pacas?

Então, um dos melhores jogos de sobrevivência no estilo zumbi que já joguei. Apesar de que em algumas partes o jogo deixo a desejar como alguns bugs (eu literalmente consegui flutuar ou um zumbi e outro andando por dentro de paredes, carros, etc), a história em si é no mínimo interessante, a jogabilidade é ótima e os gráficos são bons, tanto que minha placa de vídeo não suportou ele nem no médio :/, well, it's fine.

Recomendo fortemente para quem está em dúvida, e para quem não está em dúvida, recomendo clicar em comprar urgente no maior estilo Shut Up and Take My Money!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 7 pessoas (86%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
18.3 hrs registradas
Publicada: 1 de fevereiro
Quando eu estava olhando sobre esse jogo, fizeram uma afirmação:
"Dying Light é um Dead Island com parkour".

Verdade seja dita, não é de todo mentira, mas definitivamente tem mais sobre.

Dyling Light é uma mistura bem interessante de Dead Island + Mirrors Edge + Far Cry + Left 4 Dead 2, colocados todos no mesmo liquidificador.

Tem um ótimo sistema de multiplayer (seja co-op ou versus), crafting (com armas de varias qualidades e tipos), um free runing bem interessante (e que ganha XP por essas habilidades para se aperfeiçoar mais), e o melhor de tudo... a diversão real acontece quando a noite chega... E o jogo recebe um ótimo suporte de dublagem (que já recebeu elogios meus pelo trabalho em Gauntlet e Batman).

É uma ÓTIMA aquisição para qualquer fã carente de jogos de zumbi (e para os que não são também).
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 9 pessoas (78%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
26.6 hrs registradas
Publicada: 16 de fevereiro
A história é clichê principalmente para quem jogou Dead Island.
Mas isso não atrapalha a diversão do jogo. A mecânica do Dying Light faz com que o jogo se torne dinâmico e divertido em grande parte do jogo afinal, matar zumbis sempre é algo que faço com grande satisfação. O sistema Parkour funciona de maneira bem fluida, pular, correr, deslizar, se agarrar em alguma coisa para não cair vai se tornando uma habilidade natural. É quase impossível olhar um prédio e não pensar "quero subir ali".

Durante sua gameplay você irá encontrar zumbis maconheiros lentos, zumbis sob efeito de cocaína super acelerados e doidos, zumbis marombeiros, mas são os zumbis da night que fazem você sofrer para sobreviver. É durante a noite que você coloca suas habilidades Parkour em teste, é aí que você vê se sabe bater fuga dos zumbis hardcore. Good night Good luck.

O jogo realmente é muito bom os cenários são bem construídos no melhor estilo Assassins Creed para estimular o Parkour, o combate é Dead Island melhorado e com mais recursos, a movimentação é um Mirror's Edge mais pesado, exploração de mapa lembra um pouco Far Cry 3/4,

Os contras ficam por conta da história do jogo como disse antes e o coop que não é bem explorado e meio tosco.
Nota: 8
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
78.1 hrs registradas
Publicada: 14 de fevereiro
É uma mistura de Mirror's Edge com Far Cry e com zumbis. A jogabilidade é simples e fluida. A ambientação do jogo é o seu ponto forte, na minha opinião. As músicas, o som do ambiente e os barulhos dos zumbis são muito bem feitos e ajudam bastante na imersão.

A história é simples e um pouco clichê, mas tem seus pontos fortes e personagens interessantes para compensar. As missões secundárias estão acima da média para esse tipo de jogo, possuem uma boa variedade de objetivos e várias contribuem bastante com a história principal. Arrisco dizer que há missões secundárias mais importantes do que missões principais nesse jogo.

Não gosto de dublagem em português, mas essa está muito boa. Acabei jogando o início em inglês e, depois de testar a versão dublada, continuei jogando dublado até o final.

Não me arrependo de ter pago preço cheio nesse jogo, me rendeu 50h muito boas de gameplay e ainda tem a parte multiplayer que ainda não explorei.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 6 pessoas (83%) acharam esta análise útil
88.4 hrs registradas
Publicada: 31 de janeiro
Ótimo game; e ainda dublado e legendado. Perfeito...
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 6 pessoas (83%) acharam esta análise útil
132.3 hrs registradas
Publicada: 3 de fevereiro
Sim, é verdade.Dying light é fantástico, a inserção do sistema de Parkour o torna frenático, ágil e muito show de jogar. Este sistema possibilita pular entre prédios, escalar sacadas, cercas e correr pela cidade sobre os telhados e prédios da cidade. Isto tudo para tentar escapar dos zumbis.

Outra grande inovação é o ciclo diurno/noturno, que coloca os Zumbis mais pacíficos e lentos durante o dia, sendo mais fácil lidar com eles. À noite, não só os zumbis se tornam mais ágeis e mortíferos, como surge um novo tipo de inimigo: Os voláteis, mais fortes e rápidos do que você mesmo. Este sistema, torna literalmente o caçador durante o dia a ser caçado durante a noite. Os voláteis além de serem violentos também chamam os inimigos ao redor. Se você os encontrar à noite, prepare-se. Será uma luta ♥♥♥♥

A parte gráfica de Dying light é muito linda. O nível de detalhamento das casa, ruas, telhados, becos, da água é fantástico. E o melhor ainda. Não exige computadores top end para rodar.
Dying light é, sem dúvida, o melhor título de survival zumbie atualmente no mundo dos video games.

Minha nota pra esse jogaço é 10/10 muito bom mesmo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 6 pessoas (83%) acharam esta análise útil
43.5 hrs registradas
Publicada: 10 de fevereiro
Já joguei diversos tipos de jogos com mapa aberto , mas esse jogo me causa o mesmo sentimento de exploração de mapa que causa o GTA 5.

Sim o jogo é completamente diferente, mas a qualidade do Mapa aberto é Interessante de causar curiosidade para andar por todas as areas.


Minha nota geral para o Jogo é 9.5/10
Veja os trailers se curtir o estilo do Jogo é compra certa!!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada