Dying Light é um jogo de ação de sobrevivência em primeira pessoa. O jogo se passa em um vasto mundo aberto e perigoso. Durante o dia, você perambula por um ambiente urbano devastado por uma misteriosa epidemia, em busca de suprimentos e criando armas para derrotar as hordas de inimigos irracionais devoradores de carne humana, gerados...
Análises de usuários: Muito positivas (16,039 análises)
Data de lançamento: 27/jan/2015

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Dying Light

PROMOÇÃO ESPECIAL! A oferta acaba em

-33%
$59.99
$39.99

Comprar Dying Light 4-Pack

Includes four copies of Dying Light- Send the extra copies to your friends!

PROMOÇÃO ESPECIAL! A oferta acaba em

-33%
$179.99
$119.99

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Dying Light Ultimate Edition

Inclui 2 itens: Dying Light, Dying Light Season Pass

PROMOÇÃO ESPECIAL! A oferta acaba em

 

Recomendado por curadores

"Incredibly satisfying ground based traversal and excellent sound overcomes rote combat and average writing to make for a game worth playing."

Atualizações recentes Ver todos (17)

28 de julho

Celebrate half a year of Dying Light with 33% off!

To celebrate half a year of Dying Light on the market, we’ve created a video of all the major content updates and add-ons we’ve released since launch day. Just take a look how much Dying Light has grown through these six months to become an experience bigger and richer than ever before.

We’re also really excited to finally tease a major project we’ve been secretly working on since the release of the game. This will be Dying Light from a totally new angle, but with everything fans love about the original still at the core. We’ll share more details really soon!

And to top that off - Dying Light is now 33% cheaper on Steam!

39 comentários Leia mais

25 de junho

Dying Light Developer Tools update #2 [Hotfix #1 - Edited}

The much-anticipated new feature is finally here - import custom meshes into your Dying Light map and create a world that's truly yours!

Change log:

- Added option to import custom FBX meshes

- Added missing animations and FX

- Asset removal enabled

- Moved Linux asset building to item publishing phase

[Edit]

Hotfix changelog:

- "Build Assets for PC" in "Validate and Build" menu rebuilds all assets and generates new materials pack

- Deeper FBX tree exploration while converting to .msh file

- All FBX file formats are now supported

- Mesh hooks are now read and imported

21 comentários Leia mais

Notas de atualização

Free Content Updates

  • Hard Mode - advanced, challenging difficulty level
  • Parkour Fever - set of parkour challenges and a new parkour mechanic - momentum
  • Gold-tier weapons - a new level of rarity for weapons
  • Crazy new weapons - 50+ completely new weapons
  • New outfits - 50+ new outfits, including national and special ones
  • Zombie mutations - evolve your Night Hunter and unlock new skills in Be The Zombie
  • Dying Light Developer Tools - create your own custom maps and explore maps made by others on Steam Workshop
  • In-game events - take part in a variety of in-game events and activities
  • Revamped Quarantine Zones - completely replayable and with improved rewards

Sobre este jogo

Dying Light é um jogo de ação de sobrevivência em primeira pessoa. O jogo se passa em um vasto mundo aberto e perigoso. Durante o dia, você perambula por um ambiente urbano devastado por uma misteriosa epidemia, em busca de suprimentos e criando armas para derrotar as hordas de inimigos irracionais devoradores de carne humana, gerados pela praga. À noite, o caçador se torna a caça, pois a força e a agressividade dos infectados aumenta. No entanto, ainda mais letais são os predadores noturnos inumanos, que saem de suas colmeias para se alimentar. Use todas as suas habilidades e meios disponíveis, para sobreviver até o amanhecer.

Good Night. Good Luck.

  • Bem-vindo à Quarentena – Viva uma história original e intensa, em uma cidade infectada e isolada do resto do mundo. Somente os mais aptos terão alguma chance de sobrevivência.

  • Vasto mundo aberto – Em Dying Light, você avança por um extenso mundo mergulhado no caos e na destruição. Neste complexo ambiente, você luta pela sobrevivência contra vários tipos de inimigos, pois os infectados não são a única ameaça: muitas vezes, você precisará enfrentar outros humanos desesperados, para obter os preciosos suprimentos.

  • À noite, as regras mudam – Durante o dia, você explora a cidade em busca de suprimentos e armas. Quando anoitece, o mundo infectado sofre uma dramática transformação, que traz uma nova dimensão ao jogo. Você, que é o caçador de dia, se torna a caça à noite. Os infectados se tornam mais fortes, mas algo ainda mais sinistro está à espreita na escuridão, para começar sua caçada.

  • Movimentação estilo parkour – Desloque-se pela cidade com rapidez e facilidade, enquanto caça ou foge dos caçadores. Pule de um telhado ao outro, escale muros e salte das alturas para atacar seus adversários. Dying Light dá aos jogadores uma liberdade de movimentação inédita em jogos com mundos abertos.

  • Combate brutal e visceral – Lute cara a cara, com várias opções de armas: facas, bastões, machados ou ferramentas destrutivas mais incomuns. Aniquile os inimigos, corte os braços e pernas deles, para se salvar!

  • Armas de fogo – Eficientes, porém barulhentas. Use pistolas, escopetas e rifles, para ganhar vantagem sobre os inimigos, mas lembre-se de que o barulho dos tiros atrairá atenção indesejada.

  • Crie suas próprias armas – Por que usar um cutelo comum, se você pode atar um isqueiro a ele, para causar dano de fogo? Ou enrolar arame farpado em um martelo? Em Dying Light, você pode criar suas próprias armas aprimoradas e construir ferramentas de combate cada vez mais eficientes.

  • Seja o herói da Quarentena – Dying Light reúne elementos de RPG que permitem que você desenvolva seu protagonista e ajuste-o de acordo como seu estilo. É uma longa e árdua jornada para se tornar o mestre do apocalipse.

  • Escolha seu estilo de jogar – Use armas, o ambiente ao seu redor e armadilhas deixadas por outros sobreviventes. Provoque grupos de inimigos para atacarem uns aos outros. Conclua objetivos de dia ou de noite. Aproveite a escuridão, nevoeiros e tempestades, para não ser visto. Obtenha vantagem sobre o inimigo, com invenções ofensivas e defensivas. A escolha é sempre sua!

  • Horas de jogabilidade – Viva uma história eletrizante, conclua mais de cem missões secundárias e teste suas habilidades em desafios especiais.

  • Modo cooperativo para 4 jogadores – Jogue com a ajuda de outros jogadores sob as condições extremas de um apocalipse zumbi. Mostre sua individualidade e personalize seu personagem.

  • Seja o zumbi – No modo online exclusivo, você joga como um zumbi. Se você sempre sonhou em caçar outros sobreviventes, esta é sua chance. Que comece a caçada!

  • Realismo e gráficos de tirar o fôlego – Dying Light é o primeiro jogo baseado no Chrome Engine 6; a mais recente tecnologia revolucionária da Techland. Desenvolvido especialmente para consoles de última geração e gráficos DirectX 11 avançados, o jogo apresenta um novo nível de qualidade visual, efeitos especiais e elementos climáticos dinâmicos, mantendo, ao mesmo tempo, uma eficiência sem precedentes.

Requisitos de sistema

Windows
SteamOS + Linux
    MINIMUM:
    • OS: Windows® 7 64-bit / Windows® 8 64-bit / Windows® 8.1 64-bit
    • Processor: Intel® Core™ i5-2500 @3.3 GHz / AMD FX-8320 @3.5 GHz
    • Memory: 4 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 560 / AMD Radeon™ HD 6870 (1GB VRAM)
    • DirectX®: Version 11
    • Sound: DirectX® compatible
    • Additional Notes: Laptop versions of graphics cards may work but are NOT officially supported.

      Windows-compatible keyboard, mouse, optional controller (Xbox 360 Controller for Windows recommended)
    RECOMMENDED:
    • OS: Windows® 7 64-bit / Windows® 8 64-bit / Windows® 8.1 64-bit
    • Processor: Intel® Core™ i5-4670K @3.4 GHz / AMD FX-8350 @4.0 GHz
    • Memory: 8 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 780 / AMD Radeon™ R9 290 (2GB VRAM)
    • DirectX®: Version 11
    • Sound: DirectX® compatible
    • Additional Notes: Laptop versions of graphics cards may work but are NOT officially supported.

      Windows-compatible keyboard, mouse, optional controller (Xbox 360 Controller for Windows recommended)
    MINIMUM:
    • OS: Ubuntu 14.04 and newer recommended
    • Processor: Intel® Core™ i5-2500 @3.3 GHz / AMD FX-8320 @3.5 GHz
    • Memory: 4 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 560 / AMD Radeon™ HD 6870 (1GB VRAM)
    • Additional Notes: JFS and XFS file systems are not supported
    RECOMMENDED:
    • OS: Ubuntu 14.04 and newer recommended
    • Processor: Intel® Core™ i5-4670K @3.4 GHz / AMD FX-8350 @4.0 GHz
    • Memory: 8 GB RAM DDR3
    • Hard Drive: 40 GB free space
    • Graphics: NVIDIA® GeForce® GTX 780 / AMD Radeon™ R9 290 (2GB VRAM)
    • Additional Notes: JFS and XFS file systems are not supported
Análises úteis de usuários
121 de 130 pessoas (93%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
90.5 hrs registradas
Publicada: 7 de fevereiro
Este game vinha trazendo grandes expectativas durante o marketing de lançamento e, todos ansiosos para colocar a mão nele e ver se era tão bom assim. De fato, um assunto já bastante explorado: um game de sobrevivência em um mundo pós-apocalíptico de infectados. Mas quem não gosta disso? O problema é que muitos títulos que tentam focar nisso não dão muito certo ou não são tão interessantes. O caso é que Dying Light soube como se aproveitar deste assunto muito bem! E este game superou todas as minhas expectativas.

Este me prendeu do início ao fim, me levando horas e horas de gameplay sem ao menos me cansar. Pelo contrário, eu não queria parar! Explorei cada canto do game em busca de suas mais de 80 missões, ou simplesmente, por pura diversão em enfrentar hordas de zumbis e as diferentes possibilidades de aniquilar com a raça deles. Fazia tempo que eu não me divertia tanto assim em um game.

Sobre o enredo, ao contrário do que muitos podem pensar, não é um “mundo” apocalíptico. É apenas uma cidade. Nela foi destacada a origem da epidemia e o governo conseguiu, à tempo, isolar a sua manifestação. O seu papel, como protagonista da história, é se infiltrar na cidade e buscar um homem chamado Kadir Suleiman, que era uma figura política contratada para manter ordem após o surto, mas ele se voltou contra o governo. Ele possui documentos confidenciais importantíssimos sobre a origem da contaminação e ameaça divulgar para o mundo todo, promovendo uma catástrofe em escalas sem precedentes. Essa é sua principal missão, mas você acaba se envolvendo em outras situações paralelamente. Há centenas de sobreviventes que dependem da ajuda do governo para sobreviver e, muitas das vezes, dependem de corajosas pessoas para realizar tarefas extremamente perigosas fora dos abrigos de segurança. E você é uma dessas pessoas. Vidas dependerão de suas ações dentro da sua cidade, bem como, o mundo lá fora, dependerá de você encontrar esses documentos.

Se a história não te interessou, Dying Light tem outras cartas na manga. Ele inovou ao inserir tantas características interessantes ao game, e não medirei palavras para fazê-lo entender do porque eu recomendaria este jogo à você:

  • Liberdade de movimentação: é absolutamente divertido aplicar manobras de agilidade ao longo de suas explorações. Seja para chegar até certo lugar ou para fugir de inimigos. E, o mais importante, muitas das vezes sua única alternativa é depender de suas habilidades de parkour, caso contrário, você morrerá. O cenário é totalmente propício para a prática de suas habilidades, até mesmo quando você está encurralado e sem saída. Escale paredes, postes, prédios, corra sob os telhados, carros, pontes, salte de lugares extremamente altos.. e procure sobreviver às quedas. Em pouco tempo de gameplay você consegue se adaptar.

  • Vasta exploração: há centenas de coisas para vasculhar e coletar: baús, armários, cavernas, lagoas, casas, o próprio terreno e até os corpos dos inimigos. Você sempre terá coisas interessantes para recolher e utilizar ao seu benefício. A cidade é enorme e você passará vários minutos percorrendo até chegar ao seu destino e, provavelmente, parando muitas vezes no meio do caminho por ter encontrado algo interessante para vasculhar ou alguma situação aleatória que pode roubar sua atenção. O game tenta trazer cenários diferenciados, missões secundárias e desafios, para não deixar sempre repetitivo, mas tem uma hora que acaba sendo. Normal como em qualquer outro game.

  • Criação de Itens: no meio de suas buscas e saques, você recolherá uma porção de itens que podem te ajudar a criar diversos apetrechos interessantes: novas armas, itens de recuperação, itens de distração e etc. Além disso, no game existem dezenas de projetos inusitados de criação de armas poderosas.

  • Combate: aqui, sim, é diversão garantida! Somada com suas habilidades de parkour, você se torna uma máquina de destruição em massa. Seu arsenal varia de armas de arremesso, armas brancas e armas de fogo, além de alguma variedade de granadas. Mas não é apenas você. O cenário é seu aliado também. Há tantas formas de matar um inimigo que você ficará admirado! Você pode chutar, socar, arremessar, derrubar, perfurar, esmagar, queimar, eletrocutar, explodi-los, afoga-los.. Quer mais? Corte-os ao meio (verticalmente e horizontalmente)! Quebre seus ossos! Quebre seus pescoços! Desmembre-os! Decapite-os! E, ora, vejam só, ainda tem as armadilhas! Você vai se divertir e muito! Vale ressaltar que, mesmo com essa grande variedade, é tudo executado de uma forma bem simples.

    Ah, e então você pensa que vai ser tudo tranquilo? Quero ver como você se sai ao anoitecer, quando os infectados estão muito mais agressivos e poderosos. Você vai fugir desesperadamente, e muito, até que se sinta realmente preparado para enfrentar a noite de igual para igual. Ou você vai preferir pular as noites ao invés de encará-las?

    Há também uma pequena variedade de inimigos, mas vou deixar para você se surpreender sozinho ao jogar.

  • Árvore de Habilidades: o game oferece um mecanismo RPG para desenvolvimento de suas habilidades. Separados em nível de Sobrevivência, Agilidade e Força. A cada nível alcançado você pode liberar, à sua escolha, novas habilidades que lhe ajudarão na sua sobrevivência. Então trate de matar muitos inimigos para ganhar força, utilizar muito bem suas habilidades acrobáticas para ganhar agilidade e complete muitas missões para ganhar pontos de sobrevivência. E, suas aventuras pela noite lhe renderão pontos de Agilidade e Força em dobro. Aproveite bem.

  • Coop: o modo cooperativo vai te render muitas risadas com seus parceiros e garantirá um ótimo fator replay ao game em si. Você pode acessar a partida de seus amigos e realizar as missões junto com ele, sem interferir na sua campanha solo. Ou seja, você pode participar de uma missão que já foi concluída ou uma que você ainda nem chegou, sem prejudicar a sua própria campanha. Bem como, você pode deixar que outros usuários entrem no seu game e lhe ofereçam apoio. Pode-se trocar itens também. No modo coop, você pode jogar com até 4 players e, se você habilitar o modo Invasão Zumbi, um quinto jogador poderá participar, controlando um super infectado. Este modo consiste de uma rápida batalha (que só é ativada durante a noite) entre os jogadores contra um super infectado.. cuja missão dos jogadores é destruir ninhos de infectados, e o do “Super Zumbi” proteger estes ninhos e aniquilar os heróis. Bem interessante.

  • Achievments: o game possui 50 conquistas, e para completar, te força a vasculhar cada canto do game e aproveitá-lo ao máximo, te oferecendo horas e horas de gameplay.

E, por último, e nem por isso menos importante, a qualidade gráfica e sonora são surpreendentes! O game oferece um cenário de texturas, cores, iluminação e detalhes de tirar o folego. O game também oferece dublagem em nosso idioma e é de excelente qualidade.

Somando tudo o que eu descrevi até o momento, garanto uma enorme imersão dentro do game.
Difícil não recomendá-lo, que tal você dar uma chance também?
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
56 de 59 pessoas (95%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
100.2 hrs registradas
Publicada: 28 de junho
Bom, o que tenho pra dizer é que este jogo mudou minha opinião sobre jogos de zumbis. O jogo é ótimo, com uma história bem feita em uma luta pela sobrevivência.

O modo coop é excelente, me fez jogar até um pouco mais depois que zerei. No iníco era bem fácil, pois não tinha como definir em qual dificuldade queria jogar, mas nada que foi resolvido com uma atualização. A idéia de deixar a dificuldade mais díficil a noite foi ótima.
Sempre tem novas atualizações, com novos itens, missões e etc..
Sobre o desempenho, foi muito bom, sem quedas de fps ou qualquer outro tipo de travamento.
Os gráficos são bonitos, mas não é uma coisa que eu me importe muito.

O jogo faz jus ao valor ^^

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
30 de 32 pessoas (94%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
62.1 hrs registradas
Publicada: 15 de março
Sem sombra de dúvida a melhor aquisição dos últimos meses, demorei a comprar esse jogo pq tinha muito receio pelas semelhanças com Dead Island e sim elas realmente existem, em muitos aspectos o Dyng Light carrega caracteristicas do Dead Island mas o jogo em si é diferente a história é muito boa o cenário tb bem bacana e é mundo aberto coisa que aprecio muito nos games, em Dyng Light o jogador fica livre para passear no meio da zumbizada e fazer uns parkours legais !! Mas o que me fez gostar ainda mais do jogo é a experiência do cooperativo, que vc pode jogar a campanha toda acompanhado de amigos, muito bom!!
Confesso que o jogo me surpreendeu positivamente!!!!!!! :)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
26 de 30 pessoas (87%) acharam esta análise útil
63.9 hrs registradas
Publicada: 13 de fevereiro
Dying Light é um jogo fantástico! Há muitos jogos de zumbis, porém este saiu da "mesmice". Pense em Mirror's Edge + Dead Island, o resultado é uma aventura totalmente viciante. O game é de mundo aberto em que o parkour é o ponto chave do jogo com uma história muito boa, cativante e envolvente e mais 44 missões secundárias, mas estas missões não são iguais, repetitivas e enjoativas, você curte cada missão. Além de minigames como teste de habilidade e trabalho de guarda-costas. Durante o dia os zumbis são lentos (inicialmente) e você tem certa liberdade para correr por Haram, mas à noite as coisas mudam, você se torna a caça. À noite os zumbis ficam mais agressivos e surgem os Voláteis que só aparecem a noite e são caçadores implacáveis, fugir sempre será a melhor opção (no ínicio). A customização das armas é um ponto forte já que você pode criar todo tipo de arma, lembrando um pouco a série Dead Rising. Horas e mais horas de diversão. E quem está em dúvida sobre adquirir o jogo, eu respondo: Vale cada Centavo!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
23 de 25 pessoas (92%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
27.2 hrs registradas
Publicada: 4 de abril
Durante o dia, os jogadores atravessam um ambiente urbano expansivo invadido por um surto vicioso, onde é possível elaborar armas para se defender contra a crescente população infectada. À noite, o caçador se torna caça, com os infectados muito mais agressivos e mais perigosos. Os predadores que aparecem após o anoitecer são os mais assustadores. Dessa forma, os jogadores devem usar tudo ao seu redor para sobreviver até a primeira luz do dia.

Essa é a ideia que Dying Light oferece aos jogadores, um jogo em um mundo aberto que é perigoso durante o dia, mas pode ficar ainda pior ao anoitecer, ou seja, a Techland oferece novas regras que ditam a maneira correta para que seja possível sobreviver nesse caos, onde somos forçados a correr, saltar e subir em locais altos para não sermos a próxima vítima.

A doença já atingiu a maior parte da população, incluindo o protagonista Kyle Crane, que depois de uma rápida adaptação às novas mecânicas de parkour deve se locomover sem problemas pelos telhados da cidade, a fim de recuperar recursos, completar missões e se livrar de infectados, na busca pelo Antizin, a única substância capaz de adiar a transformação dos sobreviventes em zumbis permanentes.

O enredo não é dos mais originais, onde estamos perante a uma propagação descontrolada de um vírus, mas a narrativa vai sempre tentar surpreender e evolver o jogador para que possamos sempre buscar alternativas para nos manter a salvo dessa epidemia. Vale lembrar que o jogo está localizado em português e como a narrativa tem um papel fundamental na tentativa de nos manter inseridos dentro do contexto, a dublagem faz o seu papel muito bem aqui.

Bem... é hora de sair pra rua em busca de recursos e durante o dia os telhados serão seu maior aliado, já que os infectados não sobem nos prédios. O que não é garantido ao anoitecer, já que durante a noite eles ficam mais expertos. No início do jogo seu arsenal é composto pela sua habilidade de se locomover e armas rudimentares como pedaços de pau e martelos, que foram abandonado pelo caminho. Ao longo do jogo, conforme vamos realizando nossas missões, nosso personagem vai adquirindo pontos de experiência que podem ser aplicados para melhorar sua capacidade de força, sobrevivência e agilidade.

A sobrevivência nos dá habilidades úteis para construir bombas, reparar armas, usar vários tipos de armadilhas e, no geral melhorar a adaptabilidade de Crane em diversas circunstâncias. Agilidade engloba uma série de movimentos acrobáticos úteis para evitar os zumbis como chutes e esquivas, enquanto a força derivada obviamente de técnicas muito diretas, deixam claro para os infectados quem é que manda aqui. Em relação as armas de fogo, vamos ter que contar com a sorte para conseguir algo que nos ofereça munições generosas para combater nossos inimigos.

Nossas armas podem ser reparadas um número limitado de vezes e podemos utilizar objetos para construção de machados, picaretas e muito mais. Esses objetos com os quais podemos construir nossas armas, felizmente estão em abundancia pela cidade e vamos encontra-los em lojas abandonadas, residências, carros e até mesmo latas de lixo. Qualquer tipo de peça pode ser útil e não deve se descartada.

Como citamos no início, durante o dia as coisas são tranquilas, mas a noite tudo muda de figura. Durante o dia os infectado são praticamente inofensivos, mas depois de algumas horas com o pôr do sol, eles ficam mais agitados e qualquer ruído pode ser detectado.

Além disso, eles também ficam mais ágeis, letais e realizam escaladas. Existem também infectados gigantes, que apesar de lentos, são mais difíceis de serem abatidos. Para evitar ser morto durante a noite a melhor saída é permanecer nos abrigos, a não ser que suas habilidades de sobrevivência permitam que você se aventure pelas ruas escuras. Além dos infectados, outros grupos sobreviventes também irão disputar por recursos. Aeronaves sobrevoam a cidade esporadicamente, deixando cair caixas de auxílio que se tornam imediatamente alvo de outros sobreviventes.

O mutiplayer mantém o fluxo normal do jogo, onde podemos criar partidas privadas, abertas apenas aos amigos ou para o público. Aqui podemos optar em sermos humanos ou zumbis e o objetivo é destruir o ninho dos infectados antes que nosso grupo seja eliminado.

Graficamente o visual do jogo é fantástico e apresenta detalhes incríveis. Quando estamos em locais altos somos presenteados com uma visão sensacional. O motor gráfico não está livre de falhas, principalmente quando está sobre grande carga de stress, mas isso é algo que será avaliado com mais precisão pela Digital Foundry. Na maioria das vezes os gráficos demonstram estabilidade e não comprometem a experiência geral, mas a maioria desses bugs já foram corrigido em alguns patchs lançados e corrigiram, tornado o jogo bem mais estavél. O jogo correu a 60 FPS cravados com gráficos no ''Máximo'' em meu PC depois dessas correções proporcionando uma ótima experiência de gameplay.

Podemos concluir que a Techland fez um bom trabalho com Dying Light e o elemento parkour se torna um diferencial aqui. Estamos em um jogo de sobrevivência localizado em um mundo aberto que não nos oferece um enredo tão original, mas que vai divertir a maioria dos jogadores, que se empolgam, quando o assunto é eliminar mortos-vivos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada