Descubra o mundo de Transistor, um RPG de ação de ficção científica dos criadores de Bastion.
Análises de usuários:
Últimas:
Muito positivas (329 análises) - 93% das 329 análises de usuários dos últimos 30 dias são positivas.
Todas:
Extremamente positivas (13,566 análises) - 95% das 13,566 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 20/mai/2014

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Transistor

Comprar Transistor + Soundtrack

Comprar Supergiant Collection PACOTE (?)

Inclui 4 itens: Bastion, Bastion: Original Soundtrack, Transistor, Transistor Soundtrack

 

Análises

“Transistor is a wildly smart action-RPG that places all of its trust into your intelligence.”
9.0 / 10 – IGN

“The game’s vision is intoxicating, and its execution is inspired.”
8.5 / 10 – Polygon

“Its art style is divine, its soundtrack is remarkable, its combat is intricate, and the story of its odd-couple protagonists is both smartly written and deftly told.”
9 / 10 – Edge

Sobre este jogo

Dos criadores de Bastion, Transistor é um RPG de ação de ficção científica que convida você a empunhar uma arma extraordinária de origem desconhecida para lutar em uma cidade futurista. Transistor integra perfeitamente o planejamento estratégico bem pensado com uma experiência de ação rápida, combinando jogabilidade de ótima resposta com uma narrativa rica e envolvente. Durante o andamento da aventura, você descobrirá os mistérios que rondam o Transistor enquanto persegue seus donos anteriores.

Principais características
  • Um mundo completamente novo feito pela equipe que criou Bastion
  • Configure o poderoso Transistor com milhares de combinações possíveis de Funções
  • Combate em tempo real repleto de ação integrado com um modo de planejamento estratégico consistente
  • Ilustração viva feita à mão em resolução de 1080p
  • A trilha sonora original muda de acordo com a ação
  • Horas de narração reativa para criar uma história profunda e envolvente
  • A opção 'Recursão' introduz batalhas práticas e novas combinações de Função após a conclusão da história
  • Controles totalmente personalizáveis criados para o PC

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux
    Mínimos:
    • SO: Windows 7 32-bit
    • Processador: Dual Core CPU - 2.6ghz
    • Memória: 4 GB de RAM
    • Placa de vídeo: 1GB VRAM: Intel HD 3000 GPU / AMD HD 5450 / Nvidia 9400 GT
    • Armazenamento: 3 GB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: 10.7.5
    • Processador: Dual Core CPU - 2.6ghz
    • Memória: 4 GB de RAM
    • Placa de vídeo: OpenGL 3.0+ (2.1 with ARB extensions acceptable)
    • Armazenamento: 3 GB de espaço disponível
    Mínimos:
    • SO: glibc 2.15+, 32/64-bit
    • Processador: Dual Core CPU - 2.6ghz
    • Memória: 4 GB de RAM
    • Placa de vídeo: OpenGL 3.0+ (2.1 with ARB extensions acceptable)
    • Armazenamento: 3 GB de espaço disponível
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Últimas:
Muito positivas (329 análises)
Todas:
Extremamente positivas (13,566 análises)
Últimas análises
Felipe Vieira
17.0 hrs
Publicada: 21 de agosto
O jogo é dos mesmos criadores e estilo de Bastion. Gostei bastante do jogo, a história é bem bolada e as soundtracks são bens legais. Só não gostei dele ser um pouco curto mas valeu a pena.
Disacar
4.9 hrs
Publicada: 20 de agosto
Pros (em ordem de relevância):

-Música
-Arte
-Gameplay

Contras:

-Curto

rodrigosarri
18.1 hrs
Publicada: 17 de agosto
Depois de 18 horas jogadas me despeço desse incrível jogo com todas as conquistas adquiridas.

Transistor é um jogo belo (com a história um pouco confusa no início) daqueles que você quer procurar tudo sobre os personagens envolvidos, mas não é um jogo longo e que você vai gastar horas e mais horas para passar, mesmo em uma dificuldade mais difícil (Recurse e com todos os limitadores ligados), mas vale cada minuto jogado.
SteveLionHeart
27.0 hrs
Publicada: 16 de agosto
Só pela trilha sonora do jogo você já deveria tê-lo comprado.

Além disso, o jogo também conta com um método de combate que mistura turnos com livre, sem falar na infinita gama de golpes que você pode fazer com o sistema de atualizações das funções. A mecânica do jogo é fantástica e única, vale a pena conferir. Provavelmente você também vai se apaixonar pela relação entre a personagem principal e o transistor, outro ponto positivo pro jogo. O que me decepcionou foi o jogo ser muito curto e com uma história superficial. Apesar de você poder ler as bios de todos os personagens conforme usa suas respectivas funções(e possa ignorar caso não esteja interessado), esperava uma trama mais desenvolvida, com vários mistérios pequenos descobertos no decorrer do jogo e que contribuiam pra desvendar o "grande plano da Camerata" no final. Não aconteceu, mas ainda sim gostei do que joguei.
FernandaSV
7.6 hrs
Publicada: 11 de agosto
Sem palavras para descrever essa maravilha de jogo, é obrigatório tê-lo na sua biblioteca. è impossivel não se apaixonar por Red e viver sua hitória.
guizaum2010
11.9 hrs
Publicada: 11 de agosto
Como a maioria das reviews deixam claro, o jogo é excelente. Desafiador em alguns pontos, bela trilha e arte fantástica.

Porém, aí já sendo opinião pessoal, eu gostava muito mais do gameplay de Bastion. Esse jogo no teclado e mouse fica um pouco mais complicado, sugiro fortemente a aquisição de um controle para jogar o mesmo.

Ainda assim, jogo incrível, vale a compra com certeza.

EDIT: ESQUEÇA O QUE EU DISSE SOBRE O GAMEPLAY. Ele leva um tempo para entender, depois que você pega as manhas é VICIANTE. É ABSURDO. COMPRE ISSO AGORA. PARA DE LER. COMPRA. COMPRA.
eduhmello
5.9 hrs
Publicada: 8 de agosto
great
B Я ł Λ И
5.6 hrs
Publicada: 5 de agosto
Me surpreendi de uma maneira sem igual!
SENSACIONAL E MUITO VICIANTE ESSE JOGO
khtr
2.1 hrs
Publicada: 2 de agosto
Trilha sonora perfeita, arte linda e uma história cativante. Resumindo, tô de novo apaixonada por um jogo da SuperGiant.

"Sky looks blue cause we want it to" <3
Gabriel Rossini Martins
6.0 hrs
Publicada: 1 de agosto
✔ Protagonista feminina;
✔ Chuta bundas;
✔ Visual lindo;
✔ Melhor trilha sonora;
✔ Estratégico;
✔ Isométrico;
✔ História massa.

Visão geral: totalmente excelente.
Análises mais úteis  Nos últimos 30 dias
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
7.6 horas registradas
Publicada: 11 de agosto
Sem palavras para descrever essa maravilha de jogo, é obrigatório tê-lo na sua biblioteca. è impossivel não se apaixonar por Red e viver sua hitória.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
18.1 horas registradas
Publicada: 17 de agosto
Depois de 18 horas jogadas me despeço desse incrível jogo com todas as conquistas adquiridas.

Transistor é um jogo belo (com a história um pouco confusa no início) daqueles que você quer procurar tudo sobre os personagens envolvidos, mas não é um jogo longo e que você vai gastar horas e mais horas para passar, mesmo em uma dificuldade mais difícil (Recurse e com todos os limitadores ligados), mas vale cada minuto jogado.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
4.9 horas registradas
Publicada: 20 de agosto
Pros (em ordem de relevância):

-Música
-Arte
-Gameplay

Contras:

-Curto

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Análises mais úteis  No geral
127 de 138 pessoas (92%) acharam esta análise útil
91 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
14.3 horas registradas
Publicada: 2 de outubro de 2015
JUST BUY IT
DON'T LET YOUR DREAMS BE DREAMS
YESTERDAY YOU SAID TOMORROW
SO JUST BUY IT
MAKE YOUR DREAMS COME TRUE
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
67 de 70 pessoas (96%) acharam esta análise útil
11 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
18.0 horas registradas
Publicada: 29 de outubro de 2015
IGN Review: 11/10 -Too much feels ;(

Penso que não consigo descrever esse jogo da forma que ele merece. Não tem como, Transistor consegue ser perfeito de tantas formas que eventuais defeitos (que sinceramente eu não encontrei) parecem não ter significado quando você observa o resultado final. São poucos os jogos que conseguem me fazer sentir isso, mas esse, com toda a certeza, é um deles.
Acredito que a experiência desse jogo se resume em uma coisa: narrativa. Diferente de muitos jogos (a grande maioria, eu diria), a experiência está à favor da narrativa, e não o contrário. É incrível como um jogo que pode ser terminado em menos de 10h consegue ser tão imersivo e profundo, mesmo sem utilizar uma forma convencional de se contar uma história.

Em Transistor, a história é contada de diversas formas, sem subestimar a inteligência do jogador. É um jogo para quem gosta de ler e que curte um quebra-cabeças. Pode parecer meio confuso de início, mas vá até o fim, explore, acredite, vai valer a pena. Vou tentar separar abaixo alguns pontos que compõem a história:

-As "funções" (seus poderes e ataques no jogo) possuem descrições de personagens (você vai entender o porquê ao jogar) que são destravadas ao serem utilizadas (recomendo ler todas, são muito interessantes, e adicionam uma profundidade imensa ao jogo). Elas podem ser usadas como primária, atualização ou de forma passiva, sendo que, em cada "slot" desses, cada função assume uma habilidade diferente e libera uma parte da descrição. Considerando que existem 4 slots primários, 8 slots de atualização (2 pra cada primário) e 4 passivos, e que as Funções podem ser combinadas de todas as formas possíveis ocupando espaços de Memória, matematicamente, podemos dizer que existe COMBINAÇÃO PRA CARAMBA! É sério, acho que ninguém conseguiu usar tudo.

-A trilha sonora é sem comentários e já está na minha lista de compra, pra mim o maior destaque do jogo. Linda demais e bastante imersiva, além de conter (também) fragmentos da história do jogo nas letras, tanto é que os criadores recomendam ouvir as músicas "na íntegra" apenas após o fim do jogo para não levar spoiler. Esse é um ponto muito interessante, pois a protagonista, Red, é cantora, que, não por acaso (joguem e entendam), teve a voz roubada. Assim, as músicas tem um papel importante ao representar a personalidade oculta na Red, sendo mais animadas nas horas de ação, e mais calmas (até tristes em alguns momentos) nas partes mais reflexivas. Você se importa com ela, mesmo ela não falando nada durante o jogo. A conexão que a música tem com todo o gameplay é fenomenal, nunca vi algo desse nível.

-O sistema de combate é uma excelente mistura de um hack and slash com um turn-based. Pode parecer estranho no papel, mas funciona muito bem ao lutar contra os Processos ("inimigos" do jogo). E não pense que, por prezar tanto a história, o jogo sacrifica a ação. Pelo contrário, ele tem bastante combate, muitos até bem complicados, pedindo planejamento do jogador na hora de usar o Turn.

-A arte do jogo é muito bonita, feita a mão, e combina bastante com o clima cyberpunk da história. Cloudbank consegue ser gigante, depressiva, colorida, futurista, assustadora e utópica, tudo ao mesmo tempo.

Enfim, esse texto já tá gigante, e eu não falei nem metade do que eu queria, e nem 1/3 do que esse jogo merece.

Se você quer uma boa história, jogue Transistor. Se você quer um combate interessante, jogue Transistor. Se você quer ouvir música boa, jogue Transistor. Se você acha que eu só falei besteira e só quer um joguinho pra passar o tempo, jogue Transistor.
E se você não quer jogar Transistor, faça um favor a você mesmo, e jogue Transistor. :D
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
73 de 83 pessoas (88%) acharam esta análise útil
Recomendado
20.7 horas registradas
Publicada: 23 de maio de 2014
Transistor é um Action Sci-Fi RPG com tema futurista que possui toques artísticos muito profundos, que são visíveis e trazem uma experiência inovadora. A empresa desenvolvedora é a mesma que criou Bastion, e a semelhança entre eles é facilmente notada, principalmente visual.

O jogo traz uma história muito bem elaborada e profunda, que se basea no processo de "quebra-cabeça" para contá-la, onde pequenas peças são dadas ao jogador e ele tenta montar para ver e entender a obra final. Tais peças são recebidas ao decorrer dos diálogos e na exploração das áreas, que provoca a curiosidade do jogador e o faz querer avançar ainda mais no jogo.

Sua jogabilidade conta com a mistura de dois tipos de combate, o ação em tempo real e o estratégico que lembra muito RPG de turnos. Tal modo estratégico consiste em planejar determinados movimentos em um curto espaço de tempo, que é mais eficiente em combate, mas com tempo de recarga, o que faz o jogador calcular da melhor forma o tempo que lhe é disponibilizado.

Sistema de habilidades simples, inovador e interessante. Cada habilidade no jogo possui até três utilidades, como uma habilidade ativa, passiva e de suporte. Você terá a opção de colocar até duas de suporte para melhorar a eficácia da habilidade em questão, com bônus que irão variar dependendo do que foi montado. São inúmeras combinações que trazem uma variedade bem maior ao jogo.

A arte dos personagens e cenários é altamente chamativa, pelo fato de usar as cores como destaque, e elas realçam muito o visual de todo o jogo. É impossível não parar e reparar a riqueza de detalhes e profundidade que esse estilo de arte consegue trazer.

As músicas de Transistor podem abordar diversos gêneros musicais, mas todas as faixas são muito bem ligadas ao momento e a história geral do jogo. O misturar de instrumentos conseguem abordar sentimentos em determinados momentos que são essênciais para o desenrolar da trama, e isso é muito bem feito e explorado por cada faixa do jogo.

Um narrador-personagem em tempo real será sua maior companhia. Sendo um personagem de grande importância pro jogo, você ouvirá muito sua voz, tanto fazendo leves comentários aleatórios como dizendo coisas importantes para o entendimento da história. O ator é muito bom, e faz com que sua voz seja grande destaque, e que deixe o jogo ainda mais envolvente.

Transistor é um jogo Indie que não tem o porte de um, pois é feito por uma equipe tão dedicada, que faz o jogador questionar se é realmente desse gênero. Um excelente jogo com excelente história, trilha sonora, arte e jogabilidade.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
56 de 60 pessoas (93%) acharam esta análise útil
Recomendado
8.8 horas registradas
Publicada: 7 de junho de 2014
Já vou começar dizendo que Transistor foi o jogo que me fez parar de jogar Watch_Dogs. Pois é, depois de 3 dias jogando o "super lançamento" da Ubisoft, eu peguei Transistor numa troca e naquelas de "deixa eu só testar pra ver se o game tá rodando bem", boom! não consegui parar até terminar.

Ao iniciar Transistor pela primeira vez, você é bombardeado por um clima de perfeição em todos os sentidos. Tudo nesse game é novo, extremamente lapidado e muito bem encaixado. E, acima de tudo Transistor é lindo. Essa é uma boa palavra pra descrever Transistor: LINDO.

Transistor conta a história de Red, uma famosa cantora da cidade de Cloudbank, que é atacada pelos Process, uma força robótica comandada por um grupo chamado a Camerata. Após uma série de eventos no início da história, sua voz é roubada e você tomará posse de um estranho aparelho chamado Transistor, um tipo de uma espada falante feita de circuitos.

E pela sinopse já dá pra perceber que a trilha sonora do game tem que ser impecável. A TRILHA SONORA É IMPECÁVEL. Então já nem perca tempo e aperte o play agora ou pague US$ 10 pela trilha completa aqui: https://supergiantgames.bandcamp.com/album/transistor-original-soundtrack

Transistor possui uma beleza única em sua arte. A palheta de cores é simplesmente maravilhosa. Todo o desenho e a animação dos personagens e do ambiente do jogo fluem de forma harmoniosa e brilhante. Já falei que esse jogo é lindo? Transistor, a espada falante, também é o narrador do jogo dando o clima perfeito para cada tela e cada ação sua, seguindo uma mesma linha do Bastion, outro game produzido pela Supergiant Games.

A jogabilidade é extremamente intuitiva, viciante e fácil de entender. Com a ajuda do Transistor, Red consegue paralisar o tempo e planejar todas as suas ações, como num game de turnos. O Transistor pode carregar até 4 tipos de Functions e cada uma delas pode receber até outros 2 adicionais que alteram seu funcionamento. Além disso você tem outras 4 Functions passivas que alteram os stats do personagem constantemente. Agora veja só, todas as Functions podem ser aplicadas a qualquer slot. Já vai fazendo o cálculo de quantas alternativas o jogo te dá para enfrentar seus inimigos.

Resumindo, a cada encontro você muda muito sua estratégia de ataque, primeiro por que seu inimigo sempre muda e segundo por que você tem sempre muita opção para testar. Isso permite que o game esteja sempre fresco do começo ao fim.

Sendo bastante sincero eu achei difícil escrever sobre esse game. Transistor é aquele tipo de obra de arte que não tem explicação. Você precisa experimentar pra entender o que ele é. Meu review nunca será competente o suficiente pra te convencer disso.

Veja os screenshots tirados durante a jogatina:
http://steamcommunity.com/id/salvego/screenshots/?appid=237930

» Siga meu perfil de Curador do Steam e leia em primeira mão minha próxima análise!

Aviso Legal: Textos, fotos, artes e vídeos desta análise estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do autor.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
51 de 53 pessoas (96%) acharam esta análise útil
7 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
25.5 horas registradas
Publicada: 29 de dezembro de 2014
Ok SuperGiant Games... qual o segredo para tanta criatividade?
Mais que recomendável. Esse jogo brilha tanto quanto Bastion. Sua arte é lindíssima, seu enredo é excepcional, o mesmo dublador de Bastion está presente como um dos protagonistas e o sistema de batalha é dinâmico e estratégico ao mesmo tempo. Fazia uns 2 anos que eu não chorava com um final de game e o último que me fez chorar levou game do ano, então amigo, tá fazendo o que lendo essa review ao invés de estar comprando o game? CORRE RAPAZ!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
28 de 29 pessoas (97%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
5.6 horas registradas
Publicada: 2 de novembro de 2014
Jogo incrivel, gráficos perfeitos, um show pra quem joga, as cores são lindas, a trilha sonora nem se fala, perfeita!
recomendo muito este jogo para todos os amantes de RPG e estratégia, vale muito a pena, a história ainda estou jogando mas pelo pouco que joguei estou me apaixonando, muito boa história, so tenho a recomendar mesmo, comprem este jogo!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
45 de 59 pessoas (76%) acharam esta análise útil
5 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
12.6 horas registradas
Publicada: 5 de agosto de 2014
#include<iostream>
#include<windows.h>
#include<tchar.h>
#include<conio.h>
using namespace std;

void Review(char Nome_do_Jogo[])
{
cout<<"\n\n--"<<Nome_do_Jogo<<"\n\n";
cout<<"Uma obra de arte... \n\n";
cout<<"...não, não é só isso. É um louvor à programação em si e à todos os seus detalhes.\n\n";
cout<<"Quanto a trilha sonora... certifique-se de adquirir o OST. Sério.\n\n";
cout<<"...\n\n";
cout<<"Sinceramente, é difícil descrever essa experiência. Há tanto o que dizer e, mesmo assim, eu não encontro palavras. Cheguei a conclusão de que ";
cout<<"simples palavras não são dignas para descrevê-la.\n\n";
cout<<"Acho que você vai ter que dar um salto de fé.\n\n";
cout<<"Boa sorte e... te vejo no Interior.";
}

main()
{
_tsetlocale(LC_ALL, _T("portuguese"));

char Game[] = "Transistor";
cout<<"Hey up there... Hello World... Look at all that.\n\n"; //Frase dita pelo Desconhecido no Transistor quando eles passam pela primeira ponte.

Review(Game); //Chama a função para o review.

getch();
}
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada