DuckTales: Remastered é uma bela reimaginação feita a mão de um dos mais queridos títulos de 8-bits de todos os tempos. Volte a uma das eras de ouro dos videogames, mas agora refinada com um nível de detalhe que vai agradar o mais exigente fã da Disney ou da Capcom retrô.
Análises de usuários: Muito positivas (2,399 análises) - 88% das 2,399 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 13/ago/2013

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar DuckTales Remastered

LUNAR NEW YEAR SALE! Offer ends 12 de fevereiro

-67%
$14.99
$4.94
 

Steam Big Picture

Sobre este jogo

DuckTales: Remastered é uma bela reimaginação feita a mão de um dos mais queridos títulos de 8-bits de todos os tempos. Volte a uma das eras de ouro dos videogames, mas agora refinada com um nível de detalhe que vai agradar o mais exigente fã da Disney ou da Capcom retrô. Com desenhos animados feitos à mão, dubladores autênticos da Disney e cenários belamente pintados do clássico desenho animado, o Tio Patinhas e sua família ganham vida como nunca antes. A jogabilidade mantém a autenticidade do seu predecessor de 8-bits, simples e divertida, com pequenas modificações para melhorar o design e a fluidez da jogabilidade. Embarque em uma autêntica aventura de DuckTales quando o Tio Patinhas e seus sobrinhos Huguinho, Zezinho e Luizinho viajam para lugares exóticos ao redor do mundo em sua busca para recuperar os cinco Tesouros Lendários.

Requisitos de sistema

    Mínimos:
    • SO: Windows®XP™ SP2, Windows®Vista™ or Windows®7
    • Processador: Intel™ Pentium 4 2.4 ghz with Hyper Threading
    • Memória: 1 GB de RAM
    • Placa de vídeo: NVIDIA® Geforce 9600GT, AMD® Radeon™ HD 3870 or higher (it must be able to manage Pixel Shader 3.0) with at least 512MB of display memory.
    • Armazenamento: 1 GB de espaço disponível
    Recomendados:
    • SO: Windows®XP™ SP2, Windows®Vista™ or Windows®7
    • Processador: Intel™ Core 2 Duo / AMD™ Athlon 64 X2 or higher.
    • Memória: 4 GB de RAM
    • Placa de vídeo: NVIDIA® GeForce™ 200 series or higher, AMD® Radeon™ HD5000 series or higher (it must be able to manage Pixel Shader 3.0) with at least 512MB of display memory.
    • Armazenamento: 2 GB de espaço disponível
Análises úteis de usuários
15 de 17 pessoas (88%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
8.6 hrs registradas
Publicada: 28 de setembro de 2015
Ducktales Remastered é a versão remasterizada(DUH) de um jogo extremamente ótimo e antigo: Ducktales! Quem sempre amou a disney e teve a infância com ela com certeza vai adorar esse jogo ou só por ter ele na coleção já ficará feliz.O jogo é de plataforma tem um humor leve , história empolgante e tudo a ver com o mesquinho do Tio Patinhas. Além da emoção de jogar isso com um controle ou até com o irmão ou um amigo. A Música desse jogo é outra que merece ficar na fase só pra ouvi-la e os efeitos sonoros e vilões também.Além de você poder nadar no dinheiro da caixa-forte,Quem nunca quis fazer isso? Enfim,esse jogo é ótimo e o remake dele foi uma coisa linda,pode comprar sem nem pensar que irá matar 2 coelhos com 1 cajadada <3.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
11 de 11 pessoas (100%) acharam esta análise útil
7.2 hrs registradas
Publicada: 28 de novembro de 2015
♪♫♪DuckTales!!!!♪♫♪. Não tem como, quem assistia desenhos no final dos anos 80 e início dos anos 90 certamente tem essa música na cabeça, e sim, as aventuras do Tio Patinhas e seus endiabrados sobrinhos me prendia um pouco mais na frente da TV. Sobre o game de 89, eu sinceramente não joguei, mas já vi vídeos e sei que também fez bastante sucesso. Agora, sobre esse DuckTales de 2013, é aquela velha forma de pegar um famoso game 2D; fazer um bom trabalho de ramasterização, caprichando no visual, melhorando a a qualidade sonora e a fluidez do controle e pronto, sem muito mais o que mexer. O game ficou bacana, é divertido, historinha típica da série e por aí vai. Recomendado especialmente para os fãs do velho pato pão duro, principalmente em épocas de promoção

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 5 pessoas (100%) acharam esta análise útil
110.1 hrs registradas
Publicada: 23 de janeiro
O que dizer desse jogo? Ele é simplesmente DEMAIS! Vale muito a pena ter esse título na biblioteca porque aqui a diversão é garantida.

Vou separar minha análise em 3 partes: As comparações entre a versão atual e a antiga, as notas analisando alguns dos principais aspectos do game e por fim uma conclusão sobre o mesmo.

Ducktales foi originalmente lançado em 1989 no NES. Não tive (infelizmente) a oportunidade de jogar no próprio console e, no início não foi um jogo que me chamou a atenção. Conheci o jogo original através de uma das músicas (a da fase da lua) que tem o início tão emocionante...

O jogo era simples e direto ao ponto, como qualquer jogo do Nintendinho, tendo alguns diálogos durante o jogo.

O Tio Patinhas, como é conhecido no Brasil tem algumas habilidades interessantes que são usadas durante todo o jogo (não há habilidades desbloqueáveis ou upgrades), onde ele pode:

- Pular – Seu pulo serve apenas para passar por obstáculos e abismos. Nem tente pular em cima da cabeça dos inimigos.

- Bengalada – Se você apertar o direcional para frente encostado numa parede ou obstáculo, o Tio Patinhas dá uma bengalada, empurrando ou destruindo objetos. Como é uma habilidade que precisa necessariamente encostar em algo, está fora de cogitação utiliá-las em inimigos.

- "Pogo Jump" Pulo de Bengala - Esse é o ataque principal do Tio Patinhas. No jogo original você devia, durante o salto, apertar para baixo + um botão. Era mais tenso quando fazia isso na diagonal. Na versão remasterizada tem a opção de simplificar o comando, deixando ignorar o botão para baixo. Eles chamam a opção de Pogo Difícil.

Como você pode jogar o jogo das duas maneiras como quiser, ponto para o jogo.

Um detalhe louvável é a galeria do jogo, ela é grande e tem muitos itens legais sobre a produção do jogo. Você tem acesso aos concept arts, rascunhos, desenhos feitos à mão entre outros, esse extra pode ser acessado logo na tela de início e você usa o dinheiro do jogo para comprar.

Há um placar online de líderes que pelo menos até agora ainda não me pareceu burlado por hacks como em Sonic 4 (terminar uma fase em 00:00:00 ninguém merece né... Qualquer um com resultados assim devia ser banido). Mais um ponto para o jogo.

No jogo original você já começava direto na seleção de fases, aqui nós temos uma fase extra logo no início do jogo, a fase que vai nos apresentar a história do jogo. Ela é muito bem elaborada, a música é excelente e mostra mais dos irmãos Metralha como são no desenho, além de colocarem um plus na história principal do jogo que vai levar o Tio Patinhas e seus sobrinhos para as aventuras. Mais um ponto para o jogo.

As batalhas contra os chefes ficaram mais bem elaboradas. Agora eles não mantém mais aquele mesmo padrão do jogo antigo. Eles possuem os mesmos movimentos mas há novas habilidades que, em niveis mais elevados darão mais trabalho para serem burladas. A batalha final também é excelente, vale a pena conferir, é bem desafiante.

Tem outros pontos que eu quero tocar mas aí já vai entrar na análise de pontos, então vamos lá:

Gráficos – Nota 10 – Não há como negar. Esse jogo está LINDO! Personagens desenhados à mão, um cenário de fundo pintado e elementos sutis em 3D, tudo se encaixou harmoniosamente, não existe estranhamento ao ver as imagens do jogo, tudo é fluido e bonito, com os fundos coloridos e bem tematizado com as fases.

Músicas – Nota 10 – Eu vi num comentário anterior aqui da Steam que só pela música já vale a pena deixar o jogo aberto numa fase. É verdade. As músicas são bem feitas demais! As novas versões tanto da música de abertura (tem uma parte que fica tocando na cabeça), a música de Transilvânia, do Himalaia e, claro, a minha preferida, a música da Lua (motivo de eu ter conhecido o jogo) são majestosamente tocadas num remix que mantém a fidelidade com o original. As músicas tem batidas animadas e refrões que chamam a atenção, não sendo apenas uma “música de fundo”, mas o tipo de música que vai ficar na sua cabeça por um bom tempo. Mas aqui temos um prêmio: A música que toca após finalizar o jogo... Nossa... é para sair aquele suor masculino dos olhos...

Jogabilidade – Nota 10 – Pelo simples fato dos jogadores saudosistas (e exigentes) poderem escolher o modo de jogar antigo também, nada do jogo anterior foi perdido, só acrescentado, o que, no caso de Ducktales, foi bom.

Level Design – Nota 10 – Na verdade eu queria colocar uma nota maior aqui, mas 10 está sendo o meu limite máximo inextrapolável rsrs. O level design é baseado no antigo, mas aqui temos um coringa: Alguns trechos das fases são novos, inclusive, com novos acontecimentos!

Como agora o jogo possui um pouco mais de histórias, com alguns diálogos a mais, os produtores puderam inserir novos elementos para o level design que em trechos foi renovado, mantendo o padrão do jogo. Um exemplo é quando salvamos o patinho das cavernas Bubba. No jogo original ele revela apenas um tesouro e vai embora. Aqui ele ainda nos segue e participa um pouco mais, abrindo caminhos novos (que não existem no original) e fazendo umas besteirinhas que quem jogar com ele vai me entender hehe. Outra parte legal é quando o Patinhas está com o Patralhão na nave alienígena e o descuidado desativa o controle gravitacional da nave. Todas as adições novas nas fases foram sutis e muito divertidas. Quem está acostumado com o jogo antigo percebeu na hora as mudanças, o jogo não é só uma remasterização simples, tem algo mais e é muito divertido.

Fator Replay – Nota 10 – Eu já fechei o game e pretendo fechar de novo. Existem alguns viciados que já fecharam mais de 150 vezes (é só ir lá olhar nos ranks). O jogo não é muito grande, mas é desafiador e divertido. Eu pretendo fechar mais vezes em novas dificuldades, até porque ainda pretendo abrir toda a galeria em honra aos desenvolvedores. Sem dúvidas o objetivo que persiste mesmo após fechar o game e que aumenta o nosso fator replay.

JOGO EM PT_BR? Sim, mas não dublado. Eu gostaria de ouvir as vozes do Tio Patinhas e da Maga Patalógica (não me lembro bem, acho que ela tinha a voz da Cruela Devil de 101 Dálmatas). Quanto à tradução dos textos, tenho que admitir. Está impecável. Seja lá quem tenha feito as traduções está de parabéns, pois o mesmo resgatou os nomes traduzidos originais. Aqui os nomes são os nossos conhecidos: Tio Patinhas, Huguinho, Zezinho, Luizinho, Patilda, Leopoldo... Não vi nenhum erro de tradução, seja de português mesmo ou falha de legendas aparecendo em inglês (ou nem aparecendo). Tudo está nos conformes e correto.

Em conclusão, aqui está a minha recomendação para esse jogo. Valeu muito a pena jogá-lo, me divertiu muito e acredito que a equipe de desenvolvimento esteja orgulhosa, pois Ducktales é uma obra prima e acredito ser um dos melhores jogos disponíveis aqui na Steam.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
15.2 hrs registradas
Publicada: 16 de outubro de 2015
Esse jogo é perfeito, não só pelo fator nostalgia, mas por ser desafiador e muito MUITO divertido! Vale a pena cada centavo. 10/10.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 3 pessoas (100%) acharam esta análise útil
6.4 hrs registradas
Publicada: 25 de outubro de 2015
GRAFICOS: 10
JOGABILIDADE: 10
SONS/EFEITOS SONOROS: 10
REPLAY: 6


Simplismente um dos melhores remakes que ja joguei,pra quem conhece bem o jogo sabe que tudo esta exatamente da mesma maneira que era antes(so foi adicionado uma forma automatica de usar o pogo,mas que vc pode desligar) apenas com graficos da atual geraçao...isso sim e um remake.

OBS: so achei que ele parece mais facil doque me lembro....fiz todos os achivis com apenas 6hrs de jogo.....ou as hrs que joguei ele offline nao fora contabilizadas no steam...n sei ao certo ^^ .
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada