CONTRAST is a puzzle/platform game where you can move between a fantastic 3D world and a mysterious shadowy universe in 2D in the blink of an eye. Delve into a dreamlike and surreal 1920s world, inspired by the performance art world of vaudeville and film noir, and cradled by a smooth and sultry jazz ambiance.
Análises de usuários:
Últimas:
Muito positivas (48 análises) - 93% das 48 análises de usuários dos últimos 30 dias são positivas.
Todas:
Muito positivas (3,096 análises) - 90% das 3,096 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 15/nov/2013

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Contrast

Comprar Contrast: Collector's Edition

 

Atualizações recentes Ver todos (6)

21 de julho

Price Drop and Standalone DLC!



Hello everyone!

Ahead of the launch for We Happy Few we are excited to announce that we are permanently dropping the price on Contrast from US$14.99 to US$9.99 on all the platforms (Steam, Xbox One, 360, PS4, PS3 and Nvidia SHIELD).

We are also (finally) offering the DLC as a standalone upgrade to Contrast for US$5.99 (Steam only), which contains:

Shadow Music
A Soundtrack to Contrast: Enjoy the digital version (MP3) of the 16-track original soundtrack, featuring the lovely Laura Ellis. Every track is featured in the game and highlights our unique world, atmosphere, and style.

Contrast Official Art Book
The Art Book explains the background to the game, including the conception and production the game, official art, unused concept images, and the story behind the music and sound. And pictures of all of us who worked on it. Look out for Sam, he’s really handsome. Also a bit deluded, but what can you do.

Contrast was our first game and we hold it close to our heart. If you didn’t get a chance to play it, it’s a good way to understand what led up to We Happy Few and to take a glimpse into the Compulsion world :)

Team Compulsion

http://store.steampowered.com/app/224462/

8 comentários Leia mais

Análises

“The interaction is stellar”
IGN

“It’s as if Limbo and Bioshock Infinite had a baby while watching Pan’s Labyrinth”
VENTUREBEAT

Sobre este jogo

CONTRAST is a puzzle/platform game where you can move between a fantastic 3D world and a mysterious shadowy universe in 2D in the blink of an eye. Delve into a dreamlike and surreal 1920s world, inspired by the performance art world of vaudeville and film noir, and cradled by a smooth and sultry jazz ambiance.

In this universe, where the boundaries between showmanship, magic, intrigue and deception are blurred, you play Dawn, the imaginary friend of a young girl named Didi. You have the power to slip from the 3D dreamscape into the parallel 2D shadow world bound to it. Cast light on a shadowy story by manipulating light sources in the 3D world to distort, enlarge or stretch the 2D shadow world. Manipulating and shifting between light and shadow will be the key elements that you will need to use to solve our world of shadow-based puzzles and help progress Didi's story!

Key Features
  • Shift between the physical 3D world and the 2D shadow world, at any lit wall surface
  • Create unique shadow landscapes by manipulating light sources and real world objects, and use this ability to solve mind-bending puzzles
  • Experience a new story and world, exploring adult themes through a child’s eyes
  • Immerse yourself in a lush vaudevillian world of cabaret singers, circus performers, and magic

Requisitos de sistema

    Mínimos:
    • SO: WINDOWS XP SP2/WINDOWS VISTA SP1/WINDOWS 7/WINDOWS 8
    • Processador: AMD/INTEL DUAL-CORE 2.3 GHz
    • Memória: 2 GB de RAM
    • Placa de vídeo: 512MB VRAM, COMPATIBLE DIRECTX 9.0C AND SHADER MODEL 3.0, AMD RADEON X2600 XT/NVIDIA GEFORCE 7900 GTX
    • DirectX: Versão 9.0c
    • Armazenamento: 4 GB de espaço disponível
    • Placa de som: DIRECTX 9 COMPATIBLE
    • Outras observações: The Original Soundtrack and the Programme (Artwork, Dev. Diary) will be placed in your CONTRAST folder in the Steam Directory: ...\Steam\SteamApps\common\Contrast\CONTRAST_Programme-OST
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Últimas:
Muito positivas (48 análises)
Todas:
Muito positivas (3,096 análises)
Últimas análises
guga.agostini
1.2 hrs
Publicada: 5 de agosto
Muito bonito o cenario, musica otima, e jogabilidade bem inovadora! Recomendo.
L!nce
8.1 hrs
Publicada: 23 de julho
Jogo com boa música, ótima ambientação e uma história bem original! Adorei. Não é muito longo, mas vale cada momento. Recomendadíssimo...
Henharrier
10.2 hrs
Publicada: 18 de julho
É extremamente divertido, uma pena que seja tão curto. Mesmo pegando todas as luminárias e itens colecionáveis, é possível fazer uma run com no máximo quatro horas e meia de jogo.

A ambientação é incrível, assim como o mistério no ar, seus personagens, a jogabilidade, A MÚSICA. Ah, as músicas são fantásticas! E o considero maravilhoso mesmo sendo tão simples. A maior sacada são os puzzles onde você alterna entre o mundo real e o mundo de sombras pra poder conseguir avançar. Eu diria que essa ideia foi... Brilhante. :sans:

Torço para que um dia façam uma continuação, apesar de ser muito difícil acreditar nisso.
v1n3k0
3.1 hrs
Publicada: 14 de julho
Com boa jogabilidade, um otima historia. Recomendo
vitoriaemi
7.6 hrs
Publicada: 14 de julho
Ótimos puzzles e trilha sonora incrível. A história é bem complexa com um final surpreendente. Bastante imersivo e agradável.
Rey de Jakku
5.1 hrs
Publicada: 26 de junho
O jogo é extremamente curto, mas é um jogo bem gostoso de se jogar. A ambientação é incrivel e a troca entre o 2D/3D é bem interessante.
EwertonLG
4.9 hrs
Publicada: 24 de junho
Um jogo incrível com blowminds incríveis, um cenário incrivelmente trabalhado e cada detalhe revela uma história.
Não deixa nada a desejar como um game indie. Um pouco curto, mas isso não tira nenhum mérito do game. Estou ansioso pelos próximos projetos da empresa.
guilima91
3.9 hrs
Publicada: 24 de junho
bom
lemaborrodagoj
4.4 hrs
Publicada: 18 de junho
It's a reeeeally great game.
Just it's too short.
And I didn't like that end.
But is really great game.
bubsylopez®
4.2 hrs
Publicada: 11 de junho
O jogo é bom, tem gáficos bonitos, mas nada impressionante, uma jogabilidade boa (controle do X360), ótima otimização e uma história simples.
Me lembrou um pouco Alice Madness Returns, mas somente devido aos gráficos e por ser plataforma, pois de resto é totalmente diferente, este jogo não tem ação, somente história e puzzles fáceis, somente os útlimos que complicam um pouco.
Bem, é um jogo bastante curto, inteligente e sem replay, mas vale a pena!
Análises mais úteis  No geral
38 de 40 pessoas (95%) acharam esta análise útil
Recomendado
10.0 horas registradas
Publicada: 25 de novembro de 2013
Jogar com as sombras é simplesmente encantador.
É um jogo cheio de coração, beleza e alguns excelentes puzzles.
Explore um mundo de fantasia noir, inspirado no vaudeville dos anos 20, cheio de ilusão e performance.
Você joga como Dawn, a amiga imaginária da jovem menina Didi que tem o poder de alternar entre o mundo 3D ​​e uma sombra 2D. Descubra uma história sombria vista através dos olhos desta menina e ajude sua família conturbada refletidos neste mundo imaginativo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
21 de 23 pessoas (91%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.4 horas registradas
Publicada: 6 de fevereiro de 2014
Contrast... Aquele típico game Indie que vem como uma ideia única.

Produzido pela Compulsion Games na toda gloriosa Unreal Engine 3 responsável pelos jogos mais belos na 7° geração. Contrast é um daqueles jogos Indies com uma ideia super promissora e um potencial enorme, porem o que podia ser um experiência totalmente nova acaba se resumindo em 3h de jogo com aquele gostinho de "JA?".

A historia se passa em torno de Didi, uma garotinha que apenas quer ver seus pais juntos e felizes. Apesar da historia ser sobre Didi ela não é a personagem jogável e sim sua "amiga imaginaria" chamada Dawn, juntas vocês descobrem furos na historia contata pela sua mãe em relação a seu pai e conflitos internos.

Seu gameplay é o diferencial, aquela ótima ideia que desenvolvedores Indies tem. Como você controla Dawn a mesma vive no mundo das sombras e pode alternar com o nosso, não enxergamos nenhuma pessoa alem de sua sombra (com exceção da Didi) e o jogo segue esta dinâmica de cenários em 3D nos possibilitando entrar nas sombras para então jogarmos em 2D. Os puzzles segue esta premissa, conduzimos objetos para refletirmos suas sombras e interagirmos com ela em 2D.

Sua historia é simples mas dramática, sua trilha sonora e ambientação são feitas estilo Paris nos anos 20 com melodias lindas. Suas texturas são bonitas porem faltou um polimento em certas partes.

Seu maior defeito é a duração, em apenas uma sentada você consegue finalizá-lo, tudo dependerá da sua persistência e inteligência para resolver os diversos enigmas que cercam os capítulos que são divididos em 3 atos, lembrando que dificuldade não elevada para entusiastas nesse estilo.

Jogo com um baita potencial, historia boa, gameplay inovador porem sofre com o fatores de um Indie, pelo preço atual não compensa as miseráveis 3h que ele tem, mas por outro lado pega-lo em uma promo com 50% e 70% do valor original compensa e muito sua ideia.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
21 de 23 pessoas (91%) acharam esta análise útil
Recomendado
6.1 horas registradas
Publicada: 23 de junho de 2014
Um excelente jogo e com uma história não tão clichê como aparenta.
A jogabilidade é divertida, porém peca em alguns momentos devidos a certos bugs que podem ser facilmente ignorados diante da complexidade dos cenários surreais e do complexo uso das sombras na dinâmica do jogo. Os gráficos são bonitos, mas não há nada de muito inovador. A obra prima de Contrast vai para sua história e apesar de muitos dizerem que era previsível eu discordo completamente porque a maneira como a história é tratada no jogo te faz sentir-se como se você fosse Dawn, a personagem principal, assim lhe fazendo muitas vezes imaginar o que vai acontecer depois de cada cena. Você sente realmente carinho e tristeza pelos acontecimentos que atingem os personagens que são muito carismáticos, cada um tem seu brilho próprio.
Com subliminares toques de feminismos você percebe que nenhuma mulher no jogo é tratada como um simples objeto (e que apesar de certos jogos serem "AAA" eles pecam miseravelmente nesse quesito), Kat tem uma história e é independente igual a Didi, ambas não precisam de nenhum auxilio para seguirem suas vidas e tem personalidades humanas.
Um dos personagens que mais me cativou foi Johnny que com suas falas e erros constantes me fazia além da pena sentir uma ligação emocional com o personagem, já que apesar de tudo ele poderia ser qualquer um de nós presos em um mar de má sorte.
Já em relação à música não há muito que se dizer, para bons apreciadores de Jazz é realmente um prato cheio. A melodia combina perfeitamente com o ambiente da época e você sente como se estivesse nas ruas daquele tempo.

Apesar de toda recomendação não considero um jogo obrigatório a se ter na lista de jogos, para os apreciadores do gênero é uma verdadeira obra prima e para os outros poderá ser uma agradável surpresa se souber apreciar a história com o seu jeito simples (para os mais críticos), porém cativante.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
16 de 16 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
5.3 horas registradas
Publicada: 14 de agosto de 2015
Contrast é um bom, mas não excelente, jogo de plataforma 2D/3D. A trilha sonora é muito boa e capta bem o clima dos anos 20, tempo no qual se passam os acontecimentos do game. A história é um pouco confusa e termina de forma inconclusiva (ou incompleta). O ponto fraco do game é sua duração; com apenas três capítulos o gameplay pode durar até 5 horas, dependendo do tempo gasto para desvendar os quebra-cabeças, que em suma não são complicados. O jogo possui um potencial que foi pouco explorado e sua mecânica de alternância entre plataformas 2D/ 3D é inovadora, podendo render muito mais que o resultado apresentado.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
30 de 42 pessoas (71%) acharam esta análise útil
Recomendado
19.5 horas registradas
Publicada: 15 de julho de 2014
Primeiramente não da pra não citar o fato de jogarmos com a Dawn que nos é apresentada como a amiga imaginária da nossa protagonista ( Didi ), bastante falastrona, engraçada certas ocasiões, e que tem de passar por diversas situações complicadas envolvendo sua família,
o que ao decorrer do jogo acabamos por entender..a Dawn a ajuda durante todo o game,
poucas são as ocasiões que e protagonista interfere diretamente.

a ideia de podermos interagir com um 'segundo' mundo, que é o das sombras, foi algo novo, que achei que estranharia, ou teria dificuldade ou algum sofrimento para lidar rs, mas pelo contrário, se tornou muito natural em pouco tempo de jogo, e os Puzzles que o game nos faz ter de lidar, não são difíceis [ eu não achei ], porém exige certa atenção e raciocínio especialmente nos últimos momentos do Game, que eles ficam um pouco mais complicados e se não pararmos, pensar.. etc. podemos ficar horas ali :D, as habilidades que vamos ganhando ao decorrer dos Atos, são bastante interessantes, destaque pra habilidade da Dawn similar
a do Flash ( só que não huahua )..
eu curti muito o design do Game, achei muito bacana, e por vezes que,
[ pra ser mais exato próximo ao fim do game ] temos que lidar com aspetos interativos de luz
e sombra, são muito interessantes e fazem o desafio dos puzzles mais legais.

único ponto negativo pra mim foi o fato de ser muito curto o Game, { tive que zerar/finalizar duas vezes pra ficar satisfeito kkkkk }, o mesmo acompanha uma trilha sonora impecável que se encaixa perfeitamente, e uma história bastante intrigante em alguns momentos e com um final.. bem não vou falar do final. ao terminarmos o Game, fica a sensação de é só isso ?, não tem mais ? uma sensação ruim, quando acabamos por gostar do Game e esperávamos uma jornada um pouco maior no mesmo..

em alguns momentos a jogabilidade é um pouco travada, falha ao entrarmos em contato com as sombras e lá se vai a Dawn caindo do precipício :/ , e existem alguns objetos que ficam bugados algumas vezes quando mais precisamos dos mesmos..
e outras simplesmente sem motivo.. porém, não tira o brilho do Game DE FORMA ALGUMA!!

Campanha: 8/10
Trilha sonora: 10/10
Gráficos/visual: 8/10
Arrependimento: de não ter comprado/jogado o Game antes.

Vale cada centavo mesmo fora de uma promoção!! :)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
12 de 12 pessoas (100%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
4.6 horas registradas
Publicada: 2 de janeiro de 2015
Fantástico. Não é adjetivo usado de forma leviana. Contrast aproveita muito bem a Unreal Engine, associado a criatividade de seus produtores em trazer belos cenários, uso bem aproveitado do surrealismo. Você precisa parar para admirar tudo o que está em sua tela. Mesmo mecanismos complexos, como todas as roldanas de uma torre de relógio, funcionam muito bem. O soundtrack com a incrível voz da Laura Ellis traz uma ambientação ao cenário perfeita. A todo momento você se depara com lapsos de cenas em uma região iluminada com uma musica de fundo bem escolhida.

Ao que interessa, o gameplay também não deixa a desejar, comandos simples, fáceis de se executar. Mesmo a transição entre a forma sombra/real é bem simples, peca as vezes por um delay mas nada que atrapalhe a jogatina. Os pluzzes deixam a desejar um pouco, em uma sentada você consegue completar praticamente todos sem grandes dificuldades. Essa facilidade no entanto é compensada pelo cenário, conforme dito acima, e pela temática adulta.

Uma criança como um dos protagonistas? Sim. Mas tema adulto também. Os autores se aproveitaram a inocencia de uma criança, Diddi, para através dela criar uma temática adulta do sentido de existência. Apenas no final, na última cena, você então percebe que a realidade é diferente do que você pensou. Dificil de entender? Só jogando para saber. E mesmo jogando, pelos comentários aqui no Steam, algumas pessoas ainda não chegam a conclusão final. Enfim, joguem! Não é dinheiro no lixo.

Em spoiler um detalhezinho (da história) para se refletir:

Leia apenas se você já jogou:

Muitos concluem que Dawn era a assistente de palco desaparecida, vivendo no mundo das sombras. Agora o que muitos parecem não terem pensado ao final é: quem realmente era a estranha no mundo? Dawn ou Diddy? Ao final, Vincenty se materializa na frente de Diddi. Além disso por todo o cenário, na visão de Dawn, vemos apenas a Diddy. Seria ela a unica real, e todos os outros sombras, incluíndo seus pais? - O gostinho é: cade a continuação? jogo com muito potencial!


Por último, Contrast comete um deslize bem grande no tempo. Mesmo que você se dedique a fazer todos os feitos do jogo, não mais do que 4 horas são necessárias para chegar ao fim. Um deslize em um jogo com uma bela ambientação/potencial/história. Por outro lado, talvez seja melhor esse gostinho de "quero mais?". Indie do ano em minha opinião!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
10 de 10 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
5.1 horas registradas
Publicada: 9 de março de 2015
I really liked this game!
The artwork and the soundtrack are amazing. The gameplay is innovative and funny. The storyline is very interesting.
It's a little bit short (5 hours to pick all the collectibles and achievements) and the devs could explore more the shadow thing. But I had a lot of fun and it's an excellent game.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
9 de 9 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
20.1 horas registradas
Publicada: 12 de outubro de 2015
O mundo das sombras está esperando por você! Otimo game, história muito boa, com cenário muito bem feito e puzzles elaborados, trilha sonora te deixa calmo enquanto joga, uma pena ser um jogo meio curto.

História 8.5/10
Gráfico 10/10
Trilha Sonora 10/10
Jogabilidade 9/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
10 de 11 pessoas (91%) acharam esta análise útil
Recomendado
6.0 horas registradas
Publicada: 2 de janeiro de 2014
Muito recomendado, embora o jogo tenha alguns bugs irritantes em certas partes, a história e graficos sabem compensar. Puzzles simples/médios, e achievements um tanto quanto possiveis de se conseguir, sem falar a magnifica trilha sonora que o game traz, se possivel, compre o jogo completo com a trilha sonora.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 8 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.4 horas registradas
Publicada: 7 de setembro de 2015
É incrível como a simplicidade desse jogo Indie se torna profunda com o decorrer do game, dependendo é claro, da sua maneira de explorar o ambiente e a personalidade de cada um dos personagens.

Com uma imersão fantástica nos anos 20, uma ambientação excepcional e uma trilha sonora linda e impecável, Contrast pode parecer um simples jogo de puzzle ao início, mas que vai te prender até o final com o carisma entre as duas protagonistas do jogo, a pequenina Didi e sua aparente amiga imaginária, Dawn, da qual você assume o controle no game.

Dawn viaja entre duas realidades, a tridimensional e a bidimensional, onde você assume sua forma real e a sua sombra, caminhando pelo contraste da luz nos objetos do cenário.

A história é um pouco confusa caso você não explore o game o máximo que puder, tornando-a aberta a interpretações sobre quem é quem no jogo, e em qual realidade (ou apenas um sonho) você está jogando, e, de fato, isso é cativante, fazendo-o querer jogar mais vezes para interpretar e absorver melhor a trama do jogo.

Repleto de momentos fofos e engraçados, o contraste entre a amizade de Didi e Dawn talvez seja o foco do jogo. O charme, a sensualidade e o silêncio de Dawn, em contraste com a imensa fofura e alegria que Didi transmite do começo ao fim, e seu amor e perseverança por seus pais e sua amiga Dawn. Elas definitivamente se completam, e você vai adorar o desfecho dessa aventura pelas sombras e suas realidades paralelas.

Se gostou da análise, siga-me no meu perfil de Curador!

Aviso:
Essa análise está protegida pela legislação brasileira sobre direito autoral. Proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa do autor.

Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada