The Elder Scrolls III: Morrowind® Game of the Year Edition
The Elder Scrolls III: Morrowind® Game of the Year Edition includes Morrowind plus all of the content from the Bloodmoon and Tribunal expansions. The original Mod Construction Set is not included in this package. An epic, open-ended single-player RPG, Morrowind allows you to create and play any kind of character imaginable.
Análises de usuários:
Últimas:
Muito positivas (159 análises) - 89% das 159 análises de usuários dos últimos 30 dias são positivas.
Todas:
Extremamente positivas (5,379 análises) - 95% das 5,379 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 29/abr/2002

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar The Elder Scrolls III: Morrowind® Game of the Year Edition

 

Sobre este jogo

The Elder Scrolls III: Morrowind® Game of the Year Edition includes Morrowind plus all of the content from the Bloodmoon and Tribunal expansions. The original Mod Construction Set is not included in this package.
An epic, open-ended single-player RPG, Morrowind allows you to create and play any kind of character imaginable. You can choose to follow the main storyline and find the source of the evil blight that plagues the land, or set off on your own to explore strange locations and develop your character based on their actions throughout the game. Featuring stunning 3D graphics, open-ended gameplay, and an incredible level of detail and interactivity, Morrowind offers a gameplay experience like no other.
In Tribunal, you journey to the capital city of Morrowind, called Mournhold, to meet the other two god-kings of Morrowind, Almalexia and Sotha Sil. Your journey will lead you to the Clockwork City of Sotha Sil and massive, epic-sized dungeons, where strange and deadly creatures await you, including goblins, lich lords, and the mysterious Fabricants.
Bloodmoon takes you to the frozen Island of Solstheim where you'll experience snow, blizzards, and new creatures, including frost trolls, ice minions, and wolves... just to name a few. You'll have a choice of stories to follow and have the opportunity to defend the colony, take control over how the colony is built up, and eliminate the werewolves. Or, you can decide to join the werewolves and become one of them, opening up a whole new style of gameplay.
Key features:
  • Players can take their existing Morrowind characters and save games and continue their adventures in the Morrowind GotY edition
  • Adds up to 80 hours of new gameplay and quests for current Morrowind players
  • Explore the forests, caves, and snow-covered wastelands of the island of Solstheim
  • Delve into new, epic-sized dungeons and visit the Capital City of Mournhold and the Clockwork City of Sotha Sil
  • Fight new creatures including bears and wolves, lich lords and goblins, ice minions and spriggans
  • Direct the construction of a mining colony and face the threat of savage werewolves
  • Become a werewolf and indulge your thirst for the hunt
  • New armor and weapons including Nordic Mail and Ice blades

Requisitos de sistema

    • OS: Windows ME/98/XP/2000
    • Processor: 500 MHz Intel Pentium III, Celeron, or AMD Athlon
    • Memory: 256 MB
    • Graphics: 32MB Direct3D Compatible video card with 32-bit color support and DirectX 8.1
    • DirectX®: 8.1
    • Hard Drive: 1GB free hard disk space
    • Sound: DirectX 8.1 compatible sound card
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado! Saiba mais
Últimas:
Muito positivas (159 análises)
Todas:
Extremamente positivas (5,379 análises)
Últimas análises
rbucomaxilo
24.8 horas registradas
Publicada: 23 de agosto
Essa versão é meio antiga. O gráfico é um lixo. Tem outras que são melhores, mas não sei como conseguir. Mas o pior mesmo é que não tem tradução em portugues. Isso é um desrespeito da BETHESDA. Que se ♥♥♥♥ o Brasil na opinião deles. Um jogo RPG com uma venda enorme como foi esse jogo e os idiotas nem se importam em traduzir. Tem gente que quer jogar ainda hoje, como é o meu caso. Só que se eu não conseguir jogar essa porcaria vou desistir desse negócio de The Elder Scrolls. É muito ruim jogar isso sem tradução, agente perde quase toda a emoção.
DeathLynX
2.1 horas registradas
Publicada: 10 de julho
Ótimo jogo.
Sou suspeita, pois sou uma apaixonada pelo Universo de Elder Scrolls.
História cativante. ;)
Vahkriin
14.7 horas registradas
Publicada: 24 de junho
GOD, this game is incredible BUY IT!!!!!
Gabriel
112.1 horas registradas
Publicada: 23 de abril
Morrowind é uma obra prima da Bethesta, que pavimentou o caminho da franquia Elder scroll que culminou no famoso Skyrim.
Apesar de ter gráficos datados Morrowind ainda tem muito a oferecer aos jogadores que não tiveram o prazer de jogá-lo à época de seu lançamento em meados de 2002, bem como é uma ótima pedida pra jogadores nostágicos.
Ele possui mecânicas únicas, que são baseadas num sistema semelheante a um RPG de mesa, onde números são comparados e o resultado é o que define seu sucesso ou sua falha numa ação, seja um ataque, ou uma tentativa de furtifidade ou de arrombamento de fechadura, tudo com aspecto tão dinâmico que simula perfeitamente um sistema de ação do jogos mais modernos.
De resto só posso lhe dizer que é um dos RPGs de maior imersão que eu já experimentei. a sensação de liberdade é sem precedentes , desde a criação de personagens, com classes e raças variadas, até sua escolha de quais quests quer seguir. Criar encatamentos, e magias do jeito que quiser, voar, saltar montanhas, se tornar invisivel, tudo é possivel.
O plot do jogo é outro ponto forte, você encontrará desde escravos até dinvidades vivas, que habitam o mundo de Elder scrolls.
JhonrockBR
170.7 horas registradas
Publicada: 23 de abril
O MELHOR RPG QUE JÁ JOGUEI EM TODA A MINHA VIDA!!!
(THE BEST RPG I EVER PLAYED IN MY ENTIRE LIFE!!!)

Não existe frase que defina melhor este jogo.

Acabei de finalizar a campanha principal do game, a "main quest", e isso pela primeira vez. Sim, esta foi a primeira vez que joguei este game, 14 anos após seu lançamento.

Que jogo incrível! Simplesmente o melhor RPG que já joguei, o mais fiel ao gênero. Fiquei surpreso com o quanto a experiência de jogar este jogo se assemelha à experiência de jogar um RPG de mesa.

A história do jogo é fantástica, super envolvente. A trilha sonora é maravilhosa. As mecânicas do jogo são super bem projetadas e divertidas, a exemplo do sistema de interação com os NPC's, a forma como os NPC's reagem às suas ações e comportamentos, a forma como você se orienta pelo mundo, o leque de possibilidades que o sistema de evolução do personagem oferece ao jogador, as habilidades que o jogador tem à sua disposição, tanto em combate quanto fora dele.

Esse jogo é uma verdadeira obra de arte.

Ter jogado este game, pela primeira vez, apenas agora, além de ter sido uma experiência ímpar, me fez perceber o quanto que essa série se degenerou.

Sim, eu já joguei e finalizei tanto o Oblivion quanto o Skyrim. Chegou a me causar indignação e tristeza, jogar este Morrowind, ver o jogo incrível que ele é, e depois lembrar de como ficaram os seus sucessores, tão mais "rasos", com mecânicas cada vez mais simples, dando a nítida impressão de que o foco passou a ser mais a ação do que o raciocínio e a interpretação. Agora ninguém mais precisa ler e interpretar o seu jornal, para entender o que precisa fazer e onde precisa ir, basta seguir a "setinha" no "radar" e encher de paulada todo mundo que aparece no caminho.

Infelizmente, essa é uma situação que não tem mais volta. Vivemos na épca dos jogos "no brainer", numa época em que quanto mais o jogo segura sua mão e te conduz pelo caminho que deve ser trilhado, melhor, pois assim ele vende mais. As desenvolvedoras perceberam que jogos que exigem raciocínio e interpretação não vendem, que o que vende mais é aquele que oferece o maior nível de ação frenética, do tipo, aperte um único botão do começo ao fim.

Bom, chega de lamentação, esse não é o foco desta análise.

The Elder Scrolls III: Morrowind é um jogo fantático, que todo amante do gênero RPG não pode deixar passar. Como o game é muito antigo, visualmente ele deixa bastante a desejar, porém, existe uma forma de amenizar essa situação, qual seja, a instalação de mods. E nesse aspecto, eu recomendo o pacote "Morrowind Overhaul". É bem fácil de usar e já traz tudo que você precisa. Com ele instalado, o game fica bem mais agradável aos olhos, levando em consideração o padrão gráfico atual.
AdrianoFR
1.0 horas registradas
Publicada: 3 de fevereiro
No começo tinha receio de jogá-lo, mas quando realmente decidi, eu fiquei maravilhado, a mecânica e a física não são boas você pode errar um golpe mesmo estando em cima do do mob, mas o jogo me faz lembrar muito um RPG de mesa e a grande gama de skills... uau é de tirar o folego. Todos devem conhecer esta maravilha.

Esperando por Skywind, para revive lo.
Sereegarthonyloy
15.4 horas registradas
Publicada: 14 de janeiro
Legal, vale a pena. Criaçao de personagem eh mt boa, o grafico eh antigao, a historia eh chata, poucas coisas legais pra se fazer. Bom. 7/10
Miguel795
9.5 horas registradas
Publicada: 6 de janeiro
Este jogo é muito antigo. não presta mais. a história é decente, mas não sustenta a jogabilidade. Se você ja jogou skyrim, nem pense em jogar isso, é completamente diferente.
Monsenhor Diogo #Pyro
574.2 horas registradas
Publicada: 5 de janeiro
Why aren't you playing Morrowind? N'WAH
leonardomonteiroart
4.0 horas registradas
Publicada: 28 de dezembro de 2015
Eu admiro muito a série The Elder Scrolls, mas me incomoda a falta de disponibilidade de legendas em outras línguas latinas como o Espanhol e o Português para o Morrowind. A Bethesda tem poder suficiente para relançar os primeiros jogos da série, que são bem mais difíceis do que Oblivion e Skyrim, algumas dificuldades nos novos jogos da série serão bem vindos por mim e muitos outros jogadores que admiram os desafios que um bom jogo de RPG deve ter, que Morrowind traz em suas missões bem amarradas.
Análises mais úteis  No geral
75 de 77 pessoas (97%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
79.0 horas registradas
Publicada: 1 de maio de 2015
Se fosse possível voltar no tempo antes de começar a jogar esse jogo eu diría para mim mesmo 1º comprar o jogo Oblivion, instalar o mod Morroblivion e só então jogá-lo.

Eu não teria sofrido tanto com o combate, com a falta do indicador de quests no mapa e com a falta do fast travel.

Com certeza minha jornada pelas terras de Morrowind teriam sido muiiiiito mais prazerosas e muiiiiito menos entediantes e frustantes.

Morrowind é um ótimo jogo para aqueles que não se importam com a missão principal e querem mesmo é caminhar (um exelente simulador de caminhada) sem destino certo e explorar as vastas extensões de terra presentes no jogo. É o tipo de jogo para aqueles que tem muiiiiiita paciência e perseveransa para evoluir seu personagem, aprender magias e poçoes e que não tem pressa nenhuma de chegar ao final. O que nem sempre é o meu caso...

Infelizmente eu tive que aprender isso do jeito mais difícil.

Se eu já tivesse jogado Oblivion antes dele a minha experiência teria sido muito diferente pois, para mim, Oblivion ensina o jogador a desvendar e entender o universo The Elders Scrolls muito mais facilmente e amigavelmente em todos os sentidos. Muitas coisas básicas (inclusive na jogabilidade) de Morrowind eu só fui entender depois de jogar Oblivion.

Por isso eu aconselho: Se vc já jogou Oblivion, gostou e não está se acertando com Morrowind justamente devido a falta das "facilidades" que Oblivion oferece, faça um favor a si mesmo: Instale o mod Morroblivion e seja feliz. Desfrute do melhor dos dois mundos: A vastidão de Morrowind com o gameplay de Oblivion.

Apesar de todas (e foram muitas) as frustações, tentativas e desistidas para finalmente fechar as quests principais da história e das dlcs Triunal e Bloodmoon, vou manter a minha avaliação positiva pois é um ótimo jogo e, no fundo, o erro foi meu em tentar joga-lo da maneira errada: Correndo(com pressa de chegar no final) atrás somente das quests principais, praticamente ignorando todo o seu esplendor e todo o "resto" que ele tinha para me oferecer.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
65 de 69 pessoas (94%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
126.2 horas registradas
Publicada: 3 de setembro de 2014
The Elder Scrolls III: Morrowind é um maravilhoso RPG em primeira ou terceira pessoa, que consegue prender amantes do gênero de uma forma inimaginável. É com certeza um dos melhores já feito, tanto em quesito de história quando jogabilidade. A imersão é absurda, principalmente dando-se o fato da liberdade que é dada ao jogador de fazer o que bem entender e quando querer, fazendo com que cada minuto seja perfeito.

Como mencionado, a jogabilidade flui bem, mesmo que limitada. Há diversos tipos de armas com suas próprias características, mas cada uma com 3 tipos de ataques (slash, thrust e chop), e que cada arma possui valores diferentes para cada um deles. O combate corpo-a-corpo gira em torno disso, além de sua habilidade de se esquivar. Infelizmente, não existe um botão para bloquear em Morrowind, sendo apenas um atributo que quanto maior for, maior tem a chance de usar block automaticamente durante um combate. Seguindo esse esquema simples, os combates (principalmente em dificuldades altas) são muito divertidos e cheios de ação.

A imersão vai além da história, sendo necessário muita exploração em tudo. Cada NPC possui inúmeras possibilidades de diálogos, e algumas são necessárias para o proceder de algumas quests. Como? O simples fato dele conhecer o lugar em que você precisa chegar, e se ele for com a sua cara, lhe contar como chega ao determinado lugar. Não existe o ponto exato marcado no mapa, será necessário ler e interpretar as instruções e usá-las da melhor maneira. Essa apesar de ser uma característica que tende a cansar muitos jogadores, também aumenta absurdamente a imersão em Morrowind.

A história é uma obra-prima, mas eu tenho que dar mais ênfase ao universo de Morrowind. São contos, mitos, lendas e uma geografia extremamente detalhada e bem planejada, num universo enorme e pedindo para ser explorado. Os livros encontrados pelo jogo serão seus maiores guias para essa exploração, e que se lidos completamente, irão consumir muitas horas! São MUITOS livros e com textos muito bem escritos. A história principal gira em torno de você ser o suposto Neravarine, a reencarnação de Indorill Nerevar, e sua busca para saber se é realmente ele é ou não, segundo a profecia. Sendo essa uma visão superficial de todo o enredo do jogo, será necessária exploração de sua parte ao jogar esse fantástico nome.

A trilha sonora é simplesmente perfeita. São faixas típicas do gênero de RPG, extremamente cativantes. São uniões perfeitas de instrumentos que buscam ao máximo a melhorar a experiência do jogador, que realmente consegue do início ao fim. Esse é um dos jogos que é impossível se jogar sem as músicas ligadas, pois elas são nada mais e nada menos que perfeitas.

The Elder Scrolls III: Morrowind é um dos melhores jogos que tive a oportunidade de me aventurar. Mesmo sendo bem antigo, possui uma qualidade gráfica muito boa para a época em que foi lançado, mas o que de fato chama a atenção, é como o jogo coloca você de fato na pele do seu personagem, interpretando-o do início ao fim, como um RPG de verdade deve fazer. Sem dúvidas que é recomendável a experimentação, certeza que não haverá arrependimento.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
23 de 28 pessoas (82%) acharam esta análise útil
6 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
10.8 horas registradas
Publicada: 27 de setembro de 2015
Stand up. There you go. You were dreaming. What's your name?
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
15 de 16 pessoas (94%) acharam esta análise útil
Recomendado
170.7 horas registradas
Publicada: 23 de abril
O MELHOR RPG QUE JÁ JOGUEI EM TODA A MINHA VIDA!!!
(THE BEST RPG I EVER PLAYED IN MY ENTIRE LIFE!!!)

Não existe frase que defina melhor este jogo.

Acabei de finalizar a campanha principal do game, a "main quest", e isso pela primeira vez. Sim, esta foi a primeira vez que joguei este game, 14 anos após seu lançamento.

Que jogo incrível! Simplesmente o melhor RPG que já joguei, o mais fiel ao gênero. Fiquei surpreso com o quanto a experiência de jogar este jogo se assemelha à experiência de jogar um RPG de mesa.

A história do jogo é fantástica, super envolvente. A trilha sonora é maravilhosa. As mecânicas do jogo são super bem projetadas e divertidas, a exemplo do sistema de interação com os NPC's, a forma como os NPC's reagem às suas ações e comportamentos, a forma como você se orienta pelo mundo, o leque de possibilidades que o sistema de evolução do personagem oferece ao jogador, as habilidades que o jogador tem à sua disposição, tanto em combate quanto fora dele.

Esse jogo é uma verdadeira obra de arte.

Ter jogado este game, pela primeira vez, apenas agora, além de ter sido uma experiência ímpar, me fez perceber o quanto que essa série se degenerou.

Sim, eu já joguei e finalizei tanto o Oblivion quanto o Skyrim. Chegou a me causar indignação e tristeza, jogar este Morrowind, ver o jogo incrível que ele é, e depois lembrar de como ficaram os seus sucessores, tão mais "rasos", com mecânicas cada vez mais simples, dando a nítida impressão de que o foco passou a ser mais a ação do que o raciocínio e a interpretação. Agora ninguém mais precisa ler e interpretar o seu jornal, para entender o que precisa fazer e onde precisa ir, basta seguir a "setinha" no "radar" e encher de paulada todo mundo que aparece no caminho.

Infelizmente, essa é uma situação que não tem mais volta. Vivemos na épca dos jogos "no brainer", numa época em que quanto mais o jogo segura sua mão e te conduz pelo caminho que deve ser trilhado, melhor, pois assim ele vende mais. As desenvolvedoras perceberam que jogos que exigem raciocínio e interpretação não vendem, que o que vende mais é aquele que oferece o maior nível de ação frenética, do tipo, aperte um único botão do começo ao fim.

Bom, chega de lamentação, esse não é o foco desta análise.

The Elder Scrolls III: Morrowind é um jogo fantático, que todo amante do gênero RPG não pode deixar passar. Como o game é muito antigo, visualmente ele deixa bastante a desejar, porém, existe uma forma de amenizar essa situação, qual seja, a instalação de mods. E nesse aspecto, eu recomendo o pacote "Morrowind Overhaul". É bem fácil de usar e já traz tudo que você precisa. Com ele instalado, o game fica bem mais agradável aos olhos, levando em consideração o padrão gráfico atual.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
49.8 horas registradas
Publicada: 15 de outubro de 2014
Pra mim , o mais marcante de todos da série ... tanto os personagens , como o Dagoth Ur , a trilha sonora , que deu continuação para as demais músicas dos 2 próximos da série (Skyrim e Oblivion) , e os lugares majestosos ! Pra mim , antes de jogar Skyrim e Oblivion , recomendo muito jogar esse antes .Esse jogo lhes mostrará como a série The Elder Scrolls chegou onde está agora !
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
112.1 horas registradas
Publicada: 23 de abril
Morrowind é uma obra prima da Bethesta, que pavimentou o caminho da franquia Elder scroll que culminou no famoso Skyrim.
Apesar de ter gráficos datados Morrowind ainda tem muito a oferecer aos jogadores que não tiveram o prazer de jogá-lo à época de seu lançamento em meados de 2002, bem como é uma ótima pedida pra jogadores nostágicos.
Ele possui mecânicas únicas, que são baseadas num sistema semelheante a um RPG de mesa, onde números são comparados e o resultado é o que define seu sucesso ou sua falha numa ação, seja um ataque, ou uma tentativa de furtifidade ou de arrombamento de fechadura, tudo com aspecto tão dinâmico que simula perfeitamente um sistema de ação do jogos mais modernos.
De resto só posso lhe dizer que é um dos RPGs de maior imersão que eu já experimentei. a sensação de liberdade é sem precedentes , desde a criação de personagens, com classes e raças variadas, até sua escolha de quais quests quer seguir. Criar encatamentos, e magias do jeito que quiser, voar, saltar montanhas, se tornar invisivel, tudo é possivel.
O plot do jogo é outro ponto forte, você encontrará desde escravos até dinvidades vivas, que habitam o mundo de Elder scrolls.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
72.4 horas registradas
Publicada: 21 de julho de 2012
Apesar dos gráficos datados, ainda é um excelente jogo, e que dá mais liberdade ao jogador do que Skyrim (entenda isso como bom, ou como ruim). O único ponto realmente negativo é o check de sucesso de algumas skills: o combate, por exemplo, pode ser bem frustrante quando você não tem skills altas o suficiente pra acertar os golpes.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 4 pessoas (50%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
24.5 horas registradas
Publicada: 6 de junho de 2013
O RPG no melhor estilo livre, mate quem quiseres e faça as coisas do teu próprio jeito, sem personagens não jogáveis imortais, bem que podiam fazer um remake dele com os gráficos do Skyrim xD ou até mesmo do Oblivion já está valendo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 5 pessoas (20%) acharam esta análise útil
Não recomendado
9.3 horas registradas
Publicada: 20 de julho de 2015
Em 2002 foi um grande e inovador game. Muitos dos que gostam dele hoje são fãs nostálgicos da série. Entretanto, não me enquadro nessa categoria.

A exploração é vasta. Único ponto positivo.

Excesso de informação, teclas de atalho ridículas, gráficos ultrapassados, movimentação ruim, sistema de batalha deprimente... Não dá gosto ou vontade de continuar jogando.

Pra quem gosta de dar uma de "cult", fica a dica de jogo. Pra quem quer se divertir, caia fora.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
0 de 4 pessoas (0%) acharam esta análise útil
Não recomendado
1.0 horas registradas
Publicada: 29 de dezembro de 2014
pessimo nao joguem essa bosta !!!!!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada