Zeno Clash is an action/fighting game set in a punk fantasy world. The game is played from a first person perspective and the combat is generally up close and brutal. Experience a deep storyline set in a fantastic world.
Análises de usuários:
Todas:
Muito positivas (1,677 análises) - 86% das 1,677 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 21/abr/2009

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Indisponível em Português (Brasil)
Este produto não está disponível no seu idioma. Confira a lista de idiomas oferecidos antes de comprar.

Comprar Zeno Clash

 

Atualizações recentes Ver todos (40)

27 de junho

Zeno of Ages winners



Zeno of Ages week have come to an end, and here are the winners:

Uro

Rob

Sendor

i Shinjikum

SgtScarecr0w

Congratulations! I have sent you all friend invites.

Original announcement.

6 comentários Leia mais

20 de junho

Join Rock of Ages 2 community hub and win ACE Team game(s) of your choice!



Hi there, Zenos.

Astrologers proclaim week of Zeno of Ages. All Zeno Clash hub members have a chance to win key(s) for any of our released games of your choice. There will be 5 winners.


To be eligible for winning 1 key, you need to follow the Rock of Ages 2 community hub (click "follow" on the game's hub or store page). And if you also add Rock of Ages 2 to your wishlist in addition to joining the hub, you will get 2 keys of your choice. Make sure your Steam profile privacy is set to public.

The Zeno of Ages week ends next Monday, when the winners will be announced and a new special week will be proclaimed.

Winners will be randomly chosen from the list of Zeno Clash hub members and added to friends on Steam by [ACE] Dimaleth, and given key(s) of their choice in chat.

Good luck!

And here's a cool RoA2 wallpaper (1080p) for you, guys. :)



http://store.steampowered.com/app/434460

4 comentários Leia mais

Análises

"... It feels refreshingly original and completely compelling."

8.4 of 10 —IGN

Sobre este jogo

Zeno Clash is an action/fighting game set in a punk fantasy world. The game is played from a first person perspective and the combat is generally up close and brutal.
Experience a deep storyline set in a fantastic world. Play the role of Ghat, a man banished by his own brothers and forced to begin a desperate journey past the forbidden desert and to the end of the world.
Nominated in 'Excellence in Visual Art' at the Independent Games Festival, the original visuals, which make full use of the Source engine features, breathe new air in the fantasy game genre. The new close combat mechanics are also a deviation from traditional action in the first-person genre that will feel fresh for new and veteran players.
  • Engaging melee combat in first person
    The new melee combat system allows players to perform a variety of movements like deflect & elude combos, knockback finisher punches and punishing grab attacks. Learn new attacks as the game progresses and confronts you with more formidable foes.
  • Fantastic visuals powered by the Source engine
    Players will be immersed in a fantastic world, beautiful and disturbing at the same time. The unprecedented art style brings a fresh new approach to the first person genre. The surreal environments and characters will keep players wanting to discover more.
  • Survival mode challenges
    Jump right into the action in engaging unlockable "tower challenges". The player must overcome enemy waves to progress through the tower levels. The game will rate the player in different categories like speed and performance. A leaderboards system will rank you against your friends, so the challenge never ends.
  • Deep storyline
    Players will play the role of Ghat; the son of a impressive hermaphrodite creature called Father-Mother, whose children form the most powerful clan in the city of Halstedom. Ghat must escape from his family and start an incredible journey with his female companion Deadra, who will aid him in the dangerous lands of Zenozoik.
  • Bizarre weapons
    The game features an unusual arsenal of eccentric weapons that are built from scraps and junk. Hammers and clubs will be the most effective when fighting heavy characters that can only be brought down with extreme force.
  • The Zeno Clash Model Pack for Garry's Mod
    The pack includes 70 models with the characters and creatures to be used with the popular Source engine mod Garry's Mod. "This is a great addition to the existing library of assets and we really hope the fans will enjoy the content and start developing their own Zeno Clash inspired videos, screens or machinima." says Andres Bordeu from ACE Team. Zeno Clash owners can download the free DLC from the Tools tab in their Steam client.

Requisitos de sistema

    Minimum
    • Operating System: Microsoft® Windows® XP / Vista / Vista64
    • Processor: Intel® Pentium® 4 3.0 GHz
    • Memory: 1 GB RAM
    • Hard Disk Space: At least 3 GB of free space
    • Video Card: 128 MB, Shader model 2.0, ATI 9600, NVidia 6600 or better
    • Sound Card: DirectX® 9.0c compatible sound card
    • DirectX® Version: DirectX® 9.0c, DirectX® 10
    Recommended
    • Operating System: Microsoft® Windows® XP / Vista / Vista64
    • Processor: Intel® core 2 duo 2.4GHz
    • Memory: 1 GB RAM
    • Hard Disk Space: At least 3 GB of free space
    • Video Card: Shader model 3.0, NVidia 7600, ATI X1600 or better
    • Sound Card: DirectX® 9.0c compatible sound card
    • DirectX® Version: DirectX® 9.0c, DirectX® 10
    • Controller: Supported
Análises de usuários
Sistema de análises de usuários atualizado em setembro de 2016! Saiba mais
Todas:
Muito positivas (1,677 análises)
Tipo de análise


Forma de aquisição


Idioma


Exibir como:


(what is this?)
24 análises correspondem aos filtros acima ( Positivas)
Análises mais úteis  Nos últimos 30 dias
1 de 4 pessoas (25%) acharam esta análise útil
Não recomendado
5.3 horas registradas
Publicada: 20 de setembro
Produto recebido de graça
Jogo esquisito e bugado, mas com o diferencial no foco de melee em primeira pessoa com uma quantidade razoável de movimentos, ainda tem umas armas rudimentares que servem pra ajudar em momentos de desespero, mas longe de tornarem ele um FPS... além disso o visual é bem feio, nível início da gen passada pra baixo

Ativar legendas não serve pra nada, já que ainda assim elas não aparecem
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Análises mais úteis  No geral
19 de 23 pessoas (83%) acharam esta análise útil
Não recomendado
1.5 horas registradas
Publicada: 30 de julho de 2014
Expectativa é um mecanismo cerebral ingrato. Está mais ou menos relacionado a preconceito, onde você acredita firmemente em algo, antes mesmo de ter qualquer prova daquele fato. É o que pauta as categorias Surpresa do Ano e Decepção do Ano na postagem de final de ano do blog. Por que, às vezes, você espera que um jogo seja aquilo que seus desenvolvedores nem imaginavam.

Zeno Clash é uma pérola indie de nossos vizinhos (não-fronteiriços, mas culturalmente) do Chile e tira leite de pedra da engine Source, sendo um irreconhecível filho ♥♥♥♥♥♥♥o de Half-Life 2 com ervas que fariam Carlos Castaneda esboçar um sorriso, se vivo estivesse.

Nas profundezas do meu cérebro obtuso, o jogo era um RPG de ação muito louco, com lutas e um universo bizarro a ser explorado. Errei feio e subestimei tanto a quantidade de lutas quanto o aspecto insano do título.

Comecemos com o lado bom: Zeno Clash é pirado. Esqueça Outcast ou qualquer outro jogo de ficção-científica que você tenha conhecido. O mundo aqui apresentado é realmente alienígena para os parâmetros humanos: criaturas, hábitos, armas, sociedade, vestuário, tudo é tão deslocado do real que não dá para imaginar a Ace Team produzindo isso sem consumir substâncias ilegais.

É um bem-vindo sopro de criatividade e fiquei com a impressão que um pouco do realismo fantástico do também vizinho Gabriel García Marquez vazou na criação. É uma visão tão refrescante (e exótica) quanto algumas loucuras cometidas no Leste Europeu (como You Are Empty e todo o trabalho da Ice-Pick Lodge e da Amanita).

Infelizmente, a Ace Team parece ter medo de soltar o jogador neste mundo que grita para ser explorado em open world. O que recebemos em troca são mal-disfarçados corredores no meio da floresta e inimigos que brotam de lugar nenhum quando cruzamos determinado ponto do caminho. É um jogo com menos curvas e vielas do que o próprio Half-Life 2 de onde pega emprestado o motor gráfico.

A história se revela a conta-gotas e funciona como um tosco pretexto para infindáveis sequências de luta corporal. Em determinada parte, o protagonista conta para sua companheira em flashback: "conheci fulano e fulano era assim. Lutamos". Entra você para lutar com o inimigo. Imediatamente, em seguida, o protagonista conta: "também conheci beltrano e sicrano e eles eram de outro jeito lá". E adivinha? O enredo morre aí e vem mais luta. É isso. Duas, três frases e o couro come.

Os combates em si são satisfatórios. Você sente o ritmo da luta. Cada oponente tem um conjunto de gingados e táticas e você precisa estudar esses movimentos. Não é fácil. Na verdade, apanhei e apanhei muito. Mas cada golpe que você encaixa tem a sensação certa de triunfo e cada vitória vale o esforço.

Mas a Ace Team ficou deslumbrada com o sistema de luta mano a mano que criou e empurra ele a cada dois minutos. É como um filme de kung-fu, sem os exageros. Entre um arranca-rabo e outro, você tem algumas frases trocadas ou péssimas partes onde você usa armas de fogo da pior estirpe contra a fauna hostil. Mas é tudo tão frustrante que é melhor abandonar as pistolas e bestas encontradas e partir para cima dos animais com chutes e pontapés.

Com 88 minutos jogados, sei menos sobre o mundo de Zeno Clash do que gostaria e já cansei de trocar sopapos. Esperava uma aventura em terras inusitadas. Encontrei um jogo de luta, sem variedade ou alma.

Maldita expectativa.

Originalmente publicado em: http://blog.retinadesgastada.com.br/#ixzz390yWjnl8
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
5.1 horas registradas
Publicada: 16 de fevereiro
Excelente jogo de muita ♥♥♥♥♥daria em um universo excêntrico repleto de criaturas estranhas. Muito bom para quem gosta de jogos insanos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 8 pessoas (88%) acharam esta análise útil
Recomendado
4.7 horas registradas
Publicada: 4 de agosto de 2015
O jeito mais fácil de descrever Zeno Clash seria dizer que ele é um jogo estranho, em vários sentidos.

O jogador é introduzido em um mundo totalmente fora da realidade, onde seres vivos, armas e ambientes são completamente bizarros, e é nesse contexto que o enredo do jogo é apresentado. De início, a trama se mostra bem interessante e promissora, mas aos poucos ela vai se perdendo, se tornando apenas um pano de fundo para combates físicos constantes com os mais estranhos inimigos, até seu desfecho, que pode ser um tanto quanto decepcionante e frustrante para a maioria dos jogadores.

Felizmente, o principal chamariz do jogo é eficiente. Os combates se desenvolvem de forma bem satisfatória, e exigem um pouco de reflexo e habilidade. E tomar umas boas surras é algo normal, até que você consiga pegar o jeito.

Visualmente, Zeno Clash é um jogo muito bonito, que faz um ótimo uso da engine Source. A ambientação também auxilia na agradabilidade dos gráficos, com cenários desérticos contrastando com áreas de floresta e pequenos vilarejos de casebres estranhos. Tudo isso acompanhado de uma trilha sonora agradável, e uma dublagem decente.

Desse modo, o que se deve ficar claro é que Zeno Clash é um jogo que pode desagradar uma boa parcela dos jogadores, principalmente em virtude de seu enredo fraco e sua pequena duração (é possível finalizar o jogo em cerca de 4 ou 5 horas). Ainda assim, ele é recomendado por apresentar bons combates em um mundo que parece ter saído dos mais estranhos sonhos de um usuário de substâncias ilegais.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
6.2 horas registradas
Publicada: 30 de julho de 2013
Apesar de uma campanha curta, com algo em torno de 4 horas de duração, Zeno Clash apresenta um dos mais criativos (e bizarros) ambientes e personagens que ja tive o prazer de ver em um jogo. As mecânicas de combate são simples, mas sólidas, sendo o combate corpo a corpo o aspecto mais interessante da jogabilidade.

Considerando sua originalidade e preço extremamente baixo, eu diria que é uma experiência singular que definitivamente vale a pena caso você esteja procurando algo diferente.

8/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
9.6 horas registradas
Publicada: 25 de julho de 2012
por mim:
Interessante jogo de luta em primeira pessoa em um mundo incrível e fantasioso.
Excelentes e diferentes personagens, história e arte em um mesmo jogo.
Além do modo história, o jogo possui um outro no estilo Arena.

por FreD_:
Um jogo de luta diferente, bem feito, visual acima da média. Horas de diversão garantida!

Tempo para concluir o jogo (Game Length): ±4 h 15 min

Arte: 5
Desafio: 2.5
Diversão: 4
Gameplay: 4
História: 5
Jogabilidade: 3.5
Trilha Sonora: 4
Geral: 4/5

Vontade de voltar a jogá-lo: baixa

Jogo obtido via: Indie Royale Bundle #7 - The Valentine's Bundle
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 3 pessoas (67%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
Recomendado
33.5 horas registradas
Publicada: 19 de julho de 2015
독특한 분위기의 게임
짧지만 후속작이 기대된다

xeno- prefix. from Ancient Greek ξένος (ksénos, “alien”) a. Having to do with foreigners, as in xenophilia, or more commonly, xenophobia. b. From a foreign place, as in xenolith.

clash noun. onomatopoeic a. A skirmish, a hostile encounter. b. Opposition, contradiction, such as between differing or contending interests, views, purposes etc.

In my imagination, the development of Xeno-- sorry, Zeno Clash -- started when folks at Ace Team got together, got high, and got onto the subject of ancient mythologies (Roman, Greek, Norse, etc.) and how weird they all were. I mean, if you want crazy characters and crazier stories, you need look no further than some of the gods and goddesses traipsing around back in the day. Athena, birthed fully formed out of the sweaty forehead of Zeus; Pan, the goat-god of wanton sex; Artemis, goddess of the hunt, who for some reason was depicted in various interpretations as being literally covered with breasts; Medusa, she of the stylish snake perm and stony gaze, being some kind of metaphor for psychosexual wackiness (I'm pretty sure we can blame Freud for that); Jeff, the God of Biscuits; and even some nutter who told people to eat some bread and drink some wine and pretend it was his flesh and his blood... I mean, ew, dude. I'm sure we have enough problems without adding cannibalism to it. So anyway, the developers were shooting the breeze about Gods and Golden Fleece and rivers of blood and whatever until one guy, as I imagine it, stood up and went, "Yeah... but like, what if... Dude! What if there were, like, aliens, right? And they were weird, like totally, heh, but then, like, THEY also had myths and ♥♥♥♥! I mean... dude..."

So that's where this game comes from, more or less. There is a distinct dreamlike quality inherent in the stories of myth, fantastical and larger than life, and that is the feeling you get as you find your way through the land of Zenozoik. It feels deliciously alien and new, in the visuals and in the story (neither of which go out of their way to make a lot of sense, but it's still easy enough to follow). You'll see and hear a lot of weird stuff, and sooner or later, you just go with the flow because it's weirdly seductive. Even running on the old Source engine, and looking a bit dated now in 2015, the art and design and imagination of the dev team comes through in nearly every area so that you will truly think you are in fact running around on an impossibly, impossibly alien world. Luckily, they do at least have one thing in common with us here on Earth: they really like punching the stuffing out of each other.

If you've seen anything about Zeno Clash you already know the basics: it's a first-person brawler-shooter. Way more emphasis on the brawling than the shooting, thankfully. You, a fugitive on the run, have a modest set of fighting moves at your disposal, such as light and strong punches, blocks, dodges, counterattacks, grabs and throws. Unfortunately, so do your opponents for the most part, although they will also attack you at range if they get a chance. You get a small selection of weapons yourself, and they come in handy once in a while but the majority of your combat will be served in knuckle sandwiches. And they were never so tasty: combat feels fantastic in this game. It's fun, responsive and fast, with a good amount of variety (though there could be more), and it's super satisfying to land an uppercut on some chump and watch him go flying. I didn't really think I'd enjoy such a melee-focused FPS but after playing this I stand corrected, it's ridiculously fun. I even enjoyed the few bits where you are required to tote a rifle or another firearm, although I am glad those bits were few. They're not bad, really -- the rifle in particular sounds great, and it's amusing to plunk away at dudes with the double-fisted handguns -- but save for a couple spots you won't really get that much of a chance to use them because enemies will do their best to rush you if you're shooting at them, and none of the weapons are viable at close quarters.

One thing you will notice right off the bat is the voice acting, and it is... hmm. How to describe it. Well, your first impression will probably be "Oh my god this is bad." And you wouldn't really be wrong, especially with regards to the main character. He is, let's say, from the same acting school as Christopher Walken and William Shatner, only he flunked out hard. His lines are awkwardly paced, and weirdly inexpressive; he speaks in a stilted, matter-of-fact tone. All of that might turn you off -- which is why I'm mentioning it -- but honestly, his weirdness actually fits the game very well. There is often dialogue that sounds so insane on paper, but because of the way he delivers his lines, it instead sounds believable and ordinary, which makes the bizarre setting of the game even more bizarre. All in all, it works for me. It may not work for you.

It's not a very long game (ignore my obscenely long playtime), but it's a fully-formed, enjoyable, weird as all hell story that will have you doing at least one or two double-takes because you have probably never heard sentences like these in a game before. The fighting is hard and fast and so enjoyable, the world is filled with delicious weirdness for your eyes, and the trusty Source engine shines through even for a six year old game. I don't know about you, but it absolutely charmed the pants off me with how little Ace Team cared for making the "right" game, and made a fun, unique, and beautifully bizarre one instead.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
0 de 1 pessoas (0%) acharam esta análise útil
Não recomendado
2.0 horas registradas
Publicada: 26 de dezembro de 2014
Fraco
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
0 de 2 pessoas (0%) acharam esta análise útil
Não recomendado
3.5 horas registradas
Publicada: 21 de setembro de 2015
Eu não sei o que algumas pessoa tem na cabeça ao considerarem esse jogo Recomendável. O jogo possui gráficos de Playstation 1, jogabilidade é atrasada e os comandos não respondem dinâmicamente, dublagem do jogo é bem clichê e mal produzida. Trilha sonora é ok, nada de mais.

Para mim a única coisa que se salva no jogo todo é a história, que tem lá seu valor. Mas como análise é feita para expor o que eu achei do jogo, eu digo: Não vale R$19,99 nunca. Eu peguei esse jogo em um sorteio e agora vejo que nunca pagaria tanto.

2/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
7.2 horas registradas
Publicada: 17 de dezembro de 2013
Esse jogo e simplismente muito ♥♥♥♥ ! <3
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
Últimas análises
23.5 h
Publicada: 23 de abril
Jogo excelente de modo geral. História intrigante (verei se já jogo o 2 de uma vez), mundo bem distópico e sistema de combate desafiante.
Apenas vi a história demasiado curta e linear, o que não diminui o bom trabalho feito pela ACE. Altamente recomendado.

Excellent game in general, with intriguing history (I'm coming to play the 2nd game as well), distopic world and a challenging combat system.
I just felt that the history was somewhat short and linear, but these points does not diminish this accomplishment from ACE. Highly recommended.
9.5 h
Publicada: 27 de março
Joguei este game há uns 5 anos atrás, porém decidi jogar novamente para relembrar e fazer uma análise. Para um jogo de 2009 eu considero os gráficos bons, a jogabilidade também está boa (joguei no teclado e mouse) . Lembro que na época falaram bastante do jogo por ser um jogo independente feito por uns chilenos, eles fizeram um apelo para os jogadores ajudarem comprando o original, devido a enorme demanda de pirataria na época, comprei para ajudar os desenvolvedores e não me arrependi!
O jogo é muito divertido, bizarro e tem uma ótima história.
6.1 h
Publicada: 18 de novembro de 2015
Jogo ótimo porque têm um mundo extraordinário e uma física divertida. É ótimo para se perder enquanto se entretêm.
0.6 h
Publicada: 13 de novembro de 2015
Um lutinha fps em um mundo bizarro. Sério os personagens me dão medo de tão "inesperados" que são.
Edit: Por algum motivo o jogo começou a travar bastante nas fases mais adiantes. Uma pena pois eu tava curtindo a jogabilidade e queria terminar o jogo mas esta tarefa tornou-se inviavel.
4.5 h
Publicada: 4 de outubro de 2015
Jogo curto mistura de FPS com lutas corpo a corpo.Tem algumas armas escopeta antigas,atirador de bombas, granadas bem idade da pedra.História esquisita de roubo de uma criança substituido por um animal meio humano.Esse jogo vale a pena se tiver uma boa promoçao a parte boa é que tem conquistas e dropa cartas.Recomendado