Guide a group of rectangles through a series of obstacles, using their different skills together to get to the end of each environment.
Data de lançamento: 12/nov/2012
Assistir ao vídeo em HD

Comprar Thomas Was Alone

$9.99

Análises

“For all its charm, Thomas is more than just the super-minimalist-yet-incredibly-engaging tales of a few plucky AIs. It's the story of games. Of how they get made and played, of the joys and frustrations they bring and of the thousands of tiny iterative processes that go into evolving single titles and the entire medium into their best forms.”
Evan Narcisse, Kotaku

“It proves that you don't need tens of millions of dollars and hundreds of staff to make a game story worth telling, just a good hook, an engaging vision, and a whole lot of heart.”
9/10 – Josh Tolentino, Destructoid

“The understated aesthetic design and unusual co-op puzzles will absorb you for the game’s duration – the wit and personality of the writing, though, will stay with you for much longer.”
8/10 – Keza MacDonald, IGN

Sobre o jogo

Thomas Was Alone, and then, Well, he Wasn't.

Thomas Was Alone is an indie minimalist 2D platformer about friendship and jumping and floating and anti-gravity. Guide a group of rectangles through a series of obstacles, using their different skills together to get to the end of each environment.

Listen to awesome music by David Housden. Jump over rectangles meticulously placed by Mike Bithell. Listen to voiceover read wistfully and a bit amusingly by Danny Wallace.

Thomas Was Alone tells the story of the world's first sentient AIs, and how they worked together to, well, not escape: Escape is a strong word. 'Emerge' might be better. 'Emerge' has an air of importance about it, while keeping the myriad plot twists and superhero origin stories you'll discover under wraps. We didn't even mention the bouncing. That'd be overkill.

Key Features

  • Beat 100 levels, and uncover the story of the AIs.
  • Utilize the unique skills of 10+ characters.
  • Immerse yourself in David Housden's critically acclaimed procedural score.
  • Chuckle along to Danny Wallace's narration.

Requisitos do sistema – PC

    Minimum:

    • OS:Windows XP
    • Processor:500 Mhz
    • Memory:1 GB RAM
    • DirectX®:7.0
    • Hard Drive:400 MB HD space

Requisitos do sistema – Mac

    Minimum:

    • OS:OS X 10.5
    • Processor:500 Mhz
    • Memory:1 GB RAM
    • Hard Drive:400 MB HD space
Análises úteis de usuários
8 de 8 pessoas (100%) acharam esta análise útil
10.6 hrs registradas
Jogo que voce acredita nao ser nada, mais quando voce começa a jogar é simplesmente ♥♥♥♥stico, jogo muito bom, a jogabilidade dele é incrivel, realmente um belissimo jogo.
Publicada: 11 de abril
Você achou esta análise útil? Sim Não
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
7.8 hrs registradas
Então, estou aqui para deixar minha opinião sobre esse jogo. Em um certo dia da semana instalei esse jogo por instalar, estava atoa e queria testar ele. Achei que era uma bosta de jogo, mas quando comecei, não parei mais, é um dos jogos mais inteligentes e bacanas que ja joguei, não apenas pela sua simplicidade mas também pela sua QUALIDADE. Uma história muito bem construída, uma trilha sonora sensacional e um tanto de bloquinhos para você controlar, vivendo o drama de Thomas, que não quer ser apagado do sistema, e com a ajuda de seus amigos, atinge seu objetivo, o final é SENSACIONAL. Recomendo demais.
Publicada: 25 de março
Você achou esta análise útil? Sim Não
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
0.4 hrs registradas
A ideia do jogo é legal, divertos puzzles e desafios deixam ele mais divertido.
Publicada: 25 de abril
Você achou esta análise útil? Sim Não
3 de 4 pessoas (75%) acharam esta análise útil
0.8 hrs registradas
Você pode achar que é só mais um jogo de puzzle ou mais um jogo idiota aqui na steam...
Porém, se você tiver a audácia de comprá-lo e jogar, vai perceber que é um jogo realmente muito inteligente. Além do design e trilha sonora serem bem agradáveis!
Sou suspeita pra falar, pois adoro jogos que me façam pensar e ~quebrar a cabeça~ para resolve-los e este jogo simplesmente me cativou.

Jogue e não irá se arrepender.
16,99 é um preço válido, mas espere as promoções de férias (junho/julho e dezembro) para poupar mais alguns reais!
Publicada: 12 de agosto
Você achou esta análise útil? Sim Não
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
20.7 hrs registradas
O que eu tenho a falar sobre este jogo?

Quando iniciei, fiquei curioso pela sua qualidade e facilidade, tudo é bem intuitivo, depois de poucos minutos estava focado em passar a fase e já pensando qual seria o próximo desafio.

Depois de algumas horas, terminei o jogo, joguei de novo, terminei de novo, agora completei todos os archiviments.

Excelente jogo.
Publicada: 2 de maio
Você achou esta análise útil? Sim Não
17 de 18 pessoas (94%) acharam esta análise útil
7.8 hrs registradas
Thomas Was Alone é um puzzle que não é sobre o puzzle.

É um puzzle que é sobre como 7 blocos coloridos conseguem ganhar um nível de personalidade e profundidade, que vários personagens de obras gigantes, com roteiros super-complexos, nunca terão. É um puzzle sobre como 7 personagens conseguem transformar as mecânicas de um puzzle, em metáforas sobre os mais diversos aspectos da humanidade. É um puzzle sobre como é possível trazer metalinguagem para uma obra, sem parecer sarcástico ou irônico, mantendo o clima planejado e emocinando pela elgância. É um puzzle sobre como é possível ter muito com tão pouco.

Só que, Thomas Was Alone também é um puzzle sobre como uma história às vezes não tem a delicadeza de fechar na hora certa. É um puzzle sobre, talvez, um pouco de falta de audacidade na hora de fechar algo que estava sendo construído brilhantemente. É, ironicamente, um puzzle sobre como puzzles às vezes se extendem demais, só porque ainda não exploraram todas as mecânicas possíveis. É, irônicamente também, um puzzle sobre a falta de pretensiosidade.

Mas no final das contas, Thomas Was Alone acaba sendo um puzzle sobre como os pequenos defeitos de uma obra são esquecidos com o tempo e a única coisa que resta de verdade, é a lembrança da concepção e execução de uma ideia linda, emocionante e elegante em todos os sentidos.

É um puzzle tão brilhante na sua complexa simplicidade, que é de chorar.
É o puzzle dos puzzles.
Publicada: 21 de janeiro
Você achou esta análise útil? Sim Não