From the perilous battlefields of the fourth-grade playground, a young hero will rise, destined to be South Park’s savior. From the creators of South Park, Trey Parker and Matt Stone, comes an epic quest to become… cool. Introducing South Park™: The Stick of Truth™. For a thousand years, the battle has been waged.
Análises de usuários: Extremamente positivas (16,699 análises)
Data de lançamento: 3/mar/2014

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar South Park™: The Stick of Truth™

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Ubisoft Prime Pack

Inclui 8 itens: Assassin’s Creed® IV Black Flag™, Child of Light, Far Cry 3, South Park™: The Stick of Truth™, Tom Clancy’s Splinter Cell Blacklist, Trials Fusion™, Valiant Hearts: The Great War™ / Soldats Inconnus : Mémoires de la Grande Guerre™, Watch_Dogs™

 

Recomendado por curadores

"Probably the best licensed game since Riddick, a light RPG with good loot customisation and the crude humour you would expect from South Park. 30fps o_o"
Veja a análise completa aqui.

Sobre este jogo

From the perilous battlefields of the fourth-grade playground, a young hero will rise, destined to be South Park’s savior. From the creators of South Park, Trey Parker and Matt Stone, comes an epic quest to become… cool. Introducing South Park™: The Stick of Truth™.

For a thousand years, the battle has been waged. The sole reason humans and elves are locked in a neverending war: The Stick of Truth. But the tides of war are soon to change as word of a new kid spreads throughout the land, his coming fortold by the stars. As the moving vans of prophecy drive away, your adventure begins.

Arm yourself with weapons of legend to defeat underpants gnomes, hippies and other forces of evil. Discover the lost Stick of Truth and earn your place at the side of Stan, Kyle, Cartman and Kenny as their new friend. Succeed, and you shall be South Park’s savior, cementing your social status in South Park Elementary. Fail, and you will forever be known… as a loser.

Key Features

  • The Definitive South Park Experience
    Written and voiced by Trey Parker and Matt Stone, The Stick of Truth brings their unique brand of humor to video gaming.
  • An Epic Quest To Become... Cool
    Earn your place alongside Stan, Kyle, Cartman and Kenny, and join them in a hysterical adventure to save South Park.
  • Friends With Benefits
    Recruit classic South Park characters to your cause.
  • Intense Combat
    Arm yourself to the teeth with an arsenal of magical weapons and mystical armor.
  • South Park Customization
    Insert yourself into South Park with something like a billion character, clothing, and weapon combinations.

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • OS: WindowsXP SP3, Windows Vista SP2, Windows 7 SP1, Windows 8 (both 32/64bit versions)
    • Processor: Intel Pentium Dual-Core E2180 @ 2.0 GHz or AMD Athlon64 X2 3800+ @ 2.0 GHz
    • Memory: 2 GB GB RAM
    • Graphics: nVidia GeForce 8800GT or AMD Radeon HD2600XT (512MB VRAM with Shader Model 4.0 or higher)
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 6 GB available space
    • Sound Card: DirectX Compatible Sound Card with latest drivers
    Recommended:
    • OS: WindowsXP SP3, Windows Vista SP2, Windows 7 SP1, Windows 8 (both 32/64bit versions)
    • Processor: Intel Core2Duo E4400 @ 2.0 GHz or AMD Athlon64 X2 4400+ @ 2.3 GHz or better
    • Memory: 4 GB RAM
    • Graphics: nVidia GeForce 9800GT or AMD Radeon HD4870 (512MB VRAM with Shader Model 4.0) or better
    • DirectX: Version 9.0c
    • Hard Drive: 6 GB available space
    • Sound Card: DirectX Compatible Sound Card with latest drivers
Análises úteis de usuários
49 de 50 pessoas (98%) acharam esta análise útil
20.8 hrs registradas
Publicada: 25 de dezembro de 2014
Mesmo que você não seja fã do gênero RPG, e resalto isso pois muita gente não curte ou acha que esse tipo de jogo seria entediante, este jogo tem todo potencial para cativar e entreter, ele é bom não importa se você gosta ou não de RPGs, aliás não consigo pensar em um gênero que teria passado tão bem a experiência de "entrar na brincadeira" que esse titulo proporciona. Depois de alguns poucos minutos você já está completamente absorvido nas histórias e participando delas como um verdadeiro morador de South Park, em algumas horas você se sente de novo com 9 anos brincando na rua com os meninos como nos anos 80 e 90, será impossível não ter aquele sentimento de brincadeira com a galera de quando você estava na sexta série, mas agora com todo toque adulto que South Park tem. Personagens memoráveis, cenas engraçadíssimas e muitas, mas muitas risadas mesmo aguardam você nesse jogo épico.

Se você é fã da série... esqueça qualquer review e compre o jogo agora. Vários dos melhores episódios são missões no jogo, descubra desde os mistérios do Homem Urso Porco até onde vai a toca dos duendes ladrões de cueca, desbrave as longínquas terras do Canadá e conquiste a cidade!

Esse jogo vale cada minuto investido, sim! minuto, porque não será um jogo que você colocará na sua biblioteca e deixará parado. Pode comprar sem medo, mesmo que não seja fã de RPG, pois ele usa os elementos desse gênero de forma tão natural e divertida que será uma ótima forma de começar a se interessar também nesse tipo de jogo.

Então não perca a chance de jogar, não importa se você está lendo isso em 2014 ou no futuro, pois o jogo é estéticamente idêntico ao desenho, o que deixa ele atemporal.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
27 de 28 pessoas (96%) acharam esta análise útil
15.0 hrs registradas
Publicada: 27 de dezembro de 2014
Southpark: The Stick of Truth é um divertidíssimo título do gênero RPG que agradará tanto fãs como não fãs da série. Ele foi escrito pelos próprios criadores, Trey Parker e Matt Stone, mantendo a irreverência e crítica acirrada a temas polêmicos, como religião, sexo entre outros.

Em diversos aspectos este game agrada, a começar pelo simpático personagem que você desempenha, um garoto que se move para a Cidade de Southpark com seus pais, em busca de um novo recomeço de vida. Os motivos disto surgem com o desenrolar da história.

O tutorial no início do jogo é bem feito, e facilita bastante a curva de aprendizado. As tiradas satíricas do jogo farão você querer falar com cada personagem, e explorar cada local. E depois, as “Fast Travels” ajudam bastante no deslocamento para completar as diversas “quests” do jogo.

O sistema de batalhas em turnos, com dezenas de armas de combate próximo e de longo alcance, bem como golpes especiais e mágicos, são extremamente criativos e engraçados. Arrancarão boas risadas de você ao experimentar cada um deles.

Os gráficos são naturalmente cartunizados, como nos episódios da série e a trilha sonora e sons do game agrada muito. A dublagem dos personagens é espetacular e divertidíssima, desde o “bard” gago (a ironia começa com um cantor gago) até Al Gore e Morgan Freeman.

O desenvolvimento e lançamento do game foi bastante atribulado, com a falência da THQ. Os direitos autorais para distribuição foram logo comprados pela Ubisoft, que lançou o game com algumas cenas editadas.

Particularmente, o fato de não ser necessário o Uplay, a maldita plataforma de jogos da Ubisoft para jogar, é um excelente ponto a favor deste jogo. Talvez a Ubisoft devesse tirar lição disto e entender que, jogos seus lançados na plataforma Steam, não deveriam usar o Uplay.

Este jogo é indicado apenas para aqueles que não se sentirão ofendidos com críticas lascivas a temas polêmicos relacionado a sexo, religião, minorias, etc. Se você é sensível a estes temas, este jogo não é para você.

A trilha sonora do jogo é bastante variada e agrada muito. Da mesma forma, a dublagem é maestral e a sonoplastia extremamente divertida. Como já comentado, a parte gráfica segue o mesmo estilo dos episódios, sendo cartunizado.

O sistema de combate, ao longo do jogo fica repetitivo e não existe real desafio. As batalhas são extremamente fáceis. Este é um dos pontos negativos do jogo. Entretanto, a diversidade de armas, elmos, armaduras, golpes especiais é grande e muito divertida de usar.

Durante o desenrolar da história, diversas alusões a jogos como Skyrim e A lenda de Zelda, entre outros, usando a temática clichê de abdução por alienígenas, a teoria de conspiração governamental, invasão por zumbis, numa clara crítica a falta de renovação e criatividade atual da indústria de games, inundando o mercado com jogos medíocres sobre estes temas. Isto é feito de forma brilhante.

No início do gameplay, você poderá escolher entre quatro classes: O Mago, o Lutador, o Ladrão e o judeu (importante para alguns achievements do steam). Embora, cada classe tenha suas habilidades específicas, as amraduras e armas não são limitadas a esta. Você pode criar um mago, especializado em “Melee”, por exemplo.

Você busca, ao longo do jogo, completar “quests” para obter amigos, adquirindo pontos de experiência para evolução de seu personagem, desbloqueando habilidades. Algumas partes do mapa ficam inacessíveis até que certas etapas do jogo sejam atingidas. Existe um sistema de “fast travel”, que permite ao jogador visitar, de forma rápida, cada área já vista anteriormente.

Southpark: The Stick of Truth ocorre na cidade fictícia de mesmo nome, localizada Nas Montanhas Rochosas do Colorado. Você é o “New Kid”, de apelido “♥♥♥♥♥♥♥♥♥”, que se mudou recentemente para lá, e se envolve em uma batalha épica, com magos e guerreiros, que buscam o controle do “Stick of Truth”, um galho que possui poder ilimitado.

A batalha ocorre entre humanos e elfos. Os humanos são liderados por Cartman, um Rei Mago, tendo ainda em sua equipe O paladino Butters, o Ladrão Craig,, o Clerigo Token, Clyde entre outros. Os Elfos são liderados Kyle, tendo o guerreiro Stan e o Barde gago Jimmy, um dos personagens mais engraçados do jogo.

Este jogo, entretanto, por abordar temas polêmicos como aborto e nazistas (zumbi nazistas, imaginem), sadomasoquismo gay, entre outros, não agradará a todos. Fica o aviso, para aqueles que não se sentem confortáveis com o tema para procurar outro jogo. Senão, é obrigatório jogar!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
29 de 35 pessoas (83%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
19.1 hrs registradas
Publicada: 10 de dezembro de 2014
Vacas Zumbis Nazistas
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
21 de 23 pessoas (91%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
16.7 hrs registradas
Publicada: 7 de janeiro
Unica palavra que define esse jogo é simplesmente perfeito se você asiste ao episódios de south park, vai amar cada detalhe do jogo, porque o jogo é como se fosse um épodio do desenho, e vai reconhecer cada personagem e local do jogo, se você não acompanha mesmo assim vai gostar do jogo porque ele é bem divertido, embora o mapa pareça pequeno ele não é, é bem grande e com bastante lugares pra explorar,oque pode chegar a irritar as vezes é se perde na floresta, mais nada, a dificuldade do jogo é realativa, embora pareça que ele não tem dificuldade alguma, ele tem mesmo não sendo muito grande,o jogo é um RPG onde no começo você escolhe um classe que não pode ser mudada e possui uma arvore unica de skill, o jogo conta tambem com um sistema de nivel, skill ,em certas partes é preciso estrategia, durante a batalha eas vezes é preferivel você usar um equipamente de nivel inferior ao seu doque um do seu nivel
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
13 de 13 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
13.0 hrs registradas
Publicada: 25 de dezembro de 2014
Como avaliar um jogo cujo proposito é ser totalmente ilógico e que mata qualquer bom senso em prol de um humor negro, cruel, surreal e satírico? Bem, aqui eis South Park: A Vareta da Verdade, definitivamente sendo maestral no que eles mais conseguem ser bons.

A história do jogo na verdade se consiste em duas, contando sobre um garoto novo que chega na cidade de South Park, depois de um passado completamente misterioso ( tal mistério totalmente non sense e engraçado no final ), e que encontra a turma já conhecida por quem acompanha a série. Logo eles se juntam a uma brincadeira que trava a luta entre elfos e humanos, e tal ambiente ficticio em um momento se junta com a realidade sobre os acontecimentos conturbados da cidade. Em determinado momento da história não existe mais o real e fictício, apenas aquela confusão regada a cenas cômicas e bizarras.

A jogabilidade consiste em um RPG muito bem elaborado e diversificado, com armas dignas e poderes extremamente bizarros. Ainda sim, em certos momentos tal diversidade não dá conta e o jogo tem breves momentos repetitivos, apesar de nem sempre isso ser evidente. A ambientalização também é boa, para um jogo completamente 2D, você consegue ir para vários lugares, deste torres negras até o interior do ânus de um gay sadomasoquista.

A interface do jogo não é das melhores, mapa confuso e menus parecendo feito para jogos antigos em Flash. Talvez tenha sido proposital, afinal estamos falando de produtores trolls.

A trilha sonora é boa, e se adapta muito bem as ocasiões. Musicas épicas em combates difíceis influenciam dando aquele momento épico sobre o jogo.

Em geral, é um ótimo jogo para quem curte humor negro e RPG, com uma história completamente sem noção e regada de situações surreias e cômicas. Tudo isso acompanham uma trilha sonora muito boa, uma ambientalização bacana e uma interface desagradante, mas útil.

PS: Não jogue se não curtir humor negro.
PS2: Nunca peide nas bolas de ninguém.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
12 de 14 pessoas (86%) acharam esta análise útil
11.7 hrs registradas
Publicada: 31 de dezembro de 2014
A análise poderia se resumir em uma palavra: ♥♥♥♥.

De forma mais básica,se tu curte o programa,você vai amar o jogo.
O jogo foi tão bem feito que as vezes eu tinha a sensação de estar vendo um episódio de South Park.
A trilha sonora do jogo é bem ♥♥♥♥,com tema RPG Medieval e é encaixada nos momentos certos.
Há bastante coisa para se fazer no jogo. Faltaram duas quests secundárias e talvez algumas outras,e zerei em 11 horas,então se tu for buscar todas as conquistas,itens,colecionáveis,etc,eu chutaria umas 13-14 horas de gameplay total.

Não há gráficos para se avaliar,até porque não há nem opções gráficas para se mudar. O único comentário que eu tenho sobre os gráficos,é que foram muito bem feitos,pois como dito anteriormente,as vezes se tem a sensação de estar assistindo um episódio do programa.

A jogabilidade é muito boa e a batalha por turnos é bem feita,há várias opções para montar uma estratégia e derrotar o inimigo.

O ponto que achei mais forte no jogo é o humor,que está presente em toda parte.
Andando pela rua explorando o cenário,fazendo uma quest,em uma batalha,sempre tem uma piada bem encaixada.
Claro,o humor é forte e se você já viu o programa e conhece o tipo de humor e não curte,passa longe desse game,mas se tu curte e dá risada com o programa,você vai amar o jogo. Detalhe que há legendas em português,o que é ótimo,e as legendas também são muito bem feitas.

O enredo é legal sim,tem muitas referências e é engraçado,na minha opinião.

South Park: The Stick of Truth é um jogo fenomenal,e na promoção é sem comentários,a melhor escolha é comprá-lo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 8 pessoas (100%) acharam esta análise útil
13.5 hrs registradas
Publicada: 6 de dezembro de 2014
Durante anos joguei os jogos da franquia South Park e em todos eles somente via empresas inescrupulosas querendo ordenhar dinheiros da franquia. Jogos péssimos, qualidade inexistente, história patética. Até o humor, que é a marca registrada do seriado era totalmente esquecido.

No entanto veio a Obsidian e nos presenteou com essa obra-prima dos videogames baseados em seriados/desenhos.

Não tenho palavras pra descrever a sensação. O mais próximo que possso chegar é "Parece que estou jogando um episódio de South Park!".

Se você gosta da série, esse jogo é um "must play".
Se você é um fã da série, largue o que estiver fazendo e jogue este jogo.
Se você não gosta de South Park, você provavelmente matou o Kenny...

Seu maldito!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
7 de 7 pessoas (100%) acharam esta análise útil
48.1 hrs registradas
Publicada: 2 de janeiro
Antes de mais nada, recomendo assistir os episódios 7 a 9 da 17° temporada, que introduzem a situação vista no jogo.
Bom, apesar de ter começado inspirado em Game of Thrones, o jogo finalizado está bem fiel a um RPG em turnos.

Adaptações aos poderes das classes estão bem imaginadas, como as magias elétricas do Mago e de Cartman. Cartman usa o V-chip do filme para lançar eletricidade, enquanto o mago usa uma bateria de carro. Butters tem o toque de cura com seu "tudo bem, amigão", Jimmy conta suas piadas para distrair os inimigos. Todos os "poderes" das classes de RPG são bem adaptadas de coisas das temporadas de South Park.

Aliás a classe Judeu que substitui Bruxo é uma grande adição, mostrando a influência de Eric Cartman.

O jogo tem uma característica que não sei se é qualidade ou defeito de ter alguns cenários que são acessíveis apenas temporariamente, e nos quais podem ser perdidos coisas importantes para completar as conquistas do jogo. O jogo pode ser terminado com tranquilidade ainda, mas as conquistas só poderão ser obtidas reiniciando ou carregando um jogo salvo. No meu caso eu fiz a história três vezes até completar todas as conquistas e adorei usar uma classe a cada vez.

Uma contra absurdo no jogo é não ter configuração de controles, o que torna desconfortável fazer algumas combinações de movimentos em certos pedaços do jogo. Especialmente porque você pode escolher derrotar a grande maioria dos inimigos em lutas de turnos ou usando o cenário contra eles, evitando combate direto. E dependendo da movimentação que causa a derrota por interação com o cenário, as posições dos botões fixas atrapalham demais.

Aliás, além da bela adaptação de poderes das classes, usando coisas do dia-a-dia de Southpark como elementos de RPG, existem ajudantes, especificamente Sr. Hankey, Sr. Escravo, Jesus e Kim Chi a personalidade Chinesa do psiquiatra maluco de Butters. Acho que não foram muito bem implementados, pois invocá-los é uma vitória instantânea, o que tira a necessidade de estratégia quando os chamamos e os torna proibidos em lutas de chefes. Melhor seriam ser super-poderosos, exisgir uso estratégico e assim serem disponíveis em chefes.

A primeira jogada pode ser meio sacrificada até que se aprenda como se desenvolve o jogo, mas nas jogadas seguintes o gerenciamento de inventário vai ficando menos complicado. O inventário além das poções que são usadas em combate possui equipamentos divididos em armas e armaduras, e uma extensa opção cosmética que não altera as ações do jogo, indo de cabelo a maquiagem, barba sinais na pele, e óculos .

As armaduras e armas possuem cada qual uma categoria de bônus, que podem adicionar uma variedade de extras, como danos elementais, dano extra, sugar vida em armas, e armaduras extras, recarregamento de PV e PiPi, dano ao ser atingido, entre outros para roupas.

Tanto os equipamentos, quanto as melhorias tem limitação de nível, fazendo com que os itens adquiridos necessitem de lutas para ganhar experiência e usá-los.

Mas experiência de lutas não é tudo em que se progride nesse jogo. Além das armaduras e armas, nível também aumenta o poder das habilidades de classe. Fazer amigos no facebook destrava poderes especiais, que aumentam os efeitos das ações do personagem. E por fim, progredir na história o leva a aprender meios novos de usar os peidos poderosos do personagem, conforme novos professores aparecem.

O jogo começa com a briga pelo Bastão da Verdade, enquanto apresenta os personagens, com o bastão passando mãos, e as coisas estranhas acontecendo por South Park, até que uma escalada de péssimos acontecimentos põem a cidade em perigo real, e as crianças se enxergam obrigadas a consertar tudo, enquanto os adultos discutem bobagens mais uma vez.

Lembram que eu disse para assistir os episódios da 17ª temporada antes de jogar? Pois então, ao fim do jogo você vai ver a história voltar ao eixo da série de TV. E isso tornará jogá-lo ainda mais divertido.

Esse jogo foi muito bem feito, com muito cuidado e demorou bastante para sair, pois estava programado pra ser assim, infelizmente o extenso período de desenvolvimento acabou cruzando com a falência da produtora THQ, o que aumentou em alguns meses o lançamento, até que a Ubisoft comprasse os direitos e desse o dinheiro para a Obsisdian terminar o serviço.

Compre assim que puder que vale muito a pena. ESPECIALMENTE se for fã da série.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
9.6 hrs registradas
Publicada: 3 de abril
Jogo incrível e sensacional. Para fãs de South Park e de um bom RPG por turno, esse jogo é a pedida certa! Esse game têm um monte de piadas nosense e de humor negro (no qual eu adoro), além de um sistema de combate simples e bem bolado. A história e hilária e vc fica querendo saber o que vai acontecer. Recomendo para todos, compre sem medo! :3
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
23.7 hrs registradas
Publicada: 22 de maio
Bom, Good, Otimo, Do ♥♥♥♥♥♥♥, VSF vou jogar!!!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 3 pessoas (100%) acharam esta análise útil
21.7 hrs registradas
Publicada: 7 de abril
Demorou anos mas felizmente aconteceu, tentativas de fazer um jogo do South Park bom até teve mas erraram miseravelmente, já teve jogo de carro, de jogar neve, tower defense, nenhum teve o que todos queriam, a essência do seriado.
South Park The Stick Of Truth foi desenvolvido pela Obsidian Entertainment em conjunto com a South Park Digital Studios e escrito pelos próprios criadores do South Park, Trey Parker e Matt Stone, também envolvido, Eric Fenstermaker [Fallout: New Vegas, Pillars of Eternity].

Esse game é um prato cheio para os fãs, parece que o jogador está controlando e fazendo parte de um dos mais insanos e melhores episódios do seriado, tudo é igual, o jeito de andar, os gráficos que tem o mesmo estilo da animação, o roteiro cheio de piadas de humor negro e referências aos próprios episódios do seriado, o engraçado e o mais impressionante é que na história e tudo uma brincadeira de “rpg real” que as crianças estão jogando[Essa brincadeira até é tema de 3 episódios da temporada passada, Kenny é uma princesa com uma lagartixa no ombro, lembrou alguma coisa? princesa com réptil no ombro?]e cada vez as coisas ficam mais insanas e com reviravoltas.
É fácil de se jogar, bem basicão no gameplay, pode ficar meio enjoativo pelo gameplay repetitivo mas a história simplesmente não deixa o jogador desistir de jogar.

Eu demorei em torno de 19 horas para zerar. Como? Nunca assistiu South Park? Gosta de humor negro? Então faça um favor a si mesmo, assista alguns episódios e se gostar compre o game que está com uma promoção fantástica. E se você se impressiona ou fica muito ofendido com piadas mais fortes, passe longe desse jogo e do seriado. É fã do seriado? Ou o game está na sua lista de desejo ou já está comprado, se não está em nenhum dos dois e ainda paira uma dúvida na sua cabeça se realmente vale a pena então imagine só, você irá jogar o melhor e o mais insano episódio de South Park, acho que você já sabe a resposta se realmente vale a pena.

Observação: Trey Park dublou vários personagens do jogo[ele também faz isso no seriado] e ganhou o premio no The Game Awards [o antigo VGA] de “Best Performance” ou melhor performance [dublagens], Trey Park dublou mais de 70 personagens no jogo.O game também ganhou vários prêmios em outras revistas como melhor jogo de rpg e melhor narrativa.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 5 pessoas (80%) acharam esta análise útil
16.8 hrs registradas
Publicada: 9 de dezembro de 2014
O jogo ficou bem fiel ao desenho, para quem conhece e gosta da série, vale muito o investimento.
mas para quem não conhece a série, também vale a pena. É um jogo que nos prende desde o início, você fica curioso a cada cena que vai ocorrendo na pequena South Park, deixando você mais ansioso para cada momento.
é um jogo que não enjoa, mesmo sendo um RPG de Turno, pois é muito comum enjoar, mas no decorrer do jogo e aparecendo os seus companheiros, assim a mesclangem dos personagens no momento certo, sem que ter ficar com todos os personagens
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 4 pessoas (75%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
5.4 hrs registradas
Publicada: 12 de março
Se você é Fan da serie, compre.
-Palavrões
-Brigas
-Sex*s
-RPG >|
-Magia >|
Compre
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 6 pessoas (67%) acharam esta análise útil
13.0 hrs registradas
Publicada: 31 de dezembro de 2014
Um dos melhores jogos de 2014!

Engraçado demais! Vale cada centavo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
42.6 hrs registradas
Publicada: 9 de dezembro de 2014
Muito engraçado, joguei pouco tempo mas já adorei este game.
Você começa o jogo como um garoto novato que foi morar em South Park, seu primeiro objetivo é fazer amigos.
Logo você encontra Cartman e sua galera e não importa o nome que você se dê ele passará a chamá-lo de babaca, ou algo do tipo. E começa a passar algumas missões para você fazer na cidade. É muito interessante e possui várias referências a capítulos da série. Está acontecendo uma espécie de live rpg em South Park e as batalhas acontecem entre humanos e elfos. Você pode escolher entre quatro classes para jogar: Guerreiro, Mago, Ladrão e Judeu, sendo que se você escolher essa última o Cartman adverte que jamais será seu amigo.
Bom jogo, muitos risos, valeu cada centavo! Nota 10/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
16.4 hrs registradas
Publicada: 25 de dezembro de 2014
Mano Que Jogo ♥♥♥♥.Quem Adora South Park Vai Adorar Mesmo Sendo Um Estilo RPG De Turnos.Ele Segue Acontecimentos Do Desenho, Ou Seja , Muitas Referencias A Episodios.Você Consegue Entrar Na Historia Facilmente E O Jogo Faz Parecer Um Filme Do South Park Jogue. Se Você Já Assistiu South Park Jogue Isso. AVISO:South Park Contem Humor Negro Não Jogue Se Você è Um Cara Que Leva Tudo à Sério South Park Faz Críticas A Sociedade. Lembre-se: Nunca Peide Nas Bolas De Um Homem.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
19.9 hrs registradas
Publicada: 26 de dezembro de 2014
HAHAHAHAHA Esplêndido este jogo, é como se fosse você jogando uns 3 ep do seriado, sem contar que foram Trey e o Matt que dublaram todos os seus personagens e também que fizeram o roteiro, ou seja o jogo ficou um uma qualidade identica ao seriado.

Trilha sonora ótima 10/10
Jogabilidade 10/10
Enredo 10/10 principalmente quando tu é um judeu ruivo que trai o Cartman hsyauhsayushaushausa
Gráficos 10/10 Identicos ao sériado

Nota fianal 10/10 recomendo fortemente você que é fan da sériecomprar esse jogo, sem a menor dúvida.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
0.9 hrs registradas
Publicada: 15 de dezembro de 2014
Segue o humor ácido e nada politicamente correto deste grande sucesso da TV. Muitas horas de risadas e diversão garantida. Muito recomendado!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
8.0 hrs registradas
Publicada: 27 de dezembro de 2014
Para um jogo inspirado em filmes/series/desenhos ficou exelente sendo muito parecido com o desenho e muito divertido !
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
46.1 hrs registradas
Publicada: 4 de dezembro de 2014
Ta aí, um jogo que peguei sem muita fé mas que curti cada minuto de gameplay. South Park: The Stick of Truth é um ótimo jogo e essencial para quem curte o desenho.

História
Durante milhares de anos, Humanos e Elfos batalhavam em busca do domínio do poderoso Cajado da Verdade, onde quem o possuisse teria o controle de todo o universo. Inicialmente é uma premissa bem simples, mas no decorrer do game você descobre que a história vai muito mais além. Como se não bastasse, uma profecia anuncia a chegada de um herói desconhecido que tem a missão de dar fim a guerra milenar.

Ambientação
O quesito mais forte do jogo com toda a certeza. O universo de South Park é transcrito no jogo de uma forma muito perfeita. Todos os pontos conhecidos estão lá: As casas dos meninos, cafeteria do Tweak, a loja de armas do Jimbo, o bar do Skeeter e vários outros lugares... até o Canadá que é tão zoado no desenho entra na brincadeira.

Jogabilidade
Você anda pela cidade e ao topar com um inimigo o jogo troca para um sistema de turnos. Os ataques, habilidades e defesas são baseadas em um timing onde você deve acertá-lo para poder executar a habilidade com precisão ou se defender.
Junto a isso, são adicionados equipamentos e armas dos mais variados tipos, dos mais sérios aos ridículos (existe até um vibrador como arma), é um arsenal com mais de 100 itens que podem ser encantados com correias de arma e equipamento, concedendo efeitos diversos.

Trilha Sonora
Existe 2 tipos de músicas em South Park: The Stick of Truth. Aquelas que possuem uma pegada medieval e outras características do desenho, como por exemplo, a música do Lemmiwinkins (quem assistiu o episódio em questão vai lembrar).

Fator Replay
O jogo peca muito nesse aspecto. Sendo considerado um RPG deveria haver mais quests secundárias e mais espaços a se explorar. Ao finalizar o jogo você tem a opção de coletar os itens/acessórios restantes e os amigos que ainda resta adicionar, mas não há muita vantagem nisso a não ser que você queira obter o 100% do jogo.


Pontos positivos:
+ Muito fiel ao desenho, desde do humor e trilha sonora às personalidades dos personagens.
+ Divertido.
+ História envolvemente e ramificada.
+ Boa dificuldade, nem tão fácil mas também nem tão difícil.

Pontos negativos:
- Campanha principal curta para um considerado ''RPG''.
- Muitos loadings apesar de bem curtos.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada