Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar The Witcher: Enhanced Edition Director's Cut

Pacotes que incluem este jogo

Comprar The Witcher Trilogy Pack na pré-venda

Inclui 3 itens: The Witcher® 3: Wild Hunt, The Witcher 2: Assassins of Kings Enhanced Edition, The Witcher: Enhanced Edition Director's Cut

 

Recomendado por curadores

"Action CRPG based on the awesome book series of the same name by Polish author Andrzej Sapkowski - play this one!"
Veja a análise completa aqui.

Sobre este jogo

NO GOOD AND NO EVIL - ONLY CHOICES AND CONSEQUENCES

Become The Witcher, Geralt of Rivia, a legendary monster slayer caught in a web of intrigue woven by forces vying for control of the world. Make difficult decisions and live with the consequences in an game that will immerse you in an extraordinary tale like no other. Representing the pinnacle of storytelling in role-playing games, The Witcher shatters the line between good and evil in a world where moral ambiguity reigns. The Witcher emphasizes story and character development in a vibrant world while incorporating tactically-deep real-time combat like no game before it.

ABOUT THE WITCHER: ENHANCED EDITION

The RPG of the Year (PC Gamer, GameSpy, IGN) is back in a Premium Edition packed with powerful extras!
The Witcher: Enhanced Edition takes all of the acclaimed gameplay that garnered the original game more than 90 awards, and perfects it with a number of gameplay and technical improvements.

  • Superior dialogue and cutscenes - The developers have re-recorded and rewritten more than 5000 lines of dialogue in English and redone the entire German edition to create more a more consistent experience, while adding more than 200 gesture animations to make characters behave more believably in dialogue and cutscenes.
  • Enhanced inventory - The new inventory system makes item use and organization less complicated by introducing a separate sack for any alchemical ingredients, as well as a simple sort-and-stack function.
  • Technical improvements - The enhancements made to the technical side of the game are too numerous to list, but a few of the highlights include greatly reduced loading times, greater stability, improved combat responsiveness, faster inventory loading, the option to turn autosave on or off, and more.
  • Character differentiation system - To add more variety to NPC and monster appearances, we've added a new character differentiation system that randomizes the appearance and colors of dozens of in-game models.
  • In your download you'll also get: Interactive Comic Book, D'jinni Adventure Editor, Two new adventures offering 5+ hours of gameplay, Official Soundtrack, Music Inspired by The Witcher album, Making-of videos, Official Game Guide, Two Maps of The Witcher's world
Key features:
  • Geralt of Rivia: a one-of-a-kind protagonist
    • A charismatic and unique character, Geralt is a mutant swordmaster and professional monster slayer.
    • Choose from over 250 special abilities correlated to attributes, combat skills and magical powers to build the character in a way best suited to tactical needs and style of play.
  • Original fantasy world drawn from literature
    • Inspired by the writings of renowned Polish author Andrzej Sapkowski.
    • Featuring adult themes, less fairy-tale than typical fantasy, with mature social issues like racism, political intrigue and genocide.
    • It is a harsh world where nothing is black or white, right or wrong, often forcing players to choose between the lesser of two evils to advance.
  • Non-linear and captivating storyline
    • Full of turns, twists and ambiguous moral decisions which have real impact on the storyline.
    • All quests can be accomplished in several ways and the game has three different endings depending on the player's actions and choices throughout the adventure.
  • Stunning tactical action
    • Engage in complex yet intuitive real-time combat based on real medieval sword-fighting techniques.
    • Motion capture performed by medieval fighting experts at Frankfurt's renowned Metric Minds studio, resulting in 600 spectacular and authentic in-game combat animations.
    • Six combat styles, dozens of potions, complex alchemy system, modifiable weapons and powerful magic add tactical depth to the fluid real-time experience.

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
    Minimum:
    • Supported OS: Microsoft® Windows® /XP/Vista
    • DirectX Version: DirectX 9.0c (included) or higher
    • Processor: Intel Pentium 4 2.4 GHz or Athlon 64 +2800 (Intel Pentium 4 3.0 GHz or AMD Athlon 64 +3000 recommended). Athlon XP series, such as the Athlon XP +2400, is not supported
    • Graphics: NVIDIA GeForce 6600 or ATI Radeon 9800 or better (NVIDIA GeForce 7800 GTX or ATI Radeon X1950 XT or better recommended)
    • Memory: 1 GB RAM (2 GB RAM recommended)
    • Sound: DirectX version 9.0c-compatible sound card
    • Hard Drive: 15 GB Free
    Minimum:
    • OS: OS X 10.8, 10.9, 10.10
    • Processor: Intel Core i5
    • Memory: 4 GB of RAM
    • Graphics: nVidia GeForce GT 650m (1440x900), AMD Radeon HD 6750M (1440x900) or Intel HD 5000 (1366x768)
    • Hard Drive: 14.25 GB free space

      Display compatibility notice: 1440x900 resolution is the recommended resolution for best performance. It is not recommended to use native Retina resolutions.
    Recommended:
    • OS: OS X 10.8, 10.9, 10.10
    • Processor: Intel Core i5 or Core i7
    • Memory: 4GB RAM
    • Graphics: nVidia GeForce GT 650m (1440x900), AMD Radeon HD 6970M (1920x1080) or Intel Iris Pro 5200 (1440x900)
    • Hard Drive: 14.25 GB free space

      Display compatibility notice: 1440x900 resolution is the recommended resolution for best performance. It is not recommended to use native Retina resolutions.
Análises úteis de usuários
27 de 29 pessoas (93%) acharam esta análise útil
44.5 hrs registradas
Publicada: 24 de novembro de 2014
RPG possui uma história bem madura e é mais voltado para adultos, baseado na história real do livro best-seller do autor polonês Andrzej Sapkowski, The Witcher aborda temas da vida real como corrupção, racismo, prostituição, religião e probreza. Os gráficos são exelentes, o sistema de clima, a física realista e a notável presença de vida animal. Personagens muito bem caracterizados e com vontade própria. 100% recomendado!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
21 de 21 pessoas (100%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
108.8 hrs registradas
Publicada: 15 de abril
The Witcher é uma RPG de ação e fantasia, baseado nos livros do polonês Andrzej Sapkowski. Desenvolvido e distribuído pela também polonesa CD Projekt Red, lançado em outubro de 2007, exclusivamente para os PCs.

Em The Witcher somos apresentados ao reino de Temeria, situado em um mundo de fantasia medieval. Na trama acompanhamos Geralt de Rivia, um bruxo caçador de monstros, que apos sua suposta morte, retorna misteriosamente ao mundo dos vivos, porém ferido e sem memória. Ao ser encontrado é levado a Kaer Morhen, fortaleza dos bruxos, onde presencia a invasão do local pelo grupo criminoso Salamandra, que rouba os segredos dos mutagênicos dos bruxos, deixando muitos mortos e feridos. A trama começa de fato com Geralt se unindo aos bruxos remanescentes em uma busca desesperada para recuperar os segredos roubados e descobrir os objetivos da Salamandra.

O maior destaque de The Witcher com toda a certeza é sua historia e seu rico universo de fantasia. O game se baseia nos livros escritos pelo polonês Andrzej Sapkowski, que criou um universo ficcional, cheio de elementos da mitologia eslava, que o torna quase que único e distinto da maioria dos universos de fantasia. Um bom exemplo disso é a origem e função dos bruxos, criados e treinados desde a infância, sofrendo experimentos que envolvem magia, alquimia e até mesmo alteração fisiológicas, tornando-se assim sobre-humanos e exímios caçadores de monstros. Alem disso os mitos e lendas da cultura eslava, apresentam uma serie de criaturas nunca vistas em um RPG, vemos uma os tradicionais, vampiros, lobisomens e fantasmas, todos com uma nova interpretação e o melhor vemos uma quantidade considerável de novas criaturas, tais como os Graveir, um grande monstro em forma humanóide que se alimenta de cadáveres, ou o emblemático Cockatrice, uma espécie de dragão com cabeça de ave e tantos outros que fazem o game tornar-se único.

Além da extensa variedade de criaturas, o game se destaca, por apresentar uma trama extremamente madura, com altas doses de violência, sexo, intrigas políticas e principalmente conflitos éticos, diferenciando-se por não tratar tudo de forma obvia, fazendo o jogador aos poucos perceber que não há somente o bem e o mal, que nem tudo se resume ao certo e o errado e que não só os monstros podem espalhar a maldade pelo mundo. E isso se intensifica ao longo da campanha quando Geralt se depara com situações que ele mesmo não sabe como resolver, como por exemplo, a escolha de aceitar um Lobisomem como aliado em sua busca para deter a organização criminosa Salamandra, ou mesmo permitir que um ♥♥♥♥♥♥ permaneça sobre o domínio de Vampiras, apenas para não prejudicar algumas pessoas que dependem do funcionamento do estabelecimento.

E um dos principais conflitos que o game apresenta é o entre os humanos e os não-humanos. Na sociedade de Temeria, elfos, anões e até mesmo os bruxos são tratados como parias, obrigados a viver a margem da sociedade, muitas vezes sem direito algum. Nos primeiros capítulos do game Geralt consegue se manter neutro ao eminente conflito entre os humanos e não-humanos, apenas observando os atos de ambos os grupos, mas com o desenvolvimento da historia, o game força o jogador a tomar partido de um dos lados. Porem essa não é uma escolha fácil, uma vez que ambos os lados se demonstram com motivações justas, do mesmo modo que tomam atitudes questionáveis. Não importa qual dos lados se escolha, inevitavelmente haverá conseqüências e baixas serão sofridas em ambos os lados do conflito. Isso faz com que a trama se torne muito verossímil e marcante, pois faz o jogador de fato realizar uma escolha, não só seguir um caminho já pré definido.

Além da excelente trama, The Witcher conta com ótimos personagens, como a bela feiticeira Triss Merigold, que além de servir de interesse amoroso para Geralt, esconde alguns segredos que te fazem indagar sobre seus reais objetivos, ou o determinado elfo Yaevinn, líder dos Scoia'tael, grupo rebelde que luta pelos direitos dos não-humanos. Porém todos se tornam pequenos perto de Geralt de Rivia. Geralt é um personagem muito bem construído, que mesmo sem memória, demonstra uma personalidade forte, extremamente serio, mas igualmente carismático, que não hesita perante a qualquer desafio. Geralt é um personagem determinado, mas porem aos poucos vai percebendo que o mal que ele busca combater, nem sempre esta limitado aos monstros que caça, mas também existe em meio aos humanos, isso o faz questionar suas convicções, deixando a trama ainda mais envolvente e crível.

A jogabilidade talvez seja o fator mais controverso de todo o game, muitos jogadores simplesmente abandonaram o jogo por não conseguir se adaptar a jogabilidade diferente de The Witcher. Primeiro a movimentação é um pouco estranha, muitas vezes Geralt parece desengonçado ao se movimentar pelos cenários. Mas o principal fator que afastou muito jogadores é o modo de combate, ao contrario de muitos jogos de ação, em The Witcher a regra de esmagar os botões de ataque incansavelmente não se aplica, uma vez que o personagem só realiza o ataque se o jogador apertar o botão correspondente do tempo certo, além disso, há três tipos de estilos de ataque, o estilo forte, estilo ágil e o em grupo, e para complicar um pouco mais, há dois tipos de espadas, uma para monstros e outra para humanos. Com isso o jogador a cada combate terá que escolher corretamente a espada, o estilo de ataque correto, além de realizar os comandos no momento certo. É uma jogabilidade complexa e nem um pouco convidativa, mas que apos algumas horas de jogatina se torna quase tão natural que deixa de ser um incomodo.

A ambientação do game impressiona já no primeiro mapa. O game é dividido em regiões que vão sendo liberadas conforme se avança na campanha, há basicamente quatro localizações, a cidade de Vizima, o pântano e duas vilas, há outros mapas menores, mas que basicamente complementam os mapas principais. Pode parecer pouco, mas todos os mapas são muito bem detalhados e ambos, tornando-se repetitivos apenas nos interiores de cavernas, masmorras e casas. Mas de forma geral a ambientação esta ótima, uma vez que cada cenário apresenta uma fauna e flora distintas, dando uma ar de novidade a cada novo mapa descoberto. Além disso, o game apresenta a alternância de dia e noite que deixa os cenários ainda mais belos.

The Witcher é um excelente RPG, com uma historia madura, uma mitologia extremamente interessante e um protagonista forte e marcante, cheio de momentos surpreendentes que o tornam um RPG ímpar e um dos melhores jogos do gênero que tive o prazer de jogar. Um RPG como poucos, que mesmo com algumas falhas, como sua jogabilidade confusa e seus loads intermináveis, merece ser jogado mesmo hoje, apos 8 anos de seu lançamento.

"Cale a boca, seu ♥♥♥♥♥♥♥o. Vocês são todos iguais, todos culpados!" - Geralt.

Informações adicionais:
Nota geral: 10.
Tempo para finalizar a campanha: Aproximadamente 60 horas.
Dificuldade: Média.
Fica a dica: Evolua as habilidades de Geralt visando deixa-lo mais forte e ágil em combate e escolha apenas uma das magias para evoluir, dessa forma os desafios se tornarão mais fácies.
Modo de jogo: Singleplayer.
Idioma: Inglês, porem com tradução disponível no site GameVicio.
Imagens durante a jogatina: http://steamcommunity.com/id/luishq/screenshots/?...

Análise publicada originalmente no Blog PortoHQ: http://portohq.blogspot.com.br/
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
21 de 24 pessoas (88%) acharam esta análise útil
57.6 hrs registradas
Publicada: 19 de novembro de 2014
Bom, acabo de zerar esse jogo, e agora me arrependo de não ter feito antes. Se ainda está em dúvidas, vou tentar passar um pouco do que senti ao jogar essa obra, que me fez admirar um gênero que não me agradava muito (RPG).

História: parece ser uma coisa bem clichê de inicio, com um protagonista sem memória, organizações terroristas e planos maléficos, o que pode desanimar alguns (confesso, o prólogo do jogo é muito chato, as coisas acontecem bem rápido e você não "absorve" muito bem o jogo, mas a partir do capt. 1 melhora MUITO, então, paciência), acaba se tornando uma história de grandes proporções, envolvendo política, religião, discussões morais e mais um monte de coisa. São, pelo menos, 3 plots principais (que não vou falar pra não dar spoiler), muito bem desenvolvidos. É incrível como tudo, cedo ou tarde, acaba se encaixando. Quest principal e side-quest se unem para formar uma história muito maior. Uma coisa bem legal é que, embora o jogo seja story-driven (o que implicaria num personagem já montado, por exemplo), quem faz o seu Geralt (protagonista) é você, através das escolhas feitas durante o gameplay. Você que define a verdadeira identidade do bruxo.

Gráficos: para uma produção de 2007, diria que os gráficos estão bons. Nada mais, nada menos. Embora não apresente realismo, o que impressiona e realmente dá muitos pontos ao jogo nesse quesito é a arte. Tinha momentos no jogo que quando eu entrava em uma área nova, ficava alguns minutos só olhando o cenário, as árvores, os animais, o design dos novos inimigos... Tudo é muito bem pensado e colocado, parece que nada foi colocado ali pra ficar "bonitinho" ou "dar medo". Tudo faz sentido no contexto do jogo e do ambiente ao redor, e isso que é bacana.

Áudio: a trilha sonora do jogo casa bem com os cenários e as cenas de combates. É bem legal entrar numa vila no meio do nada e ouvir uma música calma, ou entrar numa cidade bem populosa, e ouvir algo um pouco mais agitado, tudo em tom épico merecido pela história.

Jogabilidade: acho que é a parte que mais divide opiniões. As mecânicas de jogo, principalmente as de combate, são bem complicadas no inicio. Afinal, você tem que prestar atenção na produção e uso de poções, no tipo de espada que está usando (aço ou prata), na forma de combate com espada (pesada, rápida ou combate em grupo), além do uso dos "sign", poderes mágicos simples que Geralt pode usar. Além disso, para atacar não é só clicar no inimigo. Você tem que prestar atenção nos golpes, apertando o botão na hora certa. Isso pode afastar alguns no inicio, mas depois que você se acostuma, nem percebe o tanto de coisa que faz ao mesmo tempo.

Enfim, sinto que não consigo fazer jus à qualidade do jogo, faltou falar um monte de coisa, mas o básico é isso, o resto, só jogando pra entender. Se você procura uma boa história de fantasia medieval "adulta", com personagens profundos e bem desenvolvidos, que envolve diversas questões morais (que continuam bem atuais), com escolhas difíceis e momentos que te fazem pensar antes de agir, The Witcher é obrigatório e vai te render horas de diversão!

9,8/10 (menos 0,2 pelo inicio do jogo que realmente não empolga tanto, comparado com o restante do gameplay)
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
133.3 hrs registradas
Publicada: 26 de dezembro de 2014
O que falar sobre esse jogo ...
Um jogo que me fez pensar o que fazer enquanto tomava banho ...
Um jogo que ja joguei 100 horas e não zerei ...
Um jogo que mesmo sendo velho, humilha muitos jogos de hoje em dia ...
Aquele jogo que paguei 2,50 R$ ...
Esse jogo é The Witcher!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 5 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
44.1 hrs registradas
Publicada: 8 de fevereiro
TL;DR - Um dos melhores Western RPG que eu já joguei.

The Witcher 1 é muito criticado por causa do seu gameplay e modo de batalha, que na minha opinião eu acho fantástico e muito bem sacado por parte dos Devs, onde há 2 tipos de espadas, um para monstros e outros para pessoas, além de 3 estilos pra cada inimigo, Strong, fast e group. (TU NÃO FAZ IDEIA COMO O GROUP STANCE VAI TE AJUDAR NA HORA DO APERTO AMIGO)
A história é sensacional, com um protagonista muito, mais muito ♥♥♥♥, faz com que você crie a personalidade nele com várias escolhas que você pode fazer durante o jogo.
Geralt de Rivia, um dos mais famosos Witchers, caçador de monstros, desapareceu do nada, depois do massacre em sua cidade e depois de 5 anos, ele aparece de novo e ajuda um grupo de Witchers a defender uma fortaleza invadida por um mago desconhecido, procurando segredos dessa ordem enigmática muito poderosa. Depois disso ele vai a procura desse Mago, procurando saber quem é ele e com que ele trabalha e qual a finalidade dele procurar os segredos da ordem dos Witchers.
Witcher tem gráficos espetaculares, que até um PC bom tem dificuldades de rodar ele, mesmo sendo um jogo "antigo", você se impressiona pelo motor gráfico usado. E uma das melhores coisas do jogo, as cartinhas das mulheres que você encontra durante sua aventura. Vocês irão descobrir se jogar do que estou falando, hehe...
Um jogo fenomenal, cheio de ação e aventura, com uma história linda e gameplay para poucos, onde você pode amar ou odiar, faz com que The Witcher seja um WRPG único e diferente, que só fãs mesmo de RPGs desfrute cada segundo desse incrível jogo.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 7 pessoas (86%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
86.2 hrs registradas
Publicada: 5 de abril
Polish Ploughing Simulator
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
3 de 3 pessoas (100%) acharam esta análise útil
39.8 hrs registradas
Publicada: 16 de novembro de 2014
Jogo épico , focado muito na narrativa .

Gráficos : 8,0/10 -- > Mesmo já fazendo 7 anos de vida , o gráfico foi altamente melhorado com o Enhanced Edition.

História : 9,5/10 -- > Uma das melhores histórias , simplesmente. (Sim , sei q foi baseada em um livro !)

Controles : 7,0 -- > Um pouco confuso o modo de controlar e lutar , mas nada que não se acostume.

Cenários : 8,5/10 -- > Muitos lugares belos para explorar mesmo não sendo totalmente "free-roaming"
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 5 pessoas (80%) acharam esta análise útil
63.5 hrs registradas
Publicada: 27 de novembro de 2014
Super recomendo! A princípio parece ser um jogo com jogabilidade difícil, mas depois que se acostuma com os comandos é muito bom! História interessante, que vai se alterando conforme as escolhas do jogador.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
29.7 hrs registradas
Publicada: 5 de novembro de 2014
Conheci a Saga pelo 2, zerei primeiro há tempos, mas refarei o save agora desde o 1 preparando para o 3.

Um dos jogos da minha vida. <3

Tem seus bugs, o único que me incomodou foi o Geralt morto nos saves/load, mas editando um save com o save editor e pronto, nunca mais bugou.

Quem tiver esse bug, me procura, talvez eu possa ajudar.
Recomendo fortemente jogar todos os jogos da Saga.

10/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 10 pessoas (60%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
9.6 hrs registradas
Publicada: 2 de dezembro de 2014
Um bom estimulador para uma vida moderna, usar drogas, invadir casas, roubar as coisas e etc...
Certamente vale a pena comprar este lindo simulador de drogas ilícitas, com fácil uso e rápido efeito, há como morar de baixo das pontes, comer mendigas, matar velhinhas e várias coisas. Recomendo,
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
35.4 hrs registradas
Publicada: 8 de dezembro de 2014
Tô jogando loucamente essa ♥♥♥♥♥ e até agora nem cheguei na metade. Jogo massa demais! Adorei. É difícil pra caramba, mas vale a pena cada boss que você vence. História fantástica e digna de ser considerada uma das melhores que já vi. Comprem essa ♥♥♥♥♥ que vale muito a pena ♥ Beijo do Tantan!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
5.7 hrs registradas
Publicada: 15 de dezembro de 2014
The Witcher (em polaco: Wiedźmin ˈvjɛd͡ʑmin ) é um jogo eletrônico dos gêneros RPG de ação e hack and slash desenvolvido pela CD Projekt RED e publicado pela Atari.

O jogo é baseado na série de livros de mesmo nome do autor polonês Andrzej Sapkowski.4 The Witcher passa-se em um mundo de fantasia medieval e segue a história de Geralt de Rivia, um dos bruxos (witchers) restantes - um viajante caçador de monstros de aluguel, presenteado com poderes sobrenaturais. O sistema de "escolhas morais" como parte do enredo foi notado por suas consequências futuras, em vez de um sistema de moral "preto e branco".

O jogo utiliza a engine Aurora, propriedade da BioWare. Uma versão para consoles, usando uma engine totalmente nova e um novo sistema de combate, intitulado The Witcher: Rise of the White Wolf, deveria ser lançada no outono de 2009, mas foi suspendida por conta de problemas com o pagamento da desenvolvedora da nova versão, a Widescreen Games.5 Em 18 de setembro de 2009, a CD Projekt RED confirmou oficialmente que começaram a trabalhar numa sequência, The Witcher 2: Assassins of Kings, lançado em 17 de maio de 2011 no PC6 e em 17 de abril de 2012 no Xbox 360.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
40.0 hrs registradas
Publicada: 17 de fevereiro
Geralt of Rivia,um famoso bruxo desaparecido há cinco anos,ressurge com uma conveniente amnésia em meio a uma batalha entre seus companheiros e um bando denominado A Salamandra que é liderado por um malefico bruxo e para conseguir suas respostas ele tera de lutar por suas escolhas.

The Witcher é um Rpg digno de ser jogado com uma historia recheada de detalhes,personagens e sua excelente trilha sonora.Baseado na serie de livros de Andrzej Sapkowski.o game contem uma mecanica de luta referente a dark souls produzindo uma certa dificuldade se nao tiveres seu inventario ou armas preparadas porém pude notar alguns bugs e loads meio agressivos mas nada que fosse intervir ao game.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
1 pessoa achou esta análise engraçada
32.9 hrs registradas
Publicada: 19 de janeiro
Ótimo jogo!
Geralt o traçador de Rivia. 10/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
50.7 hrs registradas
Publicada: 17 de março
Bom, por onde comecar? esse jogo me surpreendeu a todo momento. Bom, eu era mais uma das pessoas que falava, eu nao jogo The Witcher 1 por que a jogabilidade dele e muito horrivel, modo de batalha e bla bla bla, mas eu vejo meu erro, na primeira vez que disse isso nao havia saido de Kaer Morhen, Mas entao com a chegada dos trailer do anuncio de The Witcher 3, motivado pela razao de poder importar o save game do 1 pro 2 e do 2 pro 3, me forcei a me joguei no Witcher 1, e posso dizer cara, o jogo surpreende e muiito, a jogabilidade? como disse um amigo meu com 80 horas de jogo, "Voce se acostuma, o jogo vale a pena" e foi nessas palavras que tomei coragem de jogar, e ♥♥♥♥ que pariu, o jogo e extremamente ♥♥♥♥, o jogo tem um conteudo tao rico, tantas historias, eu comprei todos os livros que eu encontrei, para ler e aprender, cacar os monstros para pegar as pocoes, o jogo e muito bom na dificuldade maxima, por que tu precisa de pocoes, entao tu aprende a lidar com alquimia, que no inicio parece ser dificil pra ♥♥♥♥♥♥♥, mas depois voce aprende, alguns personagens super marcantes, Triss, Shani, Zoltan, Yaevinn, Barengar que me surpreendeu demais, e muitos outros que nao vou citar, antes eu apenas havia lido os livros, mas com o jogo, pude ter uma visao muito mais afundo da historia, e me sentir parte dela, entao deixo aqui uma dica, Se forcem a jogar, voces vao se acostumar e vao entender vai valer muito a pena, principalmente no final do jogo, onde voce fica a par do que suas escolhas lhe levou, e mais algumas coisas bacanas que nao vou dizer, finalizei o jogo com 50.7 hrs, mas se eu quissesce ter feito TODAS as secundarias acho que teria mais umas 10 ou 15 horas de game play.

RECOMENDO
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
52.7 hrs registradas
Publicada: 10 de abril
Excelente jogo, jogabilidade boa com finais alternativos shows
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 3 pessoas (67%) acharam esta análise útil
51.4 hrs registradas
Publicada: 29 de novembro de 2014
Demorei para fazer uma análise do Witcher, pois considero que não é preciso, haviam me recomendando esse jogo e devo dizer que recomendaram bem finalmente pois não consigo imaginar alguém que não gostaria desse jogo.

The Witcher é simplesmente o melhor jogo de rpg para computador e de fantasia que joguei até o momento. Aos que ficam atrelados apenas na parte gráfica vou ser curto, devo apenas dizer que mesmo sendo um jogo de 2008 seus gráficos em minha humilde opinião são lindos, sim, lindos! Como superam fácil alguns dos grandes lançamentos dos últimos anos, mesmo à pé você vai curtir uns passeios pelo mapa sem ficar entediado e deixar de notar os pequenos detalhes, só jogar com tudo no máximo e aproveitar.

Mas o que são os gráficos e design perto da história desse jogo? Não é à toa que seja baseado em um livro de sucesso lá na Polônia, lá os caras realmente entendem dessas putarias medievais e de fantasia! Eram a nata da cavalaria medieval, não os ingleses e franceses... ok, sem aula de história aqui.
Não existe liberdade total para o desenvolvimento da história, apesar de ter algumas opções interessantes para você escolher ao longo do caminho, o final simplesmente é batuta demais, fiquei dias pensando nos detalhes do final, criando teorias, conversando com um amiguinho sobre o fim, quantos jogos conseguem esse efeito?

Jogabilidade simples, sem chateação e frufru, não é um jogo que vai estragar seu teclado e mouse, seja de frustração ou na tentativa de aplicar comandos complicados. O sistema para criações de poções é simples e agradável assim como mudança de armas e mágicas.

É ♥♥♥♥ fazer uma lista de todos os pontos positivos, são tantos quantos as mulheres gostosas que tem para você passar a espada de carne no jogo e ir liberando umas cartinhas eróticas, então vou terminar com algumas pequenas imperfeições que notei na época e me incomodaram.

- O jogo é inglês, existia uma tradução muito boa feita por fãs, mas ocorreu uma atualização no jogo e pelo que vi não roda mais em PT.
- Os mapas às vezes davam bug, não mostravam nenhuma indicação ou contornos, apenas voltando para um ponto anterior ou fechando o jogo para resolver. Se você estava em uma caverna/masmorra ou pântano, você estará mais perdido do que um hobbit em Mordor.
- Algumas raras vezes o jogo fechou sozinho, salve o mesmo ponto da história ao menos duas vezes sempre que avançar muito em uma Quest. Sério, salve sem parar duas vezes ou pode cair no choro.
- Infelizmente não dá para sair carregando uma cacetada de itens e os locais para estocar não são tão comuns e fáceis de chegar, além disso para organizar os itens, você vai ter que ir no manual meu irmão, nada de tudo automático e bonitinho.
- Não tem viagem rápida, vai gastar o couro das botas! Ao menos você vai ver belos campos e lagos. O pôr do sol é particularmente romântico.

Vai, compra, é um jogo baratinho, tanto jogo enganoso que custa 100 reais e nem chega perto. Não seja mané, joga aí e vai gostar.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 3 pessoas (67%) acharam esta análise útil
66.1 hrs registradas
Publicada: 1 de dezembro de 2014
The Witcher é um jogo que contem uma historia que aborda politica religiao e preconceitos tornando assim muito boa,o jogo possui um sistema de combate bem intereçante e facil , o jogo ira te envolver por varias e varias horas , pena que ele não tem graficos nova geração mas mesmo assim ainda continua sendo um jogo bem intereçante e que vale muito a pena de ser jogado
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 2 pessoas (50%) acharam esta análise útil
63.1 hrs registradas
Publicada: 28 de dezembro de 2014
GOTY
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 2 pessoas (50%) acharam esta análise útil
25.1 hrs registradas
Publicada: 9 de fevereiro
Otimo jogo com uma boa historia.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada