Set 50 years after the climactic events of the original Red Faction, Red Faction: Guerrilla allows players to take the role of an insurgent fighter with the newly re-established Red Faction movement as they battle for liberation from the oppressive Earth Defense Force.
Análises de utilizadores:
Recentes:
Muito positivas (59 análises) - 96% das 59 análises de utilizadores nos últimos 30 dias são positivas.
No geral:
Muito positivas (5,358 análises) - 89% das 5,358 análises de utilizadores sobre este jogo são positivas.
Data de lançamento: 15 Set, 2009

Inicia a sessão para adicionares este artigo à tua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo.

Idioma "Português (Portugal)" não disponível
Este produto não está disponível no teu idioma local. Verifica a lista de idiomas disponíveis antes de fazeres a compra.

Comprar Red Faction Guerrilla Steam Edition

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Red Faction Collection

Inclui 7 itens: Red Faction, Red Faction Armageddon Soundtrack, Red Faction Guerrilla Steam Edition, Red Faction II, Red Faction: Armageddon Path to War DLC, Red Faction: Guerrilla Soundtrack, Red Faction®: Armageddon™

 

Análises

“If you haven't already picked up this surprise summer hit for console, the PC version offers enough content at an excellent price to make this a purchase you definitely won't regret.”
10/10 – 1UP

“If there's one thing Guerrilla has plenty of, it's content.”
10/10 – GamePro

“This third-person action game is a great open-world adventure for anyone with an appetite for destruction.”
8.5/10 – GameSpot

Acerca deste jogo


Set 50 years after the climactic events of the original Red Faction, Red Faction: Guerrilla allows players to take the role of an insurgent fighter with the newly re-established Red Faction movement as they battle for liberation from the oppressive Earth Defense Force. Red Faction: Guerrilla re-defines the limits of destruction-based game-play with a huge open-world, fast-paced guerrilla-style combat, and true physics-based destruction.

Key features


  • Open World Guerrilla Warfare — You decide who, when, where and how to battle. Utilize guerrilla tactics, improvised weaponry, and modified vehicles to lead insurgent attacks on EDF targets. Launch attacks based on your own gameplay style, take on missions in any order you choose, or engage in destructive activities to weaken the EDF's grip on Mars.
  • Strategic Destruction — Use destruction to your tactical advantage, setting ambushes or chain reaction explosions to attack enemy strongholds and permanently modify the game environment. Leverage fully-dynamic physics-based destruction to improvise on the fly: blow holes in a wall or floor to set an ambush or escape, take out a staircase to stop your pursuers, or drive vehicles through blown out walls.
  • Evolving & Emergent Gameplay — Carve your path through an ever changing landscape as you improvise your combat tactics - mixing gameplay styles, vehicles, weapons and explosives to defeat the EDF.
  • Epic Sci-Fi Setting — Explore the huge, unforgiving Martian landscape, from the desolate mining outpost of Parker to the gleaming EDF capital city of Eos; then tear through the fully destructible open-world environments swarming with EDF forces, Red Faction resistance fighters, and the downtrodden settlers caught in the cross-fire.
  • Multiplayer Combat — There is no place to hide when you put your guerrilla warfare skills to the test in a variety of highly destructive multiplayer combat modes.

Requisitos do Sistema

    Minimum:
    • OS: Windows Vista®/XP/7/8
    • Processor: 2.0 GHz Dual-Core Processor (Intel Core 2 Duo or AMD Athlon X2)
    • Memory: 1 GB RAM
    • Graphics: 128 MB 3D Video Card w/Shader Model 3.0 Support (Nvidia GeForce 7600/ATI Radeon X1300)
    • Hard Drive: 15 GB free hard drive space
    Recommended:
    • OS: Windows 7/8 for DirectX® 11
    • Processor: 3.2 GHz Dual-Core Processor (Intel Core 2 Duo or AMD Athlon X2)
    • Memory: 2 GB RAM
    • Graphics: 256 MB 3D Video Card w/Shader Model 3.0 Support (Nvidia GeForce 8800/ATI Radeon HD3850)
    • Hard Drive: 15 GB free hard drive space
Análises de clientes
Sistema de análises de clientes atualizado a setembro de 2016! Mais informações
Recentes:
Muito positivas (59 análises)
No geral:
Muito positivas (5,358 análises)
Tipo de análise


Tipo de compra


Idioma


Mostrar:
21 análises correspondem aos filtros acima ( Positivas)
Publicadas recentemente
Daniel_H_C_P
13.5 hrs
Publicada: 1 de Julho
É bom, mas repetitivo. Você se verá fazendo as mesmas missões várias e várias vezes... No entanto, é o mais próximo de um jogo de Total Recall que provavelmente existe (ou existirá).

-> 6/10
YOUR FRIEND |MA FRIEND|
24.4 hrs
Publicada: 11 de Março
Sem dúvida um bom jogo, não há nada q n se possa destruír e para surpreender são poucos os bugs existentes e a fisica é muito boa, o que é raro num jogo em q o team é a destruíção.
Vini
0.4 hrs
Publicada: 8 de Novembro de 2015
Joguei Pouco, quando ainda tava liberado gratuito por uma semana, eu baixei e fui ver de como o jogo realmente era... Gráficos super realistas, destruição de cenários, e jogo mundo aberto com várias missões a serem feitas.

(Parece até um jogo feito pelo michael bay) (ou não)


10/10
Sancler Santos O Grande Noob !
0.5 hrs
Publicada: 18 de Abril de 2015
jOGO MUITO BOM recomendo para quem gosta de destruir !!
Análises mais úteis  No geral
9 de 10 pessoas (90%) acharam esta análise útil
Recomendado
16.8 hrs em registo
Publicada: 16 de Março de 2015
Em 2001 é lançado na indústria Red Faction, um FPS extremamente inovador para a altura e no qual podíamos destruir absolutamente tudo, edifícios e paredes/solo incluídos. Contudo, o jogo teve apenas um sucesso moderado e teve direito a uma sequela, Red Faction II, que esteve longe das expetativas e que fez levar o franchise até ao esquecimento. Foi então que em 2009 saiu Guerrilla, uma espécie de reboot à série. Este título, passados 50 anos depois do Red Faction original, apresenta-se desta vez como um jogo na 3.ª pessoa em mundo aberto e que preserva a principal característica da série, a destruição total dos cenários, de uma forma quase exímia, sendo que foi todo ele construído no motor de jogo Geomod 2.0, feito especificamente para este jogo.

A história do jogo passa-se em Marte, no século XXII. A EDF, uma organização militar vinda da Terra, está a oprimir e a exercer leis extremamente duras aos mineiros que trabalham em Marte (as minas são o motivo da colonização humana do planeta). É então que chega a Marte Alec Mason, um engenheiro de demolições, que procura um novo emprego longe de casa. Ao encontrar-se com o irmão, que já trabalhava em Marte há bastante tempo, depressa descobre que Marte não era o paraíso que lhe prometiam ser e que afinal era ainda pior do que a Terra. Após a morte inesperada do irmão aos braços da EDF, Alec Mason vê-se quase involuntariamente aliado à Red Faction, uma organização de resistência que visa libertar Marte da opressão da EDF através de uma guerra com base em tácticas de guerrilha, daí o nome do jogo. Isto leva-nos à estrutura básica de progressão do mesmo: existe um sector com várias missões espalhadas, o jogador realiza essas missões e destrói propriedades da EDF de modo a trazer o controlo que esta tem sobre esse sector até zero, e de seguida desbloqueia a missão para libertar esse tal sector. Esta ordem é unânime em todos os sectores de Marte e faz com que o jogador passe tanto tempo a vaguear pelo mapa à procura de alvos a abater (e por alvos, leia-se edifícios) como tanto tempo a fazer missões propriamente ditas. Isto leva a uma campanha algo desfragmentada e faz com que seja algo curta e pouco explorada (a história, apesar de ter alguns momentos bons, está longe de ser algo de especial ou particularmente memorável), mas mesmo assim, compreende ainda umas dez a 12 horas de jogo só para libertar todos os sectores (e acabar a campanha).

A nível de jogabilidade, é de salientar que a já referida destruição total apenas se aplica a edifícios e estruturas em geral, veículos e adereços. Não é possível escavar túneis nos montes como no título original, mas não deixa de ser uma experiência ímpar. A física dos edifícios e a maneira como colapsam não é cientificamente correta mas foi a única maneira de tornar tal coisa exequível em 2009, e tomando isto em conta, cumpre aquilo que promete. As armas são algo improvisadas e únicas, e são uma delícia de utilizar. Apenas a clássica Assault Rifle e outras armas mais convencionais deste tipo pecam devido ao sistema supérfluo de shooter e ao sistema de cobertura inexistente. É de realçar também os veículos, divertidos de conduzir, mas que são traiçoeiros devido à força da gravidade de Marte, que é inferior à da Terra. Isto reflete-se em saltos mais longos do que o habitual, numa menor aderência à estrada e em saltos quase lunáticos por parte da personagem. É um detalhe interessante e que só serve para enriquecer a jogabilidade, tornando-a mais frenética e instável, o que é positivo. Graficamente o jogo cumpre todas as expetativas. Considerando já a quantidade de recursos que são necessários para manter o sistema de demolição fluido e funcional, seria de esperar gráficos mais fracos, mas tal não acontece. Apesar de algumas paisagens serem um bocado desenxabidas, continua a dar um bom sentimento de imersão.

A nível sonoro, o jogo mostra também alguma proficiência, e apesar de não ter uma banda sonora por aí além, os sons das armas são fantásticos e as vozes das personagens aceitáveis, embora longe de brilhantes. Destaque ainda para o multijogador, que apesar de já ter pouca gente continua a ser divertido, e para a quantidade avassaladora de colecionáveis que decerto se provarão ser um desafio até para o colecionador mais persistente. Não obstante, é também necessário referir que esta análise foi feita com base na versão Steam do jogo, que sofreu um patch em 2014 que removeu o GFWL, adicionou funcionalidades Steamworks, ofereceu o DLC a todos os jogadores e otimizou o modo DirectX10 do jogo, que era uma lástima, melhorando assim a experiência global de Red Faction: Guerrilla. Para finalizar, este foi o jogo que prometeu reavivar um franchise e cumpriu a sua promessa. É um marco na indústria e, apesar de estar longe de perfeito, continua a ser uma referência. Recomendável, mas apenas com uma pequena dose de paciência para se poder passar por entre os momentos mais aborrecidos e para se poder tolerar os bugs mais constrangedores que possam assombrar a experiência de uma forma calma e tranquila.

Nota final: 83 em 100.

Análise mais detalhada {LINK REMOVIDO}
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
4 de 4 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
34.8 hrs em registo
Publicada: 1 de Agosto de 2014
O jogo têm um ótimo enredo que fala da luta entre a classe trabalhadora contra uma grande organização dominante. A ação é mais estratégica é em formato de Guerrilha como o próprio nome do jogo sugere, mas o que mais gostei nesse jogo foi a física aplicada nas construções e nas lutas que são deslumbrantes, jogabilidade ótima, divertida e fluida. Recomendo por ser um ótimo entretenimento e para quem adora ficção científica em jogos, é prazeroso colocar um prédio enorme a baixo só com a poderosa marreta do Alec Mason, está recomendadíssimo.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 6 pessoas (83%) acharam esta análise útil
3 pessoas acharam esta análise engraçada
Recomendado
13.7 hrs em registo
Publicada: 28 de Dezembro de 2014
dá para mandar predios abaixo com um martelo
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
13.6 hrs em registo
Publicada: 9 de Junho de 2015
Awesome game
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
4.7 hrs em registo
Publicada: 1 de Maio
good game :retro_beer: :retro_beer:
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
Recomendado
3.1 hrs em registo
Publicada: 17 de Março de 2015
O SP deste jogo é muito bom o jogo tem gráficos lindos e uma boa jogabilidade...
Já o MP é muito mau me desanimou muito nesse ponto...

The SP of this game is very good the game has beautiful graphics and good gameplay...
But the MP is very bad very discouraged me at this point...
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
0 de 1 pessoas (0%) acharam esta análise útil
Recomendado
5.5 hrs em registo
Publicada: 24 de Janeiro de 2015
Ok,so im going to be honest in this review.
Red Faction:Guerrilla is Open world , Futuristic wit very very realistic destruction.

Pros:
-Vehicles , some with mounted machine guns
-Amazing Destruction
-Random Events like:Enemy convoy , EDF is assaulting a friendly outpost.
-Fun side-quests.
-Half sized FC3 map with different Regions:Dust,Parker,Badlands,Free Fire Zone(Enemies KOS),so on...
-Good Graphics.

Cons:
-Not many guns (as far as im concern).
-Sometimes is annoying to escape enemies to save the game.
-Sometimes AI is Dumb.

For me this game deserves a 8/10
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
33.2 hrs em registo
Publicada: 21 de Março de 2015
Nice game, the destruction is the best to do in it.
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
20.0 hrs em registo
Publicada: 17 de Dezembro de 2014
Jogo perfeito adoro esté jogo Recomendo o que deixa a desejar é o multiplayer já ficou offiline a muito tempoo mais se chamar pra jogar tamos ai
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada
Recomendado
12.0 hrs em registo
Publicada: 13 de Março de 2015
bom bizness ;D
Achaste esta análise útil? Sim Não Engraçada