Set in futuristic Tokyo, take control of the robotic community before they control everything!
Análises de usuários: Muito positivas (1,957 análises)
Data de lançamento: 27/abr/2012

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Binary Domain

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Binary Domain

Inclui 3 itens: Binary Domain, Binary Domain - Dan Marshall Pack, Binary Domain - Multiplayer Map Pack

 

Recomendado por curadores

"While not everything it could've been, this robot-killing cover shooter was a surprise gem that earned every fan it quietly made."
Veja a análise completa aqui.

Sobre este jogo

THE MACHINE AGE HAS BEGUN in this immersive and atmospheric squad-based shooter in which you need to regain control of a futuristic Tokyo from an emerging robotic threat.

Set in 2080, the story starts when Dan Marshall and his squad are sent to bring the robotic community under control as they begin to infiltrate society and slowly take over undetected, leaving humans redundant in their wake.

Thrilling encounters with highly intelligent robotic enemies require you to think tactically, make challenging, real-time moral decisions and build up trust with your team mates in order to guide your squad to safety and success.

Key Features:

  • A NEW TAKE ON FUTURISTIC TOKYO - Experience dual layered Tokyo with a run down and derelict lower city and a clean and affluent upper city.
  • THE CONSEQUENCE SYSTEM - Under the pressures of battle every action, every choice and every word affects everything.
  • PROCEDURAL DAMAGE - Fully destructible and highly resilient robots adapt to the damage they sustain encouraging you to analyse each enemy, find their weaknesses and dispose of them in the most efficient way.
  • WEAPON MODIFICATION AND SKILL SELECTION - Alongside a full armoury of unique weapons, put emphasis on the skills that will benefit you.

Requisitos de sistema

    Minimum:
    • OS: Microsoft Windows 7/Vista/XP
    • Processor: Intel Core 2 Duo @ 2.66 GHz or AMD equivalent
    • Memory: 2GB RAM (XP)/3GB RAM (Windows 7 / Vista)
    • Graphics: NVIDIA GeForce GT220 (512MB) / ATI Radeon HD 2600 XT (512MB)
    • Hard Drive: 8 GB free hard drive space
    Recommended:
    • OS: Microsoft Windows 7
    • Processor: Intel Core i5 @ 2.66 GHz or AMD equivalent
    • Memory: 3GB RAM
    • Graphics: NVIDIA GeForce GTX 460 (1GB) / ATI Radeon HD 5750 (1GB)
    • Hard Drive: 8 GB free hard drive space
Análises úteis de usuários
16 de 16 pessoas (100%) acharam esta análise útil
9.1 hrs registradas
Publicada: 26 de abril
Binary Domain é um jogo de tiro em terceira pessoa bem genérico, mas por alguma razão me manteve preso do começo ao fim, não saberia dizer se foi a história com suas reviravoltas e cenas de ação cheia de clichês, ou se foram os personagens carismáticos e com um senso de humor bem peculiar, enfim, esse jogo conseguiu me entreter por horas e me diverti o fazendo, infelizmente não houve fator replay para mim e o multiplayer está basicamente morto, mas foi um jogo divertido de se jogar.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
6 de 6 pessoas (100%) acharam esta análise útil
36.3 hrs registradas
Publicada: 20 de março
Comprei esse game esperando coisas grandiosas por ser da mesma galera do Yakuza, e o resultado me IMPRESSIONOU TOTALMENTE.

A história é incrívelmente bem trabalhada e você tem milhares surpresas a cada segundo, além do fato de você em determinados momentos escolher seu esquadrão e dar ordens por comandos de voz, o que pra mim é novo em todos os aspectos. Se eu fosse difinir esse game em uma palavra, eu diria "intenso", e é exatamente o que ele é, da primeira fase até o fim. Eu apenas lamento o fato desse game não ter a fama e o reconhecimento que merece, pois eu não diria que é um passatempo, e sim um investimento.

Vale cada centavo e minuto jogado.

Nota: 10/10
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
5 de 5 pessoas (100%) acharam esta análise útil
62.3 hrs registradas
Publicada: 7 de abril
Me surpreendi com esse jogo, achei que ele ia ser um jogo generico e repetitivo, mas foi muito pelo contrario. O gameplay, sistema de upgrades de armas e de nanomachines(semelhantes as materias da serie Final Fantasy) fazem desse o melhor TPS linear que eu já joguei. Para somar com tudo isso ainda tem o sistema de confiança, onde você melhora a visão de seus soldados atravez de sua habilidade de combate, escolhas e dialogos especificos, isso tudo acarreta em algumas mudanças na estoria, nada enorme, porém não existe nescessidade disso porque esse jogos tem um ótimo enredo com reviravoltas e tematicas polemicas. O multy parece estar morto.
-------------------------------------------------------

I was surprised by this game, I thought he was going to be a generic and repetitive ga,es, but it was quite the contrary. The gameplay, weapon upgrades system and nanomachines (like the materials of the Final Fantasy series) make this the best linear TPS I've ever played. To add to all this still has the trust system where you better vision of its soldiers through its combat ability, choices and specific dialogues, all this leads to some changes in the story, nothing huge, but there is no need for it because this game has a great plot with twists and thematic polemics. The multy seems to be dead.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
31.0 hrs registradas
Publicada: 22 de julho
Uma bela surpresa no quesito história.
Binary Domain é um jogo de tiro em terceira pessoa com gameplay genérico e história cativante. O gameplay é fluído e o jogo em si é bem otimizado, rodando bem em sistemas mid-end. Os controles são otimizados para ser usados com o controle de X360/PS3 porém não encontrei problemas em jogar com teclado/mouse.
O jogo conta com gerenciamento de equipe. Em diversos momentos o jogador escolhe quais membros irão completar a missão com o protagonista além de poder equipar upgrades e contar com um sistema de melhorias no arsenal.
O forte do jogo é a história, que consegue prender o jogador desde os momentos iniciais. Com um tema polêmico (inteligência artificial), faz você refletir sobre diversas questões ao mesmo tempo que apresenta reviravoltas, nos trazendo as mesmas questões de moral novamente.
Tem um fator replay fraco, mas vale a pena pela história e carisma dos personagens.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
17.7 hrs registradas
Publicada: 14 de agosto
Eu conheço esse jogo tem uns 3 anos e sempre tive vontade de jogá-lo. Apesar de ter esperado uns 2 anos pra sega dar um desconto decente pra ele nas summer e winter sale, isso infelizmente nunca aconteceu, então decidi pegá-lo por 50% de desconto.
O enredo dele é muito interessante. Ele se passa no futuro em 2080, em Tóquio. O aquecimento global fez o nivel do mar aumentar e boa parte das principais capitais mundiais foram inundadas. Então cidades novas foram construidas por cima das antigas, que estão inundadas. Controlando a principio "Dan Marshall" com seu parceiro "Big Bo" você deve ir atrás do presidente da corporação Amada. O motivo disso é que ele violou a clausula 21 do novo tratado de Genebra, de 2040, que proibe as pessoas de criarem robôs que tivesse a aparência de seres humanos.
Apesar de ele se parecer muito com shooter genérico, é um jogo traz uma satisfação muito grande a quem se dispuser a experimentá-lo. Apesar de boa parte da ação se passar em corredores em que tudo que você tem que fazer é atirar em androides, existem algumas coisas que diferenciam essa "cópia" de Gears of War, como alguns gostam de chamá-lo, de outros jogos.
Pra começar, em diversos momentos do jogo você deve escolher quem vai ficar no seu trio. Isso gera um replay muito grande já que você pode rejogar o jogo diversas vezes usando personagens diferentes, que irão ter falas e reações diferentes a outras personagens em diversas situações.

Outra coisa que diferencia ele, é que acreditem ou não, pelo seu headset você pode dar ordens, fazer elogios, criticas, ou simplesmente ser um babaca com seus companheiros de equipe. Isso vai mudar a maneira como eles te tratam e se eles vão te ajudar ou não no meio da batalha contra os androides. Acertar acidentalmente os tiros neles também faz a confiança deles em você subir ou abaixar. Ser muito ou pouco eficaz, ou ignorar sugestões deles também gera o mesmo impacto negativo.
O game foi feito pela mesma equipe que fez Yakuza(o sucessor espiritual de Shennmue), um jogo muito focado na história, com muitas cutscenes e diólogos. O jogo segue a mesma linha mas ao invez de você andar por uma cidade virtual e se meter em brigas, você deve seguir nesse shooter que é uma mistura de Exterminador do Futuro, Eu Robô e Rambo.
Há um sistema de evolução de personagens também que funciona igual um rpg, ganhe pontos(típico de um jogo da Sega, a moeda se chamar pontos) e use-os em máquinas, para comprar nanodispositivos e aumentar sua perfomance ou da sua equipe, ou para melhorar sua arma principal, ou a de seus companheiros.
O jogo tem diversos chefes, alguns de tamanhos colossais, outros nem tanto. Digamos que se você jogou Lost Planet 2, saiba que alguns dos chefes são daquele nível.
Se você gosta de uma ação frenética non stop, e uma história de tirar o fòlego, Binary Domain é o jogo pra você. Se você quiser jogar legendado em português, recomendo muito a tradução da tribogamer. Só tome cuidado para não baixar nenhum vírus naquele gerenciador de downloads sacana deles.

10/10, uma pérola subestimada da sétima geração de videogames.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada