Run, jump, shoot, fly and explore your way through a massive action-adventure reminiscent of classic 8- and 16-bit games.
Análises de usuários: Extremamente positivas (3,626 análises) - 96% das 3,626 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 22/nov/2011

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Comprar Cave Story+

LUNAR NEW YEAR SALE! Offer ends 12 de fevereiro

-67%
$14.99
$4.94
 

Análises

"Concluindo, Cave Story é um jogo incrível que tenho certeza de que estarei jogando de novo e de novo para o resto da minha vida. Ele consegue contar uma boa história, oferecendo uma fantástica jogabilidade de "correr e atirar" e um mundo enorme para explorar, e faz tudo isso com os seus próprios estilos e técnicas."
95/100 – Destructoid.com

"É uma obra-prima que deve ser jogada por todos que gostem do estilo clássico de jogos de ação - ou, na verdade, qualquer tipo de jogo de ação. A única questão de verdade é o que lhe surpreenderá mais: que este é o trabalho de uma única pessoa ou que ainda fazem jogos assim."
100/100 – 1UP.com

"Se este jogo tivesse sido lançado no NES 20 anos atrás, ele seria lembrado pelos jogadores como um ponto forte da era 8-bit."
90/100 – Eurogamer

Sobre este jogo

Sem dúvida o jogo indie mais conhecido de todos os tempos, Cave Story contém um enredo completamente original repleto de personalidade, mistério e horas e diversão frenética. Cave Story é um jogo de ação e aventura do aclamado designer independente Daisuke Amaya--ou Pixel para os fãs. Lotado de um charme e personagens incomparáveis, Cave Story te leva para um mundo raro onde uma curiosa raça de criaturas parecidas com coelhos, conhecidas como Mimigas, são livres.

Você acorda em uma escura caverna sem lembrar quem você é, de onde você veio e o motivo de estar no lugar que está. Ao encontrar a Vila Mimiga você descobre que os antes despreocupados Mimigas estão em perigo nas mãos de um cientista louco. A única esperança dos Mimigas está nas mãos de um garoto quieto e amnésico que não lembra de seu próprio nome.

Corre, pule, atire, voe e explore por todo o caminho em um jogo de ação e aventura gigantesco que lembra os clássicos jogos das era 8-bits e 16-bits. Controle e aprenda as origens do poder deste mundo, pare o vilão alucinado e salve os Mimiga!

Características-chave:

  • Gráficos originais (320x240) ou atualizados com alta definição
  • Contém a trilha sonora original e versões remasterizadas
  • Combine a qualidade dos gráficos e das músicas como desejar!
  • Seis novos modos de jogo (incluindo Wind Fortress, Boss Rush e mais!)
  • Mais de 20 batalhas épicas com chefões ao redor da Ilha Mimiga
  • 15 níveis para explorar no vasto mundo
  • 10 armas únicas para encontrar e aprimorar
  • Compatibilidade com controle USB
  • Quatro finais únicos
  • Atualizações de conteúdo no futuro

Requisitos de sistema

Windows
Mac OS X
SteamOS + Linux

    Minimum:

    • OS:Windows XP
    • Processor:Intel Core Solo
    • Memory:128 MB RAM
    • Graphics:64MB RAM
    • Hard Drive:200 MB HD space

    Recommended:

    • OS:Windows 7
    • Processor:Intel Core Duo 2.0 Ghz and above
    • Memory:512 MB RAM
    • Graphics:256MB RAM, non-integrated
    • Hard Drive:200 MB HD space

    Minimum:

    • OS:OS X version Leopard 10.5.8, Snow Leopard 10.6.3, or later.
    • Processor:Intel only, Power PC not supported
    • Memory:128 MB RAM
    • Graphics:64MB RAM

    Recommended:

    • Processor:Intel Core Duo 2.0 Ghz and above
    • Memory:512 MB RAM
    • Graphics:256MB RAM

    Minimum:

    • OS:Ubuntu 10.04 and Newer
    • Processor:Intel Core Solo
    • Memory:128 MB RAM
    • Graphics:64MB RAM
    • Hard Drive:200 MB HD space

    Recommended:

    • OS:Ubuntu 10.04 and Newer
    • Processor:Intel Core Duo 2.0 Ghz and above
    • Memory:512 MB RAM
    • Graphics:256MB RAM, non-integrated
    • Hard Drive:200 MB HD space
Análises úteis de usuários
12 de 13 pessoas (92%) acharam esta análise útil
25.5 hrs registradas
Publicada: 20 de setembro de 2015
Jogo muito bem feito, personagens memoráveis, música muito legal, jogabilidade fantástica.

O protagonista acorda sem memória em uma caverna, e por meio de exploração acaba descobrindo o plano maléfico do "Doctor" em usar os habitantes da ilha, para conquistar o mundo...

O mais divertido é que as suas escolhas fazem diferença, apesar de não serem tantas, provavelmente você vai ficar envolvido com a história

Com certeza é um jogo que vale a pena.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
2 de 2 pessoas (100%) acharam esta análise útil
30.3 hrs registradas
Publicada: 7 de janeiro
Melhor jogo da história!
Jogo ele desde 2007 e nunca me canso dele.
História, cenário e personagens incríveis e envolventes.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
1 de 1 pessoas (100%) acharam esta análise útil
42.2 hrs registradas
Publicada: 29 de janeiro
Cave Story pode ser considerado o líder da vanguarda dos jogos Indies. Antes mesmo da pixel art se popularizar, sem nenhuma intenção de ficar famoso, Daisuke Amaya começou a projetar durante 5 anos, Cave Story, em seu tempo livre como um hobby. O objetivo dele era criar um jogo que ele gostaria de jogar. Muitas vezes ele chegava tarde do trabalho, cuidava da esposa, do filho e depois continuava a trabalhar no jogo.
O jogo saiu em 2004 de graça na internet, o que facilitou sua divulgação, além de ter tido uma tradução bem rápida do japonês pro inglês. Foi só em 2010 que o criador começou a ganhar dinheiro com sua obra, quando o jogo finalmente saiu pra WiiWare mas apenas em formato digital, pela produtora indie Nicalis. Em 2011 a mesma lançou Cave Story + pra steam que era o mesmo jogo do Wii mas com uma dungeon a mais além de outros extras. O jogo ainda foi lançado também em 2011 pela primeira vez em mídia física e com os gráficos totalmente retrabalhados pra 3D pra Nintendo 3DS por um preço bem alto.

O jogo logo de cara ao entrar no menu de configurações te dá uma variedade boa de como você pode jogar CS. Com os gráficos originais ou retrabalhados? Com a trilha clássica, remasterizada ou refeita? E ainda, em Japonês ou Inglês? Você quer que seu personagem use roupas especiais próxima a datas comemorativas como Halloween e Natal?
Ao começar o jogo você ainda pode escolher jogar no modo fácil(que é o que eu recomendo) normal ou difícil. O jogo é o mesmo, a única coisa que muda com a dificuldade é a cor da roupa do seu personagem(que lembra bastante a roupa de um frentista) que é amarelo no fácil, vermelho no normal e no difícil, o Quote(que é o personagem que você controla) ganha uma aparência mais humana(ele é um robô).
O jogo logo de cara deve agradar os nostalgicos pois ele tem muito cara de um jogo antigo da nintendo. Nos gráficos originais ele lembra um jogo de 8 bits, já no remasterizado lembra mais um jogo de 16bits. Pela quantidade de sprites que ficam na tela ao mesmo tempo em diversos momentos eu não saberia dizer se o super nintendo/nintendo teriam processamento suficiente pra rodar ele.
O que chama atenção logo de cara, 10 segundos depois de abrir o jogo no CS é a trilha, pqp, é uma das melhoras trilhas dos jogos, e o jogo está recheado de temas memoráveis como "Mimiga Town", "Onto Grass Town", se você procurar no youtube vai achar várias versões feitas por fãs, usando guitarras, pianos e outros instrumentos.
Os gráficos são muito bons, a história do jogo é inicialmente simples mas muito bem contada, os dialogos são bem escritos,
A história é sobre um personagem chamado Quote(aspas em português) que acorda sem memórias em uma caverna, e de lá ele cai na Vila dos Mimigas, que são seres bonitinhos que lembram muito cachorros em formato humanoide. Seu primeiro objetivo é ir atrás de um vilão que se auto-intitula 'Doutor' que está fazendo os mimigas comerem flores vermelhas. Ao comerem essas flores, um poder latente dentro deles se manisfesta e os transforma em máquinas de matar. Isso não é muito explorado no jogo mas o Doutor quer usar os mimigas numa guerra contra a superficie(já que o jogo se passa numa ilha flutuante) pra dominar o mundo. Bem clichê mas o jogo tem tantas reviravoltas e finais diferentes, que no final das contas funciona.
O jogo é meio linear, porque vc pode voltar a areas já exploradas, mas não chega a ter a complexidade de um Castlevanis Symphony of the Night ou um Metroid. Tem algumas sidequests que são praticamente impossíveis de serem descobertas sem olhar na internet. No final de cada área o jogo sempre te mostra mais um pedaço da história, geralmente após vencer um chefe.
O gameplay dele é meio Megaman, pq vc mata os inimigos atirando neles, mas quase todas as vezes que um inimigo morre ele dropa mini-triforces(do zelda) que te permite evoluir a arma que vc está usando até o level 3. Acontece que, se vc tomar hit, vc perde level das armas(além de life), ou seja, não chega a ser o mesmo esquema do megaman pq existe a punição de vc ficar pior ao ser acertado. Durante o jogo você pode conversar com diversos npcs para conseguir armas novas e secretas, e não é possível terminar o jogo com todas as armas, então testar outras armas a cada jogatina aumenta e muito o replay do jogo.
O jogo de forma geral não é tão difícil exceto se você quiser fazer o final verdadeiro porque a última dungeon desse jogo, é uma sacanagem, mesmo no fácil ela é um absurdo de difícil. Nessa parte o jogo lembra muito o Ninja Gaiden de NES de tão filho da ♥♥♥♥ que ele é. Pra terminar eu tive que usar uma filosofia que eu uso pra jogos que tem uma guinada repentina de dificuldade: os fins justificam os meios. Sim, só foi possível terminar o jogo daquele jeito. São 2 chefes, e o o segundo dele tem 3 FORMAS, e a última forma de vida dele tem vida pra ♥♥♥♥♥♥♥!!
Eu sei que com muita insistência, perseverança e uma úlcera no final do processo é possível vence-lo mas não. Ele não é um chefe no nível difícil, ele é um chefe no nível japonês de difícil.
O final é bem satisfatório. O jogo dura acho que até 100 horas se vc tentar zerá-lo no melhor final. Não. Falando sério o jogo dura umas boas 12 horas e acredito que umas 8 se você souber o que está fazendo. Pretendo rejoga-lo várias e várias vezes pois ainda não pude usufruir de tudo que o jogo tem a me oferecer.

4.5 estrelas(5 se não fosse pela última dungeon), recomendo muito, Cave Story é um jogo obrigatório.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
344 de 385 pessoas (89%) acharam esta análise útil
148 pessoas acharam esta análise engraçada
1.1 hrs registradas
Publicada: 2 de setembro de 2015
STOP READING THIS AND BUY IT ALREADY

I'm not even kidding.

  • Fluent Controls
  • Great Story
  • Great Gameplay
  • Godlike Soundtrack

Quit reading this review However, nobody really reads my reviews to begin with and just BUY THIS GAME!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
18 de 19 pessoas (95%) acharam esta análise útil
2 pessoas acharam esta análise engraçada
2.2 hrs registradas
Publicada: 29 de dezembro de 2015
When it comes to a straight honest opinion of Cave Story, I would consider this game the pinnacle of indie games; everything that makes them fantastic and sticks out from the crowd. I go as far to say how easily they can surpass major blockbuster games both in sales, ratings and of course, the fans that cherish it so.

I will not spoil much about this game, other than the fact it plays out as a retro sidescrolling, platform-adventure game; very reminiscent of the early-mid 90's and the plethora of game titles of that time, such as Mega Man and Super Metroid for the SNES. To top this all off the graphics, programming, story and overall direction was made by one man.

To the newcomers of Cave Story, take my advice and play this game slowly at a steady pace and try not to ask for any outside help, as you may experience the intriguing creativity of this game for yourself and the other first timers who have stumbled upon this game for the first time also. I've only played a couple of hours of this, and countless hours on the freeware version so trust me when I say this wonderful indie, platform-adventure game is far beyond perfection.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada