Ressuscite a era clássica dos RPGs com a paródia retrô Breath of Death VII: The Beginning. Junte-se a Dem, o cavaleiro esqueleto, Sara, a historiadora fantasma, Lita, a vampira techie e Erik, o príncipe zumbi enquanto eles exploram um mundo assombrado à procura dos segredos do passado. Ria! Chore! Ria um pouco mais!
Análises de usuários: Muito positivas (907 análises) - 84% das 907 análises de usuários deste jogo são positivas.
Data de lançamento: 13/jul/2011

Inicie a sessão para adicionar este item à sua lista de desejos, segui-lo ou dispensá-lo

Pacotes que incluem este jogo

Comprar Cthulhu Saves the World & Breath of Death VII Double Pack

Inclui 2 itens: Breath of Death VII, Cthulhu Saves the World

LUNAR NEW YEAR SALE! Offer ends 12 de fevereiro

 

Análises

"Breath of Death VII é um daqueles raros jogos paródia que reconhece e zomba dos clichês do seu próprio gênero, mas aí lhes dá destaque e os faz criar vida própria, pintando ao conjunto um debochado sorriso de satisfação que contagia o jogador."
HonestGamer

"O roteiro é impecável e afiado, e o jogador vai se pegar rindo durante toda a experiência, principalmente quando começar a reconhecer as muitas referências a jogos antigos e a imensa quantidade de trocadilhos."
RPGamer

"Breath of Death VII: The Beginning é uma verdadeira surpresa. É um RPG que parece um clássico de outrora, mas sem os estorvos típicos do gênero."
WorthPlaying

"Para um RPG cujo fator diversão está à altura de títulos de R$50 a R$100 pelos quais muita gente vende um rim pra comprar, é um negócio e tanto."
RPGFan

Steam Big Picture

Sobre este jogo

Ressuscite a era clássica dos RPGs com a paródia retrô Breath of Death VII: The Beginning. Junte-se a Dem, o cavaleiro esqueleto, Sara, a historiadora fantasma, Lita, a vampira techie e Erik, o príncipe zumbi enquanto eles exploram um mundo assombrado à procura dos segredos do passado. Ria! Chore! Ria um pouco mais!

Características principais:

  • Estilo de RPG clássico misturado com características modernas de design!
  • Combate rápido e baseado em turnos!
  • Jornada com 4 a 6 horas de duração com vários modos de jogo e níveis de dificuldade para um valor de replay adicional.
  • Sistema de customização fácil de entender e com frequentes subidas de nível.
  • Técnicas de união de vários personagens e um sistema de quebra de combos para uma profundidade maior!

Requisitos de sistema

    • OS: Windows XP, Vista, 7
    • Processor: 1.6Ghz or higher
    • Memory: 1GB
    • Hard Disk Space: 200 MB
    • Video Card: DirectX 9.0c compatible
    • DirectX®: 9.0c compatible
    • Sound: DirectX 9.0c compatible
    • Additional: Current version of Windows Media Player
Análises úteis de usuários
11 de 11 pessoas (100%) acharam esta análise útil
6.0 hrs registradas
Publicada: 25 de novembro de 2015
"Breath of Death VII" é um jogo RPG no estilo retro muito parecido com "Cthullu Saves the World" feito pelos mesmos desenvolvedores. Este jogo conta a história de quando os mortos-vivos passaram a reinar sobre a Terra, devido a extinção humana pelas armas nucleares. O mundo estava novamente estável - apesar dos ''novos'' habitantes - até que o mal resolveu atacar e acabar com os tempos pacíficos.

Pontos Positivos:

  • Procede com as referências e trocadilhos cômicos de outros RPGs da década de 90.

  • É rico em diálogo, além das conversas desencadeadas no decorrer da trama, também é possível puxar assunto com seus seguidores durante quests - sendo boa parte destas engraçadas.

  • Tem um estilo de turnos simples de entender e com uma mecânica interessante, não tornando o combate complexo e permitindo até mesmo ativar ataques especiais que juntam habilidades de dois personagens diferentes de uma só vez.

  • O sistema de seguidores é bem legal, podendo ter até três personagens diferentes te ajudando.

  • Em alguns momentos exige táticas para vencer, não apenas atacar sem parar. Você precisa saber usar os especiais no momento certo, bem como equilibrar a defesa e a cura com o ataque e o dano; precisa lidar também com a quantia de MP, que pode acabar rapidamente se não for bem ministrada.

  • Possui um gráfico 16-bits que lembra títulos antigos e assim como em "Cthullu", não deixou a desejar nas músicas.

Pontos Negativos:

  • É relativamente curto, tendo a metade da duração de "Chtullu".

  • Não tem um enredo tão bom; ele acaba por ser divertido devido às piadinhas e acontecimentos engraçados, e não por ter um enredo significativo.

  • Mesmo sendo rápido ainda consegue ser enjoativo, pois assim como em "Chtullu" toda área que você acessar mostrará um contador de batalhas, tendo você que lutar várias e várias vezes de modo repetitivo para então poder explorar a área sem ninguém te atrapalhar (por exemplo na primeira Dungeon é preciso travar 10 batalhas para que os encontros randômicos parem).

  • Principalmente conforme a dificuldade escolhida, o MP acaba rapidamente, sendo que ele não é totalmente regenerado após cada batalha. Desse modo, ou você precisa encontrar um ponto de "save" para recuperar o MP, ou então parar de explorar a Dungeon pela metade e ir até um bar na cidade e salvar o jogo lá para recuperar os pontos da equipe.

  • Mudanças de equipamentos quase nunca são visualmente explícitas ao serem aplicadas em personagens. Muitas armas e armaduras ao serem substituídas continuam com a mesma aparência no personagem - o que já era de se esperar para um RPG retro.

  • Não possui sistema de conquistas e nem dropa cartas colecionáveis.

Assim sendo, recomendo "Breath of Death VII" principalmente pelo seu baixo preço e por dar suporte ao controle de X-box 360. É um jogo que consegue prender a atenção por ser divertido e inteligente ao mesmo tempo, mas deixo claro que é disponível somente em Inglês, nada de traduções. Se você gostou de "Cthullu", sem dúvidas vai gostar deste (e vice-versa). Entrementes, saiba que ambos os títulos são altamente enjoativos pela quantidade de batalhas repetitivas a serem travadas em cada área, por isso minha dica é jogar apenas um pouco por dia e não tentar zerar os dois jogos de modo seguido, pois isso provavelmente te fará desistir.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
17 de 20 pessoas (85%) acharam esta análise útil
4.8 hrs registradas
Publicada: 18 de setembro de 2015
Breath of Death VII is a very short and basic, yet enjoyable, RPG. As someone with little experience playing RPGs, I found myself able to enjoy this one a lot. I imagine hardcore fans will find this game boring and lackluster, so don't have very high expectations. This game is enjoyable for a very simple reason; it's fun, the dialogue is funny, the storyline is somewhat intrigueing, the battles are cool and the soundtrack is pretty sweet. There is not much character development or a big world to explore, instead, most of my personal enjoyment came from the dialogue and basic gameplay. The characters are pretty cliché, but still feel a bit unique. They're not that developed, this always left some room for imagination, personally, when I was imagining this game through the dialogue.

A very short, but fun (and cheap) RPG is the best way to describe it in short. If you enjoyed this game, you'll also definitely love Cthulhu Saves The World, which is basically a straight improvement in almost every way.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
14 de 17 pessoas (82%) acharam esta análise útil
7.2 hrs registradas
Publicada: 5 de outubro de 2015
“The chest screams ‘Bazooka of Ultimate Destruction’ to me!”

Breath of Death VII: The Beginning (BoDVII) is a classic 2-D turn-based role-playing game (rpg) by the company Zeboyd Games with emphasis on combat mechanics and tactics.

Atmosphere & Details:

+ The 16-bit-style and general layout of the game provides a retro-feeling.
+ Various entertaining allusions and references to rpgs from the ‘90s.

o Relatively short game that can be finished within a few hours.

- The musical background lacks variety.

Combat & Tactical Gameplay:

+ Fast paced battle system with round-based combat mechanics.
+ Easy character development with branching level-up system.
+ Employs an interesting combo system with multi-character combination techniques for special attacks.

o Party size is limited to a maximum of four characters.
o Encounters in an area are limited (with a manual option to have additional encounters).

- Next to the protagonist there are only three recruitable characters.

Characters & Story:

+ Creative characters offer amusing dialogues and slapstick humour.

o Protagonist is mute.

- Lack of coherent and fluid story telling.
- No voice acting during the entire game.

Summary:

Zeboyd Games has created with BoDVII a short and entertaining game experience. It pays tribute to the classic rpg genre and successfully mimics the basic mechanics without overstaying its welcome.
--

Trivia:

Despite its title, it is the only game of its "series", and the previous "six" do not exist. The title is simply a parody.
--

This game has no Steam achievements.
--

Penny Arcade Adventures: On the Rain-Slick Precipice of Darkness: Episode 4
2-D turn-based role-playing game (Fantasy) – 2013

Penny Arcade Adventures: On the Rain-Slick Precipice of Darkness: Episode 3
2-D turn-based role-playing game (Fantasy) – 2012

Cthulhu Saves the World - 2-D turn-based role-playing game
(Fantasy) – 2011
Link to Steam review for Cthulhu Saves the World.

Breath of Death VII: The Beginning (PC) - 2-D turn-based role-playing game
(Fantasy) – 2010
--

Please also check out the Completing the Backlog’s Curator page here – follow for the regular updates on reviews for other games.
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
8 de 10 pessoas (80%) acharam esta análise útil
11 pessoas acharam esta análise engraçada
2.3 hrs registradas
Publicada: 28 de outubro de 2015
20XX is confermed the sp00kiest year of the world
hope we live untill then
20/20 hope to lived to get sp00ked
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada
9 de 12 pessoas (75%) acharam esta análise útil
6.1 hrs registradas
Publicada: 19 de setembro de 2015
Short game, but worth the play. The characters are witty and funny, and sometimes the plot and dialogue is just so weird and pun-filled that you can't help but laugh. With it's classic rpg design, definitely worth it to spend some money to play for some nostalgic and fun-filled times!
Você achou esta análise útil? Sim Não Engraçada